Jogos Pan-Americanos de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sports icon.png
Este artigo ou seção contém informações sobre um evento desportivo que ainda não ocorreu.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente à medida que novas informações estiverem disponíveis.
XVIII Jogos Pan-Americanos
Lima 2019
Panamericanos Lima2019.png
Dados
País anfitrião  Peru
Cerimônia de abertura 26 de julho
Cerimônia de encerramento 11 de agosto
Estádio principal Estádio Nacional do Peru
◄◄ Toronto 2015 Canadá {{{evento}}} Flag of None.svg Pan 2023 ►►

XVIII Jogos Pan-Americanos é um evento multiesportivo que será realizado na cidade de Lima, Peru em 2019.

No dia 11 de Outubro de 2013, a cidade peruana foi anunciada, pela ODEPA, como sede para dos Jogos de 2019. Lima recebeu 31 votos, enquanto a cidade de La Punta, na Argentina, Santiago, no Chile receberam nove, e Ciudad Bolívar, na Venezuela recebeu oito.

Será a primeira vez que uma cidade peruana irá receber um evento deste porte.

Escolha da sede[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de Outubro de 2013 em Toronto, Canadá, ocorreu a votação para a escolha da cidade sede. Na eleição, Lima foi eleita, necessitanto de apenas uma rodada para a decisão.

Resultado Final da Votação
Cidade País Votos
Lima  Peru 31
La Punta  Argentina 9
Santiago  Chile 9
Ciudad Bolívar  Venezuela 8

Locais de competição[editar | editar código-fonte]

A despesa total para a preparação dos Jogos Pan-americanos e Parapanamericanos será de cerca de 1,2 bilhões de dólares.[1] As despesas serão divididas em infra-estrutura esportiva em 470 milhões de dólares, 180 milhões de dólares para a Villa Panamericana, cuja organização custa 430 milhões de dólares e 106 milhões de contingência.

O comitê de candidatura Lima 2019 estabeleceu um total de 19 locais e instalações desportivas para a realização dos Jogos na cidade de Lima.

Em 23 de outubro de 2014 foi lançado o Plano Diretor 2019 Lima em que os locais oficiais para os jogos foram anunciados; Em 07 de julho de 2015 durante a 53ª Assembléia Geral da Organização Desportiva Pan-Americana realizada em Toronto, o Presidente da Comissão Organizadora do Lima 2019, anunciou o progresso dos locais, bem como o plano oficial (que sofreu algumas alterações) . Em 2017 o Plano Diretor sofreram variações para alcançar custos reudzir e eventualmente se tornou o site oficial do Villa Panamericana, que seria localizado no bairro de Villa Maria del Triunfo e a mudança de local do centro desportivo de San Isidro para San Juan Miraflores e confirmação de outros locais, transporte e segurança dos jogos. Seis grandes escritórios foram criados como principais etapas desses jogos, que são:

Estádio Nacional do Peru[editar | editar código-fonte]

Local Evento Capacidade
Estádio Nacional do Peru Cerimônia de abertura e encerramento

Futebol (Finais)

50.000

Centro Deportivo Panamericano (CEDEPA)[editar | editar código-fonte]

Local Evento Capacidade
Estádio Atlético Panamericano Atletismo 12.000
Centro Aquático Panamericano Natação, Nado Sincronizado e Salto ornamental 4.000
Polidesportivo 1 Handebol e Tênis de mesa 2.500 (Handebol)

1.000 (Tênis de mesa)

Polidesportivo 2 Badminton, Boliche e Levantamento de peso paralímpico 1.000
Velodromo Nacional Ciclismo de pista 2.500

Parque Panamericano de Villa María del Triunfo[editar | editar código-fonte]

Local Evento Capacidade
Campo de Basebol Basebol 3.400
Estádio de Hockey Hóquei sobre a grama 3.500
Módulos de Pelota Basca Pelota basca 400
Campos de Softbol Softbol 1.700
Estádios de Hugby 7 Rugby Sevens 3.400
Centro Aquático Polo aquático 2.000
Estádio de Atletismo Tiro ao alvo 1.000

Villa Deportiva del Callao[editar | editar código-fonte]

Local Evento Capacidade
Big Hall Judô, Luta e Taekwondo 4.700
Estádio de Basebol Basebol 3.400
Estádio Miguel Grau Futebol 12.700
Polidesportivo Boxe 2.500

Complejo Panamericano de la Costa Verde[editar | editar código-fonte]

Local Evento Capacidade
Arenas de Vóley Playa Voleibol de praia 2.000
Centro del Patinaje Panamericano Patinação A definir
Arena de BMX BMX 2.000
Complejo zonal de Skateboard Skateboarder A definir
Canchas de Baloncesto 3x3 Basquetebol A definir

Outros locais de competição[editar | editar código-fonte]

Da mesma forma, existem outros jogos previstos para Lima 2019. Localizado dentro da cidade e locais fora, fazem parte do Plano Diretor que visa criar novas áreas de desenvolvimento do desporto em Lima. Como o Sports Complex Surf Beach Punta Rocas - Punta Negra para ser um complexo esportivo localizado no distrito de Punta Negra, Lima e será usado para navegação e surf em Lima 2019. Ele também será o Espigón La Punta será um centro desportivo localizado no distrito de La Punta em Callao e terá 2,5 km de extensão. Outra locais também é Chorrillos Escola Militar que sediará o pentatlo moderno e que é facilmente acessível a partir do centro do próprio capital, por meio de transporte público enorme na cidade, como no perímetro do recinto encontrar o sistema de transporte da estação Ecole Militaire de Lima Metropolitana. Isso também é agravado pela Laguna de Bujama para sediar competições de esqui aquático que é um lugar bem conhecido para a prática deste esporte na América Latina, entre outros.

Locais Evento Capacidade
Complejo Deportivo del Surf Playa Punta Rocas – Punta Negra Surfe 2.000
Espigón La Punta Remo, Canoagem e Vela 1.000
Paseo de la República Ciclismo Espaço Livre
Los Inkas Golf Club Golfe A definir
Coliseo Eduardo Dibós Basquetebol 6.000
Club Hípico Militar de La Molina Hipismo A definir
Morro solar Ciclismo de Montanha Espaço Livre
Escuela Militar de Chorrillos Pentatlo moderno A definir
Laguna de Bujama Esqui aquático A definir
Estádio Alejandro Villanueva Futebol 65.000
Estádio Monumental Futebol 80.093

Participantes[editar | editar código-fonte]

Todos os 41 Comitês Olímpicos Nacionais membros da ODEPA devem competir em Lima.

Lista de países participantes

Esportes[editar | editar código-fonte]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2019 serão disputadas 38 modalidades, tendo como a grande novidade a inclusão do Surf anunciada no dia 7 de julho de 2015.[2] Também foram incluídos o fisicoculturismo e skate e o retorno da Pelota basca, ausente em Toronto 2015.[3][4]

Na lista abaixo, o número de eventos de cada esporte está entre parêntesis:

a Modalidades não-olímpicas.

Marketing[editar | editar código-fonte]

Logotipo[editar | editar código-fonte]

Em 8 de maio de 2014, o Comitê Organizador de Lima de 2019 lançou um concurso para o povo peruano para a criação do emblema oficial dos Jogos, bem como pictogramas e publicidade cartaz. O concurso foi fechado em 30 de junho do mesmo ano, a Comissão recebeu 43 propostas de várias partes do Peru, em seguida, os cinco primeiros foram escolhidos e apenas um foi o vencedor.[5]

Em 26 de julho, cinco anos antes dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, em uma cerimônia especial realizada na Prefeitura Metropolitana de Lima, que teve a participação de autoridades governamentais, bem como atletas e membros do Comitê Olímpico Peruano e o Instituto Peruano do Desporto, foi apresentado o emblema oficial com base em Amancaes flor, cujo surto ocorre entre os meses de julho e agosto e só cresce nas colinas de Lima. Os três pistilos representando as três Américas e as cores roxas (devoção peruana), verde (natureza) e azul (sendo uma cidade perto do mar). Responsável pela criação do logotipo eram os arequipeños Diego Sanz e Jorge Luis Zárate que foram atribuídos o primeiro lugar na competição.[6]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Entre os dias 19 de junho e 25 de julho foi realizada uma votação para definir quem será o mascote dos Jogos Pan-Americanos, tendo como finalistas "Milico" uma escultura que lembra as antigas civilizações que viveram na costa central do Peru, "Amantis" uma flor tradicional que cresce apenas no inverno e vive nas montanhas peruanas e 'Wayqi" uma espécie de lagarto que costuma habitar no deserto da costa peruana.[7]

No dia 25 de julho em uma cerimônia realizada na Vila Esportiva Nacional (Videna) em Lima, Milico foi o escolhido com 19 mil votos, superando Wayqi com 17.200 votos e "Amantis" com 7.300 em uma votação recorde que superou as escolhas dos mascotes dos jogos de Toronto 2015 e Guadalajara 2011.[8]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Atraso nas obras[editar | editar código-fonte]

Desde a escolha de Lima como sede dos próximos jogos pan americanos, as obras que abrigarão as modalidades dos jogos nem sequer tiveram inicio, de acordo com o ex-atleta Daniel Abuggatás nenhum tijolo foi colocado e se caso a organização do Pan não for levada a sério, a cidade corre o risco de perder a sede ou fazer um "papelão" caso seja mal organizado. Mas de acordo com a secretária do Ministério da Educação e ex-diretora do Projeto Especial dos Jogos Pan-Americanos Desilú León, tudo está dentro do previsto.[9][10]

O então presidente do Comité Olímpico do Peru, José Quiñones exaltou que os atrasos não serão problema na realização do evento, e que em vinte dos diferentes locais, talvez três estão atrasados.[11]

Sequências de desastres e possível desistência[editar | editar código-fonte]

Com as fortes chuvas que atingiram o Peru no início de 2017, causando enchentes e desmoronamentos, o então prefeito Luis Castañeda Lossio pensou em adiar os planos de sediar os Jogos Pan-Americanos para poder atender as vítimas do desastre provocado pelas chuvas. Castañeda também ressaltou que se Lima desistir, não será um fato inédito já que a Copa do Mundo FIFA de 1986 que aconteceria na Colômbia passou a ser realizada no México, também pelo fato dos desastres realizados no país. A presidente do congresso peruano Luz Salgado, ressaltou que se o governo tem recursos para a realização do evento, deverá atender primeiro as vítimas das enchentes e dos deslizamentos. Ela também defendeu agilizar o processo de lei que visavam destinar recursos reservados para os locais do Pan para as áreas destinadas. Caso a desistência de Lima fosse aprovada pela ODEPA, a nova sede seria disputada entre Santiago no Chile e Buenos Aires na Argentina, já que ambas lançaram candidaturas para os jogos de 2023 e tem algumas estruturas prontas para receberem os jogos, já que a primeira realizou os Jogos Sul-Americanos de 2014 e a segunda será sede dos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2018.[12]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «El presupuesto para Lima 2019 está casi listo». larepublica.pe (em espanhol). 21 de julho de 2016 
  2. El Comercio, ed. (2015). «Surf será incluido en los Juegos Panamericanos Lima 2019». Consultado em 8 de julio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Ibañez, José (2016). Instituto Peruano del Deporte, ed. «Fisicoculturismo será parte de los Juegos Panamericanos Lima 2019». Consultado em 8 de julio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Agencia ANDINA, ed. (2016). «Los Juegos Panamericanos 2019 proyectan ser los mejores de la historia». Consultado em 8 de julio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Lima 2019 lanza concurso para el logo de Juegos Panamericanos | JC Magazine». www.jcmagazine.com (em espanhol). Consultado em 26 de julho de 2017 
  6. «Lima 2019 presentó nuevo logo de los Juegos Panamericanos | Deportes». Publimetro. 26 de julho de 2017 
  7. Pussieldi, Alex (19 de junho de 2017). «Votação para escolha do mascote do Pan 2019 começa nesta segunda-feira». Best Swimming. Consultado em 26 de julho de 2017 
  8. «Milco é escolhido como mascote oficial dos Jogos Pan-Americanos de Lima». ESPN 
  9. «Obras dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 ainda não começaram». Terra 
  10. «Empresários peruanos temem que Lima perca Pan de 2019 por atrasos em obras». ESPN 
  11. «Comitê Olímpico do Peru minimiza atraso nas obras do Pan de Lima 2019». Terra 
  12. «Por sequência de desastres, Peru quer abrir mão do Pan 2019 em Lima - A Tribuna». www.atribuna.com.br. Consultado em 26 de julho de 2017