Conferência de Genebra (1954)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Convenções de Genebra.
Disambig grey.svg Nota: Para outros eventos similares, veja Conferência de Genebra.
A Conferência de Genebra.

A Conferência de Genebra (26 de abril a 20 de julho de 1954)[1] ocorreu em Genebra, na Suíça, cujo objetivo era tentar encontrar uma forma de resolver as questões pendentes sobre a península coreana e unificar o Vietnã e discutir a possibilidade de restaurar a paz na Indochina.[2] A União Soviética, os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e a República Popular da China foram participantes durante toda a conferência, enquanto que vários países relacionados com as duas questões também foram representados durante a discussão das respectivas questões,[3] que incluiu os países que enviaram tropas através das Nações Unidas para a Guerra da Coreia e os diferentes países que concluíram a Primeira Guerra da Indochina, entre a França e o Việt Minh.

A parte da conferência sobre a questão coreana terminou sem adotar quaisquer declarações ou propostas. Na Indochina, a conferência produziu um conjunto de documentos conhecidos como os Acordos de Genebra. Estes acordos separaram o Vietnã em duas zonas, uma zona norte a ser governada pelo Việt Minh, e uma zona sul a ser regida pelo Estado do Vietnã, então chefiada pelo ex-imperador Bảo Đại. Na "Declaração Final da Conferência", emitida pelo presidente britânico da conferência, incluía a condição que "eleições gerais" supervisionadas internacionalmente, seriam realizadas em julho de 1956, para criar um Estado vietnamita unificado. Embora apresentado como uma visão de consenso, apenas a França e o Vietnã do Norte assinaram a declaração, a primeira porque pretendia restabelecer o domínio colonial ou, pelo menos neocolonial, o segundo porque esperava ganhar tempo para reforçar a sua posição no norte e eventualmente ganhar as referidas eleições. O documento não foi aceito pelos delegados do Vietnã do Sul e dos Estados Unidos. Além disso, três acordos de cessar-fogo separados, cobrindo Camboja, Laos e Vietnã, foram assinados na conferência.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 18 de fevereiro de 1954, na Conferência de Berlim, os participantes concordaram que "o problema da restauração da paz na Indochina também será discutido na Conferência [sobre a questão Coreana] para quais representantes dos Estados Unidos, França, Reino Unido, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e da República Popular da China e outros estados interessados serão convidados".[4][4]:436

A conferência foi realizada no Palácio das Nações em Genebra, a partir de 26 de abril de 1954. O primeiro item da agenda foi a questão coreana a seguir pela Indochina.[4]:549


Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informações podem ser encontradas nos artigos correspondentes noutras línguas e também na página de discussão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Young, Marilyn (1991). The Vietnam Wars: 1945-1990. New York: HarperPerennial. 41 páginas. ISBN 978-0-06-092107-1 
  2. «Indochina - Midway in the Geneva Conference: Address by the Secretary of State». Yale Law School. Avalon Project. 7 de maio de 1954. Consultado em 29 de abril de 2010 
  3. «The Geneva Conference». Ministry of Foreign Affairs of the People's Republic of China. 17 de novembro de 2000 
  4. a b c Logevall, Fredrik (2012). Embers of War: The Fall of an Empire and the Making of America's Vietnam. [S.l.]: random House. ISBN 978-0-679-64519-1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]