Confrontos entre Corinthians e Fluminense no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Corinthians versus Fluminense
Torcidas de Corinthians e Fluminense.
Corinthians 38 vitória(s), 139 gol(s)
Fluminense 37 vitória(s), 136 gol(s)
Empates 30
Total de jogos 105
Total de gols 275
editar

Corinthians e Fluminense são dois clubes que disputam um dos maiores clássicos interestaduais (São Paulo versus Rio de Janeiro) do futebol brasileiro.[1][2][3][4][5]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Fatos históricos marcam a disputa entre os dois clubes, em momentos decisivos como as finais da Copa Rio de 1952[6] e o Campeonato Brasileiro de 1976, quando se enfrentaram no famoso jogo da Invasão Corintiana, no Maracanã.

Além das disputas também decisivas dos Campeonatos Brasileiros de 1984 e 2002, os confrontos entre o Tricolor carioca e o Alvinegro paulistano na Copa Sul-Americana de 2003 e na Copa do Brasil de 2009 esquentaram o clássico. Outra atração do clássico é a disputa nos campeonatos nacionais disputados no sistema de pontos corridos, sistema de disputa no qual os dois clubes têm se destacado,[7] tendo o Flu, campeão brasileiro de 2012 conquistado o título antes em 2010, ano do centenário do Timão, que disputou acirradamente este título. Os corintianos conquistaram o título brasileiro em 2011, com o Fluminense, melhor equipe do returno, terminando esta competição em terceiro, o que demonstra o calor das disputas que começaram em 1933,[8] também no Século XXI. Em 2017, foi nesse confronto que foi decidido o título brasileiro em favor do Corinthians.[9]

Considerando-se os confrontos interestaduais, o clássico contra o Corinthians é o mais representativo entre aqueles contra grandes clubes brasileiros disputados pelo Flu,[10] tendo grande importância histórica também para o Timão,[11][12] dado o fato deles frequentemente se cruzarem em momentos decisivos de suas histórias,[13] seja pela final da Copa Rio, pela disputa direta em diversos torneios Rio-São Paulo, desde 1940, ou por fases eliminatórias do Campeonato Brasileiro ou da Copa do Brasil, além da briga que os dois clubes travaram no sistema de pontos corridos.[14]

Até mesmo nas categorias de base, os dois clubes costumam se confrontar em momentos decisivos: sendo os dois maiores ganhadores da Copa São Paulo de Futebol Júnior, se enfrentaram em duas finais da competição de base mais tradicional do Brasil (1973 e 2012), com uma vitória para cada lado.[15]

História[editar | editar código-fonte]

A primeira partida, disputada no Estádio das Laranjeiras em 16 de abril de 1933, terminou empatada por 4 a 4, o que parecia pronunciar a intensidade dos confrontos, desde então. Esta foi a primeira partida do Fluminense na Era Profissional, e marcou também a primeira partida interestadual do Corinthians no profissionalismo.[16]

O Torneio Rio-São Paulo de 1940 foi encerrado ao final de seu primeiro turno, quando Flu e Fla o lideravam com folga, mas o Timão, em terceiro, era o clube paulista que fazia a melhor campanha, tendo o empate de 2 a 2 no Pacaembu, em 17 de julho, uma quarta-feira, rendido cerca de 54 contos de réis, renda muito boa para os padrões dessa época, notadamente em jogos interestaduais, com 24.507 pagantes, fora os não pagantes, talvez 30.000 pessoas.[17]

Foi disputado em 1942 o Torneio Quinela de Ouro, na cidade de São Paulo, com o Corínthians sagrando-se campeão, em competição amistosa que reuniu também o Fluminense, o Flamengo, o Palmeiras e o São Paulo.[18]

No dia 30 de março o Fluminense chegou na condição de líder à última rodada do Torneio Rio-São Paulo de 1952, bastando vencer o Corinthians em São Paulo para ser campeão sem depender de outros resultados. Com a derrota por 4 a 2, em partida que teve 28.980 pagantes, viria a sagrar-se campeã posteriormente a Portuguesa.[19]

A equipe carioca e a equipe paulista decidiram a Copa Rio de 1952. Após uma vitória por 2 a 0 para o clube carioca no primeiro jogo realizado no dia 30 de julho e um empate em 2 a 2 no segundo confronto realizado no dia 2 de agosto, perante 65.946 torcedores, o Flu sagrou-se campeão de forma invicta do torneio realizado com a chancela da FIFA.[20]

No Torneio Rio-São Paulo de 1954 o Fluminense chegou à última rodada bastando vencer o Vasco (já sem chances de título) para ser campeão, pois tinha 1 ponto de vantagem sobre o Corinthians e o Palmeiras, que disputariam o Derby Paulista no Pacaembu. Com o Maracanã recebendo 42.031 pessoas (34.131 pagantes), o maior público desta edição do Torneio Rio-São Paulo,[21] o Vasco fez 1 a 0 com um gol de Vavá e fechou-se atrás aguentando a pressão do Flu até o final, enquanto, em São Paulo, o Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0, sagrando-se campeão.

Na Década de 1950, o Timão seria campeão do Torneio Rio-São Paulo, em 1953 e 1954, assim como o Flu seria campeão invicto em 1957 e em 1960, com uma derrota.[22] Após a definição do título na edição de 1957, o técnico tricolor Sylvio Pirillo apontou a vitória do Fluminense sobre o Corinthians por 3 a 2 como o maior triunfo do time nesta competição, notadamente por Waldo ter feito o gol da vitória no final da partida, praticamente tirando a bola das mãos do arqueiro corinthiano, quando o empate parecia ser o resultado definitivo.[23]

No Torneio Rio-São Paulo de 1960 o Corinthians terminaria em terceiro, há apenas três pontos do Fluminense, com a vitória tricolor por 2 a 1 no Pacaembu tendo sido fundamental para o desfecho dessa competição ter sido favorável ao clube carioca.[24]

O primeiro confronto válido por uma competição nacional foi o empate por 3 a 3 no Pacaembu em 19 de março de 1967, um domingo à noite, pois durante o dia teve eleição para a presidência do Corinthians.[25]

O dia 5 de dezembro de 1976 marca a Invasão Corintiana. Dos quase 147 mil pagantes, além dos não pagantes, calcula-se que cerca de 70 mil torcedores estiveram torcendo para o clube que possui a alcunha de "Fiel Torcida", uma grande parte que se deslocou de São Paulo em direção a capital fluminense para assistir o empate por 1 a 1, sucedido por vitória nos penais favorável ao Timão,[26] havendo na torcida corinthiana bandeiras do Flamengo, Vasco e Botafogo.[27] Foram colocados à venda para essa partida, 169.173 ingressos, sendo 110.000 de arquibancadas, 35.000 de gerais, 23.100 cadeiras, 765 cadeiras especiais e 268 camarotes (há uma diferença de 40 ingressos, possível erro de datilografia ou soma do colunista Luiz Bayer), havendo também lugares na Tribuna de Honra, cadeiras cativas e outras gratuidades previstas em lei.[28] 52.000 ingressos foram enviados para São Paulo, 10 mil foram devolvidos e 700 cadeiras compradas pelos corinthianos no dia do jogo.[29] Tantã, chefe da torcida do Corinthians, afirmava no dia anterior ao jogo que seriam 40.000 corinthianos presentes ao Maracanã.[30] A torcida do Corinthians acampou na sede do Flamengo.[31] Quatro horas e quarenta e cinco minutos antes do início da partida, haviam ainda cerca de 10.000 arquibancadas e 25.000 gerais para serem vendidas, de modo que é de se supor que as arquibancadas tenham sido esgotadas ou quase isso. Caso esgotadas, sobrariam ainda mais de 32.000 ingressos vendidos, fora as gratuidades.[32]

No Torneio dos Campeões de 1982, Fluminense e Corinthians ficaram no mesmo grupo, que reunia ainda Palmeiras, Portuguesa e Santa Cruz, com Fluminense e Portuguesa classificando-se para a fase seguinte.[33]

Em 1984, Corinthians e Fluminense se enfrentaram novamente em uma semifinal de Campeonato Brasileiro. O Corinthians contava com o ídolo e craque nacional Sócrates, além de Walter Casagrande e Zenon. Mas a história foi diferente de 1976, a equipe tricolor não se intimidou com um Morumbi lotado e acabou por vencer a partida por 2 a 0, gols de Assis e Tato, perante mais de 95.000 torcedores, adquirindo boa vantagem na disputa e confirmando-a uma semana depois com o empate sem gols no Rio, desta feita com mais de 118.000 pagantes, tendo um caminhão de lixo batido e derrubado um muro do Maracanã, provocando uma invasão de milhares de torcedores sem ingressos.[34] Segundo a Folha de S. Paulo, 5.000 presentes eram corintianos.[35]

Na Copa dos Campeões de 2002, os dois clubes ficaram no mesmo grupo, que reunia ainda Náutico e Paysandu. A vitória por 1 a 0 na última rodada da primeira fase, classificou o Flu para as quartas de finais e eliminou o Timão.[36]

Em 2002, um novo encontro entre as equipes no Campeonato Brasileiro e novamente na fase semifinal, com o Corinthians levando a melhor. No jogo de ida, em 1 de dezembro, no Maracanã, o artilheiro Romário garantiu a vitória do Flu por 1 a 0 e a vantagem para a segunda partida. Mas no Morumbi, o Timão ganhou por 3 a 2 (dois gols de Guilherme e um de Gil, e dois de Roni pelo Flu) e avançou para a final por ter melhor campanha nesta competição.[37]

Na primeira fase da Copa Sul-Americana de 2003 o Flu venceu o Corinthians no Maracanã por 2 a 0, assim como venceria na rodada seguinte o Atlético pelo mesmo resultado em Minas, classificando-se para a próxima fase, quando viria a ser eliminado pelo São Paulo, ao empatar por 1 a 1 no Rio e perder por 1 a 0 o jogo da capital paulista.[38]

Na Copa do Brasil de 2009, Fluminense e Corinthians cruzaram seus caminhos mais uma vez, desta vez, nas quartas de finais. O Corinthians venceu a primeira partida por 1 a 0 no Pacaembu e o empate em 2 a 2 no Maracanã na segunda partida acabou classificando a equipe paulista, que seria campeã desta competição.[39]

Na grande disputa do Campeonato Brasileiro de 2010 no qual o Flu acabou campeão, os dois clubes disputaram o título desde o início deste campeonato com o Corinthians tendo perdido o vice-campeonato para o Cruzeiro na última rodada, assim como ocorreu o inverso no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011, quando o Corinthians foi o campeão, e o Fluminense, campeão simbólico do segundo turno desta competição, o terceiro colocado na classificação final.

Em 2015 os dois clubes se apresentaram nos EUA, ainda em início de temporada, na disputa da Flórida Cup, que foi transmitida para 125 países de 5 continentes, e teve também os clubes alemães Bayer 04 Leverkusen e Colônia.[40]

Fluminense e Timão disputaram também a Flórida Cup 2016, que teve ainda a participação de Bayer Leverkusen, Schalke 04 e de mais cinco clubes.[41]

A vitória tricolor por 1 a 0 na centésima partida do clássico, disputada em 16 de junho de 2016, demonstrou o grande equilíbrio nas estatísticas até então: 36 vitórias do Fluminense, 35 do Corinthians, 29 empates e 133 gols para cada clube.[42]

O Corinthians eliminou o Fluminense da Copa do Brasil de 2016 após empatar no Rio de Janeiro por 1 a 1 e vencer a segunda partida por 1 a 0.

Em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017, o Corinthians sagrou-se campeão brasileiro ao vencer o Fluminense por 3 a 1 na Arena Corinthians.[43]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Hércules
Rivellino durante um treinamento da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1974.
Hércules de Miranda jogou 176 jogos pelo Fluminense entre 1935 e 1942, fazendo 164 gols, uma média de quase um por partida, sendo Hércules até os dias de hoje, o quarto maior artilheiro Fluminense. Pelo Tricolor, foi campeão carioca em 1936, 1937, 1938, 1940 e 1941, do Torneio Municipal em 1938 e do Torneio Extra de 1941, entre os seus principais títulos. Apesar de ter chegado ao clube paulista perto de completar 30 anos, Hércules teve grandes atuações pelo Corinthians, inclusive tendo sido o artilheiro do Paulista de 1943, ao marcar 19 gols. Ao todo, foram 73 jogos e 56 gols em apenas dois anos.
Flávio
Flávio Almeida da Fonseca ou simplesmente Flávio, marcou 166 gols em 232 jogos pelo Corinthians e 92 gols em 115 jogos pelo Fluminense. Pelo Timão foi artilheiro do estadual de 1967 com 21 gols (superando Pelé) e sendo autor de um dos gols que quebrou o tabu de 11 anos que o Corínthians ficou sem ganhar do Santos. Foi neste período que ganhou do locutor Geraldo José de Almeida o apelido de Flávio Minuano, numa alusão ao vento minuano, característico do Rio Grande do Sul. De São Paulo, Flávio transferiu-se para o Flu em 1969, sendo campeão carioca logo no primeiro ano. Era uma época de clássicos com o Maracanã lotado e mais de 171.000 pagantes na final deste campeonato, um Fla-Flu sensacional, em que o Fluminense venceu por 3 a 2, de virada, com Flávio sendo o grande herói da conquista. Pelo Fluminense, Flávio foi ainda campeão do Campeonato Brasileiro em 1970, do Carioca de 1971 e das Taças Guanabaras de 1969 e 1971 (nessa época, competições independentes do Campeonato Carioca).
Rivellino
Após a derrota na decisão do Campeonato Paulista de 1974, Roberto Rivellino, ídolo da equipe alvinegra e titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1970 e também na de 1974, se tornou responsável segundo torcedores – e até por diretores – pela perda do título, que ampliou o jejum do Timão, com o já craque consagrado, sendo negociado com o Flu após isso. Em 8 de fevereiro de 1975, estreou pelo Tricolor em um amistoso contra o seu ex-clube, em um sábado de Carnaval que, ainda assim, teve 40.547 pagantes. Rivellino provou o seu talento – e o erro do Corinthians ao negociá-lo – ao marcar os três gols na vitória do Flu por 4 a 1, no Maracanã, e vindo a se tornar ídolo também do Flu. Este episódio dos três gols de Rivellino sobre seu ex-clube é chamado, por alguns, de "A vingança do Reizinho".
Emerson
Outro jogador marcante para as duas torcidas foi Emerson Sheik, autor do gol do título do Campeonato Brasileiro de 2010 para o Fluminense e de dois na final da Copa Libertadores da América de 2012 para o Corinthians.

Jogos decisivos[editar | editar código-fonte]

Em decisões
Em 1941, o Corinthians ganhou a Taça dos Campeões Estaduais em cima do Fluminense.
Em 1952, o Fluminense ganhou a Copa Rio em cima do Corinthians.
Em 1981, o Corinthians ganhou do Fluminense a decisão pelo terceiro lugar do Torneio Independência.
Mata-matas em competições da CBF
Em 1976, o Corinthians eliminou o Fluminense na semifinal do Campeonato Brasileiro nos pênaltis.
Em 1984, o Fluminense eliminou o Corinthians na semifinal do Campeonato Brasileiro.
Em 2002, o Corinthians eliminou o Fluminense na semifinal do Campeonato Brasileiro.
Em 2009, o Corinthians eliminou o Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil.
Em 2016, o Corinthians eliminou o Fluminense nas oitavas de final da Copa do Brasil.
Em competições da Conmebol
Em 2003, o Fluminense eliminou o Corinthians da Copa Sul-Americana, em grupo que também contava com o Atlético-MG.
Jogo importante
Em 2017, o Corinthians venceu o Fluminense e conquistou o Campeonato Brasileiro.

Outras estatísticas[editar | editar código-fonte]

Cidades e estados
Ao todo, 53 jogos foram realizados em São Paulo e 47 realizados no Rio de Janeiro, com 5 jogos tendo sido realizados em outros estados: 2 em Minas Gerais, 1 na Bahia, 1 no Distrito Federal e 1 no Pará, em 13 cidades diferentes no total dos jogos.[44]
Principais estádios
Foram 36 partidas realizadas no Maracanã, com 15 vitórias do Fluminense, 13 do Corinthians e 8 empates, com 54 gols tricolores e 37 corinthianos, com 35 partidas tendo sido realizadas no Pacaembu, estádios que receberam o maior número de jogos. No Pacaembu foram 16 vitórias do Corinthians, 11 do Fluminense e 8 empates, com 54 gols corinthianos e 41 tricolores. Apenas 6 jogos foram realizados no Morumbi, maior estádio do Estado de São Paulo.[45]
Torneio Rio-São Paulo
Pelo Torneio Rio-São Paulo foram 23 jogos, com 10 vitórias do Corinthians, 7 do Fluminense e 6 empates, 38 gols a favor do Corinthians e 32 a favor do Fluminense.[46]
Campeonato Brasileiro
Em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro Unificado foram 57 jogos, com 21 vitórias do Corinthians, 18 do Fluminense e 18 empates, 62 gols a favor do Corinthians e 55 a favor do Fluminense.[47]
Copa do Brasil
Corinthians e Fluminense disputaram 4 jogos pela Copa do Brasil, com duas vitórias corinthianas e dois empates, 5 gols a favor do Corinthians e 3 a favor do Fluminense.[48]
Conmebol
Apenas um confronto realizado foi válido por competição oficial da Conmebol, na vitória tricolor por 2 a 0 pela Copa Sul-Americana de 2003, em 13 de agosto deste ano.[49]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

O maior artilheiro deste confronto é o tricolor Waldo, com 8 gols,[50] e o do Timão é Baltazar, com 6 tentos marcados.[51]

Goleadas[editar | editar código-fonte]

Maior goleada do Corinthians

Corinthians 5–2 Fluminense, 23 de dezembro de 1941, Torneio Quinela de Ouro.

Maior goleada do Fluminense[52]

Fluminense 5–1 Corinthians, 15 de abril de 1959, Torneio Rio-São Paulo.

Partidas com mais gols[editar | editar código-fonte]

Em duas ocasiões ocorreram partidas com 8 gols envolvendo Corinthians e Fluminense: em 16 de abril de 1933 (4–4) e em 10 de abril de 1940 (Flu 5–3).

Séries[editar | editar código-fonte]

A maior série invicta é corinthiana, 12 jogos entre 2005 e 2011. Já a favor do Flu, 7 jogos, entre 2000 e 2002.[53]
A maior série de vitórias também é do Timão, 4 jogos entre 1990 e 1994, a favor do Flu é de 3 jogos, entre 2003 e 2004.

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Aonde não constam os públicos pagantes e presentes, a referência é aos pagantes, acima de 40.000 presentes.[54][55]
  1. Fluminense 1–1 Corinthians, Maracanã, 146.043, 5 de dezembro de 1976, Campeonato Brasileiro. [nota 1]
  2. Fluminense 0–0 Corinthians, Maracanã, 118.370, 20 de maio de 1984, Campeonato Brasileiro. [nota 2]
  3. Corinthians 0–2 Fluminense, Morumbi, 95.392, 13 de maio de 1984, Campeonato Brasileiro (90.560 pagantes).
  4. Fluminense 1–0 Corinthians, Maracanã, 68.659, 1 de dezembro de 2002, Campeonato Brasileiro (56.760 pags).
  5. Fluminense 2–2 Corinthians, Maracanã, 68.158, 20 de maio de 2009, Copa do Brasil (64.533 pags).
  6. Fluminense 2–2 Corinthians, Maracanã, 65.946, 2 de agosto de 1952, Copa Rio (53.074 pags).
  7. Corinthians 3–2 Fluminense, Morumbi, 59.595, 4 de dezembro de 2002, Campeonato Brasileiro.
  8. Corinthians 0–0 Fluminense, Pacaembu, 57.773, 17 de dezembro de 1972, Campeonato Brasileiro (56.424 pags).
  9. Corinthians 0–0 Fluminense, Morumbi, 55.546, 16 de novembro de 1975, Campeonato Brasileiro.
  10. Corinthians 3–1 Fluminense, Arena Corinthians, 46.189, 15 de novembro de 2017, Campeonato Brasileiro (45 775 pagantes).
  11. Fluminense 1–0 Corinthians, Maracanã, 43.029, 6 de março de 1983, Campeonato Brasileiro.
  12. Fluminense 4–1 Corinthians, Maracanã, 40.547, 8 de fevereiro de 1975, Amistoso.
Pelo menos o jogo com público presente desconhecido de 29 de agosto de 1971 (39.109 pagantes), disputado no Maracanã, poderia fazer parte desta lista.
Por décadas
1951/1960: 1.
1971/1980: 4.
1981/1990: 3.
2001/2010: 3.
2011/2020: 1.
No Estádio do Engenhão
Fluminense 1–0 Corinthians, 26.979, 11 de setembro de 2011, Campeonato Brasileiro (22.399 pagantes).[56]

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Data Time mandante Placar Time visitante Competição Estádio Local[57]
16 de abril de 1933 Fluminense 4–4 Corinthians Jogo amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro
4 de junho de 1933 Fluminense 0–0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Laranjeiras Rio de Janeiro
3 de setembro de 1933 Corinthians 2–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Fazendinha São Paulo
10 de abril de 1940 Fluminense 5–3 Corinthians Jogo amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de julho de 1940 Corinthians 2–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
23 de dezembro de 1941 Corinthians 5–2 Fluminense Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
18 de março de 1942 Corinthians 2–1 Fluminense Torneio Quinela de Ouro[nota 3] Pacaembu São Paulo
19 de junho de 1943 Corinthians 1–3 Fluminense Jogo amistoso Pacaembu São Paulo
17 de outubro de 1943 Corinthians 4–1 Fluminense Jogo amistoso Pacaembu São Paulo
10 de abril de 1946 Corinthians 0–2 Fluminense Jogo amistoso Pacaembu São Paulo
25 de janeiro de 1949 Corinthians 1–2 Fluminense Torneio R. Monteiro[nota 4] Pacaembu São Paulo
28 de janeiro de 1950 Fluminense 1–3 Corinthians Torneio Rio-São Paulo São Januário Rio de Janeiro
30 de março de 1952 Corinthians 4–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
30 de julho de 1952 Fluminense 2–0 Corinthians Copa Rio Maracanã Rio de Janeiro
2 de agosto de 1952 Fluminense 2–2 Corinthians Copa Rio Maracanã Rio de Janeiro
25 de abril de 1953 Fluminense 3–3 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
13 de junho de 1954 Fluminense 0–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
24 de abril de 1955 Fluminense 2–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
19 de maio de 1957 Fluminense 3–2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
11 de fevereiro de 1958 Corinthians 0–3 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
9 de março de 1958 Fluminense 1–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
15 de abril de 1959 Fluminense 5–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
13 de março de 1960 Corinthians 1–3 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
25 de março de 1961 Corinthians 3–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
17 de fevereiro de 1963 Corinthians 2–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
28 de março de 1964 Corinthians 2–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
13 de março de 1965 Fluminense 2–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
9 de maio de 1965 Fluminense 3–0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
31 de maio de 1965 Corinthians 2–2 Fluminense Copa Ribeirão Preto[nota 5] Palma Travassos Ribeirão Preto
13 de fevereiro de 1966 Fluminense 0–2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo São Januário Rio de Janeiro
19 de março de 1967 Corinthians 3–3 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Pacaembu São Paulo
24 de novembro de 1968 Fluminense 2–1 Corinthians Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro
1 de novembro de 1969 Corinthians 2–0 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Pacaembu São Paulo
26 de setembro de 1970 Fluminense 1–0 Corinthians Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro
29 de agosto de 1971 Fluminense 0–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de setembro de 1972 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
17 de dezembro de 1972 Corinthians 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
21 de outubro de 1973 Fluminense 1–3 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
8 de fevereiro de 1975 Fluminense 4–1 Corinthians Taça João Coelho Netto Maracanã Rio de Janeiro
6 de março de 1975 Corinthians 1–2 Fluminense Jogo amistoso Pacaembu São Paulo
16 de novembro de 1975 Corinthians 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Morumbi São Paulo
5 de setembro de 1976 Corinthians 2–0 Fluminense Jogo amistoso Morumbi São Paulo
5 de dezembro de 1976 Fluminense 1 (1)(4) 1 Corinthians (pên.) Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
15 de janeiro de 1981 Corinthians 4–2 Fluminense Torneio Independência[nota 6][nota 7] Canindé São Paulo
8 de maio de 1982 Fluminense 0–1 Corinthians Torneio dos Campeões Maracanã Rio de Janeiro
30 de maio de 1982 Corinthians 1–2 Fluminense Torneio dos Campeões Pacaembu São Paulo
23 de janeiro de 1983 Corinthians 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Morumbi São Paulo
6 de março de 1983 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
18 de dezembro de 1983 Fluminense 2–2 Corinthians Jogo amistoso Maracanã Rio de Janeiro
13 de maio de 1984 Corinthians 0–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Morumbi São Paulo
20 de maio de 1984 Fluminense 0–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
13 de setembro de 1987 Corinthians 0–1 Fluminense Copa União Pacaembu São Paulo
7 de setembro de 1988 (pen.) Corinthians 0 (3)(2) 0 Fluminense Campeonato Brasileiro Morumbi São Paulo
19 de novembro de 1989 Fluminense 1–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
19 de setembro de 1990 Corinthians 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
20 de abril de 1991 Corinthians 3–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
23 de maio de 1992 Corinthians 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
30 de setembro de 1994 Fluminense 1–3 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
11 de agosto de 1995 Corinthians 2–3 Fluminense Jogo amistoso Parque do Sabiá Uberlândia
26 de novembro de 1995 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Uberabão Uberaba
13 de outubro de 1996 Corinthians 3–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Ibirapuera São Paulo
22 de outubro de 1997 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Rua Bariri Rio de Janeiro
23 de janeiro de 2000 Corinthians 0–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
5 de fevereiro de 2000 Fluminense 0–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
22 de outubro de 2000 Corinthians 1–3 Fluminense Copa João Havelange Pacaembu São Paulo
8 de fevereiro de 2001 Corinthians 1–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Pacaembu São Paulo
2 de dezembro de 2001 Corinthians 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Major Levy Sobrinho Limeira
20 de janeiro de 2002 Fluminense 1–1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro
14 de julho de 2002 Corinthians 0–1 Fluminense Copa dos Campeões Mangueirão Belém
3 de novembro de 2002 Corinthians 0–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
1 de dezembro de 2002 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
4 de dezembro de 2002 Corinthians 3–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Morumbi São Paulo
29 de junho de 2003 Corinthians 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
13 de agosto de 2003 Fluminense 2–0 Corinthians Copa Sul-Americana Maracanã Rio de Janeiro
22 de outubro de 2003 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
24 de julho de 2004 Fluminense 2–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
13 de novembro de 2004 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
26 de junho de 2005 Corinthians 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro João Paulo II Mogi Mirim[nota 8]
5 de outubro de 2005 Fluminense 0–2 Corinthians Campeonato Brasileiro Raulino de Oliveira Volta Redonda
16 de agosto de 2006 Fluminense 1–2 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
18 de novembro de 2006 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
7 de julho de 2007 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
3 de outubro de 2007 Fluminense 1–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
13 de maio de 2009 Corinthians 1–0 Fluminense Copa do Brasil Pacaembu São Paulo
20 de maio de 2009 Fluminense 2–2 Corinthians Copa do Brasil Maracanã Rio de Janeiro
8 de julho de 2009 Corinthians 4–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
7 de outubro de 2009 Fluminense 1–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
23 de maio de 2010 Corinthians 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
15 de setembro de 2010 Fluminense 1–2 Corinthians Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro
12 de junho de 2011 Corinthians 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
11 de setembro de 2011 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro
20 de maio de 2012 Corinthians 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pacaembu São Paulo
29 de agosto de 2012 Fluminense 1–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro
14 de agosto de 2013 Fluminense 0–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de novembro de 2013 Corinthians 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena da Fonte Araraquara
31 de agosto de 2014 Corinthians 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena Corinthians São Paulo
30 de novembro de 2014 Fluminense 5–2 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
24 de maio de 2015 Fluminense 0–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
2 de setembro de 2015 Corinthians 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena Corinthians São Paulo
16 de junho de 2016 Fluminense 1–0 Corinthians Campeonato Brasileiro Mané Garrincha Brasília
31 de agosto de 2016 Fluminense 1–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Giulite Coutinho Mesquita
21 de setembro de 2016 Corinthians 1–0 Fluminense Copa do Brasil Arena Corinthians São Paulo
25 de setembro de 2016 Corinthians 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena Corinthians São Paulo
23 de julho de 2017 Fluminense 0–1 Corinthians Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
15 de novembro de 2017 Corinthians 3–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena Corinthians São Paulo

Notas

  1. O Jornal do Brasil de 6 de dezembro de 1976 informou que dos 50.000 corintianos estiveram no Rio de Janeiro naquele final de semana. Dos 52 mil ingressos enviados a São Paulo para a torcida do Corinthians, 10.000 foram devolvidos, sendo 700 cadeiras vendidos na hora do jogo.
  2. O Jornal do Brasil, de 22 de maio de 1984, informou que no dia do jogo um caminhão da firma que faz a limpeza do estádio colidiu com o muro do Maracanã, derrubando-o, entrando por ali milhares de torcedores sem pagarem por ingressos. No dia 24 de maio, em sua página 24, o JB divulgou que a capacidade do Maracanã nesta época era de 161.428, incluídos 6.983 portadores de cadeiras perpétuas e cativas), vagas nas tribunas, dirigentes e imprensa.
  3. Torneio amistoso.
  4. Torneio amistoso.
  5. Torneio amistoso.
  6. Torneio amistoso.
  7. Disputa por terceiro lugar.
  8. Jogo disputado com portões fechados.

Referências

  1. JOVEM PAN, Equipe da. «Ataque não funciona, Corinthians empata com o Fluminense e sai do G-4». Clássicos. Site Jovem Pan. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  2. RODRIGUES, Nelson. «Crônica de Nelson Rodrigues sobre o clássico Fluminense X Corinthians em 76». Clássicos. Jornal O Globo, de 6 de dezembro de 1976. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  3. ASSAF, Roberto (15 de junho de 2016). «Corinthians tem vantagem sobre o Fluminense na História do clássico no Brasileiro: 19 a 16 (1967/2015).». robertoassaf.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  4. OLIVEIRA, Guilherme (16 de outubro de 2015). «Os 11 maiores clássicos interestaduais do Brasil.». Site Onze Ideal. Consultado em 10 de junho de 2017 
  5. POR MEU TIMÃO (23 de julho de 2017). «Apesar de equilíbrio extremo, Corinthians leva vantagem no retrospecto contra o Fluminense». Site MeuTimão.com.br. Consultado em 23 de julho de 2017 
  6. FLUMEMÓRIA, Equipe do. «Mundial Interclubes 1952». Site oficial do Fluminense. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  7. CARDOSO, Júlio César (9 de dezembro de 2014). «Pontos corridos: Campanhas acumuladas desde 2003 – Todos os times». Site Futdados. Consultado em 19 de maio de 2015 
  8. AGÊNCIA CORINTHIANS, Equipe da. «Em 2013, duelo entre Corinthians e Fluminense completa 80 anos de história». Site oficial do Corinthians. Consultado em 14 de agosto de 2013 
  9. GARCIA, Diego e RESENDE, Igor (15 de novembro de 2017). «Jô brilha, Corinthians vira para cima do Fluminense em 3 minutos e é heptacampeão brasileiro». Site UOL-ESPN. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  10. FLUSÓCIO, Equipe do (13 de maio de 2009). «Idas e vindas de Fluminense versus Corinthians». Blog Flusócio. Consultado em 14 de março de 2012 
  11. TIOZZO, Lielson (5 de dezembro de 2009). «Arquivo de Tags: Corinthians x Fluminense». Timão da Fiel. Consultado em 14 de janeiro de 2014 
  12. MONTEIRO, Marcelo (14 de setembro de 2010). «Flu x Corinthians: novo capítulo de uma história de confrontos marcantes». Site redepoderosotimao. Consultado em 6 de junho de 2014 
  13. ALVES, Vinícius (18 de setembro de 2013). «Especial Futebol: Saiba quais são os principais jogos de futebol que ocorrerão na cidade de São Paulo». Site cidade de São Paulo. Consultado em 14 de janeiro de 2014 
  14. OLIVEIRA, Guilherme (16 de outubro de 2015). «Os 11 maiores clássicos interestaduais do Brasil.». Site Onze Ideal. Consultado em 10 de junho de 2017 
  15. DIOGO, Julio Bovi (3 de março de 2013). «Copa São Paulo de Juniores - List of Champions». RSSSFBrasil.com. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  16. DA SILVA, Sidney Barbosa (29 de setembro de 2013). «Foto Galeria do Fluminense - Parte 2». Site Campeões do Futebol. Consultado em 12 de janeiro de 2014 
  17. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Jogos >> 17-07-1940». Fluzão.info. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  18. DA SILVA, Sidney Barbosa (29 de setembro de 2011). «Torneio Quinela de Ouro - 1942». Site Campeões do Futebol. Consultado em 12 de janeiro de 2014 
  19. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Jogos >> 30-03-1952». Fluzão.info. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  20. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (16 de agosto de 2009). «Fichas técnicas do Fluminense na Copa Rio 1952». RSSSFBrasil.com. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  21. Jornal dos Sports, de 11 de julho de 1954
  22. PONTES, Ricardo (21 de outubro de 2008). «Torneio Rio-São Paulo -- List of Champions» (em inglês). Site RSSSF Brasil. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  23. MANCHETE ESPORTIVA nº 81, página 8, de 8 de junho de 1957.
  24. Site BOLA NA ÁREA - Torneio Rio-São Paulo de 1960, página disponível em 11 de março de 2017.
  25. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Jogos >> 19-03-1967». Fluzão.info. Consultado em 13 de agosto de 2014 
  26. CARNEIRO, Eduardo (30 de agosto de 2010). «Corinthians 100 anos: relembre a invasão ao Maracanã em 1976». Site Terra. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  27. Jornal dos Sports de 6 de dezembro de 1976, página 5 edição eletrônica 14292).
  28. Jornal dos Sports de 4 de dezembro de 1976, página 4 (edição eletrônica 14290).
  29. Jornal do Brasil de 6 de dezembro de 1976 (capa) informou que dos 50.000 corintianos estiveram no Rio de Janeiro naquele final de semana. Dos 52 mil ingressos enviados a São Paulo para a torcida do Corinthians, 10.000 foram devolvidos, sendo 700 cadeiras vendidas na hora do jogo.
  30. Jornal dos Sports de 4 de dezembro de 1976, página 5 (edição eletrônica 14290).
  31. Jornal dos Sports de 5 de dezembro de 1976, página 10 (edição eletrônica 14291).
  32. Jornal dos Sports de 6 de dezembro de 1976, página 3 - Flashes (edição eletrônica 14292).
  33. BOLA NA ÁREA, Equipe do. «Torneio dos Campeões 1982». Site Bola na Área. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  34. Jornal do Brasil, de 22 de maio de 1984
  35. Folha de S.Paulo, de 21 de maio de 1984
  36. BOLA NA ÁREA,Equipe do. «Copa dos Campeões 2002». Site Bola na Área. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  37. CORINTHIANS, Equipe do site oficial do. «Vídeos históricos - 2002: Corinthians 3 x 2 Fluminense pelo Brasileiro». Site oficial do Corinthians. Consultado em 12 de janeiro de 2014 
  38. BOLA NA ÁREA, Equipe do. «Copa Sul Americana 2003». Site Bola na Área. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  39. BOLA NA ÁREA, Equipe do. «Copa do Brasil 2009». Site Bola na Área. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  40. CORINTHIANS, Agencia (6 de janeiro de 2015). «Cobertura cresce e Flórida Cup será exibida em mais de 120 países». Site oficial do Corinthians. Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  41. WERLANG, Hector (7 de agosto de 2015). «Grupo completo e lucro a R10: como o Flu pretende aproveitar a Florida Cup». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de agosto de 2015 
  42. PEREZ, Nelson (16 de junho de 2016). «No centésimo jogo entre as equipes, Flu e Corinthians duelam em Brasília». Site oficial do Fluminense. Consultado em 18 de junho de 2016 
  43. PERON, Humberto (16 de novembro de 2017). «Jogo Rápido da 35ª rodada. Corinthians é o campeão brasileiro». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de novembro de 2017 
  44. LIMA, Ricardo de Freitas. «Adversários - Corinthians». Fluzão.info. Consultado em 30 de novembro de 2014 
  45. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - Corinthians - Maracanã / Morumbi / Pacaembu». Fluzão.info. Consultado em 30 de novembro de 2014 
  46. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em Campeonato - Corinthians - Torneio Rio-São Paulo». Fluzão.info. Consultado em 26 de novembro de 2014 
  47. FUTPÉDIA, Equipe do site. «Fluminense x Corinthians - Brasileiro Unificado». Futpédia. Consultado em 23 de julho de 2017 
  48. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em campeonato - Corinthians - Copa do Brasil». Fluzão.info. Consultado em 22 de setembro de 2016 
  49. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em Campeonato - Corinthians - Copa Sul-Americana». Fluzão.info. Consultado em 28 de novembro de 2014 
  50. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Artilheiros contra adversário - Corinthians». Fluzão.info. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  51. BAROFFALDI, Vicente Henrique e MICALI, Paulo Luís - Site Ferroviária em campo |titulo=Os 94 jogos entre Corinthians e Fluminense |publicado=Site Ferroviária em Campo |data=8 de novembro de 2013 |acessodata=13 de novembro de 2013 |língua2=pt
  52. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Goleadas - Goleadas em adversários - Corinthians». Fluzão.info. Consultado em 18 de junho de 2015 
  53. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversários - Corinthians». Fluzão.info. Consultado em 18 de junho de 2015 
  54. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Maiores Públicos contra Adversários - Corinthians». Site Estatísticas do Fluminense. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  55. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto. «Maiores públicos do Fluminense». rsssfbrasil.com. Consultado em 13 de agosto de 2013 
  56. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto - RSSSF Brasil - Fichas técnicas do Fluminense em 2011, página editada em 5 de dezembro de 2011 e disponível em 19 de maio de 2015
  57. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Corinthians». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 

Veja também[editar | editar código-fonte]

Torneio Rio-São Paulo de 1940
Torneio Rio-São Paulo de 1952
Copa Rio de 1952
Torneio Rio-São Paulo de 1954
Campeonato Brasileiro de Futebol de 1976
Campeonato Brasileiro de Futebol de 1984
Campeonato Brasileiro de Futebol de 2002
Copa Sul-Americana de 2003
Copa do Brasil de Futebol de 2009
Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010
Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011
Copa do Brasil de Futebol de 2016
Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

«Fluminense x Corinthians - História do Confronto». Futpédia.com. Consultado em 6 de outubro de 2013 
BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (17 de agosto de 2014). «História de Fluminense versus Corinthians». Site Campeões do Futebol. Consultado em 16 de junho de 2016 
Site O TRICOLOR (15 de junho de 2016). «Corinthians e Fluminense, uma rivalidade que já nasceu com sabor de revanche e vocação para batalhas inesquecíveis - Um clássico que conta a história do futebol brasileiro desde a primeira partida». otricolor.com. Consultado em 16 de junho de 2016 
ASSAF, Roberto (15 de junho de 2016). «Corinthians tem vantagem sobre o Fluminense na História do clássico no Brasileiro: 19 a 16 (1967/2015).». robertoassaf.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2016 
Blog Jornalheiros: História Fluminense versus Corinthians. Disponível em 29 de agosto de 2013.
Blog Flusócio: Idas e vindas de Fluminense e Corinthians. Disponível em 22 de dezembro de 2011.
Blogspot 100xcorinthians grandes-idolos-hercules-de-miranda. Disponível em 1 de outubro de 2013.
FAZANI, João Vitor - Comunidade Corinthians - Acervo Histórico (Orkut) - Corinthians x Fluminense FC