Vietname do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Vietnã do Norte)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Việt Nam Dân Chủ Cộng Hòa
República Democrática do Vietname
Flag of Colonial Annam.svg
 
Blank.png
1945 – 1976 Flag of Vietnam.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Hino nacional
Tiến Quân Ca


Localização de Vietname do Norte
Continente Ásia
Região Sudeste asiático
Capital Hanói
21° 2' N 105° 51' E
Língua oficial Vietnamita
Governo Estado socialista
Presidente
 • 1945-1969 Ho Chi Minh
 • 1969-1975 Ton Duc Thang
Período histórico Guerra Fria
 • 2 de Setembro de 1945 Independência da França
 • 2 de Julho de 1976 Unificação do Vietname
Área
 • 1960 157 880 km2
População
 • 1960 est. 15 916 955 
     Dens. pop. 100,8 hab./km²
 • 1975 est. 23 767 300 
Moeda Dong

República Democrática do Vietname (Việt Nam Dân Chủ Cộng Hòa, em língua vietnamita), mais conhecida como Vietname do Norte foi fundada por Ho Chi Minh em 1950 e imediatamente reconhecida pelo Japão e URSS. Em 1954, depois da sua derrota na Batalha de Dien Bien Phu, a França reconheceu formalmente este país na Conferência de Genebra, ao mesmo tempo que o país era dividido em dois.

A capital desta república era Hanói e o mesmo tinha um governo socialista que pretendia reunificar o país, o que só foi possível através de um conflito armado contra o Vietname do Sul e os Estados Unidos - e que ficou conhecido como a Guerra do Vietname ou Guerra Americana. Os norte-americanos sofreram forte resistência dos vietnamitas, o que transformou este conflito na maior derrota militar dos Estados Unidos durante a Guerra fria. O governo norte-vietnamita deu forte apoio militar ao Vietcong, além de ter enviado tropas.

Uma guerra semelhante tinha acontecido alguns anos antes na Coreia: a Guerra da Coreia.

Depois da divisão do país, verificou-se uma migração em massa de vietnamitas do norte para o sul. Sem as ricas terras agrícolas do sul, o governo tentou realizar reformas agrárias, no que foi descrito como um processo repressivo e totalitarista. Entre 1955 e 1956, dezenas de milhares de proprietários rurais foram publicamente denunciados como "latifundiários" (địa chủ) e executados. Um movimento literário chamado Nhân văn giai phẩm (“Arte Humanista”) tentou democratizar o país, mas muitos intelectuais e escritores foram colocados em reeducação por alegadamente não estarem de acordo com as políticas governamentais.

A queda de Saigon a 30 de Abril de 1975 finalmente possibilitou a reunificação do país a 2 de Julho de 1976, que se tornou a República Socialista do Vietname

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]