Confrontos entre America e Fluminense no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
America versus Fluminense
Torcidas de America e Fluminense.
America FC.svg America 77 vitória(s), 379 gol(s)
Fluminense FC escudo.png Fluminense 147 vitória(s), 564 gol(s)
Empates 71
Total de jogos 295
Total de gols 943
editar

America versus Fluminense é o confronto que envolve o America Football Club e o Fluminense Football Club, clubes da cidade do Rio de Janeiro, capital do estado com esse mesmo nome, no Brasil.

Acentuar o nome America, segundo o estatuto deste clube é incorreto, pois a grafia se escreve baseada na língua inglesa.[1]

Introdução[editar | editar código-fonte]

O America, clube que historicamente representa a região da cidade do Rio de Janeiro conhecida como Grande Tijuca, na Zona Norte,[2] e o Fluminense, clube do bairro de Laranjeiras, na Zona Sul, fazem um confronto que completou 100 anos de História em 2008.

O jogo mais importante deste clássico foi a decisão do Campeonato Carioca de 1960, quando o America venceu por 2 a 1, sagrando-se o primeiro campeão carioca do então recém-criado, Estado da Guanabara. Neste jogo, o lateral-direito Jorge converteu-se no grande herói da conquista, ao marcar o gol da vitória americana.[3] No total, America e Fluminense disputaram nove finais até os dias atuais, com seis vitórias tricolores e três americanas.[4]

História[editar | editar código-fonte]

America e Fluminense se confrontam desde 19 de julho de 1908, na vitória do Flu por 2 a 1, em Laranjeiras, válida pelo Campeonato Carioca, com gols de Buchan e Emile Etchegaray para o Fluminense e Lucas Assumpção para o America.[5] 1908 foi também o primeiro ano no qual os dois clubes disputaram acirradamente o Campeonato Carioca, com o Flu sagrando-se campeão e o America terminando como vice, empatado com o Botafogo em número de pontos, mas com melhor desempenho em todos os outros critérios, exceto no saldo de gols, e também com vantagem no confronto direto. As duas vitórias do Fluminense sobre o America acabaram por definir o título.[6]

Um dos fatores que levaram ao fortalecimento do America foi a chegada ao time rubro de Belfort Duarte, um dos grandes ídolos da História americana, que ao chegar ao Rio de Janeiro no final de 1907 pensava em se juntar ao Fluminense, mas acabou convencido pelo seu amigo, o jogador rubro Gabriel de Carvalho, a se juntar ao America, ele mesmo, Gabriel, que igualmente viria se juntar ao Fluminense e acabou convencido por americanos a se juntar ao clube rubro, iniciando uma rivalidade entre os dois clubes,[7] com o argumento de que o America precisava mais dele do que o Fluminense.[8]

No ano de 1909 o Fluminense goleou o America em disputa envolvendo os segundos quadros por 22 a 0, com Alberto Borgerth, ele que seria o pivô da cisão que levaria 9 jogadores a saírem do Fluminense para fundarem o Departamento de Futebol do Flamengo, marcando 10 gols nesta partida.[9]

Com dificuldades para conseguir da Liga e das autoridades licença para utilização dos campos de jogo nos quais estava interessado, o America recebeu do Fluminense permissão para indicar suas instalações como campo oficial para a disputa do Campeonato Carioca de 1910.[10]

O Campeonato Carioca de 1911 foi um tanto tumultuado, com vários problemas dentro e fora dos gramados, tendo ao seu final apontado o Fluminense como campeão e o America como vice.[11]

Em 1914, o America também sofreu uma grande dissidência, quando cerca de 70 jogadores e sócios descontentes com a diretoria, resolveram em reunião ingressar em outro clube. Após debaterem, escolheram o Fluminense como o clube a ser adotado. Entre estes, Marcos Carneiro de Mendonça, campeão carioca pelo America no ano anterior e que viria a ser o primeiro goleiro da Seleção Brasileira, tendo sido titular do Flu entre 1914 e 1922 e, mais tarde, presidente do Tricolor.[12]

Fato interessante aconteceu em 18 de julho de 1915. O Fluminense vencia o America por 2 a 1 no campo deste clube, na Rua Campos Salles, quando o árbitro W. A. Tulk, do Rio Cricket, invalidou um gol do time rubro. A torcida americana enfurecida invadiu o campo e o árbitro acabou validando este gol. O Tribunal de Justiça resolveu invalidar o jogo e, na nova partida, jogada no campo do Botafogo, em General Severiano, o America venceu por 5 a 3.[13]

Na única decisão envolvendo estes dois clubes pelo Torneio Início, o Fluminense sagrou-se campeão ao vencer o America por 1 a 0 em 16 de abril de 1916, com gol de Henry Welfare, logo na primeira edição da história desta competição criada pela Associação de Cronistas Desportivos (entidade atualmente denominada ACERJ - Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro), com renda em benefício da instituição denominada Patronato de Menores e cerca de 5.000 espectadores presentes ao Campo da Rua Guanabara, do Fluminense.[14][15]

Marcos Carneiro de Mendonça

A primeira vez em que se disponibilizou um meio de comunicação exclusivamente para um jogo de futebol no Rio de Janeiro foi em 14 de julho de 1917, no clássico America e Fluminense, na Rua Campo Sales. A Light S.A. pôs à disposição um telefone, com um encarregado de prestar informações ao público sobre o andamento do jogo. Em campo, vitória tricolor por 3 a 1, com Marcos de Mendonça tendo defendido um pênalti.[16]

Nesse ano, o America disputou acirradamente o título com os tricolores, ficando a apenas dois pontos do campeão, tendo para isso contribuído uma surpreendente derrota para o Andarahy na antepenúltima rodada por 3 a 1. As duas vitórias do Flu sobre o America durante este campeonato também foram determinantes para definir as colocações finais dos dois principais protagonistas deste ano.[17]

O Campeonato Carioca de 1922 foi bastante acirrado, por ter sido realizado no ano do Centenário da Independência do Brasil. Ao seu final, o America foi campeão com 18 pontos, o Flamengo vice com 17, o Fluminense terceiro colocado com 16 e o Botafogo o quarto, com 15. A bem da verdade o America, já campeão, se negou a disputar partida remarcada contra o Flu, perdendo por W.O., o que comprova ainda mais a sua superioridade.[18]

Em 1 de novembro de 1925, faleceu em uma colisão de trens o presidente do America, Raul Reis. O clube rubro suspendeu todas as suas atividades esportivas em razão disso, decidindo não comparecer ao jogo contra o Fluminense no returno do campeonato e entregar-lhe os pontos. O Tricolor não aceitou o W.O. e solicitou à AMEA que a partida fosse transferida para outra data. A AMEA indeferiu o pedido e atribuiu os pontos para o Fluminense. O America, em agradecimento à atitude do Tricolor, enviou-lhe um elegante ofício de agradecimento,[19] terminando por aí as rivalidades exacerbadas anteriores iniciadas por conta da disputa entre os dois clubes por jogadores e depois estendida através dos confrontos pelos gramados.[20]

Fluminense e America também disputaram acirradamente o Campeonato Carioca de 1927, tendo o Flamengo se sagrado campeão ao final da disputa, com o Fluminense tendo terminado em segundo e o America em terceiro. O empate do Flu com o America por 2 a 2 na penúltima rodada fez com que o Fluminense terminasse um ponto atrás do Flamengo.[21]

Outro jogo importante foi o de 21 de outubro de 1928, quando o America ganhou por 3 a 1, sagrando-se campeão carioca em Campos Sales, partida na qual o Flu não ambicionava a conquista e que teve, ao seu término, orquestras de americanos, disparos de morteiros, lançamentos de serpentinas e a Banda da Polícia Militar nas comemorações.[22]

A primeira partida entre rubros e tricolores pelo regime profissional foi em 26 de abril de 1933, em partida amistosa disputada nas Laranjeiras que terminou com vitória do America por 4 a 1. Pelo primeiro Campeonato Carioca profissional, vitória do America por 3 a 0 em Campos Sales pelo Turno, e vitória tricolor por 4 a 2 nas Laranjeiras no Returno, partidas estas válidas também pela primeira edição do Torneio Rio-São Paulo.[23]

Um clássico sensacional praticamente decidiu o Campeonato Carioca de 1935, pois pela antepenúltima rodada o Fluminense vencia o America por 5 a 4 e já perto do final da partida o time rubro fez dois gols, virando o jogo e praticamente garantindo o título, pois nas últimas rodadas venceu a Portuguesa por 4 a 0 e empatou com o Flamengo por 1 a 1, e como o Flu venceu o Modesto por 4 a 0 e a Portuguesa por 5 a 3, terminou o campeonato como vice-campeão, há apenas um ponto do America.[24]

O Fluminense foi campeão do Torneio Aberto em 1935 ao vencer o America na final por 3 a 1, em 14 de julho, nas Laranjeiras, naquela que foi a sua primeira conquista na Era do Profissionalismo.[25] Na edição do Torneio Aberto de 1936, o Flu empatou com o America por 1 a 1 na última rodada, eliminando o clube rubro e classificando-se para a final.[26]

No Campeonato Carioca de 1936, o Fluminense derrotou o America por 4 a 2 nas Laranjeiras, resultado que habilitou o Tricolor a fazer uma melhor de três contra o Flamengo, que posteriormente lhe daria o título, pois estes clubes terminaram essa competição empatados em pontos. Caso tivesse sido o America o vencedor desta partida, teria se sagrado bicampeão carioca, tendo Russo sido considerado o grande nome tricolor deste cotejo, por ter marcado três gols.[27]

Em 30 de dezembro de 1938, o Fluminense conquistou o tricampeonato carioca após empatar com o America por 2 a 2, em campeonato por pontos corridos, já que não podia mais ser alcançado pelo Flamengo, segundo colocado. O último jogo, em que derrotou o Vasco da Gama por 3 a 1, foi apenas um jogo comemorativo.[28]

O America precisava ganhar do Fluminense na última rodada do segundo turno do Campeonato Carioca de 1941 para se classificar para a continuação dessa competição e começou a partida ganhando por 3 a 0, com todos os seus gols sendo marcados até os 26 minutos do primeiro tempo, mas o Flu, que ao final desta competição conquistaria o quinto título do Campeonato Carioca em seus últimos seis anos de disputa, acabaria por virar a partida que teria como resultado final a vitória tricolor por 4 a 3, em uma grande exibição de seu ponta-esquerda Carreiro e de Tim, autor de três gols.[29]

O Fluminense foi campeão e o America vice no Torneio Extra de 1941, sem terem disputado diretamente o título, com o America tendo tirado a invencibilidade tricolor justamente na última partida, vitória rubra por 2 a 1 em Campos Sales.[30]

Orlando Pingo de Ouro fez a sua estreia pelo Fluminense na vitória por 2 a 1 sobre o America, em 5 de agosto de 1945, tendo anotado o gol da vitória aos 38 minutos do segundo tempo, perante 13.113 pagantes, mais os associados presentes ao Estádio das Laranjeiras naquela tarde, ele que viria a se consagrar como o maior artilheiro da história deste clássico.[31]

A derrota para o Fluminense por 2 a 1 em São Januário na última rodada do Torneio Relâmpago de 1946, acabou tirando do America o bicampeonato desta competição, vindo a se sagrar campeão o Vasco da Gama, que terminou com sete pontos conquistados, contra seis do Fluminense (que terminou com um gol a mais de saldo) e do America.[32]

Em 24 de novembro e em 15 de dezembro de 1946, o Flu ganhou o America por 8 a 4 e por 6 a 2, respectivamente, em jogos válidos pelo Supercampeonato, que acabariam por dar o título ao Fluminense em um final contra o Botafogo, e que reuniu também o Flamengo, pois estas quatro equipes chegaram empatadas ao final dos dois turnos do Campeonato Carioca de 1946, no campeonato mais equilibrado da história do Campeonato Carioca, pois nenhum outro terminou com quatro equipes empatadas ao fim da competição. A vitória do Flu por 8 a 4 em General Severiano, foi a partida com maior número de gols deste confronto centenário.[33] Ainda pelo campeonato regular, 20.149 torcedores pagaram ingressos, fora os associados e seus dependentes, para assistir ao confronto com maior público em Laranjeiras. Sobre isso, publicou o Jornal dos Sports em 24 de outubro de 1945, que 6.000 sócios comumente compareciam aos jogos do Fluminense.[34]

No primeiro clássico realizado no Maracanã, vitória rubra por 3 a 1 em 26 de agosto de 1950, partida válida pelo Campeonato Carioca, no qual o America terminaria como vice campeão, ao perder a decisão para o Vasco da Gama.[35]

O antigo locutor Waldir Amaral, goiano, viajou para o Rio de Janeiro a fim de conhecer Oduvaldo Cozzi, ícone do rádio esportivo carioca nos anos 1940 e 1950, tendo sido contratado pela Rádio Tupi como locutor comercial em 1948. Depois, começou a atuar também como assistente da equipe de esportes da Rádio Mauá, então chefiada pelo narrador Jayme Moreira Filho, torcedor confesso do America. No início dos anos 1950, Jayme narrava o clássico entre America e Fluminense, quando no começo do segundo tempo, o Fluminense vencia o America por 3 a 0. Revoltado com a derrota iminente, Jayme olhou para Waldir Amaral e disse: "- Menino, eu não vou narrar mais esse jogo. Vou embora pra casa. Agora é a sua chance". Waldir seguiu com a narração e teria transmitido mais dois gols do Fluminense, mas a conta está incorreta e este jogo pode ter sido a vitória tricolor por 4 a 0 em 1951 ou por 6 a 1 em 1953.[36]

A grandeza deste clássico ultrapassou as fronteiras do Brasil, em 1954, quando estes clubes se confrontaram pela Copa Montevidéu, com vitória americana por 3 a 2.[37] O Fluminense começou vencendo a partida por 2 a 0, com dois gols de Telê, mas o quadro americano virou o jogo com gols de Wassil (2) e Ivan.[38]

No dia 16 de fevereiro de 1955, o America garantiu o vice campeonato Carioca de 1954 ao ganhar o Fluminense por 3 a 0.[39]

Em 18 de outubro de 1955, o America rompeu relações com o Fluminense alegando assédio a atletas com contrato em vigor.[40]

Em 17 de março de 1956, decidindo o terceiro turno do Campeonato Carioca de 1955, o America ganhou com autoridade do Flu por 2 a 0, sagrando-se campeão daquele turno e qualificando-se para a final deste campeonato perante o Fla.[41]

Restabelecidas as relações entre America e Fluminense no dia 8 de janeiro de 1957.[42]

No dia 19 de abril de 1967, o America inaugurou o Estádio Wolney Braune em uma partida de juvenis contra o Flu, que terminou em 1 a 1, com o primeiro gol sendo marcado por João Francisco aos 37 minutos do primeiro tempo, de falta, para o Fluminense, com Antônio Carlos empatando a partida aos 14 minutos da etapa final, também em cobrança de falta.[43]

A primeira decisão da Taça Guanabara, então competição independente do Campeonato Carioca, entre estes dois clubes, foi em 17 de agosto de 1969, com o Fluminense ganhando por 1 a 0, gol de seu artilheiro Flávio, sagrando-se campeão perante 67.492 pagantes.[44]

No ano seguinte, o Fluminense conquistaria o Primeiro Turno do Campeonato Carioca de 1970 ao derrotar o America por 2 a 0 na decisão, perante 61.667 pagantes.[45]

Este clássico do futebol carioca decidiu ainda a Taça Guanabara de 1974, com o America ganhando por 1 a 0, gol de falta do também lateral-direito, como acontecera em 1960, Orlando. [46] No ano seguinte, foi a vez do Fluminense conquistar a Taça Guanabara de 1975, também por 1 a 0 e também com gol de falta, de Roberto Rivellino, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação,[47] em uma das decisões mais intensamente disputadas na história do futebol carioca.[48][49]

Em 1976, o America classificou-se para a fase final do Campeonato Carioca, junto com Flu, Vasco e Botafogo. O jogo entre tricolores e rubros terminou com a vitória do Fluminense por 2 a 0, e como Flu e Vasco terminaram empatados, decidiram o campeonato em jogo extra que o Tricolor ganhou por 1 a 0. O America ficou em terceiro, ao ganhar do Bota por 3 a 0.[50]

Foi disputada no ano seguinte a Copa Vale do Paraíba de 1977, também conhecida como Taça Flávio Marques, que teve a participação de America, Fluminense, Guaratinguetá e São José. A partida entre America e Flu, disputada em Juiz de Fora, terminou empatada por 1 a 1, e a classificação final apontou o Flu como campeão e o America como vice.[51]

Em 1982 o America conquistaria a Taça Rio, vencendo o Fluminense, que já não tinha mais chances para se sagrar campeão, por 4 a 2. Já em 1983, o Flu ganharia a Taça Guanabara, derrotando o America na final por 2 a 0, com gols de Assis, e em 1985 seria campeão ao vencer o America por 1 a 0, com o time rubro já sem pretensões, em partida que foi remarcada para quatro dias depois da data prevista na tabela (5 de outubro) em função de greve dos rodoviários e que ainda assim teve mais de 47.000 pagantes[52].

Em 1990 o Fluminense perderia do America já tendo entrado em campo campeão da Taça Rio, beneficiado pela derrota do Flamengo para o Botafogo no dia anterior,[53] e em 1991 seria campeão da Taça Guanabara ao empatar com o time rubro, este já sem pretensões de título.

Os dois clubes fizeram a partida inaugural do Estádio do Trabalhador, em Resende, tendo a partida terminado em 0 a 0, sendo disputada em 1 de outubro de 1992. Na disputa de pênaltis, o Fluminense conquistou a Taça Cidade de Resende, ao vencer esta disputa pelo placar de 4 a 3.[54]

Este clássico comemorou o seu centenário, que se daria em 19 de julho, na partida disputada no dia 6 de fevereiro de 2008, quando o Fluminense venceu o time do America que fazia a pior campanha de sua história no Campeonato Carioca, e ainda por cima desfalcado de vários jogadores, por 6 a 1, numa Quarta-feira de cinzas bastante chuvosa no Rio de Janeiro.

Em maio de 2016 o Fluminense fez acordo com o America para utilização do Estádio Giulite Coutinho, assumindo reformas no estádio americano com custo de cerca de R$700.000,00 e passando a disputar partidas de menor apelo de público nesse estádio, desde então.[55]

História do "pó de arroz"[editar | editar código-fonte]

Cabe lembrar que o apelido de pó de arroz foi dado ao Fluminense em um clássico contra o America, válido pelo Campeonato Carioca e disputado em 13 de maio de 1914, no Campo da Rua Campos Sales, em jogo que terminou empatado por 1 a 1.[56]

Segundo a versão popular, o jogador tricolor Carlos Alberto, um dos jogadores do Flu dissidentes do America, para disfarçar sua condição de mestiço teria passado pó de arroz no rosto, o que gerou os gritos da torcida do America, que o conhecia e dele devia guardar algum rancor, pois tinha abandonado este clube, e quando jogava contra o Fluminense chamava os tricolores de pó de arroz.[57] O dia da partida, 13 de maio, data comemorativa pela libertação dos escravos, deve ter contribuído para criar esta lenda.[58]

Segundo narra o livro O America na história da cidade: "O apelido tinha endereço certo, pois Carlos Alberto, sendo mulato, para disfarçar a cor, costumava empoar-se. Enquanto estava em Campos Sales, tudo isso era considerado muito normal, mas... naquele dia, em represália, fora desfeiteado daquele modo."[59]

Segundo depoimento testemunhal do também ex-jogador dos dois clubes, Marcos Carneiro de Mendonça, o tal produto teria sido algo para combater irritação da pele, talvez um produto pós barbear.[60]

Já o Jornal do Brasil, em sua edição de 17 de janeiro de 1914, página 13, já publicava a propaganda de um produto para conservação do pó de arroz usado na pele para esconder manchas, cravos e espinhas e, possivelmente, pele irritada pós barbear. É evidente que era comum o uso naquela época e provavelmente não existia outra medicação mais adequada, considerando os recursos desta época.[61]

Com o tempo, o apelido foi assimilado pela torcida do Fluminense com lançamento de pó de arroz e talco na entrada do time em campo, fazendo uma das festas mais bonitas para a entrada de um clube, proporcionada por sua torcida.

Outras estatísticas[editar | editar código-fonte]

Último jogo considerado: Fluminense 1–0 (6 de março de 2016).[62][63]
Goleadas
Maior goleada do Fluminense: 8–0, em 27 de janeiro de 2002.
Maior goleada do America: 5–1 em 21 de janeiro de 1956.
Clássico com maior número de gols: Fluminense 8–4, em 24 de novembro de 1946.
Artilheiros
Maior artilheiro do Fluminense contra o America: Orlando Pingo de Ouro, 15 gols.
Maior artilheiro do America contra o Fluminense: Edu, 14 gols.
Séries
O maior período de invencibilidade foi do Fluminense, 11 jogos sem derrota (4 V e 7 E) entre 3 de maio de 1970 e 19 de setembro de 1971, enquanto a favor do America foi de 6 jogos em duas ocasiões, a última entre 16 de julho de 1972 e 1 de agosto de 1973 (2 V e 4 E).[64]
A maior sequência de vitórias foi do Fluminense, com 7 vitórias entre 22 de abril de 1917 e 28 de dezembro de 1919, a do America foi de 4 jogos entre 12 de setembro de 1954 e 30 de abril de 1955, enquanto a de empates foi de 4 jogos em 4 ocasiões, a última entre 29 de maio de 1999 e 8 de abril de 2001.[65]
Campeonato Brasileiro
Pelo Campeonato Brasileiro Unificado, foram 12 jogos, com 5 vitórias do Fluminense, 4 do America e 3 empates. O Fluminense fez 13 gols e e o America fez 8, com todas as partidas sendo disputadas no Maracanã:[66]
  1. Fluminense 1–2 America, 17 de setembro de 1969.
  2. Fluminense 3–0 America, 11 de outubro de 1970.
  3. Fluminense 0–0 America, 19 de setembro de 1971.
  4. Fluminense 0–0 America, 12 de novembro de 1972.
  5. Fluminense 2–0 America, 16 de setembro de 1973.
  6. Fluminense 2–1 America, 11 de novembro de 1973.
  7. Fluminense 1–1 America, 10 de março de 1974.
  8. Fluminense 2–0 America, 27 de setembro de 1975.
  9. Fluminense 0–1 America, 30 de novembro de 1975.
  10. Fluminense 0–1 America, 30 de outubro de 1977.
  11. Fluminense 0–2 America, 7 de maio de 1978.
  12. Fluminense 2–0 America, 30 de outubro de 1988.
Principais competições
Além do Campeonato Brasileiro, foram disputadas 212 partidas pelo Campeonato Carioca, com 109 vitórias do Fluminense, 57 do America e 46 empates, 397 gols para o Flu e 274 para o America. Já pelo Torneio Rio-São Paulo foram 13 jogos, com 6 vitórias do Fluminense, 4 do America e 3 empates, 29 gols para o Fluminense e 23 para o America.[67]
Principais estádios
O Estádio do Maracanã foi o mais utilizado, com 126 partidas, 63 vitórias do Fluminense, 32 do America e 31 empates, 206 gols a favor do Fluminense e 126 a favor do America.[68]
No Estádio de Laranjeiras foram 74 partidas, com 39 vitórias do Fluminense, 20 do America e 15 empates, 163 gols a favor do Fluminense e 109 a favor do America.[69]
Já na Rua Campos Sales foram 37 partidas, com 16 vitórias do Fluminense, 13 do America e 8 empates, 76 gols a favor do Fluminense e 68 a favor do America.[70]
No Estádio de São Januário foram 21 partidas, com 10 vitórias do Fluminense, 6 do America e 5 empates, com 40 gols a favor do Fluminense e 30 a favor do America.[71]
Cidades
O clássico America versus Fluminense já foi realizado em 8 cidades: Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Mesquita, Niterói, Petrópolis, Resende, Juiz de Fora (MG) e Montevidéu (Uruguai).[72]

Decisões[editar | editar código-fonte]

Torneio Aberto de 1935: Fluminense campeão.
Terceiro Turno do Campeonato Carioca de 1955: America campeão.
Campeonato Carioca de 1960: America campeão.
Taça Guanabara de 1969: Fluminense campeão.
Primeiro Turno do Campeonato Carioca de 1970: Fluminense campeão.
Taça Guanabara de 1974: America campeão.
Taça Guanabara de 1975: Fluminense campeão.
Taça Guanabara de 1983: Fluminense campeão.
Torneio Início
Torneio Início de 1916: Fluminense campeão.

Jogos importantes[editar | editar código-fonte]

Campeonato Carioca de 1927:

Na penúltima rodada o America empatou com o Fluminense e o Flamengo ganhou o Vasco. Na última, o Fluminense ganhou do Vasco e o America perdeu para o Flamengo, que foi campeão com um ponto de vantagem sobre o Fluminense, três sobre o America e quatro sobre o Vasco, com o ponto perdido pelo Tricolor no empate contra o America tendo sido decisivo para o título do Flamengo ao final do campeonato.

Campeonato Carioca de 1928:

America campeão contra o Fluminense, que não tinha chances de título.

Campeonato Carioca de 1936:

A vitória do Fluminense sobre o America na última rodada evitou o bicampeonato americano e classificou o Fluminense para uma melhor de três contra o Flamengo, oportunidade na qual o Flu se sagraria campeão.

Campeonato Carioca de 1938:

Fluminense campeão contra o America, que não tinha chances de título.

Campeonato Carioca de 1946:

Supercampeonato: America, Botafogo, Flamengo e Fluminense classificaram-se para a fase final deste campeonato, com o Fluminense conquistando o título ao final dos dois jogos disputados em cada um dos clássicos.

Campeonato Carioca de 1976:

America, Botafogo, Vasco e Fluminense, que acabaria campeão, compuseram a fase decisiva deste campeonato.

Taça Rio de 1982:

America campeão contra o Fluminense, que não tinha chances de título.

Taça Guanabara de 1985:

Fluminense campeão contra o America, que não tinha chances de título.

Taça Rio de 1990:

Com a derrota do Flamengo no dia anterior, o Fluminense já entrou em campo campeão contra o America.

Taça Guanabara de 1991:

Fluminense campeão contra o America, que não tinha chances de título.

Outros grandes momentos[editar | editar código-fonte]

Além das oportunidades acima nas quais se confrontaram diretamente pelos títulos de campeões, os clubes foram campeões com o outro vice, nas seguintes ocasiões:[73]
America campeão, Fluminense vice
Campeonato Carioca de 1935.
Fluminense campeão, America vice
Campeonato Carioca de 1908.
Campeonato Carioca de 1911.
Campeonato Carioca de 1917.
Torneio Extra de 1941.[74]
Copa Vale do Paraíba de 1977.[75]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Aonde não consta informação sobre público pagante e presente, a referência é aos pagantes, acima de 40.000.[76]
  1. Fluminense 2–0 America, 141.689 (120.178 pags.), 9 de junho de 1968 (rodada dupla).
  2. Fluminense 0–2 America, 100.635 (92.736 pags.), em 17 de março de 1956.
  3. Fluminense 1–2 America, 98.099, em 18 de dezembro de 1960.
  4. Fluminense 0–1 America, 97.681, em 22 de setembro de 1974.
  5. Fluminense 1–0 America, 96.047, em 27 de abril de 1975.
  6. Fluminense 1–1 America, 83.043, em 16 de julho de 1972 (rodada dupla).
  7. Fluminense 2–0 America, 79.275, em 11 de setembro de 1983.
  8. Fluminense 1–0 America, 67.492, em 17 de agosto de 1969 (rodada dupla).
  9. Fluminense 3–1 America, 61.667, em 16 de agosto de 1970.
  10. Fluminense 0–2 America, 61.278, em 27 de abril de 1969.
  11. Fluminense 2–0 America, 55.547 (45.570 pags.), em 14 de setembro de 1952.
  12. Fluminense 1–0 America, 54.331 (47.762 pags.), em 30 de setembro de 1956.
  13. Fluminense 1–0 America, 53.347, em 30 de julho de 1961.
  14. Fluminense 1–0 America, 50.057, em 21 de agosto de 1976.
  15. Fluminense 4–0 America, 50.000, em 21 de abril de 1961.
  16. Fluminense 3–0 America, 48.698, em 15 de novembro de 1964.
  17. Fluminense 1–0 America, 47.160, em 9 de outubro de 1985.
  18. Fluminense 1–1 America, 46.989 (38.866 pags.), em 30 de setembro de 1951.
  19. Fluminense 3–1 America, 46.767 (35.893 pags.), em 23 de agosto de 1953.
  20. Fluminense 4–0 America, 44.094 (35.380 pags.), em 23 de dezembro de 1951.
  21. Fluminense 1–2 America, 42.971 (33.652 pags.), em 12 de setembro de 1954.
  22. Fluminense 2–2 America, 42.944, em 11 de abril de 1976.
  23. Fluminense 0–1 America, 41.768, em 30 de novembro de 1975.
  24. Fluminense 6–0 America, 40.427, em 21 de abril de 1977.
Pelo menos os jogos com públicos presentes desconhecidos nos dias atuais de 10/12/1950 (38.484 pags.) e 14/08/1960 (36.827 pags.), poderiam constar nesta lista.

Por décadas

1951/1960: 8.
1961/1970: 7.
1971/1980: 7.
1981/1990: 2.
Maior público no Campeonato Brasileiro
Fluminense 0–1 America, 41.768, em 30 de novembro de 1975.
Maior público no século XXI
Fluminense 4–0 America, 32.806, Campeonato Carioca, 23 de fevereiro de 2005 (rodada dupla).

Maiores públicos antes da Era Maracanã (1908/1949)

Não incluídos os sócios dos clubes, em ordem cronológica, por estádios.[77]
No Estádio de São Januário: Fluminense 3–0 America, 22.370, Campeonato Carioca, 15 de julho de 1944.
No Estádio das Laranjeiras: Fluminense 1–0 America, 20.149, Campeonato Carioca, 27 de outubro de 1946.
No Estádio da Rua Campos Sales: Fluminense 0–2 America, 14.677, Campeonato Carioca, 18 de julho de 1943.
No Estádio de Gal. Severiano: Fluminense 8–4 America, 13.349, Campeonato Carioca, 24 de novembro de 1946.
No Estádio da Gávea: Fluminense 4–4 America, 10.444, Torneio Relâmpago, 14 de março de 1943.

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Legenda:[78]
     Jogos não contabilizados nas estatísticas desse artigo.
StarIconGold.png Campeão em jogo válido por final de campeonato.
StarIconSilver.png Vice-campeão em jogo válido por final de campeonato ou em rodada que decidiu o título.
Data Mandante Placar Visitante Competição Estádio Local
19 de julho de 1908 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara[nota 2] Rio de Janeiro
6 de setembro de 1908 America 2–3 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
30 de maio de 1909 America 1–4 Fluminense Campeonato Carioca Rua Ferrer[nota 3] Rio de Janeiro
5 de setembro de 1909 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
1 de maio de 1910 Fluminense 5–2 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
31 de julho de 1910 America 2–4 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
9 de julho de 1911 Fluminense 4–0 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
1 de outubro de 1911 America 0–2 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
9 de junho de 1912 America 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
29 de setembro de 1912 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
1 de junho de 1913 Fluminense 1–3 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
12 de outubro de 1913 America 5–4 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
13 de maio de 1914 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
6 de setembro de 1914 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro
17 de outubro de 1915 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
30 de outubro de 1915 America 5–3 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro
16 de abril de 1916 Fluminense StarIconGold.png 1–0 America StarIconSilver.png Torneio Início do Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
20 de agosto de 1916 Fluminense 0–2 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
1 de novembro de 1916 America 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
22 de abril de 1917 Fluminense StarIconGold.png 2–0 America StarIconSilver.png Taça Boqueirão do Passeio[nota 4] Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
14 de julho de 1917 America 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
9 de setembro de 1917 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
19 de maio de 1918 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro
15 de setembro de 1918 America 0–4 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
7 de setembro de 1919 America 2–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
28 de dezembro de 1919 Fluminense 4–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
27 de junho de 1920 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
8 de agosto de 1920 America 2–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
27 de março de 1921 America (esc.) 0 (2)(1) 0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de abril de 1921 America 5–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
3 de julho de 1921 Fluminense 1–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de abril de 1922 America 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
4 de junho de 1922 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro
27 de maio de 1923 America 2–4 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
12 de agosto de 1923 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de julho de 1924 Fluminense 5–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
19 de outubro de 1924 America 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
21 de junho de 1925 America 3–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
1 de novembro de 1925 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
4 de abril de 1926 Fluminense 2–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
27 de junho de 1926 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
3 de abril de 1927 America StarIconSilver.png 1–2 Fluminense StarIconGold.png Troféu Arnaldo Guinle[nota 5] Campos Sales Rio de Janeiro
17 de abril de 1927 America 2–3 Fluminense Partida amistosa Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro
19 de junho de 1927 America 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
4 de setembro de 1927 Fluminense 2–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de junho de 1928 Fluminense 0–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
21 de outubro de 1928 America 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
31 de março de 1929 America 1–0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
16 de junho de 1929 America 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
12 de outubro de 1929 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de março de 1930 America 3–0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
8 de junho de 1930 Fluminense 3–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
24 de agosto de 1930 America StarIconSilver.png 2–3 Fluminense StarIconGold.png Taça Char de la Victóire[nota 6] São Januário Rio de Janeiro
28 de dezembro de 1930 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
14 de junho de 1931 America 3–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
9 de julho de 1931 Fluminense 5–1 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
25 de julho de 1931 America 2–3 Fluminense Partida amistosa Campos Sales Rio de Janeiro
6 de dezembro de 1931 Fluminense 3–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
10 de abril de 1932 America 3–3 Fluminense Torneio Preparatório Campos Sales Rio de Janeiro
10 de julho de 1932 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
9 de outubro de 1932 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
26 de abril de 1933 Fluminense 1–4 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
20 de maio de 1933 America 1–4 Fluminense Campeonato Carioca de Amadores Campos Sales Rio de Janeiro
21 de maio de 1933 America 3–0 Fluminense Campeonato Carioca/Torneio Rio-São Paulo Campos Sales Rio de Janeiro
6 de agosto de 1933 Fluminense 9–2 America Campeonato Carioca de Amadores Laranjeiras Rio de Janeiro
24 de setembro de 1933 Fluminense 4–2 America Campeonato Carioca/Torneio Rio-São Paulo Laranjeiras Rio de Janeiro
25 de março de 1934 America 2–1 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
26 de abril de 1934 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
8 de julho de 1934 America 3–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
11 de julho de 1934 Fluminense 1–1 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
3 de outubro de 1934 Fluminense 0–1 America Torneio Extra Laranjeiras Rio de Janeiro
4 de novembro de 1934 America 2–1 Fluminense Torneio Extra Campos Sales Rio de Janeiro
17 de fevereiro de 1935 Fluminense 3–1 America Torneio Extra Laranjeiras Rio de Janeiro
14 de julho de 1935 Fluminense StarIconGold.png 3–1 America StarIconSilver.png Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro
11 de agosto de 1935 Fluminense 2–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
22 de setembro de 1935 America 4–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
27 de outubro de 1935 Fluminense 5–6 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
19 de julho de 1936 Fluminense 4–2 America Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de setembro de 1936 Fluminense 1–1 America Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro
4 de outubro de 1936 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
15 de novembro de 1936 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de dezembro de 1936 Fluminense 4–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
21 de novembro de 1937 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
5 de janeiro de 1938 America 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
15 de junho de 1938 America 1–3 Fluminense Torneio Municipal Campos Sales Rio de Janeiro
14 de agosto de 1938 Fluminense 6–0 America Torneio Municipal Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de outubro de 1938 America 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
30 de dezembro de 1938 Fluminense StarIconGold.png 2–2 America StarIconSilver.png Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
30 de abril de 1939 America 2–4 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
23 de julho de 1939 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
22 de outubro de 1939 America 4–3 Fluminense Campeonato Carioca General Severiano Rio de Janeiro
19 de maio de 1940 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca General Severiano Rio de Janeiro
18 de agosto de 1940 America 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
10 de novembro de 1940 Fluminense 4–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de abril de 1941 Fluminense 2–0 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
29 de junho de 1941 America 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
31 de agosto de 1941 Fluminense 4–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
14 de janeiro de 1942 America 2–1 Fluminense Torneio Extra (Taça Oscar Cox) Campos Sales Rio de Janeiro
3 de maio de 1942 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro
5 de julho de 1942 Fluminense 5–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de setembro de 1942 America 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
14 de março de 1943 America 4–4 Fluminense Torneio Relâmpago Gávea Rio de Janeiro
15 de maio de 1943 America 3–3 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro
18 de julho de 1943 America 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro
18 de setembro de 1943 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
2 de fevereiro de 1944 America 2–1 Fluminense Partida amistosa São Januário Rio de Janeiro
8 de março de 1944 America 2–1 Fluminense Torneio Relâmpago São Januário Rio de Janeiro
16 de abril de 1944 America 3–1 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro
15 de julho de 1944 America 0–3 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
16 de setembro de 1944 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
1 de abril de 1945 America 1–1 Fluminense Torneio Relâmpago General Severiano Rio de Janeiro
29 de abril de 1945 America 1–1 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro
5 de agosto de 1945 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
13 de outubro de 1945 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
3 de abril de 1946 America 1–2 Fluminense Torneio Relâmpago São Januário Rio de Janeiro
2 de junho de 1946 America 2–1 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro
30 de junho de 1946 America 1–0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de agosto de 1946 America 3–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
27 de outubro de 1946 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
24 de novembro de 1946 America 4–8 Fluminense Campeonato Carioca General Severiano Rio de Janeiro
15 de dezembro de 1946 America 2–6 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro
20 de abril de 1947 America 1–1 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro
10 de agosto de 1947 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
29 de outubro de 1947 America 1–4 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
3 de junho de 1948 America 3–5 Fluminense Torneio Municipal General Severiano Rio de Janeiro
5 de setembro de 1948 America 0–4 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
27 de novembro de 1948 Fluminense 2–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de julho de 1949 Fluminense 5–4 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
8 de outubro de 1949 America 2–3 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
26 de agosto de 1950 America 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
10 de dezembro de 1950 Fluminense 0–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
13 de maio de 1951 America 0–2 Fluminense Torneio Municipal General Severiano Rio de Janeiro
30 de setembro de 1951 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de dezembro de 1951 Fluminense 4–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
14 de setembro de 1952 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
6 de dezembro de 1952 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de agosto de 1953 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
25 de outubro de 1953 America 1–6 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
13 de dezembro de 1953 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
16 de fevereiro de 1954 America 3–2 Fluminense Copa Montevidéu [nota 7] Centenário Montevidéu, Uruguai
9 de junho de 1954 America 3–4 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
12 de setembro de 1954 America 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de dezembro de 1954 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
16 de fevereiro de 1955 America 3–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
30 de abril de 1955 Fluminense 2–3 America Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
11 de junho de 1955 America 0–3 Fluminense Torneio Pentagonal de Aspirantes General Severiano Rio de Janeiro
28 de agosto de 1955 America 4–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
21 de janeiro de 1956 Fluminense 1–5 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
17 de março de 1956 Fluminense StarIconSilver.png 0–2 America StarIconGold.png Campeonato Carioca (decisão do Terceiro Turno) Maracanã Rio de Janeiro
30 de setembro de 1956 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de dezembro de 1956 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
24 de abril de 1957 Fluminense 1–0 America Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
25 de agosto de 1957 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
10 de novembro de 1957 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
6 de março de 1958 America 1–3 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
30 de maio de 1958 Fluminense 1–1 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
21 de junho de 1958 America 1–2 Fluminense Partida amistosa Campos Sales Rio de Janeiro
3 de agosto de 1958 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de outubro de 1958 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
29 de abril de 1959 America 4–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
19 de julho de 1959 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
8 de novembro de 1959 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de março de 1960 Fluminense 1–1 America Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
14 de agosto de 1960 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
18 de dezembro de 1960 America StarIconGold.png 2–1 Fluminense StarIconSilver.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
19 de março de 1961 America 0–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
21 de abril de 1961 Fluminense 4–0 America Partida amistosa Maracanã Rio de Janeiro
30 de julho de 1961 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
4 de outubro de 1961 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de dezembro de 1961 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
2 de março de 1962 America 3–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
24 de junho de 1962 Fluminense (pen.) 0 (3)(0) 0 America Torneio Início do Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
14 de julho de 1962 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
13 de outubro de 1962 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
18 de abril de 1963 Fluminense 1–3 America Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro
31 de agosto de 1963 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de novembro de 1963 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
23 de agosto de 1964 America 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
15 de novembro de 1964 Fluminense 3–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
27 de março de 1965 Fluminense 1–1 America Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
24 de julho de 1965 America 0–1 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
10 de outubro de 1965 Fluminense 5–3 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
28 de novembro de 1965 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
25 de setembro de 1966 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
17 de dezembro de 1966 America 2–6 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
28 de julho de 1967 America 2–1 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
15 de outubro de 1967 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
29 de novembro de 1967 America 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
30 de abril de 1968 America 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de junho de 1968 America 0–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
17 de agosto de 1968 Fluminense 2–2 America Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
9 de fevereiro de 1969 Fluminense 1–1 America Partida amistosa Gávea Rio de Janeiro
2 de março de 1969 America 0–0 Fluminense Partida amistosa Petropolitano Petrópolis
27 de abril de 1969 America 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
31 de maio de 1969 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
5 de julho de 1969 Fluminense 3–1 America Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
17 de agosto de 1969 Fluminense StarIconGold.png 1–0 America StarIconSilver.png Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
17 de setembro de 1969 Fluminense 1–2 America Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro
2 de maio de 1970 America 2–2 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
23 de maio de 1970 America 0–0 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
16 de agosto de 1970 America StarIconSilver.png 1–3 Fluminense StarIconGold.png Campeonato Carioca (decisão do Primeiro Turno) Maracanã Rio de Janeiro
16 de setembro de 1970 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
11 de outubro de 1970 Fluminense 3–0 America Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro
23 de janeiro de 1971 America 0–0 Fluminense Partida amistosa General Severiano Rio de Janeiro
13 de março de 1971 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
1 de maio de 1971 America 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
12 de junho de 1971 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
4 de julho de 1971 America 0–2 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
19 de setembro de 1971 Fluminense 0–0 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
19 de janeiro de 1972 America 2–0 Fluminense Partida amistosa Caio Martins Niterói
12 de março de 1972 America 0–4 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
16 de julho de 1972 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de agosto de 1972 America 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
12 de novembro de 1972 Fluminense 0–0 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
5 de maio de 1973 Fluminense 0–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
11 de julho de 1973 America 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
1 de agosto de 1973 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
16 de setembro de 1973 Fluminense 2–0 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
11 de novembro de 1973 Fluminense 2–1 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de março de 1974 Fluminense 1–1 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
22 de setembro de 1974 Fluminense StarIconSilver.png 0–1 America StarIconGold.png Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara) Maracanã Rio de Janeiro
26 de outubro de 1974 America 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
20 de novembro de 1974 America 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de março de 1975 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
27 de abril de 1975 Fluminense StarIconGold.png 1–0 America StarIconSilver.png Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara) Maracanã Rio de Janeiro
11 de maio de 1975 America 2– 2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
16 de julho de 1975 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
27 de setembro de 1975 Fluminense 2–0 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
30 de novembro de 1975 Fluminense 0–1 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
11 de abril de 1976 Fluminense 2–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
10 de julho de 1976 America 1–4 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
21 de agosto de 1976 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
21 de abril de 1977 Fluminense 6–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de julho de 1977 America StarIconSilver.png 1–1 Fluminense StarIconGold.png Copa Vale do Paraíba (Taça Flávio Marques)[nota 8] José Procópio Juiz de Fora
14 de setembro de 1977 America 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
30 de outubro de 1977 Fluminense 0–1 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
7 de maio de 1978 Fluminense 0–2 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
7 de outubro de 1978 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
18 de novembro de 1978 America 0–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
17 de fevereiro de 1979 America 1–6 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
7 de abril de 1979 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
10 de junho de 1979 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de agosto de 1979 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de julho de 1980 America 0–2 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro
11 de outubro de 1980 Fluminense 0–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de novembro de 1980 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
11 de julho de 1981 Fluminense 1–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
19 de setembro de 1981 Fluminense 3–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
7 de novembro de 1981 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
26 de maio de 1982 America 0–0 Fluminense Partida amistosa Caio Martins Niterói
18 de setembro de 1982 America 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Caio Martins Niterói
21 de novembro de 1982 Fluminense 2–4 America Campeonato Carioca (decisão da Taça Rio) Maracanã Rio de Janeiro
11 de setembro de 1983 Fluminense StarIconGold.png 2–0 America StarIconSilver.png Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara) Maracanã Rio de Janeiro
26 de novembro de 1983 America 1–0 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
1 de julho de 1984 Fluminense 2–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
24 de outubro de 1984 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de outubro de 1985 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara) Maracanã Rio de Janeiro
30 de novembro de 1985 Fluminense 0–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
1 de março de 1986 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
29 de maio de 1986 Fluminense 3–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
2 de abril de 1987 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
27 de junho de 1987 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
28 de fevereiro de 1988 Fluminense 3–3 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
14 de abril de 1988 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
30 de outubro de 1988 Fluminense 2–0 America Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
22 de abril de 1989 America 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
14 de junho de 1989 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
10 de março de 1990 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
29 de abril de 1990 Fluminense 0–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
29 de setembro de 1991 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca (decisão da Taça Guanabara) Laranjeiras Rio de Janeiro
7 de dezembro de 1991 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Wolney Braune Rio de Janeiro
12 de setembro de 1992 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Caio Martins Niterói
1 de outubro de 1992 America StarIconSilver.png 0–0 Fluminense StarIconGold.png Taça Cidade de Resende[nota 9] Trabalhador Resende
11 de novembro de 1992 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
29 de março de 1993 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
29 de maio de 1993 Fluminense 0–2 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
13 de outubro de 1993 Fluminense 2–3 America Copa Rio Laranjeiras Rio de Janeiro
5 de fevereiro de 1994 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Ítalo Del Cima Rio de Janeiro
6 de dezembro de 1994 America 1–4 Fluminense Copa Rio Gávea Rio de Janeiro
26 de março de 1995 Fluminense 0–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
14 de maio de 1995 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Caio Martins Niterói
2 de março de 1996 Fluminense 2–2 America Taça Cidade Maravilhosa Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de março de 1996 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Conselheiro Galvão Rio de Janeiro
19 de maio de 1996 Fluminense 3–0 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
19 de fevereiro de 1997 Fluminense 1–1 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de março de 2000 America 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
7 de junho de 2000 Fluminense 2–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
21 de janeiro de 2001 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Caio Martins Niterói
24 de março de 2001 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
27 de janeiro de 2002 America 0–8 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Giulite Coutinho Mesquita
28 de fevereiro de 2002 Fluminense 2–3 America Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
8 de maio de 2002 America 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Giulite Coutinho Mesquita
25 de janeiro de 2003 America 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Giulite Coutinho Mesquita
11 de fevereiro de 2004 Fluminense 4–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
19 de setembro de 2004 America 2–2 Fluminense Partida amistosa Giulite Coutinho Mesquita
23 de fevereiro de 2005 Fluminense 4–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
1 de março de 2006 Fluminense 2–0 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
9 de fevereiro de 2007 Fluminense 0–2 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
6 de fevereiro de 2008 Fluminense 6–1 America Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
13 de março de 2010 America 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro
9 de março de 2011 Fluminense 3–1 America Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro
6 de março de 2016 Fluminense 1–0 America Campeonato Carioca Los Larios Duque de Caxias

Notas

  1. Atual Estádio das Laranjeiras.
  2. Desde 11 de maio de 1919, Estádio de Laranjeiras.
  3. Muito próximo ao atual Estádio de Moça Bonita, inaugurado em 17 de novembro de 1947.
  4. Taça amistosa.
  5. Taça amistosa.
  6. Taça amistosa.
  7. Torneio amistoso.
  8. Torneio amistoso.
  9. Taça amistosa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

História do clássico Fluminense e America.
Maiores públicos do clássico America e Fluminense.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Clássicos do Futebol Brasileiro, por José Renato Sátiro Santiago Jr. e Marcelo Unt (2014).

Referências

  1. Estatuto do America Football Club, Disponível em 3 de janeiro de 2014
  2. Site SANGUE NA VEIA - "A TIJUCA DE CHUTEIRAS: O AMÉRICA F.C. - FERNANDO VALLE" (informação citada retirada do livro "CAMPOS SALES 118 - A HISTÓRIA DO AMÉRICA"), página disponível em 9 de julho de 2017.
  3. Site Museu dos Esportes A decisão do Campeonato Carioca de 1960
  4. BARRETO BERWANGER, Alexandre Magno - Site CAMPEÕES DO FUTEBOL - História de Fluminense x America - Um clássico centenário, página editada em 26 de outubro de 2014 e disponível em 18 de novembro de 2017.
  5. Site Campeões do Futebol - História do clássico Fluminense e America, Disponível em 31 de dezembro de 2013
  6. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1908
  7. Livro Fluminense Football Club 1902-2002 - 100 anos de glórias - livro oficial do centenário, por Pedro da Cunha e Menezes (2002), páginas 33, 34 e 35
  8. Livro Futebol Brasil Memória - De Oscar Cox a Leônidas da Silva, página 132, por NOGUEIRA, Claudio - Editora SENAC RIO (2006)
  9. Revista PLACAR, coluna Garoto do PLACAR, de 4 de junho de 1976, seção Registro
  10. Livro Campos Sales, 118 - A História do America, 2ª edição, página 53, por Orlando Cunha e Fernando Valle (1972)
  11. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1911
  12. Livro Fluminense Football Club História, Conquistas e Glórias no Futebol, por Antônio Carlos Napoleão (2003)
  13. Livro Campos Sales, 118 - A História do America, 2ª edição, página 85, por Orlando Cunha e Fernando Valle (1972)
  14. Jornal O Paiz, de 17 de abril de 1916, página 5
  15. Site RSSSF Brasil Torneio Início do Rio de Janeiro
  16. Livro Cronologia de uma Odisseia, por Orlando Cunha (2001)
  17. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1917
  18. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1922
  19. Site Campeões do Futebol - Artigo Cordialidades entre clubes cariocas
  20. Livro Fluminense Football Club 1902-2002 - 100 anos de glórias - livro oficial do centenário, por Pedro da Cunha e Menezes (2002), página 79
  21. Site RSSSF Brasil - Rio de Janeiro Championship 1927, página editada em 8 de fevereiro de 2008 e disponível em 6 de dezembro de 2015
  22. Livro O America na história da cidade, página 40, por Orlando Cunha e Terezinha de Castro (1990)
  23. Site RSSSF Brasil Todos os jogos do Fluminense
  24. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1935
  25. Site RSSSF Brasil Torneio Aberto de Futebol do Rio de Janeiro de 1935
  26. Site RSSSF Brasil Torneio Aberto de Futebol do Rio de Janeiro de 1936
  27. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1936
  28. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1938
  29. Livro Fluminense, 110 jogos inesquecíveis - Guerreiros desde 1902, páginas 52 e 53, por Dhaniel Cohen, Carlos Santoro, Heitor D' Alincourt e João Bolthauser (2012)
  30. RSSSF Brasil Torneio Extra de 1941
  31. Site Estatísticas do Fluminense
  32. Site RSSSF Brasil Torneio Relâmpago de 1946
  33. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1946
  34. JORNAL DOS SPORTS (24 de outubro de 1945). Edição matutina. «Um tema que volta: o Fluminense e o football profissional, página 2.». Jornal dos Sports (edição eletrônica 04967). Consultado em 27 de abril de 2016 
  35. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1950
  36. FREITAS, Vagner. «Almanaque do JEC: Waldir Amaral». Almanaque do JEC. Consultado em 13 de maio de 2017 
  37. Livro Hei de torcer até morrer, página 44, por José Resende (2006)
  38. Jornal IMPRENSA POPULAR (RJ) - OVACIONADO O AMERICA, página 7, de 18 de fevereiro de 1954 (edição eletrônica 01730).
  39. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1954
  40. Livro Cronologia de uma Odisséia 1904-2000, página 22, por Orlando Cunha
  41. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1955
  42. Livro Cronologia de uma Odisséia 1904-2000, página 23, por Orlando Cunha
  43. Jornal do Brasil, 20 de abril de 1967, página 18
  44. BARRETO BERWANGER, Alexandre Magno (3 de janeiro de 2013). «Fichas técnicas de jogos que deram títulos ao Fluminense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 23 de abril de 2015 
  45. BARRETO BERWANGER, Alexandre Magno (3 de janeiro de 2013). «Fichas técnicas de jogos que deram títulos ao Fluminense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 23 de abril de 2015 
  46. Site americafootballclub.com America campeão da Taça Guanabara de 1974
  47. Site Museu dos Esportes A decisão da Taça Guanabara de 1975
  48. Site RSSSF Brasil História da Taça Guanabara
  49. Livro 20 Jogos Eternos do Fluminense, página 21, por Roberto Sander (2013)
  50. Site RSSSF Brasil Campeonato Carioca de 1976
  51. Site RSSSF Brasil Copa Vale do Paraiba 1977
  52. Livro A verdadeira Máquina Tricolor: A história do time que ganhou o Campeonato Brasileiro de 1984 e o tricampeonato carioca de 1983-84-85, por Sérgio Trigo (2011)
  53. Site RSSSF Brasil História da Taça Rio
  54. Jornal do Brasil, edição de 2 de outubro de 1992
  55. Revista Placar - Giulite Coutinho será a casa do Fluminense para 2016, página editada em 3 de maio de 2016 e disponível em 11 de setembro de 2016
  56. TORRES, Fagner Site da ESPN, 100 anos do Pó-de-Arroz, matéria editada em 15 de maio de 2014 e disponível em 7 de junho de 2014
  57. Livro Fluminense Football Club História, Conquistas e Glórias no Futebol, por Antônio Carlos Napoleão (2003)
  58. Depoimento de Marcos Carneiro de Mendonça no Correio da Manhã de 15 de agosto de 1967 (página 2), sobre os motivos econômicos do início do profissionalismo no futebol brasileiro
  59. Livro O America na história da cidade, página 26, por Orlando Cunha e Terezinha de Castro (1990)
  60. Site Flumania - vídeo com entrevista de Marcos Carneiro de Mendonça
  61. Jornal do Brasil, edição de 17 de janeiro de 1914, página 13
  62. Blog Jornalheiros Histórico de confrontos Fluminense versus America
  63. Jogos do America, Site futebol80, página disponível em 21 de março de 2015
  64. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversário - America». Fluzão.info. Consultado em 16 de janeiro de 2015 
  65. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversário - America». Fluzão.info. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  66. Site Futpédia Fluminense x America, matéria disponível em 21 de setembro de 2014
  67. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em Campeonato - America - Campeonato Carioca / Torneio Rio-São Paulo». Fluzão.info. Consultado em 18 de novembro de 2014 
  68. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - America - Maracanã». Fluzão.info. Consultado em 11 de outubro de 2014 
  69. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - America - Laranjeiras». Fluzão.info. Consultado em 11 de outubro de 2014 
  70. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - America - Campos Sales». Fluzão.info. Consultado em 11 de outubro de 2014 
  71. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - America - São Januário». Fluzão.info. Consultado em 11 de outubro de 2014 
  72. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - America». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  73. Site RSSSF Brasil - RJ Podium, página editada em 1º de maio de 2011 e disponível em 26 de abril de 2015
  74. VARANDA, Pedro (23 de agosto de 2008). «Torneio Extra (Taça Oscar Cox) - 1941». RSSSFBrasil.com. Consultado em 25 de abril de 2015 
  75. BARRETO BERWANGER, Alexandre Magno & LEME DE ARRUDA, Marcelo (17 de março de 2012). «Copa Vale do Paraíba de 1977». RSSSFBrasil.com. Consultado em 26 de abril de 2015 
  76. Site RSSSF Brasil Maiores públicos do Fluminense contra adversários do RJ exceto o Flamengo
  77. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Público - Maiores públicos em estádio». Consultado em 19 de novembro de 2014 
  78. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - America». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017