Al-Hilal Saudi Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Al-Hilal
Al-Hilal Saudi Football Club.png
Nome Al-Hilal Saudi Football Club
Alcunhas Al-Zaeem (O Patrão) Blue (AZUL)
Principal rival Al-Ittihad
Al-Nassr
Fundação 16 de outubro de 1957 (62 anos)
Estádio King Fahd Stadium
Capacidade 67.000 lugares
Presidente Nawaf Bin Saad
Treinador Razvan Lucescu
Patrocinador EMAAR
Material (d)esportivo Mouj
Competição Saudi Premier League
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Al Hilal Al Saudi Club, ou como simplesmente Al-Hilal (árabe: الهلال) é um clube de futebol masculino de Riyadh, Arábia Saudita.[1]

É o clube de maior torcida do país, considerado como o "clube dos príncipes". O nome Al-Hilal significa "lua crescente".

No geral, ganhou 56 títulos oficiais no cenário nacional e internacional, mais do que qualquer outro clube saudita . Nas competições nacionais, ganharam 44 troféus: um recorde de 14 títulos da Liga Profissional, um recorde de 13 títulos da Copa da Coroa do Príncipe, um recorde de 7 títulos da Federação, 8 títulos da Copa do Rei, 1 título da Supercopa e o vencedor do título da Saudi Funder's Cup (um torneio de futebol centenário realizado a cada 100 anos).

A nível internacional, Al-Hilal tem um recorde de 6 troféus da Confederação de Futebol Asiático - a Liga dos Campeões da AFC, em 1991 e 2000, além de 4 vices em 1986, 1987, 2014, 2017; foi também campeão da Recopa Asiática em 1997 e 2002, e da Supercopa da Ásia em 1997, 2000 e vice-campeão em 2002. É também o clube com mais participações na Liga dos Campeões da AFC (1986, 1987, 1989/90, 1991, 1997/98, 1998/99, 1999/2000, 2000/01, 2002/03, 2004, 2006, 2007, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019).

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 16 de outubro de 1957, é uma das quatro equipes que participaram em todas as estações da Campeonato Saudita de Futebol desde a sua criação em 1976.

Em setembro de 2009, Al-Hilal foi premiado com o melhor clube asiático do século 20 pela IFFHS.

Em 7 de Novembro de 2009, Nawaf al Abed, jogador recentemente promovido ao time principal do Al-Hilal, foi o autor do gol mais rápido da história do futebol, aos dois segundos do jogo contra o Al Shoalah, pela Copa do Príncipe Faisal bin Fahad Sub-23, superando o gol do atacante brasileiro Fred na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2003. O jogador chutou do meio-de-campo logo após receber o primeiro toque na bola de seu companheiro de equipe.

Disputou a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019, sendo derrotado na semifinal pelo Clube de Regatas do Flamengo.[1]

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Al-Hilal tem uma longa rivalidade com Al-Ittihad. Desde o início da competição nacional, os clubes foram vistos como representantes de duas cidades rivais: Riyad e Jeddah. Os jogos entre os dois são frequentemente chamados de "El Clasico". Após o sucesso de Al Hilal na Ásia, quando ganharam duas Champions nos anos 1991 e 1999-2000, Al Ittihad venceu a Liga dos Campeões da AFC duas vezes seguidas, em 2004 e 2005. Al-Hilal ganhou o clasico 67 vezes, enquanto Al-Ittihad ganhou 54 vezes e 37 vezes empataram. A maior vitória foi quando Al-Hilal derrotou Al-Ittihad 5-0 em 2009-2010.

Outra rivalidade é com os vizinhos Al-Nassr, chamado Riyadh's Derby. Eles se conheceram 153 vezes, Al-Hilal ganhou 60 vezes e perdeu 50 vezes, enquanto 43 uma vezes terminaram em um empate. A maior vitória é para Al-Hilal quando derrotaram Al-Nassr 5-1 em 2016-17. A rivalidade com Al-Nassr é violenta entre eles mais do que a rivalidade com Al-Ittihad. Por exemplo, quando Al-Hilal chegou à final da Liga dos Campeões da AFC em 2014, os adeptos de Al-Nassr, da segunda etapa, aguardaram a chegada do Western Sydney Wanderers no aeroporto para estimular contra Al-Hilal e tentou sabotar o plano de ingresso de Al-Hilal.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Arábes[editar | editar código-fonte]

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

Treinadores famosos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Semifinal entre Flamengo e Al-Hilal registra maior audiência da história do Mundial na TV aberta». www.lance.com.br. 19 de dezembro de 2019. Consultado em 19 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]