Comitê Olímpico Nacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Os Comitês Olímpicos Nacionais (CON) são as instituições máximas em nível nacional do Movimento Olímpico no mundo.[1] Sujeitos aos controles do Comitê Olímpico Internacional, os CONs são responsáveis por organizar a participação de seu povo nos Jogos Olímpicos. Eles podem nomear cidades dentro de suas respectivas áreas como candidatas para futuros Jogos Olímpicos. Os CONs também promovem o desenvolvimento de atletas e o treinamento de técnicos e árbitros em nível nacional dentro de suas geografias.

Membros dos CON[editar | editar código-fonte]

Atualmente, há 206 CONs.[2] Isso incluem em 193 membros da Organização das Nações Unidas, um estado observador da ONU (Palestina), um estado não membro da ONU em associação livre com a Nova Zelândia (Ilhas Cook) e dois estados com reconhecimento limitado (Cossovo e Taiwan[nota 1]).

Há também nove territórios dependentes com CONs reconhecidos: quatro territórios dos Estados Unidos (Samoa Americana, Guam, Porto Rico e o Ilhas Virgens dos Estados Unidos), três territórios britânicos ultramarinos (Bermudas, o Ilhas Virgens Britânicas e o Ilhas Cayman), um país constituinte do Reino dos Países Baixos (Aruba) e uma região administrativa especial da China (Hong Kong).

Antes de 1996, as regras para reconhecer territórios dependentes ou países constituintes como países separados dentro do COI não eram tão rígidas quanto aquelas dentro das Nações Unidas, o que permitia que esses territórios tivessem equipes de campo separadas de seus Estado soberano. Após uma emenda à Carta Olímpica em 1996, o reconhecimento dos CONs só pode ser concedido após o reconhecimento como país independente pela comunidade internacional.[3] Uma vez que a a regra não se aplica retroativamente, os territórios dependentes e os países constituintes que foram reconhecidos antes da alteração da regra podem continuar enviando equipes separadas para as Olimpíadas, enquanto as Ilhas Faroé e Macau enviará suas próprias equipes dos Paraolímpicos.

Os únicos estados que se qualificam para participar no futuro são a Cidade do Vaticano, um estado observador da ONU, e Niue, um estado não membro da ONU em associação livre com a Nova Zelândia. Atualmente, todos os outros estados restantes são inelegíveis para ingressar no COI, pois não são reconhecidos pela maioria dos países membros das Nações Unidas.[4] Os países constituintes e territórios dependentes, como Curaçau, as Ilhas Faroé, Gibraltar, Macau e Nova Caledônia também não podem mais ser reconhecidos, portanto, os atletas destes territórios só podem participar das Olimpíadas como parte da equipe nacional de sua nação-mãe. Esta regra também se aplica a territórios passando por uma mudança de status – o Comitê Olímpico das Antilhas Holandesas foi dissolvido na 123ª sessão do COI em julho de 2011, uma vez que a Antilhas Holandesas deixou de existir em 2010.[5][6]

Para os países e territórios que fazem parte da Comunidade das Nações, seus Comitês Olímpicos Nacionais também atuam como membros da Associação dos Jogos da Commonwealth. Eles são responsáveis por organizar e supervisionar suas equipes nacionais nos Jogos da Commonwealth.[7][8]

Lista de CONs[editar | editar código-fonte]

Esta seção lista o atual:

Os membros da ANOC são elegíveis para entrar nos Jogos Olímpicos. Alguns Comitês Olímpicos Nacionais que são membros de uma associação olímpica continental, mas não membros da ANOC, competem em torneios de nível continental e sub-regional. Esses comitês, entretanto, não têm permissão para participar dos Jogos Olímpicos.

As cinco associações olímpicas continentais são:

O COI organiza os Jogos Olímpicos de Verão e os Jogos Olímpicos de Inverno como competições nas quais todos os CONs reconhecidos pelo COI podem participar. Cada continente também organiza seus próprios campeonatos para seus membros:

Embora não seja uma união continental em si, a Union of Arab National Olympic Committees (UANOC) organiza eventos multi-esportivos entre países de língua árabe. Todos os 22 Comitês Olímpicos Nacionais que formam a UANOC também são membros da ANOCA ou da OCA e podem enviar seus atletas para os Jogos Pan-Africanos ou Asiáticos. Os Comitês Olímpicos Nacionais dos países membros da UANOC estão indicados na lista abaixo.

África (ANOCA)[editar | editar código-fonte]

1: O Comitê Olímpico Nacional é membro da UANOC.

América (PASO)[editar | editar código-fonte]

Ásia (OCA)[editar | editar código-fonte]

1: Comitê Olímpico Nacional é membro da UANOC.
2: Comitê Olímpico Nacional é membro da OCA, mas não é membro da ANOC.
3: Nome oficial usado pelo IOC, ANOC e OCA para o Taiwan República da China (Taiwan).

Europa (EOC)[editar | editar código-fonte]

1: Israel era membro da OCA, mas deixou a organização em 1981. Juntou-se à EOC em 1994.

Oceania (ONOC)[editar | editar código-fonte]

1: O Comitê Olímpico Nacional é membro associado da ONOC, mas não é membro da ANOC.

Lista de CONs por data de reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Abaixo está uma lista cronológica dos 206 CONs reconhecidos pelo Comitê Olímpico Internacional, desde sua fundação em 1894. Muitos desses comitês foram fundados muitos anos antes de seu reconhecimento oficial, enquanto outros foram aceitos imediatamente após sua fundação.

Apenas os estados existentes são listados. Além disso, os estados que mudaram de nome em algum momento são listados com seus nomes atuais. Os antigos estados (por exemplo, a União Soviética, a Checoslováquia e as Antilhas Holandesas etc.) não estão listados, apenas os estados atuais derivados deles: por exemplo, o Comitê Olímpico Tcheco representando a Boêmia foi criado e reconhecido em 1899. Ele foi posteriormente transformado no Comitê Olímpico da Tchecoslováquia e após a dissolução da Tchecoslováquia, foi reconhecido novamente em 1993.

Divisões[editar | editar código-fonte]

Os CONs são membros da Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (ANOC), que, por sua vez, é formada por cinco associações:

Associação CONs CON mais antigo CON mais novo
Associação de Comitês Olímpicos Nacionais da África 54 Egito (1910) Sudão do Sul (2015)[9]
Organização Desportiva Pan-Americana 41 Estados Unidos (1894) Dominica (1993)
São Cristóvão e Névis (1993)
Santa Lúcia (1993)
Conselho Olímpico da Ásia 44 Japão (1912) Timor-Leste (2003)
Comitês Olímpicos Europeus 50 França (1894) Kosovo (2014)
Comitês Olímpicos Nacionais da Oceania 17 Austrália (1895) Tuvalu (2007)
Association of National Olympic Committees.svg
  África
  América
  Ásia
  Europa
  Oceania

Consulte o artigo de cada associação continental para obter as listas completas de todos os CONs.

CONs sem reconhecimento[editar | editar código-fonte]

O Comitê Olímpico e Desportivo de Macau foi fundado em 1987 e tenta inscrever-se no COI desde a sua fundação, mas ainda não é oficialmente reconhecido, pelo que nenhum atleta participou nos Jogos Olímpicos com o nome "Macau, China". É reconhecido pelo comitê olímpico regional. Participou dos Jogos Asiáticos, Jogos Paraolímpicos e Jogos da Lusofonia.

Tal como Macau, as Ilhas Faroé têm um Comité Paraolímpico Nacional reconhecido. No entanto, não pode participar das Olimpíadas regionais.[10]

Outros NOCs ainda não reconhecidos pelo NOC incluem Catalunha,[11] Gibraltar,[12] Polinésia Francesa,[13] Niue,[14] Somalilândia,[15] Nova Caledônia,[16] Curdistão,[17][18] Chipre do Norte,[19] Abecásia,[20] Nativos Americanos,[21][22] Ilhas Marianas do Norte, Anguila, Montserrat, Transnístria e Ilhas Turks e Caicos.[23]

Ossétia do Sul pretende estabelecer um Comitê Olímpico Nacional,[24] e representantes da República de Artsaque participam do Comitê Olímpico Nacional da Armênia.[25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Designada por Taipé Chinês pelo COI.
  1. O CON da Sérvia foi reconhecido pelo COI em 1912. Após a Primeira Guerra Mundial, a Sérvia tornou-se parte da Iugoslávia, cujo CON foi reconhecido em 1920. A Sérvia foi reintegrada como CON próprio em 2006, após a dissolução da Sérvia e Montenegro.
  2. a b c d e f O CON da Letônia foi reconhecido pelo COI em 1923, enquanto os CON da Estônia e da Lituânia foram reconhecidos em 1924. No entanto, após a ocupação dos Estados Bálticos soviéticos, seus CONs foram dissolvidos. Quando eles recuperaram sua independência, seus CONs foram reconhecidos novamente em 1991.
  3. O COI da Tanzânia remonta a 1958 com o reconhecimento de Tangânica. Tangânica e Zanzibar uniram-se em 26 de abril de 1964 para formar a Tanzânia, mas o novo país foi autorizado a participar dos Jogos Olímpicos de Verão de 1964 sob o comando do COI de Tangânica. A Tanzânia foi reconhecida como sucessora do COI de Tangânica em 1968.
  4. O Vietnã competiu pela primeira vez em 1952 como o Estado do Vietnã. Depois da Partição do Vietnã em 1954, apenas a República do Vietnã competiu nos Jogos até a reunificação do Vietnã em 1976.
  5. A África do Sul participa das Olimpíadas desde 1904 – mesmo antes de se tornar um país unificado – sua adesão foi suspensa em 1962 e reintegrada em 1991 com a abolição do apartheid.

Referências

  1. «Carta Olímpica - versión español. Capítulo 4: Los Comités Olímpicos Nacionales (CON)» (em espanhol). Comitê Olímpico Equatoriano. 30 de junho de 2012 
  2. "National Olympic Committees", Comitê Olímpico Internacional. Visitado em 7 de fevereiro de 2016.
  3. «Overseas Territories (3rd February 2012)». Publications.parliament.uk. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  4. «127th IOC Session comes to close in Monaco». International Olympic Committee. 9 de dezembro de 2014. Consultado em 6 de agosto de 2016. The NOC of Kosovo met the requirements for recognition as outlined in the Olympic Charter. These include the sport and technical requirements as well as the definition of "country" as defined in Rule 30.1 – "an independent State recognised by the international community". Kosovo is recognised as a country by 108 of the 193 UN Member States. 
  5. «Executive Board concludes first meeting of the new year». olympic.org ("Officiel hjemmeside for den olympiske bevægelse"). 30 de outubro de 2011. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  6. «Curtain comes down on 123rd IOC Session». Comitê Olímpico Internacional. 9 de junho de 2011. Consultado em 20 de outubro de 2014 
  7. https://www.olympic.org/belize
  8. https://www.anocolympic.org/nocs-directory/seychelles-olympic-and-commonwealth-games-association/16623
  9. «Sudán del Sur se convierte en el 206º miembro del Movimiento Olímpico» (em espanhol). infolibre.es. Consultado em 16 de setembro de 2020 
  10. «Ítróttasamband Føroya | Just another WordPress weblog». Isf.fo. Consultado em 16 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2010 
  11. Hargreaves, John (2000). Freedom for Catalonia? : Catalan nationalism, Spanish identity and the Barcelona Olympic Games [Online-Ausg.]. ed. Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 9780521586153 
  12. «andalucia.com». andalucia.com. Consultado em 20 de junho de 2012 
  13. Friedrich, Walter L. «N/a». Accessmylibrary.com. Consultado em 23 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2012 
  14. «Full Page - Niue Island Sports Association and National Olympic Committee - FOX SPORTS PULSE». Sportingpulse.com. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  15. «Website ka wasaaradda Dhalinyaradda Iyo Ciyaaraha Somaliland - Homepage». Somalilandolympics.org. 18 de janeiro de 2010. Consultado em 16 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 18 de junho de 2013 
  16. «New Caledonia National Olympic Committee». SportingPulse. Consultado em 16 de agosto de 2010 
  17. «Display Article». Kurdishglobe.net. 16 de janeiro de 2010. Consultado em 16 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 16 de julho de 2011 
  18. [1] [ligação inativa]
  19. «Turkish Cypriots denied access to London Olympics 2012». Consultado em 6 de março de 2015. Cópia arquivada em 2 de abril de 2015 
  20. Smoltczyk, Alexander (27 de agosto de 2009). «The ABC Republic: Abkhazia Attempts to Invent Itself - SPIEGEL ONLINE». Der Spiegel. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  21. «Native Americans seek recognition». Nativevoices.org. 27 de fevereiro de 2006. Consultado em 16 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2011 
  22. «Jim Thorpe's Sons Bolster Native American Olympic Dream : Fri, 10 Jul 2009 : eNewsChannels». Enewschannels.com. 10 de julho de 2009. Consultado em 16 de agosto de 2010 
  23. «CANOC Members». canoc.net. Consultado em 16 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2009 
  24. «В Южной Осетии продолжат работу над созданием национального олимпийского комитета - Политика, выборы, власть - Новости - ИА REGNUM» (em russo). Regnum.ru. Consultado em 23 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 19 de fevereiro de 2014 
  25. «Armenia Karabakh Ministers Sign Accord | Asbarez Armenian News». Asbarez.com. 4 de fevereiro de 1999. Consultado em 23 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]