Luta greco-romana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Luta greco-romana (em inglês: Greco-Roman wrestling) é um estilo de luta amadora praticada em todo mundo, regulada pela Federação Internacional de Lutas Associadas (FILA), e está presente nos Jogos Olímpicos modernos desde 1896.

Um dos esportes mais antigos dos Jogos, a luta greco-romana invoca os sentidos mais primitivos do homem, que lutam sem o auxílio de quaisquer equipamentos de proteção, mas sob um nobre código de conduta, que proíbe socos e golpes baixos e inclui complicadas táticas de derrubadas e imobilização do adversário.

A luta greco-romana foi recriada para resgatar os valores do esporte na Antiguidade, com a proibição de ataques mais duros e golpes baixos. Na Grécia Antiga, os lutadores competiam nus, com o corpo envolto por azeite e uma fina camada de areia para se protegerem do frio.

Com o aumento da prática da luta no século XIX em toda a Europa, o esporte foi incluído na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna - Sua primeira participação nos Jogos Olímpicos foi em Atenas 1896

Em 2013 o Comitê Olímpico Internacional votou pela exclusão da modalidade, junto com a luta livre, dos Jogos Olímpicos a partir de 2020.[1]

No entanto, a Luta foi incluída em uma lista com outros sete esportes (Beisebol/Softbol, Karatê, Squash, Patinação Artística, Escalada, Wakeboard e Wushu) para disputar o retorno aos Jogos. No dia 29 de maio de 2013, o COI anunciou que apenas a Luta, Beisebol/Softbol e Squash continuavam como candidatos.[2]

Em 8 de setembro de 2013, na 125ª Sessão do COI em Buenos Aires, na Argentina, a Luta foi reinserida no programa olímpico não só para os Jogos de 2020, quanto para os de 2024.[3]

Referências

  1. «Why the IOC voted wrestling out, and what you can do about it». Spike. Consultado em 15/04/2013. 
  2. Estadão (12 de fevereiro de 2013). «Comitê Olímpico Internacional retira luta dos Jogos de 2020 - Information for the Media». Consultado em 10 de setembro de 2013. 
  3. Terra (12 de fevereiro de 2013). «Luta Olímpica volta aos Jogos de 2020 - Information for the Media». Consultado em 10 de setembro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luta greco-romana