Jogos Pan-Americanos de 2023

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
XIX Jogos Pan-Americanos
Santiago 2023
Santiago2023.png
Logotipo oficial dos Jogos.
Dados
Slogan Soñar, Jugar, Ganar
Sonhar, Jogar, Ganhar (em português)
País anfitrião  Chile
Cerimônia de abertura 20 de outubro
Cerimônia de encerramento 5 de novembro
Estádio principal Estadio Nacional (coliseu)
Site oficial https://www.santiago2023.org/
◄◄ Peru Lima 2019 Flag of PASO.svg Barranquilla 2027 Colômbia ►►

Os Jogos Pan-Americanos de 2023, oficialmente denominados como XIX Jogos Pan-Americanos, serão um evento multi-desportivo a ser realizado entre os dias 20 de outubro e 5 de novembro 2023, na cidade de Santiago, capital do Chile.[1]

Candidaturas e escolha da sede[editar | editar código-fonte]

As cidades citadas mais abaixo postularam, em caráter oficial ou não, candidaturas para receber os Jogos Pan-Americanos de 2023.

Candidatura única[editar | editar código-fonte]

  • Chile Santiago: Em 31 de janeiro de 2017 foi confirmada a candidatura de Santiago.[2] O presidente do Comitê Olímpico do Chile afirmou que a cidade tentaria novamente ser a sede dos Jogos Pan-Americanos, após ter perdido a disputa por 2019 para a capital peruana, Lima. No projeto, a cidade iria usar toda a infraestrutura existente, construída para os Jogos Sul-Americanos de 2014, com a adição de novas obras. Além disso, ele prometeu que iria corrigir todos os erros das candidaturas anteriores. Santiago foi escolhida duas vezes como sede dos Jogos Pan-Americanos, a primeira para o evento de 1975 e a segunda para a edição de 1987, mas questões políticas e financeiras forçaram a renúncia da cidade, em ambos os casos.[3]

Em 4 de novembro de 2017, na cidade de Praga, capital da República Checa, Santiago foi oficialmente escolhida como sede dos Jogos Pan-Americanos de 2023.[4][5]

Candidatura cancelada[editar | editar código-fonte]

Potenciais candidaturas descartadas[editar | editar código-fonte]

  • Flag of Argentina.svg Mar del Plata: O prefeito da cidade, Gustavo Pulti, afirmou que a candidatura da cidade aos Jogos Pan-Americanos de 2023 seria acompanhada pelo Congresso Argentino. A mesma já havia sediado os Jogos Pan-Americanos de 1995.[10]
  • Flag of Argentina.svg Rosário: Depois de perder a disputa pela sede ao evento de 2019, a cidade buscaria receber os Jogos de 2023. Nas palavras de Mónica Fein (intendência municipal), em dezembro de 2014, a possibilidade era real e faria com que a cidade adiantasse vinte anos de obras estratégicas. Oficialmente, não houve candidatura.[11]
  • Flag of Colombia.svg Bogotá: Havia o anseio por parte da presidência do Comitê Olímpico Colombiano sobre candidatar a capital de seu país para receber este evento. Mesmo sem a candidatura ter sido formalizada, as autoridades colombianas descartaram esta possibilidade em janeiro de 2017.[12]
  • Flag of Colombia.svg Cali: Esta importante cidade colombiana sediou os Jogos Pan-Americanos de 1971 e, recentemente, abrigou os Jogos Mundiais de 2013. Com a experiência adquirida, Rodrigo Guerrero queria levar adiante o projeto de receber este evento em 2023.[13] Contudo, em janeiro de 2017, o país declinou a possibilidade de receber os Jogos.[12]
  • Flag of Colombia.svg Medellín: Jorge González (da Federação Colombiana de Ciclismo) e Julio Gómez (integrante do Comitê Olímpico Colombiano) acreditavam que, após a derrota da cidade na disputa pelos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, deveria-se focar ações visando receber os Jogos Pan-Americanos de 2023.[14] Em janeiro de 2017, entretanto, o país descartou quaisquer possibilidade de receber os Jogos.[12]
  • Flag of Puerto Rico.svg San Juan: Após uma reunião com a presidente do Comitê Olímpico de Porto Rico e a secretaria de Esportes Porto-Riquenho, o governador Alejandro García Padilla havia anunciado que "Porto Rico voltará a sonhar novamente com os Jogos San Juan 2023". A cidade de San Juan sediou os Jogos Pan-Americanos de 1979.[15]
  • Flag of Brazil.svg São Paulo: A megalópole brasileira era vista como potencial candidata para receber os Jogos Pan-Americanos de 2023. Entretanto, nenhuma autoridade local ou nacional chegou a representá-la em caráter oficial.[16]
  • Flag of Brazil.svg Porto Alegre: Em agosto de 2014, o então prefeito da cidade, José Fortunati, declarou ter sido sondado por um membro da ODEPA sobre a possibilidade da capital gaúcha candidatar-se para receber os Jogos de 2023, anseio este mantido pelo mandatário municipal até 2016. Entretanto, não houve uma postulação oficial porto-alegrense quanto ao evento.[17][18]

Organização[editar | editar código-fonte]

Mudança de datas[editar | editar código-fonte]

Originalmente,a cidade havia apresentado em seu programa o período de 7 a 25 de outubro para a realização do evento.No entanto devido as condições climáticas extremas da cidade,houve a necessidade de se alterar o calendário para o período de 22 de outubro a 5 de novembro,sendo assim que esta será a edição mais tardia da história do evento,ultrapassando os Jogos Pan-Americanos de 2011 que foram realizados de 14 a 30 de outubro.[19]

Locais de competição[editar | editar código-fonte]

De acordo com os planos apresentados no cronograma como cidade candidata, serão reaproveitados os diversos locais de competições já usados nos Jogos Sul-Americanos de 2014, que irão passar por reformas e algumas modificações. É o caso do Estádio Nacional de Chile. No entanto, devido a falta de estrutura do local, que não atendia aos padrões Pan-Americanos, o esporte chegou a ser transferido para uma arena exclusiva também dentro do cluster, fato esse que ocorre desde Rio 2007. O local passou por uma revitalização, ocasionando numa possível extinção da pista. Durante os jogos, o estádio ficou conhecido como Coliseu.[20] Porém, na divulgação oficial dos locais, o Atletismo acabou sendo confirmado no Coliseu, retornando assim para o local principal dos jogos, o que não ocorria desde Santo Domingo 2003.[21] Algumas competições estavam programadas para ocorrer também nas regiões de Valparaíso, Algarrobo, Viña del Mar, Pudahuel, Rancagua, Los Andes e Mostazal.[22][23][24][25] O Parque Bicentenário, localizado na região de Cerrillos, receberá a Vila Pan-americana, cujas obras iniciaram em 2021.[26] Além da Vila, o local também foi ampliado com a construção de Centros de Treinamento Olímpico para o Beisebol, Softbol, Voleibol e Vôlei de Praia e será a sede da Escalada, que estava prevista para a Esplanada do Estádio Nacional.[27]

O presidente da república, Sebastián Piñera, criou a Corporación Santiago 2023, que será a responsável pelas obras e organizações do Pan e Parapan. A comitiva, é formada por oito pessoas, entre elas o atleta de tênis Fernando González, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004, além de representantes do Comitê Olímpico e Paralímpico do Chile. Com os planos, em dezembro de 2019 será realizada a visita nos locais de competição, visando a sua reforma.[28]

Em 7 de janeiro de 2020, foi apresentado para o público a planta principal contendo os locais das competições. Os jogos se concentrarão em três principais zonas de Santiago. O Estádio Nacional, onde abrigará as principais competições dos jogos, ganhando um campo exclusivo para o Hóquei sobre a grama. Outra novidade apresentada é a criação de centros de treinamento para os Jogos Parapan-Americanos, mas que também receberá duas modalidades no pan.[29][30] Continuando com as novidades, também haverá a construção de dois Centro Elige Vivir Sano (Centro Escolha Vida Saudável), ficando localizados na região de San Ramón e Lo Espejo. Além desses centros, também serão anunciados mais duas localidades, buscando expandir esses espaços.[31]

Numa reunião virtual realizada em 1 de junho de 2020, foi anunciado o início das obras no mesmo mês, começando pela área desportiva do Estádio Nacional, onde os locais já existentes passarão por reformas, além da construção de um estádio para o hóquei e a transformação de um Velódromo abandonado em um Ginásio de Ginástica. O orçamento previsto é de US$506,7 milhões cobrindo também os gastos da infraestrutura.[32] Em 8 de novembro de 2021, são oficializadas as cidades de Viña del Mar, Valparaíso, Algarrobo, Los Andes e Pudahuel como subsedes.[33][34] Em 25 de novembro são apresentados para o público a área do Estádio Nacional, que irá receber boa parte das competições, além da união dos locais aos centros de treinamento, sendo ampliado com as construções.[35] Em 14 de junho de 2022, são anunciados oficialmente os locais de competição, confirmando também as cidades de Isla de Maipo, Providencia, Huechuraba, Recoleta, Vitacura, Ñuñoa, Peñalolén, Lo Espejo, La Florida, San Bernardo, Quillota, Pichilemu e San Pedro de la Paz como subsedes, totalizando 20 cidades.[21]

Instalações[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Para os Jogos Pan-Americanos, foi elaborado a criação de um "Corredor Pan-Americano", interligando a Vila Pan-Americana e Parapan-Americana na região de Cerrillos, o Parque O'Higgins, Estádio Nacional e Parque Peñalolen. O corredor terá 20,2 km.[36]

A Vila Pan-Americana, que será construída com investimento privado no norte do Parque Bicentenario Cerrillos, receberá mais de oito mil atletas que chegarão a Santiago 2023 e terão fácil acesso a partir da estação de metrô Cerrillos (Linha 6). Além disso, estará ao lado de importantes rodovias que o conectam ao resto da cidade, como a Avenida General Velásquez, Avenida Pedro Aguirre Cerda, Rota 78 e Avenida Carlos Valdovinos.[36]

Sete quilômetros a leste, através de Pedro Aguirre Cerda e depois a continuação por Rondizzoni. Este local localizado no coração da capital, também está muito conectado ao resto da cidade graças à Estação O'Higgins Park (Linha 2).[36]

Do O'Higgins Park, serão percorridos cinco quilômetros até o Estádio Nacional, ao longo do eixo da Avenida Matta e a continuação da Avenida Grecia. Esta seção também será conectada pelo trem metropolitano: da estação Parque O'Higgins, onde pode facilmente chegar à estação National Stadium com uma transferência da linha 2 para a 6 em Franklin.[36]

Estrada para o leste, do National Stadium Sports Park ao Peñalolén Sports Park (onde, entre outros, será realizada a ciclovia e o BMX), há sete quilômetros de distância, que pode ser coberto pela Avenida Grecia, Avenida Vespucio e José Arrieta.[36]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Em 7 de março de 2020, em uma reunião no Porto Rico, foram definidas as modalidades presentes no Pan de 2023. Serão disputadas 39 modalidades, entre elas a estreia do Skateboard, fazendo parte dos esportes com rodas, junto com a Patinação e a Patinação Artística. O esporte até então entraria a partir do Pan de 2019, mas devido a impasses entre a PanAm Sports e o World Skate America por conta do choque de datas entre as duas competições organizadas pelas entidades, o evento foi excluído. Junto com o Skate, veio a entrada da Escalada no programa olímpico. Houve a exclusão do Boliche, Squash, Fisiculturismo, Raquetebol e Pelota Basca, sendo que os dois primeiros estariam de fora pela primeira vez desde 1995. Segundo o comitê organizador de Santiago, há uma possibilidade de ampliação com a entrada de novas competições.[37]

Em 15 de dezembro de 2020, é divulgada oficialmente a lista de competições. O Boliche, Pelota basca, Raquetebol e Squash que até então ficariam de fora, foram inseridos de volta, tendo apenas a saída do Fisiculturismo, confirmando 38 esportes e 57 disciplinas, trazendo o Skate e a Escalada como as novidades.[38][39] No dia 25 de junho de 2022, é confirmada a inclusão do Breaking como novo esporte, funcionando como qualificação para os Jogos Olímpicos de Verão de 2024. Com isso, são confirmados 39 esportes e 58 disciplinas.[40]

Segue-se a lista abaixo, com os esportes que estarão presentes nos Jogos (o total de eventos para cada um está entre parêntesis):

a Modalidades Pan-Americanas.
b Modalidades olímpicas opcionais que farão parte do programa dos Jogos Olímpicos de Verão de 2024 .

Calendário[editar | editar código-fonte]

O calendário oficial dos Jogos Pan-Americanos foi divulgado no dia 14 de julho de 2022. Um dos destaques é que os eventos só terão início após a cerimônia de abertura, algo inédito no evento, que costuma já iniciar com competições antes da abertura oficial.[41]

CA Cerimônia de Abertura Competições 1 Eventos finais CE Cerimônia de Encerramento
Outubro/ Novembro 20
Sex
21
Sáb
22
Dom
23
Seg
24
Ter
25
Qua
26
Qui
27
Sex
28
Sáb
29
Dom
30
Seg
31
Ter
1
Qua
2
Qui
3
Sex
4
Sáb
5
Dom
Eventos
Cerimônias (abertura/encerramento) CA CE
Athletics pictogram.svg Atletismo 2 2 5 5 6 10 11 2 43
Badminton pictogram.svg Badminton 5 5
Basketball pictogram.svg Basquetebol 2 1 1 4
Baseball pictogram.svg Beisebol 1 1
Bowling pictogram.svg Boliche 2 2 4
Boxing pictogram.svg Boxe 7 8 15
Breakdancing pictogram.svg Breaking 1 1 2
Canoagem Canoeing (slalom) pictogram.svg Slalom 3 3 6
Canoeing (flatwater) pictogram.svg Velocidade 1 2 5 4 12
Karate icon.svg Caratê 4 5 5 14
Ciclismo Cycling (BMX) pictogram.svg BMX 2 2 4
Cycling (mountain biking) pictogram.svg Montanha 2 2
Cycling (track) pictogram.svg Pista 3 2 2 5 12
Cycling (road) pictogram.svg Estrada 2 2 4
Climbing pictogram.svg Escalada desportiva 2 2 2 2 8
Esportes Aquáticos
Diving pictogram.svg Saltos ornamentais 2 2 2 2 2 10
Synchronized swimming pictogram.svg Natação artística 1 1 2
Swimming pictogram.svg Natação 8 7 9 6 6 36
Open water swimming pictogram.svg Natação em águas abertas 2 2
Water polo pictogram.svg Polo aquático 2 2
Fencing pictogram.svg Esgrima 2 2 2 2 2 2 12
Water skiing pictogram.svg Esqui aquático 7 3 10
Football pictogram.svg Futebol 1 1 2
Ginástica
Gymnastics (artistic) pictogram.svg Artística 1 1 2 5 5 14
Gymnastics (rhythmic) pictogram.svg Rítmica 2 2 3 8
Gymnastics (trampoline) pictogram.svg Trampolim 2 2
Golf pictogram.svg Golfe 3 3
Handball pictogram.svg Handebol 1 1 2
Hipismo Equestrian Dressage pictogram.svg Adestramento 1 1 2
Equestrian Eventing pictogram.svg Concurso completo 2 2
Equestrian Jumping pictogram.svg Salto 1 1 2
Field hockey pictogram.svg Hóquei sobre a grama 1 1 2
Judo pictogram.svg Judô 3 3 4 4 14
Weightlifting pictogram.svg Levantamento de peso 3 4 4 3 14
Wrestling pictogram.svg Lutas 5 4 5 4 18
Patinação Artistic roller skating pictogram.svg Artística 2 2
Inline speed skating pictogram.svg Velocidade 2 4 6
Basque pelota pictogram.svg Pelota basca 10 10
Modern pentathlon pictogram.svg Pentatlo moderno 1 1 2 1 5
Racquets pictogram.svg Raquetebol 4 2 6
Rowing pictogram.svg Remo 4 5 5 14
Rugby sevens pictogram.svg Rugby sevens 2 2
Skateboarding pictogram.svg Skate 1 1 2
Softball pictogram.svg Softbol 2 2
Squash pictogram.svg Squash 2 3 2 7
Surfing pictogram.svg Surfe 8 8
Taekwondo pictogram.svg Taekwondo 4 7 4 4 19
Tennis pictogram.svg Tênis 2 3 5
Table tennis pictogram.svg Tênis de mesa 1 2 2 1 1 7
Shooting pictogram.svg Tiro esportivo 1 2 2 2 1 2 2 3 15
Archery pictogram.svg Tiro com arco 3 5 8
Triathlon pictogram.svg Triatlo 2 1 3
Sailing pictogram.svg Vela 7 4 11
Voleibol Volleyball pictogram.svg Voleibol 1 1 2
Beach volleyball pictogram.svg Voleibol de praia 2 2
Total de eventos - 24 28 42 34 32 19 12 17 20 22 13 18 22 39 48 39 429
Total acumulativo - -
Outubro/ Novembro 20
Sex
21
Sáb
22
Dom
23
Seg
24
Ter
25
Qua
26
Qui
27
Sex
28
Sáb
29
Dom
30
Seg
31
Ter
1
Qua
2
Qui
3
Sex
4
Sáb
5
Dom
Eventos

Marketing e Marca[editar | editar código-fonte]

Logotipo[editar | editar código-fonte]

Logotipo da Candidatura[editar | editar código-fonte]

O logo oficial foi apresentado ainda no processo de candidatura para este evento. A responsável é a empresa canadense L'Alliance Groupe, que trouxe como inspiração: o Cerro Manquehue, uma das montanhas mais altas da cidade de Santiago; a Gran Torre Santiago (Torre Costanera),o prédio mais alto do Hemisfério Sul; a flor silvestre Copihue; e o Rio Mapocho, que banha a região. Cada símbolo é representado por um bastão nas cores azul claro, azul escuro, violeta, rosa e laranja, estando todos curvados em formato de montanha. No seu topo aparece o Condor, a ave nacional do Chile que sobrevoa a região e a Cordilheira dos Andes, cuja asa esquerda aparece pintada de azul escuro e a asa direita de azul claro. Após o anúncio da cidade sede, a marca ficou sendo utilizada provisoriamente, além de várias sugestões com conceitos diferentes serem apresentadas pela internet através de várias pessoas por meio de suas redes sociais.[42]

Logotipo Oficial[editar | editar código-fonte]

A consultoria de marketing chilena b2o foi responsável pela elaboração do logotipo oficial que foi divulgado no dia 17 de julho de 2019 e é baseado no número 2023, que é o objetivo de todos os envolvidos, isso também inspira o legado e o projeto da cidade. O esporte é algo que reflete a criatividade e por isso, a geometria, os ângulos, a união, o dinamismo e todos os movimentos que estão em estado estão presentes na sua forma particular de expressão. As novas formas emergentes dos recintos desportivos e as conexões que nascem deles, servem para gerar os circuitos de atividade que integram a cidade de Santiago. As formas não somente geram movimentos próprios,geram também reações e uma linguagem própria e diferente representando a função do esporte, sua essência e seu espírito e a sua integração urbana. A paleta de cores é inspirada na Santiago de hoje e seu futuro como cidade, que se configura como uma cidade vibrante, moderna, divertida e multicultural que se conecta com seus habitantes e atrai seus visitantes. Pela primeira vez na história do evento, será utilizado o mesmo logotipo em ambas as versões: Pan e ParaPan.[43]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Em 31 de maio de 2021, a organização anuncia o início das licitações para a escolha dos mascotes. O concurso foi virtual e a escolha foi realizada por voto popular na página oficial do evento, com o resultado previsto para setembro de 2021.[44] A votação ocorreu entre os dias 7 e 27 de agosto, atingindo 46 mil participações, superando o recorde que pertencia as eleições do mascote dos jogos de 2019. Entre os finalistas estão: Fiu (ave de sete cores), Pewü (pinhão de uma árvore ancestral chamada Araucaria), Chitama (lagarto corredor do Atacama), Juanchi (pinguim) e Santi (um puma alado da montanha).[45]

Em 16 de outubro de 2021, Fiu foi escolhido como mascote oficial dos Jogos Pan-americanos de Santiago de 2023.[46]

Slogan[editar | editar código-fonte]

O slogan foi revelado no mesmo dia que o logotipo. O slogan dos jogos inicialmente era Segue sua paixão (Sigue tu pasión, em espanhol). Em 15 de fevereiro de 2022, durante a exibição do programa Pelota Parada da TNT Sports, é anunciado que o novo slogan dos jogos passa a ser Sonhar, Jogar, Ganhar (Soñar, Jugar, Gañar, em espanhol). O slogan foi anunciado com cada um dos três esportistas falando uma palavra, sendo eles Luciano Letelier ("Soñar"), Juan Carlos Garrido ("Jugar") e María Fernanda Valdés ("Ganar").[47]

Direitos de transmissão[editar | editar código-fonte]

Em 5 de agosto de 2018, o Grupo Record, anunciou que teria novamente a exclusividade dos direitos de transmissão numa prorrogação do contrato assinado em agosto de 2008 para os Jogos de 2011 e foi posteriormente renovado para as edições de 2015 e 2019.[48] Esta até então seria a quinta vez que a RecordTV iria cobrir o Pan e seria a quarta vez seguida que os direitos dos Jogos seriam de propriedade exclusiva da emissora na televisão aberta.[49][50][51][52] Porém, no dia 15 de dezembro de 2020, o Grupo Record anuncia a rescisão de contrato com a PanAm Sports, ficando de fora das transmissões do evento pela primeira vez desde os jogos de 2007. O principal motivo pelo rompimento foi a recessão econômica causada pela Pandemia de COVID-19, motivada pelo aumento do dólar. Segundo uma reportagem da Associação dos Comités Olímpicos Nacionais (ANOC), a Panam Sports deveria receber $9,8 milhões (£7,3 milhões / €8 milhões) da TV Record. Isso incluiu um pagamento atrasado de $4,8 milhões (£3,5 milhões / €3,9 milhões) para 2019, bem como $5 milhões (£3,7 milhões / €4,1 milhões) com vencimento este ano. O secretário-geral do Panam Sports, Ivar Sisniega, reconheceu que a perda da TV Record foi um golpe financeiro e confirmou que a organização entrou com uma ação legal no Brasil.[53][54]

Em 14 de fevereiro de 2022, é anunciado que o grupo espanhol Mediapro será novamente o responsável pela geração de imagens do Pan e do Parapan para o mundo, mas anunciando novidades com relação aos jogos de 2019, sendo eles a cobertura de todas as modalidades ao vivo, totalizando 1.900 horas de cobertura, a maior da história dos Jogos Pan-Americanos e Parapan Americanos, utilizando também a tecnologia 4G e 5G.[55]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Santiago é escolhida sede dos Jogos Pan-Americanos de 2023». Globoesporte. 4 de novembro de 2017. Consultado em 4 de novembro de 2017 
  2. «Pablo Squella confirma la postulación de Santiago a los Panamericanos de 2023». La Tercera. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  3. «Presidente del COCH: Chile debe postular de inmediato a los Juegos Panamericanos 2023». adnradio.cl. 21 de outubro de 2013 
  4. «Santiago será la sede de los Juegos Panamericanos de 2023». tvn - 24Horas (em espanhol). 4 de novembro de 2017. Consultado em 4 de novembro de 2017 
  5. «Buenos Aires y Santiago de Chile, candidatas para organizar los Juegos Panamericanos 2023». deportv.gob.ar (em espanhol). DEPORTV. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  6. «Mac Allister: están dadas las condiciones para que Buenos Aires sea sede de los Juegos Panamericanos». www.elpatagonico.com (em espanhol). El Patagónico. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  7. «Buenos Aires se postulará para organizar los Juegos Panamericanos 2023». www.lanacion.com.ar (em espanhol). La Nacion. 27 de janeiro de 2017. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  8. «BUENOS AIRES POSTERGA SU CANDIDATURA PANAMERICANA PARA EL 2027». www.coarg.org.ar (em espanhol). COA - Comite Olímpico Argentino. 22 de abril de 2017. Consultado em 21 de abril de 2017 
  9. Vecchioli, Demétrio (21 de abril de 2017). «Crise faz Argentina retirar candidatura, e Santiago será sede do Pan-2023». UOL- Olhar Olímpico. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  10. «Mar de Plata confirma postulación a los Panamericanos 2023» (em espanhol). PuntoNoticias - Noticias de Mar del Plata. 29 de março de 2015. Consultado em 8 de junho de 2015 
  11. «Rosario irá por la candidatura de los Juegos Panamericanos 2023» (em espanhol). 8 de junho de 2015. Consultado em 7 de janeiro de 2014 
  12. a b c «El caribe colombiano ya no aspirarían a la sede los Juegos Panamericanos 2023». www.rcnradio.com (em espanhol). RCN Radio. 17 de janeiro de 2017. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  13. «Radicado en el Congreso proyecto para que Cali sea Distrito Especial». elpais.com.co (em espanhol). 21 de junho de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  14. «Panamericanos 2023, próximo reto para Medellín». 8 de junho de 2015. Cópia arquivada em 13 de abril de 2014 
  15. «Puerto Rico solicitará la sede de los Juegos Panamericanos 2023». 8 de junho de 2015 
  16. «TVs em alerta: São Paulo é favorita para sediar o Pan-Americano de 2023» 
  17. «Porto Alegre vislumbra candidatura para os Jogos Pan-Americanos». www2.correiodopovo.com.br. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  18. «VÍDEO: José Fortunati comenta a possibilidade de POA sediar os Jogos Pan-Americanos». GaúchaZH. Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  19. «Santiago 2023 apresenta logo e nova proposta de datas - Surto Olimpico». Consultado em 9 de agosto de 2019 
  20. Lucay, Alvaro Poblete y Carlos González (21 de novembro de 2021). «Santiago 2023: El Estadio Nacional no recibirá deportes». La Tercera. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  21. a b «Estas son las sedes y recintos confirmados de los Juegos Santiago 2023». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 30 de junho de 2022 
  22. «2023 PanAm Games Santiago - Official Visual Pressbook Web» (PDF). lalliancegroupe.com (em inglês e espanhol). L'Alliance Groupe. Setembro de 2017. Consultado em 4 de junho de 2019 
  23. «EyN: El plan de Santiago 2023 incluye jugar en la Arena Monticello». www.economiaynegocios.cl (em espanhol). Consultado em 7 de junho de 2019 
  24. «Pablo Squella: Estamos todas de buena infraestructura para los Panamericanos». alairelibre.cl (em espanhol). 29 de abril de 2017. Consultado em 7 de junho de 2019 
  25. «Los desafios en infraestructura de Santiago» (PDF). digital.elmercurio.com (em espanhol). El Mercúrio. 7 de maio de 2017. Consultado em 7 de junho de 2019 
  26. Lima, Gabriel (25 de março de 2019). «Vila Pan-Americana de Santiago 2023 deve custar R$ 692 mi». agenciaolimpica.com.br. Agência Olímpica. Consultado em 4 de junho de 2019 
  27. Orlando, Alexandra (14 de junho de 2022). «SANTIAGO 2023 CONFIRMA SEDES DE COMPETENCIA: 4 REGIONES, 19 COMUNAS Y 41 RECINTOS». Panam Sports (em espanhol). Consultado em 30 de junho de 2022 
  28. «Próxima sede do Pan, Chile já estuda locais de disputas e futuras obras». ISTOÉ Independente. 13 de agosto de 2019. Consultado em 6 de setembro de 2019 
  29. «Santiago 2023». www.santiago2023.org. Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  30. Orlando, Alexandra (7 de janeiro de 2020). «SANTIAGO 2023 UNVEILS NEW VENUE PLAN AND NEW BUDGET». Panam Sports (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  31. «Santiago 2023». www.santiago2023.org. Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  32. «Na pandemia, Santiago já planeja obras para o Pan de 2023». Olimpíada Todo Dia. Consultado em 13 de junho de 2020 
  33. Lucay, Carlos González (8 de novembro de 2021). «Santiago 2023 oficializa a Viña del Mar, Valparaíso y Algarrobo como subsedes». La Tercera. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  34. «38 sports will be present in Santiago 2023». www.santiago2023.org (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  35. «Conoce cómo avanzan los nuevos escenarios multideportivos del Estadio Nacional». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  36. a b c d e «Corredor Panamericano conectará cuatro grandes centros deportivos de Santiago 2023». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 23 de maio de 2022 
  37. Varella, João (5 de março de 2020). «Veja os esportes confirmados nos Jogos Pan-Americanos de 2023». Olimpíada Todo Dia. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  38. «38 deportes estarán presentes en Santiago 2023». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  39. «Pan de Santiago 2023 terá 39 esportes; escalada esportiva fará estreia - Surto Olimpico». www.surtoolimpico.com.br. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  40. «Breaking estará nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023». Surto Olímpico. Consultado em 30 de junho de 2022 
  41. «Santiago 2023 presenta calendario deportivo de Juegos Panamericanos y Parapanamericanos». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 17 de julho de 2022 
  42. «XIX Juegos Panamericanos de Santiago 2023 – Memoria de Prensa / Official Pressbook». lalliancegroupe.com (em espanhol). L'Alliance Groupe wpp | Branding. Editorial. Design. Multimédia. 14 de setembro de 2017. Consultado em 8 de junho de 2019 
  43. «Los Juegos Panamericanos de Santiago 2023 ya tienen su logo oficial» (em espanhol). 24 horas. 17 de julho de 2019. Consultado em 23 de julho de 2019 
  44. «Santiago 2023 busca su Mascota Oficial». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 3 de junho de 2021 
  45. «La Mascota Oficial Santiago 2023 cierra con votación histórica». santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 28 de agosto de 2021 
  46. «A Dos años de Santiago 2023:Los Juegos ya tienen a Fiu, su mascota Oficial». santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 16 de outubro de 2021 
  47. «Soñar, Jugar, Ganar: el nuevo lema oficial de Santiago 2023». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 18 de fevereiro de 2022 
  48. Folha Online (10 de agosto de 2008). «Record fecha exclusividade para transmissão dos Jogos Pan-Americanos de 2011». Consultado em 29 de novembro de 2009 
  49. «Dez anos após ameaçar a Globo até no futebol, Record se segura só no Pan». uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br. UOL Esporte. 11 de abril de 2019. Consultado em 4 de junho de 2019 
  50. «Record TV fecha com Pan 2023». audienciacarioca.com.br. Audiência Carioca. 5 de agosto de 2018. Consultado em 4 de junho de 2019 
  51. «Record compra direitos de exclusividade do Pan 2019». Revista Exame. Exame. 27 de outubro de 2011. Consultado em 15 de julho de 2019 
  52. «Record bate Globo e compra Pan-15». Máquina do Esporte. Máquina do Esporte. 19 de janeiro de 2009. Consultado em 15 de julho de 2019 
  53. «Panam Sports taking legal action after broadcast rights contract cancelled». www.insidethegames.biz. Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  54. «Record é processada após cancelar contrato do Pan-Americano de 2023». www.uol.com.br. Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  55. «Santiago 2023 oficializó a Mediapro en producción técnica de TV para los próximos Juegos». www.santiago2023.org (em espanhol). Consultado em 14 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]