Roniéliton Pereira Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo meio-campista, veja Ronei Gleison Rodrigues dos Reis.
Roni
Informações pessoais
Nome completo Roniélton Pereira Santos
Data de nasc. 28 de abril de 1977 (40 anos)
Local de nasc. Aurora do Tocantins (TO),  Brasil
Altura 1,71 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição ex-Atacante
Clubes de juventude
Brasil Vila Nova
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1995–1996
1996
1997–2000
2001
2001–2002
2003–2004
2004–2005
2005
2005–2006
2006–2007
2007
2007–2008
2008
2008
2009
2009
2010–2011
2012
1995–2012
Brasil Vila Nova
Brasil São Paulo
Brasil Fluminense
Arábia Saudita Al-Hilal
Brasil Fluminense
Rússia Rubin Kazan
Rússia Krylya Sovetov (emp.)
Rússia Rubin Kazan
Brasil Goiás
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Flamengo
Brasil Cruzeiro
Japão Yokohama F. Marinos
Japão Gamba Osaka
Brasil Santos
Brasil Fluminense
Brasil Vila Nova
Brasil Anapolina
Total

00? 0000(1)
0083 000(24)
0000 0000(0)
0046 000(11)
0046 000(16)
0008 0000(1)
0009 0000(3)
0035 0000(9)
0023 000(14)
0021 0000(3)
0027 000(13)
0016 0000(5)
0009 0000(2)
0026 0000(5)
0012 0000(2)
0069 000(21)
007 0000(2)
443 (136)
Seleção nacional3
1999
1999
Brasil Brasil Sub-23
Brasil Brasil
0001 0000(2)
0005 0000(2)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 30 de novembro de 2011.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 29 de novembro de 2008.

Roniéliton Pereira Santos[1], mais conhecido como Roni (Aurora do Tocantins, 28 de abril de 1977), é um ex-futebolista brasileiro que atuou como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Roni começou sua carreira no Vila Nova e, depois de uma rápida passagem pelo São Paulo, foi parar no Fluminense.

Em sua primeira passagem pelo Fluminense, entre 1997 e 2001, mesmo tendo sido rebaixado duas vezes e jogado a Série C, Roni conseguiu um certo destaque nacional, chegando inclusive a ser convocado para a Seleção Brasileira de Futebol.

Foi jogar na Arábia Saudita em 2001, mas não conseguiu se adaptar ao país e acabou retornando ao Fluminense no mesmo ano. Vestindo a camisa tricolor novamente, Roni participou da conquista do Estadual de 2002.

Em 2003, o jogador foi negociado com o futebol russo, onde permaneceu por três anos. Retornou ao Brasil jogando pelo Goiás, quando formou dupla de ataque com Souza e conquistou o Goianão de 2006.

Em meados de 2006, Roni acertou sua ida para o Atlético Mineiro, que então disputava a Série B do Campeonato Brasileiro. No Atlético, Roni manteve as boas atuações que vinha tendo no Goiás, ajudando o Galo Mineiro em seu retorno à Primeira Divisão.

No início da temporada de 2007, acertou sua transferência para o Flamengo, quando voltou a jogar ao lado de Souza. Infelizmente, a velha dupla do Goiás não teve o mesmo sucesso no Rubro-negro e, com isso, após quatro meses de poucos gols, Roni deixou o Flamengo e foi jogar novamente no futebol mineiro, dessa vez no Cruzeiro.

Roni desencantou na Raposa e voltou a marcar gols durante o Brasileirão de 2007. Terminado o seu contrato com o Cruzeiro, no início de 2008, Roni transferiu-se para o Japão, aonde foi atuar pelo Yokohama F. Marinos e, depois, pelo Gamba Osaka, onde conquistou a Liga dos Campeões da AFC.

Após praticamente um ano jogando no Japão, Roni volta ao Brasil para jogar agora pelo Santos.

No Paulistão de 2009, destacou-se por formar excelente dupla com o garoto Neymar, que ainda surgia entre os profissionais àquela época. No Brasileirão, foi reserva do atacante Kléber Pereira. Mesmo no banco, o experiente Roni já despertava o interesse de clubes como Vitória e Atlético Paranaense.

Porém, em julho, acertou seu retorno para o Fluminense, clube que defendeu em outras duas oportunidades. Entretanto, foi dispensado no dia 11 de janeiro de 2010, devido às fracas atuações que teve pelo clube no Brasileirão de 2009.

No ano de 2010, Roni acertou sua volta ao Vila Nova para jogar o Estadual e a Série B, com contrato até o fim do ano.

Depois de uma passagem regular pelo Vila Nova, entre 2010 e 2011, e uma que durou apenas sete jogos no Estadual pela Anapolina, já em 2012, e já aos 34 anos, Roni resolveu se aposentar do futebol profissional, ainda em março desse mesmo ano[2][3].

Gols pela Seleção Brasileira principal[editar | editar código-fonte]

Data Local Resultado Adversário Gols Competição
1. 1 de agosto de 1999 Guadalajara, México 8-2 Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita 1 Copa das Confederações de 1999
2. 4 de agosto de 1999 Cidade do México, México 3-4 Flag of Mexico.svg México 1 Copa das Confederações de 1999

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vila Nova
Fluminense
Al-Hilal
Goiás
Atlético-MG
Flamengo
Gamba Osaka

Referências

  1. MILONI, Diogo. «Que Fim Levou? Roni». TerceiroTempo.com. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  2. VASCONCELOS, Fernando (6 de março de 2012). «Ponto final: atacante Roni anuncia aposentadoria aos 34 anos». GloboEsporte.com. Consultado em 1 de setembro de 2013 
  3. LancePress! (6 de março de 2012). «Atacante Roni anuncia aposentadoria do futebol». Lance!Net.com. Consultado em 1 de setembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.