Outros esportes praticados pelo Fluminense Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Fluminense Football Club é uma agremiação poliesportiva e cultural sediada na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, fundada em 21 de julho de 1902. É uma sociedade civil de caráter desportivo que tem como principal atividade o futebol. Essa página destina-se a agregar os demais esportes praticados pela agremiação.

Showbol[editar | editar código-fonte]

É o departamento de showbol do Fluminense Football Club, sediado no Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, a equipe da categoria disputa competições como o Campeonato Brasileiro de Showbol e o Campeonato Carioca de Showbol, tendo se sagrado Campeão Brasileiro em 2014.[1]

Patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Fornecedores de material esportivo[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Futsal[editar | editar código-fonte]

É o departamento de futebol de salão do Fluminense Football Club, do Rio de Janeiro.

Patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Fornecedores de material esportivo[editar | editar código-fonte]

Parcerias[editar | editar código-fonte]

Títulos do Fluminense Football Club[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Estadual Adulto
  • 2012 (vice-campeão)[4]
Copa Volta Redonda de Futsal (Adulto)
  • 2012 (vice-campeão)[5]

Futebol de 7[editar | editar código-fonte]

É o departamento de futebol de 7 do Fluminense Football Club, sediado no Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, a equipe da categoria disputa competições como a Liga Fut 7 e a Liga das Américas de Futebol 7, nas quais sagrou-se campeão nacional e continental de 2014, respectivamente e[6] o Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro, atual vice campeão, além da Liga Mundial, que ocorrerá em Agosto de 2015 em Barcelona, na Espanha.

Seu jogador Henrique Wruck, foi eleito o Bola de Ouro, como o melhor jogador desta competição, assim como em janeiro de 2015 foi eleito o melhor jogador do mundo nesta categoria pela Football 7 Worldwide.[7][8]

História[editar | editar código-fonte]

Em 12 de outubro de 2014, o Fluminense conquistou a Liga das Américas de Fut7,[9] título inédito para o Fut7 do Brasil, ao vencer o Sidekicks, do México, por 3 a 2 no Coliseu Manuel Bonilla, no Peru, classificando-se para a Liga Mundial, que aconteceu em dezembro deste ano, na cidade de Curitiba. Entretanto, por problemas com as datas das partidas do Mundial, o Fluminense acabou desistindo da vaga do torneio.[10]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[11][editar | editar código-fonte]

  • Craque da Liga Fut 7 de 2014: Henrique Wruck
  • Craque da Copa do Brasil de 2014: Henrique Wruck
  • Craque da Liga das Américas de 2014: Henrique Wruck
  • Melhor goleiro da Liga Fut 7 de 2014: Igor Pereira
  • Melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de 2014: Igor Pereira
  • Melhor goleiro do Campeonato Carioca de 2014: Igor Pereira
  • Melhor treinador da Liga Fut 7 de 2014: Marco Fialho
  • Bola de Ouro (Melhor Jogador do Mundo) do Fut 7 em 2014: Henrique Wruck[12]
  • Luva de ouro ( Melhor Goleiro do Mundo) do Fut 7 em 2014: Igor Pereira

Comissão Técnica[editar | editar código-fonte]

Comissão técnica de 2013:[13]

  • Técnico: Marco Antonio Fialho
  • Assistente Técnico: Bruno Touret
  • Preparador Físico:
  • Auxiliar de Preparação: Thiago Rodrigues
  • Preparador de Goleiros: Ricardo Herrera
  • Fisioterapeuta: Rodrigo Veiga

Futebol americano[editar | editar código-fonte]

Fluminense Guerreiros é uma equipe de futebol americano brasileira, sediada na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, filiado à Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro. A equipe foi fundada em 2017, sendo a segunda equipe apoiada pelo Fluminense, tendo apoiado o Rio de Janeiro Imperadores de 2010 a 2013.[14]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Brasil Campeonato Brasileiro 1 2011[a]
Conferências
Competição Títulos Temporadas
Brasil Conferência Norte 1 2011[a]

Nota:

Uniforme[editar | editar código-fonte]

Fluminense imperadores.PNG

Voleibol masculino[editar | editar código-fonte]

A equipe de voleibol masculino do Fluminense Football Club é um dos principais e mais tradicionais clubes de voleibol do Brasil. O clube organizou a primeira competição oficial no Estado da modalidade (1923) reunindo os clubes filiados à Liga Metropolitana de Desportos Terrestres, sagrando-se campeão e iniciando a trajetória vitoriosa do clube.[15]

A equipe disputou o campeonato brasileiro desde a década de 70 e já disputou todas as edições da Campeonato Brasileiro de Clubes de Voleibol Masculino e disputou a Liga Nacional de Voleibol Masculino e a Superliga Brasileira-Série A conquistou vários títulos.[15]

O número de conquistas regionais, nacionais e internacionais totaliza 184 (cento e oitenta e quatro) títulos neste esporte.[15]

O clube já registrou a passagem de jogadores como Bernard Rajzman, Bernardinho, Badalhoca, Chiquita, Paulo Maurício Guaraná “Girino”, Fernandão, João Grangeiro, Jardel, Bruno Rezende, Pedro Solberg, Everaldo Lucena, Túlio Nogueira, Bernardo Assis, Evandro, William Holden, Rodrigo Gomes, Mark Dalale, Granjeirinho e Pedro Bart.[15]

O clube também teve técnicos notórios como: Abel Martins, Hélio Grynner, Marcos Lerbach, Ricardo Tabachi, Neri Tambero, Antônio Leão, Jorge Ajus, Jorjão, Marcos Freitas, Maurício Malta, Gil Carneiro de Mendonça e Bené.[15]

Principais títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 10 1943, 1947, 1948, 1952, 1954, 1956, 1957, 1958, 1976, 1980

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualmente o time de voleibol masculino adulto do Fluminense está desativado, com o clube mantendo apenas as categorias de base.

Voleibol feminino[editar | editar código-fonte]

A equipe de voleibol feminino do Fluminense Football Club é um dos principais e mais tradicionais clubes de voleibol do Brasil. O clube organizou a primeira competição oficial no Estado da modalidade (1923) reunindo os clubes filiados à Liga Metropolitana de Desportos Terrestres, sagrando-se campeão e iniciando a trajetória vitoriosa do clube.[15]

A equipe disputou o campeonato brasileiro desde a década de 70 e já disputou todas as edições da Campeonato Brasileiro de Clubes de Voleibol Feminino, desativando o voleibol feminino em 1984 antes da criação da Superliga Brasileira de Voleibol Feminino conquistou vários títulos na até o ano mencionado. De 1994 a 1997 e de 2012 a 2013 remontou a equipe feminina de voleibol, mas apenas para as disputas do Campeonato Carioca.[15][17]

O clube sediou o Campeonato Sul Americano de 1951, sagrando-se campeão. Atletas que já passaram pelo clube incluem Helenize de Freitas, Dulce Thompson, Célia Garritano, Regina Uchôa, Mônica Rodrigues, Michelle Pavão, Monique Pavão, Luiza Ungerer, Marcela Felinto, Verônica Brito, Daniele Fagundes, Marcela Correa, Renata Trevisan, Fernanda Berti e Flávia.[15] O clube também teve técnicos notórios como: Abel Martins, Hélio Grynner, Marcos Lerbach, Ricardo Tabachi, Neri Tambero, Antônio Leão, Jorge Ajus, Jorjão, Marcos Freitas, Maurício Malta, Gil Carneiro de Mendonça e Bené.[15]

Após muitos anos voltou a investir no time adulto feminino e em 2016 disputou a Superliga Brasileira B, encerrando com o vice-campeonato, não conseguindo a promoção direta a Superliga Brasileira A, mas foi qualificado para disputar a repescagem através da edição do Torneio Seletivo Superliga Brasileira A 2016, no qual venceu todos os jogos e conquistou a promoção para disputar a Superliga Brasileira de 2016-17, marcando seu retorno a elite do voleibol nacional.[18][19]

Principais títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais
Competição Títulos Temporadas
Flags of South American Conmebol Members.gif Campeonato Sul-Americano 6 1971, 1972, 1977, 1978, 1979 e 1980
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Brasil Campeonato Brasileiro 2 1976 e 1981
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 28 1941, 1942, 1953, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1961, 1962, 1963, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1980, 1982, 1983, 1994, 1997 e 2016[20]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

# Nome Apelido Nascimento Altura (cm) Peso (kg) Nacionalidade Posição
1 Lara Nobre Cardoso Gonçalves Filomeno Lara 11 de fevereiro de 1989 185 72  Brasil Central
2 Natasha Valente Bastos Natasha Valente 24 de setembro de 1989 183 70  Brasil Ponta
3 Juliana Odilon da Silva Drugovitch Valente Ju Odilon 25 de janeiro de 1985 180 76  Brasil Ponta
6 Renata Colombo Renatinha 25 de fevereiro de 1981 182 80  Brasil Oposto
7 Jordane de Carvalho Tolentino Jordane 23 de dezembro de 1985 178 72  Brasil Levantador
8 Arianne de Carvalho Tolentino Arianne 13 de novembro de 1989 180 79  Brasil Oposto
9 Priscila Oliveira Heldes Priscila 27 de março de 1992 176 70  Brasil Levantador
10 Wélissa de Souza Gonzaga Sassá 09 de setembro de 1982 178 73  Brasil Ponta
11 Beatriz Rezende Oliveira Bia 12 de julho de 1993 186 72  Brasil Central
12 Érica Motta Lima Kika 21 de maio de 1996 166 62  Brasil Líbero
13 Edna Bugmann Edna 19 de dezembro de 1989 189 82  Brasil Central
14 Evangelia Chantava Eva 26 de outubro de 1990 186 77  Grécia Ponta
15 Nathalia Viera Danieliczin Nathalia 26 de agosto de 1991 182 69  Brasil Levantador
16 Julia Araujo de Almeida Holanda Moura Julia Moura 21 de janeiro de 1998 180 70  Brasil Ponta
17 Juliana do Nascimento Reffatti da Costa Ju Costa 09 de maio de 1982 184 85  Brasil Ponta
18 Leticia Magnani Hage Leticia 09 de setembro de 1990 189 83  Brasil Central
20 Juliana Cardoso Perdigão Juju 05 de abril de 1991 163 58  Brasil Líbero


Treinador:Hylmer Dias

Basquetebol[editar | editar código-fonte]

O Fluminense Basquete é o departamento de basquetebol do Fluminense Football Club, sediado no estado do Rio de Janeiro. Atualmente, disputa apenas competições de base.

História[editar | editar código-fonte]

Equipe masculina[editar | editar código-fonte]

No período de 1920 a 1927, o Fluminense ganhou oito títulos a nível estadual consecutivos (quatro da Liga Metropolitana de Desportos Terrestres, além das quatro primeiras edições do Campeonato Carioca).[24] Nas décadas de 50 e 60 o Fluminense alcançou vários títulos incluindo o Carioca de 1961, que contou com Marechal, o Tricampeão Brasileiro de Lance Livre. Na década de 1970, destacaram-se Luizinho, Marquinho, Alberto Bial e Fioravante. Entre 2001 e 2002, o tricolor contou com o atleta Marcelinho Machado, hoje no Flamengo.

Desde 2010, a diretoria vem se esforçando para trazer novos títulos para o tricolor e, com isso, anunciou os patrocínios da Unimed e do BNY Mellon.

Em 2013, com a formação de uma nova equipe adulta masculina, o clube inicia a disputa nas competições de acesso por uma vaga para voltar à elite do basquete nacional no NBB. Ficou em segundo lugar na Copa Brasil Sudeste, garantindo a vaga para Super Copa Brasil de Basquete. Sagrou-se campeão da Super Copa Brasil e garantiu vaga para a disputa de um triangular que dará duas vagas para participar da temporada 2013-14 do NBB, desde que atendam a todos os pré-requisitos exigidos pela Liga Nacional de Basquete.

No triangular, Tijuca e Macaé ascenderam ao NBB, e o Fluminense acabou perdendo a chance de se classificar para o NBB 2013-14. Entretanto, no início de junho, a LNB decidiu convidar o Fluminense, juntamente com o Universo/Goiânia, para disputar a sexta edição do NBB, desde que apresentassem os pré-requisitos necessários. Sem verbas e patrocínio suficientes, por conta de questões políticas e com um elenco tecnicamente fraco à nível do NBB, o Fluminense acabou desistindo da vaga.[25][26]

Algumas fontes da internet dão conta de que um novo treinador e um novo armador já estariam pré-contratados para auxiliar o Fluminense na disputa da sexta edição do NBB.[27] Entretanto, o gaúcho Walter Roese, que seria o novo técnico da equipe, acabou desistindo do cargo após a eliminação tricolor da disputa campeonato;[25] o mesmo ocorreu com o experiente armador Luiz Felipe Lemes, que já teria acertado verbalmente sua contratação por parte do Fluminense.[28]

Equipe feminina[editar | editar código-fonte]

Na conquista do Campeonato Brasileiro de basquetebol de 1998, comandado por Hortência, o elenco continha com um elenco com grandes estrelas como Marta, Silvinha, Vic Bullet, Vendrana e cia.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Brasil Supercopa Brasil 1 2013
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 12 1924, 1925, 1926, 1927, 1931, 1961, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974 e 1988
Rio de Janeiro Liga Metropolitana de Desportos Terrestres 4 1920, 1921, 1922 e 1923
Rio de Janeiro Torneio Carioca 1 2010

Outros torneios[editar | editar código-fonte]

  • Basketball.svg Campeonato Estadual Aspirantes: 5 (1960, 1961, 1967, 1969 e 2008)
  • Basketball.svg Taça Gerdal Bôscoli: 4 (1970, 1972, 1973 e 1974)
  • Basketball.svg Taça Ivan Raposo: 2 (1971 e 1972)
  • Basketball.svg Taça Kanela: 2 (1992 e 1995)
  • Basketball.svg Taça Rio de Janeiro: 1 (1981)
Feminino
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Brasil Campeonato Brasileiro 1 1998
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 6 1953, 1956, 1957, 1958, 1959 e 2005

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Masculino adulto[editar | editar código-fonte]

Fluminense (basquete masculino)
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Técnico
Auxiliar Técnico
Outros Membros



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  • (INJ) Contundido


Equipes anteriores[editar | editar código-fonte]

Fluminense
Temporada Técnico Jogadores
2001–02[29][30] Brasil
Alberto Bial
Brasil
Demétrius
Brasil
Gema
Brasil
Gil
Brasil
Marcelinho
Brasil
Diego
Brasil
Alberto

Grandes atletas[editar | editar código-fonte]

Treinadores[editar | editar código-fonte]

  • Estados Unidos Fred Brown (1920)
  • Brasil Alberto Bial (década de 1990 / 2001–2002[29])
  • Brasil Márcio Andrade (2012–atualmente)
  • Brasil Walter Roese[nota 1] (2013)

Material esportivo[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Não chegou a atuar no comando da equipe

Polo aquático masculino[editar | editar código-fonte]

O departamento de polo aquático masculino do Fluminense Football Club é uma das principais modalidades praticadas no clube carioca. A equipe da categoria chama-se Fluminense/BNY Mellon, por motivos de patrocínio.

História[editar | editar código-fonte]

O polo aquático foi implantado em 1922 no clube. Em 20 de janeiro de 1922 o Fluminense promoveu uma competição aquática, inciando nesse dia a sua participação no pólo aquático. O Fluminense entre 1952 e 1961 disputou 104 partidas estaduais, interestaduais e internacionais sem derrotas.[34] Os primeiros campeonatos cariocas foram conquistados entre 1953 e 1956. Nesta época, os atletas campeões foram Everardo L.A. da Cruz e Sylvio Kelly. O Tricolor venceu ainda em 1958, 1960, 1962, 1964, 1967 e 1968. Entre os atletas tricolores que se destacaram estão João Havelange e Márvio Kelly, além da equipe campeã brasileira em 1978, formada por Perrone, Aluízio, George, Álvaro, Jair, Eduardo, Luiz Ricardo, Schimidt e Marcos.[35]

Em 1988, o Fluminense foi bicampeão do Troféu Brasil e campeão do Torneio Municipal adulto. O Tricolor foi ainda tricampeão brasileiro (1997, 1998 e 1999) e tricampeão estadual, vencedor do Troféu João Havelange.

Em 2010, o Fluminense anunciou uma parceria com a multinacional norte-americana The Bank of New York Mellon, tornando-se o Fluminense/BNY Mellon. Com o patrocínio do banco estadunidense, o Tricolor trouxe grandes craques não só do polo aquático, como também da natação. O recordista mundial Kaio Márcio foi uma das estrelas que a nova parceria ajudou a trazer.[36]

Também durante o ano de 2010, o Fluminense anunciou uma parceria temporária com o Rari Nantes Florentia, um consagrado clube italiano de polo aquático da cidade de Florença.[37]

No fim da década de 2010, o Fluminense anunciou mais uma parceria, dessa vez com o Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro, muito conhecido como UniverCidade.

Fornecedores[editar | editar código-fonte]

Patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Material esportivo[editar | editar código-fonte]

Grandes atletas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Flu vence Palmeiras e festeja título inédito no Showbol ao lado da torcida». SporTV.com. 12 de outubro de 2014. Consultado em 12 de outubro de 2014. 
  2. MELLO, Jéssica (21 de janeiro de 2014). «Vida em Madri: mulher de Marcelo já sofreu até perseguição de paparazzo». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  3. «Filho de Caetano Veloso jogou futsal no Fluminense». UOL.com. 14 de maio de 2015. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  4. WILBERT, Marianne (21 de junho de 2012). «Imperial/Fluminense fica com o vice-campeonato Carioca de futsal e sub-20 empata o primeiro jogo da decisão». AconteceEmPetrópolis.com. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  5. SporTV.com (22 de março de 2012). «O campeão voltou: Jaraguá vence Flu e conquista a Copa Volta Redonda». SporTV.com. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  6. FLUMINENSE F.C., Comunicação institucional (13 de outubro de 2014). «Flu é campeão da Liga das Américas do futebol 7, em Lima, no Peru». Site oficial do Fluminense. Consultado em 13 de outubro de 2014. 
  7. «Henrique Wruck é eleito o melhor jogador do mundo pela Football 7 Worldwide.». Site oficial da Lifa Fut7. 2 de fevereiro de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2015. 
  8. «Conheça o brasileiro que é melhor jogador do mundo do futebol de 7». Globo Esporte. 16 de fevereiro de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2015. 
  9. Comunicação institucional FFC (13 de outubro de 2014). «Flu é campeão da Liga das Américas do futebol 7, em Lima, no Peru». Site oficial do Fluminense. Consultado em 13 de outubro de 2014. 
  10. FIGUEROA, Caio (5 de dezembro de 2014). «Flu dispara contra o calendário do Futebol 7 e anuncia que não disputará Liga Mundial». JornalF7.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2015. 
  11. «2014 (3a temporada)». LigaFut7.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2015. 
  12. «Henrique Wruck é eleito o melhor jogador do mundo pela Football 7 Worldwide». LigaFut7.com. 2 de fevereiro de 2015. Consultado em 10 de fevereiro de 2015. 
  13. «Futebol 7: Fluminense/PCD se reapresenta cheio de novidades» 
  14. «Guerreiros! Depois de Flamengo, Vasco e Botafogo, Fluminense ganha novo time de futebol americano». globoesporte.com. 11 de fevereiro de 2017. Consultado em 23 de agosto de 2017. 
  15. a b c d e f g h i Fluminense Football Club-. «Histórico- Fluminense Football Club-Voleibol». Consultado em 24 de dezembro de 2013. 
  16. «A história do voleibol nos Jogos Pan-Americanos». 13 de julho de 2007. Consultado em 24 de dezembro de 2013. 
  17. «Fluminense retoma equipe feminina de vôlei com miss gaúcha no elenco». globoesporte.com. Grupo Globo. 15 de setembro de 2012. Consultado em 24 de dezembro de 2013. 
  18. a b Monteiro, Patrick (27 de março de 2016). «Flu vence e sobe para a elite do vôlei nacional feminino». Terra. Consultado em 4 de abril de 2016. 
  19. Granette, João Pedro (27 de março de 2016). «SUPERLIGA FEMININA: Fluminense garante vaga na próxima edição». Terra. Consultado em 4 de abril de 2016. 
  20. Gabriel Rodrigues, João (29 de setembro de 2016). «Time de guerreiras: Flu acaba com soberania do Rio e é campeão carioca». globoesporte.com. Grupo Globo. Consultado em 30 de setembro de 2016.. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2016 
  21. Garcia, Flavio (19 de março de 2016). «Nestlé Araraquara supera Fluminense e conquista Superliga Feminina B». CBV. Superligab.cbv.com.br. Consultado em 29 de março de 2017.. Cópia arquivada em 24 de março de 2016 
  22. Santilho, Felipe (22 de março de 2016). «Atuação impecável coroa campanha vitoriosa do Nestlé Araraquara na Superliga B». Tribuna Araraquara. Consultado em 29 de março de 2017.. Cópia arquivada em 24 de março de 2016 
  23. «Flu bate o San Lorenzo e conquista o bronze na Superliga Metropolitana». Fluminense.com.br. 24 de setembro de 2016. Consultado em 29 de março de 2017.. Cópia arquivada em 29 de março de 2017 
  24. Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro. «FBERJ - Relatório 2013» (PDF). Consultado em 26 de outubro de 2014. 
  25. a b JÚNIOR, Francisco (13 de agosto de 2013). «Flu não consegue patrocínio suficiente e desiste de disputar sexta edição do NBB». AHE!Brasil.com. Consultado em 18 de novembro de 2013. 
  26. MENDES, Thiago (17 de setembro de 2013). «Exclusivo: Fluminense explica desistência do NBB e revela acordo com Leandrinho». AHE!Brasil.com. Consultado em 18 de setembro de 2013. 
  27. PIRES, Marcello (18 de julho de 2013). «Fluminense acerta com patrocinador e confirma Walter Roese como técnico». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de novembro de 2013. 
  28. ARAÚJO, Luís (13 de agosto de 2013). «Jogador acertado com Fluminense para NBB critica "descaso enorme" do clube». IGEsporte.com. Consultado em 18 de novembro de 2013. 
  29. a b Imprensa (4 de fevereiro de 2002). «Entrevista - Alberto Bial». CBB.com. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  30. «Fluminense usa carta liberatória para desfalcar seus adversários». Folha.com. 3 de fevereiro de 2002. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  31. Imprensa (17 de agosto de 2001). «Entrevista - Demétrius Ferraciú». CBB.com. Consultado em 19 de novembro de 2013. 
  32. «Ídolo do basquete do Fluminense, Sucatsky é homenageado pela torcida». GloboEsporte.com. 2 de abril de 2013. Consultado em 2 de agosto de 2013. 
  33. LEME, Fábio & PIRES, Marcello (14 de janeiro de 2015). «Com primo no BBB, ala-pivô do Fla garante "cesta de três": "É pegador"». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2015. 
  34. Livro História do Fluminense, páginas 279 e 475, por Paulo Coelho Netto (2003).
  35. Livro História do Fluminense, páginas 279 e 475, por Paulo Coelho Netto (2003).
  36. CORNACHI, Cássio (5 de fevereiro de 2010). «Flu contrata nadador Kaio Márcio». CanalFluminense.com. Consultado em 4 de janeiro de 2014. 
  37. CORNACHI, Cássio (22 de junho de 2010). «Flu anuncia parceria internacional no Pólo». CanalFluminense.com. Consultado em 4 de janeiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]