Artes marciais híbridas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por esporte de combate, veja artes marciais mistas.

A.M.H ou Artes marciais híbridas (também conhecidas como sistemas de luta híbridos) são as artes marciais ou sistemas de combate que incorporam técnicas e teorias de várias outras artes marciais em particular.

Apesar de numerosas artes marciais terem pego emprestado ou serem uma adaptação de outras artes e até certo ponto poder ser consideradas híbridas, uma arte marcial híbrida enfatiza sua origem estilística. O termo artes marciais mistas, enquanto que em seu sentido literal um sinônimo, que chegou a se referir a um esporte de combate específico.

Historicamente, foram os filipinos os primeiros a misturarem as suas técnicas de combate às artes marciais das nações que tentaram invadir o seu território praticamente durante toda a sua história. Dentre estes povos, podemos citar os chineses (com os seus vários estilos de Kung Fu), japoneses (com os seus vários estilos de Karatê), indianos (com o seu Kalaripayatu), árabes, estadunidenses, etc.. Uma das principais características dos filipinos sempre foi, a cada batalha ganha, a de sempre observar e aprender as técnicas de combate utilizadas, em particular, por cada invasor do seu território, e incrementar ao seu próprio estilo de luta e guerrilha. Diga-se, de passagem, os filipinos nunca perderam uma só batalha durante toda a sua história, que remonta há mais de 500 anos. Logo, eles foram os primeiros misturadores de artes marciais - Artes Marciais Filipinas Eskrima- da história.

Mas oficialmente, a ideia de hibridação ou "mistura" das tradições das artes marciais se originou do século XIX ao início do século XX, quando as tradições da Ásia pela primeira vez chamaram a atenção dos praticantes europeus. Savate, uma forma de kickboxing desenvolvido por marinheiros franceses, pode qualificar-se como um dos primeiros exemplos. Outro exemplo precoce de hibridação inter-cultural nas artes marciais é o bartitsu[1], criado em 1899 como uma combinação de várias formas de jujutsu tradicional, judô kodokan, boxe inglês, savate e a luta com bastões.

Hibridização de técnicas de várias artes marciais no World War II combatives. Kajukenbo, que se originou em 1947 e inclui elementos específicos de caratê, judô, jujutsu, kenpo e boxe chinês.[2]

O conceito chegou a grande popularidade durante as décadas de 1960 e de 1970, com o desenvolvimento dos estilos de kickboxing; o jeet kune do criado por Bruce Lee em 1967 e usa os aspectos derivados de várias artes incluindo wing chun, boxe inglês, judô, jiu-jitsu, Arnis, Muay Thai e esgrima; zen do kai criado em 1970, que incorpora o muay thai, kickboxing japonês e elementos do judô, taekwondo, jiu-jitsu brasileiro, e muitas outras artes marciais. Sambo um esporte de combate originado em 1968, continuando os sistemas de defesa pessoal desenvolvidos durante o início da era soviética.

Desde 1993, a hibridização das artes marciais culminou no desenvolvimento das artes marciais mistas, que combinou os estilos já hibridizados do brasileiro vale-tudo e do muay thai.

O termo artes marciais mistas, enquanto que em seu sentido literal é um sinônimo, tem vindo a referir a um determinado esporte de combate.

Referências

  1. «Bartitsu» 
  2. Walton, Charlie. Kajukenbo History. www.kajukenbo.org