Jogos Pan-Americanos de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sports icon.png
Este artigo ou seção contém informações sobre um evento desportivo que ainda não ocorreu.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente à medida que novas informações estiverem disponíveis.
XVIII Jogos Pan-Americanos
Lima 2019
Dados
País anfitrião  Peru
Cerimônia de abertura 26 de julho
Cerimônia de encerramento 11 de agosto
Estádio principal Estádio Nacional do Peru
◄◄ Toronto 2015 Canadá {{{evento}}} Santiago 2023 Chile ►►

XVIII Jogos Pan-Americanos é um evento multi-desportivo que será realizado na cidade de Lima, capital do Peru, entre os dias 26 de julho e 11 de agosto de 2019. Ao todo, participarão atletas de 41 países em 39 modalidades. Após este evento, a cidade ainda acolherá os Jogos Parapan-Americanos, sendo ambos classificatórios para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020, a serem celebrados em Tóquio, no Japão.

Pela primeira vez na história, o Peru estará recebendo um evento deste porte.

Escolha da sede[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de outubro de 2013, em Toronto (no Canadá), ocorreu a votação para a escolha da cidade sede dos Jogos Pan-Americanos de 2019.

A capital peruana recebeu 31 votos, contra nove outorgados às cidades de La Punta (na Argentina) e Santiago (no Chile), deixando a Ciudad Bolívar (na Venezuela) com oito votos. Tendo apenas uma rodada de votação, Lima foi declarada pela ODEPA como sede dos Jogos para 2019.

Resultado Final da Votação
Cidade País Votos
Lima  Peru 31
La Punta  Argentina 9
Santiago  Chile 9
Ciudad Bolívar  Venezuela 8

Locais de competição[editar | editar código-fonte]

A despesa total para a preparação dos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos se aproximará dos US$ 1,2 bilhões de dólares.[1] Este montante será divido entre infraestrutura esportiva (US$ 470 milhões), construção da Vila Pan-Americana (US$ 180 milhões), gastos gerais de organização (US$ 430 milhões) e maiores imprevistos (US$ 106 milhões).

O comitê da candidatura Lima 2019 estabeleceu originalmente um total de dezenove sedes e locais de competições, para assim receber o evento na capital peruana.

O Plano Diretor de Lima 2019 foi lançado oficialmente em 23 de outubro de 2014, no qual se definiu os locais que receberão as modalidades. Em 7 de julho de 2015, durante a 53ª Assembleia Geral da Organização Desportiva Pan-Americana realizada em Toronto, o presidente da Comitê Organizador de Lima 2019 anunciou o progresso das obras, bem como o Plano Diretor, que passou por algumas alterações (visando a redução dos custos). Assim, foi alterado o local da Vila Pan-Americana (que seria originalmente localizada no bairro de Villa Maria del Triunfo), além de terem sido confirmados das demais sedes esportivas. Novos planos para os projetos de transporte na cidade, e de segurança dos jogos, tomaram parte das alterações no Plano Diretor.

Seis grandes sedes foram criadas, sendo elas os principais locais que receberão eventos dos Jogos Pan-Americanos de 2019. À saber:

Estádio Nacional do Peru[editar | editar código-fonte]

Trata-se do principal local dos Jogos, onde a pira pan-americana ficará acesa. Receberá os cerimoniais de abertura e encerramento do evento, além das finais do futebol (masculino e feminino).

Local Evento Capacidade
Estádio Nacional do Peru Cerimônias de abertura e encerramento

Futebol (Finais)

50.000

Centro Deportivo Panamericano (CEDEPA)[editar | editar código-fonte]

É o principal centro desportivo existente na cidade de Lima, conhecida como VIDENA (Villa Deportiva Nacional). Receberá o nome de Centro Deportivo Panamericano durante a realização dos Jogos, em 2019.

Local Evento Capacidade
Estádio Atlético Panamericano Atletismo 12.000
Centro Aquático Pan-americano Natação, Nado Sincronizado e Saltos ornamentais 4.000
Polidesportivo 1 Handebol e Tênis de mesa 2.500 (Handebol)

1.000 (Tênis de mesa)

Polidesportivo 2 Badminton, Bocha paralímpica e Levantamento de peso paralímpico 1.000
Velodromo Nacional Ciclismo de pista 2.500

Parque Panamericano de Villa María del Triunfo[editar | editar código-fonte]

Com vinte hectares de terreno pertencentes ao Instituto Peruano del Deporte, haverá uma melhora no Parque Panamericano de Villa María del Triunfo, como parte do cronograma estabelecido no Plano Diretor de Lima 2019. Atualmente, este centro esportivo conta com instalações para a prática do atletismo, rugby, hóquei e tênis, além de possuir uma piscina olímpica e outra semi-olímpica.

Local Evento Capacidade
Campo de Basebol Basebol 3.400
Estádio de Hóquei Hóquei sobre a grama 3.500
Módulos de Pelota Basca Pelota basca 400
Campos de Softbol Softbol 1.700
Estádio de Rugby 7 Rugby Sevens 3.400
Centro Aquático Polo aquático 2.000
Estádio de Atletismo Tiro Desportivo 1.000

Villa Deportiva del Callao[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um centro desportivo localizado no distrito de Bella Vista, na província constitucional do Callao. Conta com diversas instalações para a prática do esporte, tendo no estádio Miguel Grau o local de maior capacidade.

Local Evento Capacidade
Grande Arena de Callao Judô, Lutas e Taekwondo 4.700
Estádio de Beisebol Beisebol 3.400
Estádio Miguel Grau Futebol 12.700 (primeira fase e eliminatórias)
Polidesportivo de Callao Boxe 2.500

Complejo Panamericano da Costa Verde[editar | editar código-fonte]

A zona da Costa Verde, localizada no distrito de San Miguel, será um complexo durante os Jogos que receberá cinco modalidades distintas.[2]

Local Evento Capacidade
Arenas de Volêi de Praia Voleibol de praia 2.000
Centro Pan americano de Patinação Patinação A definir
Arena de BMX BMX 2.000
Arena de Skate Skateboarder A definir
Quadras de Basquete 3x3 Basquetebol 3x3 A definir

Polideportivo Panamericano de San Juan de Miraflores[editar | editar código-fonte]

O centro polidesportivo, que originalmente seria construído em San Isidro, agora estará localizado em San Juan de Miraflores. Estação ação visa seguir o estabelecido pelo Plano Diretor de Lima 2019, no que se refere à diminuição de custos dos Jogos.[3]

Outros locais de competição[editar | editar código-fonte]

Existem outros locais previstos para receberem modalidades esportivas neste Jogos Pan-Americanos. Estando eles dentro ou fora da capital peruana, o enunciado faz parte do Plano Diretor de Lima 2009, que visa levar novas áreas desportivas para diferentes pontos da cidade.

Como as praias de Punta Rocas e Punta Negra, que servirão para as competições de surfe e vela. Haverá também o Espigón La Punta que será um centro desportivo localizado no distrito de La Punta, em Callao, com dois quilômetros e meio de extensão. Cita-se também o Colégio Militar de Chorrillos, que sediará o pentatlo moderno. A famosa Lagoa de Bujama, que é um dos locais de referência para a prática do esqui aquático na América Latina, sediará o mesmo esporte durante os Jogos.

Locais Evento Capacidade
Complejo Deportivo del Surf Playa Punta Rocas – Punta Negra Surfe 2.000
Espigón La Punta Remo, Canoagem e Vela 1.000
Paseo de la República Ciclismo Espaço Livre
Los Inkas Golf Club Golfe A definir
Coliseo Eduardo Dibós Basquetebol 6.000
Club Hípico Militar de La Molina Hipismo A definir
Morro Do Sol Mountain Bike
Escuela Militar de Chorrillos Pentatlo moderno A definir
Lagoa de Bujama Esqui aquático A definir
Estádio Alejandro Villanueva Futebol (Preliminares e Eliminatórias) 65.000
Estádio Monumental Futebol (Preliminares e Eliminatórias) 80.093

Participantes[editar | editar código-fonte]

Todos os 41 Comitês Olímpicos Nacionais membros da ODEPA deverão competir em Lima.

Lista de países participantes

Esportes[editar | editar código-fonte]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2019 serão disputadas 38 modalidades. A novidade estará na inclusão do surf, anunciada como parte do programa pan-americano em 7 de julho de 2015.[4] Também foram incluídos o fisicoculturismo e skate, além o retorno da pelota basca (ausente nos Jogos de 2015).[5][6]

Segue-se a lista abaixo, o número de eventos de cada esporte está entre parêntesis:

a Modalidades não-olímpicas.

Marketing[editar | editar código-fonte]

Logotipo[editar | editar código-fonte]

Em 8 de maio de 2014, o Comitê Organizador de Lima de 2019 lançou um concurso para a criação do emblema oficial dos Jogos, bem como pictogramas e publicidade cartaz. Todo o povo peruano foi convidado a participar. O concurso foi encerrado em 30 de junho do mesmo ano. A comissão recebeu 43 propostas de várias partes do Peru e, em seguida, os cinco primeiros foram escolhidos para que se chegasse ao vencedor.[7]

O emblema oficial dos Jogos Pan-Americanos de 2019 foi apresentado em 26 de julho de 2014, durante uma cerimônia especial realizada na Prefeitura de Lima. Autoridades governamentais, bem como atletas e membros do Comitê Olímpico Peruano, participaram do evento. A base do logotipo está na flor de Amances, cujo broto cresce apenas nos meses de julho e agosto nas colinas de Lima. Os três pistilos representam as três Américas. As cores simbolizam a devoção peruana (vermelho), a natureza do país (verde) e uma cidade à beira do mar (azul). Os responsáveis por esta criação, Diego Sanz e Jorge Luis Zárate (ambos de Arequipa), foram premiados como vencedores do concurso.[8]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2017, com mais de mil trabalhos recebidos, o comitê organizador dos Jogos anunciou os três finalistas do concurso para escolha do mascote para 2019. Estes foram "Milico" (uma escultura que lembra as antigas civilizações que viveram na costa central do Peru), "Amantis" (uma flor tradicional que cresce apenas no inverno e vive nas montanhas peruanas) e 'Wayqi" (uma espécie de lagarto que costuma habitar no deserto da costa deste país).[9]

No dia 25 de julho de 2017, durante uma cerimônia realizada na Vila Esportiva Nacional (Videna), em Lima, "Milico" foi anunciado como mascote vencedor, tendo recebido 19 mil votos (o que representa cerca de 45% da votação total), superando "Wayqi" (17.200 votos) e "Amantis" (7.300 votos). Este pleito foi considerado recorde, superando as escolhas dos mascotes dos dois Jogos Pan-Americanos anteriores, em 2011 e 2015.[10]

O idealizador do mascote vencedor recebeu um prêmio de quinze mil Sóis Peruanos (aproximadamente US$4.600). O corpo do "Milico" é alaranjado e seu shorts é vermelho, representando a bandeira peruana.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Atraso nas obras[editar | editar código-fonte]

Desde a escolha de Lima como sede dos próximos Jogos Pan-Americanos, as obras dos locais que abrigarão as modalidades demoraram para serem inicializadas. De acordo com o ex-atleta Daniel Abuggatás, em setembro de 2016, nenhum tijolo havia sido colocado e, se a organização dos Jogos não fosse levada a sério, a cidade correria o risco de perder a sede ou fazer um "papelão", caso fosse mal organizado. De acordo com a secretária do Ministério da Educação do Peru e ex-diretora do Projeto Especial dos Jogos Pan-Americanos, Desilú León, todas as obras estavam dentro do previsto.[11][12]

Em outubro de 2016, o então presidente do Comitê Olímpico Peruano, José Quiñones, exaltou que os atrasos não seriam problema para a realização do evento e que, em vinte dos diferentes locais de provas, talvez três estivessem realmente atrasados.[13]

Sequências de desastres e possível desistência[editar | editar código-fonte]

Enchentes e desmoronamentos, provindas das fortes chuvas que atingiram o Peru no início de 2017, levaram o então prefeito de Lima, Luis Castañeda Lóssio, a pensar na possibilidade de adiar os planos da cidade em sediar os Jogos Pan-Americanos de 2019, visando poder atender as vítimas do desastre natural na cidade. Castañeda também ressaltou que se Lima desistisse de receber o evento não seria um fato inédito, citando para tanto ocorrências do passado, como a Copa do Mundo FIFA de 1986 que aconteceria na Colômbia e acabou transferida em 1983 para o México (em razão de problemas econômicos). Santiago (Chile) e subsequentemente a cidade de São Paulo, também desistiram dos Jogos Pan-Americanos de 1975 (a primeira devido ao Golpe de Estado de 1973, e a segunda em razão da epidemia de meningite que atingiu o Brasil entre 1971 e 1974), o que levou o evento para a capital mexicana.[14]

A presidente do Congresso Peruano, Luz Salgado, ressaltou na ocasião que se o governo tem recursos para a realização do evento, deveria então atender primeiro as vítimas das enchentes e dos deslizamentos. Ela também defendeu agilizar o processo de lei que visava destinar os recursos reservados para os locais do Pan para os locais que sofreram com as chuvas. Caso a desistência de Lima fosse aprovada pela ODEPA, a nova sede seria disputada entre as cidades de Santiago e Buenos Aires, já que ambas lançaram candidaturas para os Jogos Pan-Americanos de 2023 e tem algumas estruturas prontas para receber este evento, já que a primeira realizou os Jogos Sul-Americanos de 2014 e a segunda será a sede dos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2018.[15]

Referências

  1. «El presupuesto para Lima 2019 está casi listo». larepublica.pe (em espanhol). 21 de julho de 2016 
  2. @AD_americatv. «San Miguel será sede de cinco disciplinas de los Panamericanos 2019». americadeportes (em espanhol) 
  3. LR, Redacción (29 de maio de 2017). «Lima 2019: Organización ahorrará 88,5 millones de dólares en modificación de dos sedes | LaRepublica.pe» (em espanhol) 
  4. El Comercio, ed. (2015). «Surf será incluido en los Juegos Panamericanos Lima 2019». Consultado em 8 de julho de 2015 
  5. Ibañez, José (2016). Instituto Peruano del Deporte, ed. «Fisicoculturismo será parte de los Juegos Panamericanos Lima 2019». Consultado em 8 de julho de 2015 
  6. Agencia ANDINA, ed. (2016). «Los Juegos Panamericanos 2019 proyectan ser los mejores de la historia». Consultado em 8 de julho de 2015 
  7. «Lima 2019 lanza concurso para el logo de Juegos Panamericanos | JC Magazine». www.jcmagazine.com (em espanhol). Consultado em 26 de julho de 2017 
  8. «Lima 2019 presentó nuevo logo de los Juegos Panamericanos | Deportes». Publimetro. 26 de julho de 2017 
  9. Pussieldi, Alex (19 de junho de 2017). «Votação para escolha do mascote do Pan 2019 começa nesta segunda-feira». Best Swimming. Consultado em 26 de julho de 2017 
  10. «Milco é escolhido como mascote oficial dos Jogos Pan-Americanos de Lima». ESPN 
  11. «Obras dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 ainda não começaram». Terra 
  12. «Empresários peruanos temem que Lima perca Pan de 2019 por atrasos em obras». ESPN 
  13. «Comitê Olímpico do Peru minimiza atraso nas obras do Pan de Lima 2019». Terra 
  14. Comité Olímpico de México. «Regresaron a México los Juegos Panamericanos en 1975». Consultado em 26 de julho de 2014  |arquivourl= é mal formado: timestamp (ajuda)
  15. «Por sequência de desastres, Peru quer abrir mão do Pan 2019 em Lima - A Tribuna». www.atribuna.com.br. Consultado em 26 de julho de 2017