Socialismo árabe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O socialismo árabe é uma ideologia política fundamentada em torno de princípios socialistas e do nacionalismo árabe.[1] O socialismo árabe se distingue das ideias socialistas difundidas no mundo árabe, que antecedem à ideia do socialismo árabe em cerca de 50 anos.[2]

Antecedentes e influência[editar | editar código-fonte]

O socialismo árabe foi uma tendência política historicamente importante, embora sua influência tenha enfraquecido. Essa influência atingiu seu auge durante as décadas de 1950 e 60, quando as ideologias do Partido Baath e, em menor grau, do movimento Nasserista estavam em formação. O termo "socialismo árabe" foi cunhado pelo filósofo sírio Michel Aflaq, um dos fundadores do Partido Baath, com o objetivo de diferenciá-lo do pensamento marxista ligado ao socialismo internacional da Europa Oriental e Leste Asiático, bem como à visão da democracia socialista na Europa Ocidental.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pali, Santiago Quintana (1986). «El integrismo islámico: una respuesta a los límites de la utopía y la crisis de las ideologías». Estudios de Asia y Africa (1 (67)): 21–44. ISSN 0185-0164. Consultado em 31 de maio de 2021 
  2. Fierro, Maribel (janeiro de 2013). Fierro, Maribel; Tolan, John, eds. «The legal status of ḏimmī-s in the Islamic West (second/eighth-ninth/fifteenth centuries): An Introduction». Turnhout: Brepols Publishers (em inglês): 9–18. ISBN 978-2-503-54854-8. doi:10.1484/m.relmin-eb.1.101810. Consultado em 31 de maio de 2021 


Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.