Hapkidô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hapkidô
Hapkidô escrito em Hangul
Informação geral
Prática Arte marcial
Foco Ecletismo e Híbridas
Local de origem  Coreia do Sul
Criador(es) Choi Yong-sool
Praticante Hapkidoísta
Grafia
Nome nativo 합기도
Outros nomes Hap Ki Dô, Hapki-Dô
Relação com outras modalidades
Antecedente(s) Artes marciais coreanas
Influente(s) Principalmente Daito ryu
Descendente(s) Hankido,
Sin Moo Hapkido,
Han Mu Do,
Kuk Sool Won,
Hwa Rang Do,
Chon-Tu Kwan Hapkido
Outras informações
Praticantes notórios GM Yun Sik Kim, Myung Jae Nam, Sung Jae Park
Cronologia das artes marciais  · Lista de artes marciais  · Projeto Artes Marciais
Espada japonesa mostrando a lâmina manga habaki e a mão guarda tsuba


O Hapkidô ou Hapkido é uma arte marcial coreana especializada em defesa pessoal, e sua base também é muito usada nos exércitos pelo mundo todo, o aprendizado de técnicas de socos, chutes, rolamentos, escapes, esquivas, torções, técnicas de alongamento e respiração , além de englobar técnicas com armas de diversos tipos como bastões, espadas, bengalas, facas, leques. Essa arte marcial também ensina seus praticantes a auto defesa com praticamente qualquer objeto, por ser uma Arte capaz de se adaptar a qualquer adversário.

Além de técnicas de luta, o faixa preta em Hapkido é um Terapeuta, pois o Hapkido tem em seu treinamento o conhecimento de pontos de acupuntura e massagem, pontos que são utilizados em técnicas de imobilização causando muita dor no adversário, mas que também são utilizados em tratamentos e terapias.

Dan jon ou Dan hak é uma técnica respiratória , utilizando como base o diafragma para fortalecer todo corpo físico e psiquico.

Campeonato de hapkidô

História[editar | editar código-fonte]

A luta pela sobrevivência fez com que o homem adotasse diferentes e variadas formas de combates com ou sem armas, em algumas ocasiões de criação própria e em outras de imitação a animais ou de lutadores mais peritos. Em alguns casos, a base de sustentação tem as suas origens, nas características morfológicas e culturais dos habitantes dos países onde se desenvolveram através de múltiplas gerações. De inicio o HAP KI DO não era para ser utilizado como uma forma de defesa, seus movimentos eram treinados apenas para o desenvolvimento do “KI”, (força interior, energia vital), pelos monges budistas que saíram da “Índia”, para China em 67.a.C. Chegando na Coréia em junho do ano 372.D.C, em tempos de “Goryo”. Neste período os monges descobriram que alguns dos movimentos que utilizavam para os seus treinamentos físico serviam para sua auto defasa contra agressores e salteadores, que encontraram em seu caminho, por onde passavam a catequizar, (levar o Budismo), aos povos que viviam, na região do Oriente. Não sabemos ao certo se os monges Indianos já utilizavam as armas brancas como; ”Dan guon”(faca pequena),”Jang guon”(faca longa-espada), “Dan boung”(bastão curto), ‘Jang boung”(bastão longo),”Yi”(bengala),”Kun”(corda) e “Tu sook”(estrela), porém sabemos que estas armas eram propicias para a época e existem até hoje dentro do HAPKIDO. Estes dois fatos históricos comprovam a existência do HAPKIDO e não esta descartada a hipótese de que o HAPKIDO tenha dado origem a outras artes marciais. Os monges que chegaram na Coréia datam do 2ª- ano do reinado do rei “SO SURIM”, em tempos de GORYO, logo que os monges chegaram, começaram a catequizar os povos que viviam naquela região, porém as técnicas de auto defesa que descobriram, só eram passadas para os nobres e para a guarda imperial, os pobres que eram a maior parte da população não tinham o conhecimento e nem acesso a estas técnicas. Devido à necessidade dos nobres ter que se defender, começaram a mesclar o que aprenderam com os monges Indianos e as técnicas rudimentares que já utilizavam. Porém os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do então nomeado: Hap Ki Do. O fato de que os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do Hapkido, quase o levou á extinção.

O HAPKIDO, acompanhou o crescimento do budismo desde os tempos de “GORYO”, até os tempos de três reinos, ”SILA”,(chila, pronuncia em português); “BAEK JE”, e “KOGURYO”…”Por ser o menor dos três reinos, ”SILA” sofria constantes invasões de salteadores que viviam pela região e de seus vizinhos “KOGURYO” e “BAEK JE”. ..Durante o reinado de “CHIN HEUNG”, vigésimo – quarto rei de “SILA”, que um grupo de jovens aristocratas, todos descendentes de famílias nobres , criaram um corpo de oficiais denominado de “HWARANG “ (jovens em flôr), que tinham um treinamento severo e forte, além de uma sólida formação moral e ética, em pouco tempo muitos outros lutadores uniram-se a eles, formando uma força militar invejável, para a época, que se denominaram e foram conhecidos como os “HWARANG DO”, o reino de “SILA” começou a destacar-se por ser um reino menor e sempre vitorioso em suas batalhas, fazendo com que “COGURYU e BAEK JE”, fossem unificados a “SILA”, em 935 d.C.; Foi fundada a dinastia “KORYO”. Foi no período dos três reinos, ”SILA, BAEK JE e KOGURYO”, que o budismo começou a ter a sua decadência por causa do “YUGUIO”, uma forte seita que se instalou na Coréia espalhando-se rapidamente, afetando o povo coreano em tudo… Nos costumes, modos, religião, e até mesmo politicamente, o “YUGUIO”, somente dava importância ao conhecimento da mente e desprezava o conhecimento das lutas ou como conhecemos hoje, as artes marciais. Passado os tempos de “GORYO”, e tempos de “LEE JIO”, o HAPKIDO foi praticamente esquecido e só teve continuidade através das múltiplas gerações de alguns nobres que deram continuidade às técnicas do HAPKIDO. E devido ao fato de não termos um livro, desta época, que relate ou ensine o HAPKIDO, passo a passo, não conseguimos ser reconhecidos como as outras artes marciais.

O Hapkido da nova era[editar | editar código-fonte]

De 1909 a 1945 as práticas das artes marciais foram expressamente proibidas para o povo coreano, devido à ocupação japonesa na segunda guerra mundial, alguns mestres, de forma secreta, continuaram a trabalhar, para que suas técnicas não fossem esquecidas, o HAPKIDO que praticamente já estava extinto na Coréia, também conseguiu sobreviver a esta época, pois o Grão mestre ‘YOUNG SOOL CHOI”, que ficou órfão aos 9 (nove anos) de idade, encontrou um senhor eremita, (provavelmente descendente de família nobre), que o levou para as montanhas da Coréia, para que ele pudesse aprender o HAPKIDO, o Grão mestre”CHOI”, ficou nas montanhas com seu tutor cerca de uns 33 anos , vivendo como uma espécie de “monge – eremita”. Após a morte de seu tutor, o Grão mestre “CHOI”, decidiu sair das montanhas. Quando o Grão mestre “CHOI” saiu das montanhas o Japão já havia sido derrotado na segunda guerra mundial e desocupado o território Coreano, nesta época a península coreana é dividida em duas zonas de ocupação, uma (Norte – americana) ao sul e a outra (Soviética) ao norte, as conversas e negociações de unificação fracassaram e em 1948, são criados dois estados distintos a ”Coréia do sul” e a “Coréia do norte”, separadas por uma linha imaginária chamada de paralelo, 38. O Grão mestre “CHOI”, não teve muitos discípulos, pois além de dar aulas por pouco tempo, estabeleceu-se em uma província de “DEGU”, longe de “SEOUL”, capital da Coréia do sul, o que dificultava o acesso a ele e as técnicas do HAPKIDO. Dentre seus alunos podemos citar Seis de renome mundial: “JI HAN JAE”, “JOO BANG LEE”, “IN HYUK SUB”, “MOO WONG KIM” e “YUN SIK KIM”, os quais foram responsáveis pelos “KWAN”. Em 1973, os Grãos mestres, Kim Joung Tek e Myung Kwang Sik, escreveram o primeiro livro que fala e ensina o que é o Hapkido, o qual juntamente com relatos vivenciados pelo GM Yun Sik Kim e pesquisas, feitas pela Confederação Brasileira de Hapkido, a primeira devidamente reconhecida pelas leis desportivas Brasileiras, é que dão origem, sendo à base de sustentação de nossa história.

O que é Kwan?[editar | editar código-fonte]

Família de escolas ou academias de artes marciais

Entre as décadas de 50 e 60, após a separação das Coréias, a Coréia do Sul passou por uma grande e rigorosa reformulação, saía do regime Imperia-Comunista, para o regime capitalista, esta grande reformulação só foi possível devido a forte união do povo Coreano. O governo que se estabeleceu, teve que reformular todas as leis na Coréia do Sul e dentro das artes marciais esta reformulação também foi marcante, pois o governo Sul-Coreano a fim de organizar as artes marciais Coreanas, instalou o registro de “Kwan” (Família de escolas ou academias de artes marciais), porém muitas artes marciais Coreanas, não conseguiram seu registro de Kwan devido ao rigoroso critério imposto pelo governo. Para registrar um Kwan, o mestre tinha que provar que era um mestre de 7º, 8º, 9º ou 10º dan e ter no mínimo 30 academias ligadas a ele. No caso do Hapkido, foram três os registro de Kwan, os quais são estes que respondiam pelo nome do Hapkido, junto com seus fundadores:

KWAN – Fundadores:

Sung Moo Kwan Hapkido – Han Jae Ji

Hapkido Bum Moo Kwan – GM Yun Sik Kim

Shin Moo Kwan Hapkido – Moo Wong Kim

O governo Coreano também decretou o registro de “Associação”, a qual seria responsável pela organização dos Kwan, o mestre tinha que primeiro registrar o seu Kwan no governo e depois na associação, a primeira a ser reconhecida pelo governo foi à “Korea Kido Association”, tendo como seu primeiro presidente o Sr “Du Young Kim”. A Korea Kido Association, não era uma associação especifica de Hapkido e até hoje ela incorpora mais de 30 (trinta) tipos de artes marciais diferentes. Para resolver esta questão, os mestres: HAN JAE JI; YOUNG JIN KIM; KWANG SIK MIUNG; YONG WHAN KIM; TAE JOON LEE; DUK KYU WHANG; YOUNG WOO YU; BONG SOO HAN; SE LIM OH; SEO OH CHOI; YUN SIK KIM; JAE NAN MYUNG; JONG TEK KIM; e outros Uniram – se para fundar a primeira associação que cuida – se especificamente do Hapkido, a ”Korea Hapkido Association”, também conhecida como “Dehan hapkido”, tendo como seu primeiro presidente o Sr “Ji Han Jae”. A união destes mestres também resultou no lançamento do 1º(primeiro) livro de hapkido, escrito pelos mestres “Kim Jong Tek e Myung Kwang Sik” Com a participação de todos os mestres da (KHA) Korea Hapkido Association. Este livro é a maior fonte de origem de nossa história, juntamente com pesquisas feitas pela Confederação Brasileira de Hapkido e relatos vivenciados pelo Grão mestre Yun Sik Kim, o único discípulo direto do Grão mestre Young Sool Choi o fundador do Hapkido da nova era. Os registros de Kwan foram feitos até 1970 dentro do governo Coreano, após esta data não foi registrado mais nenhum Kwan, pois em 1971, o presidente da Coréia assina uma lei declarando o Tae Kwon Do, como esporte nacional Coreano.

O Hapkido no Brasil[editar | editar código-fonte]

A Confederação Brasileira de Hapkido vem contar como chegou e como anda o Hapkido no Brasil, de uma forma direta e sem rodeios, para que não só os instrutores e alunos, mas também o público em geral, possa entender o que se passa dentro do cenário do Hapkido no Brasil. É importante lembrar que a Confederação Brasileira de Hapkido é uma entidade Oficial, devidamente regulamentada, dentro das leis de nosso país. É o órgão máximo criado para organizar e comandar o Hapkido Brasileiro.

● Em 1977 – chega a São Paulo o Grão Mestre YUN SIK KIM, discípulo direto do fundador do Hapkido o Grão mestre YOUNG SOOL CHOI e do Grão mestre JI HAN JAE. O Grão Mestre YUN SIK KIM chega ao Brasil para difundir o Hapkido, trazendo á “WORLD BUM MOO HAPKIDO FEDERATION”, coligada á ”KOREA HAPKIDO ASSOCIATION”, também conhecida como “DEHAN HAPKIDO FEDERATION”, na Coréia.

Em 1979 – O Mestre Hee Song Kim, fundador da escola SONG DO KWAN, médico e advogado, veio para o Brasil e instalou-se, inicialmente, em São Paulo, e mais tarde, passou a residir em Curitiba definitivamente próximo da Base Aérea.

● Em 1993 – O Grão mestre Yun Sik Kim, auxiliado pelos seus alunos dá mais um grande passo para a divulgação e organização do Hapkido no Brasil, que é a fundação da Federação de Hapkido do Estado de São Paulo, a Primeira devidamente registrada e regulamentada no Brasil. Desde então o Grão Mestre Yun Sik Kim junto com seus alunos, começam a desenvolver vários eventos como: seminários, campeonatos, apresentações em redes de televisão, matérias em jornais e revistas, etc…

É importante ressaltar que os Integrantes da “World Bum Moo Hapkido Federation”, sempre participaram desde o primeiro encontro das artes marciais no Brasil até o último, realizado em 2012. Sendo citados pela mídia em geral como a melhor exibição de artes marciais.

 Em 2001 – com o auxilio de seus alunos o Grão mestre Yun Sik Kim dá o maior passo para legalizar e regulamentar definitivamente o Hapkido no Brasil. É fundada á “Confederação Brasileira de Hapkido ”, Órgão Máximo desenvolvido dentro das leis Brasileiras para comandar, coordenar e organizar o Hapkido no Brasil.● Em 2001 – Analisando a situação do Hapkido no Brasil, de uma forma geral, é que a Confederação Brasileira de Hapkido, dá ao Grão mestre Yun Sik Kim o título de “fundador do Hapkido no Brasil”, pelos seguintes fatos:

 – Pelo seu trabalho e desempenho pelo Hapkido no Brasil e em outros países, como, Coréia, Canadá, EUA, entre outros…

 – Por ser, no Brasil, o único discípulo direto do fundador do Hapkido, o Grão mestre Young Sool Choi, e Do Grão mestre JI Han Jae, o maior divulgador do Hapkido a nível mundial.

 – Por ter sido o primeiro Grão mestre de Hapkido a chegar no Brasil.

 – Por ser o fundador da Confederação Brasileira de Hapkido e da Federação de Hapkido do Estado de São Paulo.

Fora de São Paulo o Bum Moo é muito forte no Estado da Bahia, através do mestre Luiz Cláudio Xavier de Freitas, 4 dan, um dos principais alunos do mestre KIM. Penta campeão brasileiro em luta. O mestre Xavier é o presidente da Federação Baiana de Hapkido primando por um Hapkido sério. Vale ressaltar que a FBH foi criada em 1998 e anteriormente a Entidade que administrava o Hapkido na Bahia era o Centro de Treinamento e Estudo do Hapkido, criado em 1988 pelo mestre Cláudio Xavier que foi o primeiro baiano no ano de 2003 a conquistar o título de SABUNIN que significa aquele que é MESTRE.

Alguns professores coreanos chegaram aos Estados Unidos no começo da década de 60 para ensinar o Hapkido. Entretanto, o Hapkido teve seu primeiro grande contato com o Ocidente no momento em que a Korea Hapkido Association enviou quinze de seus membros a Guerra do Vietnã para uma demonstração à tropas coreanas, americanas e vietnamitas do sul. O Mestre Hee Song Kim, fundador da escola SONG DO KWAN, médico e advogado, veio para o Brasil e instalou-se, inicialmente, em São Paulo, e mais tarde, passou a residir em Curitiba definitivamente.

Diante desse contato, professores coreanos como Mestre Lim (BA) que formou o primeiro faixa preta na Bahia, Ricardo Nery, chegaram ao Brasil no final da década de 60. Contudo, o sistema coreano introduzido na Bahia foi o KUK SOOL WON, uma outra arte marcial criada pelo Mestre In Hyuk Suh que havia treinado o Hapkido. Logo após Mestre Kang Byung Hak chegou em São Paulo. Em 1971 chega oficialmente em São Paulo o Grão Mestre Park Sung Jae, representando a Korea Hapkido Association. Alguns praticantes continuam trabalhando com o estilo dos Mestres citados, embora estes não dêem supervisão integral, com exceção do Grão-mestre Park Sung Jae - São Paulo. GM Park Sung Jae chega ao Brasil em 6 de Março de 1972. Muita gente pensa que ele foi convidado pelo exército brasileiro, mas na verdade ele chegou no Brasil sem nenhum convite especial. O que aconteceu é que ele procurou o alto comando do exército e se ofereceu para ensinar os militares brasileiros deste momento nos tornamos uma elite em lutas marciais.

Para convencer o alto comando de suas qualidades técnicas foi preparado uma demonstração em um ginásio do exército em Quitaúna e nela o GM Park Sung Jae solicitou aos presentes que o atacassem. De forma surpreendente o GM Park Sung Jae dominou todos que o atacaram e os colocou no chão. GM Park Sung Jae agiu tão rápido que o coronel presente pediu para que ele repetisse a ação, porém aqueles que sofreram os ataques se recusaram a repetir em função dos fortes golpes que já haviam sofrido.

A partir de então o GM Park Sung Jae foi aceito e passou a treinar uma equipe do exército brasileiro que ainda hoje leva estes ensinamentos aos 4 cantos deste país.

Em homenagem ao Hapkido e ao GM Park Sung Jae pelo seu esforço e dedicação ao ensino dos militares brasileiros foi erguido um monumento dentro do quartel do exército.

Com a vinda do GM Park Sung Jae para o Brasil, seu irmão mestre Park Kyu Jae passou a tomar conta das academias na Coreia.

Atualmente GM Park Sung Jae continua ensinando o Hapkido, em aulas particulares para um grupo seleto de mestres faixas pretas e também ainda está apresentando seminários no exterior e no Brasil.

O Estilo Jung Do Kwan e os Graus de Aperfeiçoamento[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1954 o jovem discípulo Park Sung Jae e seu Grão-mestre No Suk Pak passaram a organizar melhor os treinamentos, redefinir as técnicas a serem aprendidas para cada nível, enfim apresentar um novo formato mais organizado para o então Hapkido e também identificando esta nova escola como Jung Do Kwan (escola do caminho reto).

Grão Mestre Park Sung Jae ainda mantém alguns mestres treinando sobre sua supervisão pessoal, garantindo o futuro deste belo estilo de Hapkido, um dos mais antigos ainda existentes.

Graduação:

  • Faixa branca
  • Faixa Amarela
  • Faixa Amarela ponta Verde
  • Faixa Verde
  • Faixa Verde ponta Azul
  • Faixa Azul
  • Faixa Azul ponta Vermelha
  • Faixa Vermelha
  • Faixa Vermelha ponta Preta
  • Faixa Preta (Instrutor)
  • Faixa Preta 1º Dan (Professor)
  • Faixa Preta 2º Dan
  • Faixa Preta 3º Dan
  • Faixa Preta 4º Dan (Mestre)
  • Faixa Preta 5º Dan
  • Faixa Preta 6º Dan
  • Faixa Preta 7º Dan
  • Faixa Preta 8º Dan
  • Faixa Preta 9º Dan
  • Faixa Preta 10º Dan (Grão Mestre)

Associação Sang Hwal Yesul Kwan[editar | editar código-fonte]

A Associação Sang Hwal Yesul Kwan foi criada a partir de um trabalho com mais de 20 anos criado pelo Mestre Marcos Silvério, onde ele ministrava aulas de Hapkido para crianças carentes em sua cidade, após três meses de treino a criança ja apresentava melhora de comportamento tanto escolar quanto na casa. Mestre Marcos Silvério ouvindo dos pais essa melhora da criança, colocava os pais em cheque dizendo que a criança só poderia treinar se a partir de agora o pai a acompanhasse nos treinos praticando junto, dessa maneira Mestre Marcos Silvério conseguia melhorar o relacionamento entre pais e filhos. Esse trabalho voluntário continuou por mais de 10 anos, logo se estendeu e Mestre Marcos Silvério passou a ministrá-los em parceria com Fraternidades Assistenciais, mas como é difícil manter um trabalho assim então criou-se a Associação Sang Hwal Yesul (A Arte da Vida) que é mantida pelo Mestre Marcos e seus discípulos da Academia Hapkido Contato Brasil. Com esses trabalhos voluntários e a própria academia mostrando grande desenvolvimento e muita seriedade, além da dedicação e nos treinamentos, Grão Mestre Park Sung Jae passa a observar e acompanhar os treinamentos desta instituição e do Mestre Marcos Silvério (aluno do Grão Mestre Park). Esse trabalho existe desde 1990 e foi criado e ministrado pelo Mestre Marcos Silvério, a Academia Hapkido Contato Itapetininga foi registrada em 2000 e depois em 2006 foi intitulada Hapkido Contato Brasil e em 2008 a criação da Associação Sang Hwal Yesul. Em 2009 Grão Mestre Park Sung Jae institui a Associação Sang Hwal Yesul como sendo um "Kwan", Grão Mestre divulga a criação desta, como sendo um Kwan reconhecido por ele no Brasil. Mestre Marcos Silvério é o Presidente da Associação Sang Hwal Yesul e responsável pelo Sang Hwal Yesul Kwan.

Graus de aperfeiçoamento estilo Ro Kwan Moo Sool[editar | editar código-fonte]

A caminhada do praticante dentro do hapkido do estilo Ro Kwan Moo Sool é divida inicialmente em Gubs e em seguida em Dans. Cada Gub corresponde a uma faixa colorida que o hapkidoista amarra na cintura, por sobre o dobok, a vestimenta característica dessa arte marcial. Lembrando que, dependendo do estilo praticado, as faixas podem adotar certas mudanças no grau de habilidade requerido ou cores.

  • Branca (10º Gub)
  • Amarela l (9º Gub)
  • Amarela Il (8º Gub)
  • Verde I (7º Gub)
  • Verde ll (6º Gub)
  • Azul I (5º Gub)
  • Azul II (4º Gub)
  • Vermelha l (3º Gub)
  • Vermelha lI (2º Gub)
  • Preta (1º Gub)
  • Preta (1º Dan) (Jo kyo Nim) - Instrutor
  • Preta (2º Dan) (Kyo sa Nim) - Professor
  • Preta (3º Dan) (Kyobu Nim) - Professor
  • Preta (4º Dan) (Sabum Nim) - Mestre
  • Preta (5º Dan) (Bumsan Nim) - Mestre
  • Preta (6º Dan) (Chongsa Nim) - Grão-Mestre
  • Preta (7º Dan) (Do bum Nim) - Grão-Mestre
  • Preta (8º Dan) (Do kam Nim) - Grão-Mestre
  • Preta (9º Dan) (Do sum Nim) - Grão-Mestre
  • Preta (10º Dan) (Do sa Nim) - Grão-Mestre

Exemplo: Vermelha com ponta preta é uma faixa vermelha com uma fita preta por toda sua extensão, sendo que as fitas dentro da faixa atual mostra a cor da próxima faixa do praticante.

Graus de aperfeiçoamento do estilo Yoo Moo Sool[editar | editar código-fonte]

Fundador : Da Associação Dan Gun Dojô de Artes Marciais, Liga de Taekwondô do Norte do Estado de Minas Gerais, Liga de Kung-Fu do Norte do estado de Minas Gerais, Federação Mineira de Tangsoodô Karatê Koreano, Federação de Hapkido Yoo Moo Sool do Estado de Minas Gerais, Confederação Brasileira de Tangsoodô Karatê Koreana, Confederação Brasileira de hapkido Yoo Moo Sool. Com os Anos de treinamento e estudos o Grão Mestre Neimar Soares desenvolveu seu próprio método de luta e defesa pessoal cuje o qual denominou GOJUTSUKWAN-DÔ, e vem ministrando estes ensinamentos em suas academias e afiliadas. O Grão Mestre Neimar Soares tem hoje representantes em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Espirito Santo, Santa Catarina, Paraná e Rio de janeiro, Conhecido e respeitado no meio Marcial por tratar todos com respeito. O Grão Mestre Neimar Soares nunca teve medo de expor seus pensamentos políticos ou filosóficos, e marciais, continua Voraz defensor do Tangsoodô e do Hapkido, e do Taekwondo, mas tem profundo respeito por todas as artes marciais, mas acredita que as artes marciais koreanas, seguem mais uma linha disciplinar e filosófica de extrema importância para a formação do individuo para a sociedade. Movimentos rápidos e flexíveis mas de alto poder de destruição, dando assim aos praticantes um aub to controle e senso de generosidade. Seu Braço direto é o Mestre Mauricio Bizarro, representante este no Rio Grande do Sul.

As graduações por esse estilo tem como tempo mínimo de seis meses de treinamento.

  • Branca (6° Gub)
  • Amarela (5° Gub)
  • Verde (4° Gub)
  • Azul (3° Gub)
  • Roxa (2° Gub) Auxiliar de instrutor
  • Marrom (1° Gub) (Jo kyo Nim) - Instrutor
  • Preta (1º Dan) (Kyo sa Nim) - Professor
  • Preta (2º Dan) - Professor
  • Preta (3º Dan) - Professor
  • Preta (4º Dan) (Sabum Nim) - Mestre
  • Preta (5º Dan) - Mestre
  • Preta (6º Dan) - Grão-Mestre
  • Preta (7º Dan) - Grão-Mestre
  • Preta (8º Dan) - Grão-Mestre
  • Preta (9º Dan) (Do sum Nim) - Grão-Mestre

Associação JINSIL de Hapkido[editar | editar código-fonte]

Da escola JUNG DO KWAN, a Associação JINSIL de Hapkido, foi criada a partir do Conselho do Mestre CAUZIN, aos seus alunos faixas pretas, os quais atualmente fazem parte do Conselho Diretivo da entidade. A Associação JINSIL de Hapkido, trata-se de uma organização sem fins lucrativos, com simples propósito de divulgar a nobre arte do HAPKIDO. Atualmente contamos com várias academias localizadas na cidade de São Paulo e Guarulhos. Para acesso a mais informações, no site: www.hapkidojinsil.com.br



Referências[editar | editar código-fonte]

  • TEDESCHI, Marc. Hapkido Traditions, Philosophi, Techinique. Wetherhill, 2000.
  • CALDAS JR., Paulo. Hapkido - O Caminho da Energia Coordenada. On Line Editora, 2006.
    • www.cbhkd.com.br

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]