Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019
كأس العالم للأندية لكرة القدم قطر 2019 (em árabe)
Dados
Participantes 7
Organização FIFA
Anfitrião Catar
Período 11 de dezembro – 21 de dezembro
Gol(o)s 30
Partidas 8
Média 3,75 gol(o)s por partida
Campeão Liverpool (1° título)
Vice-campeão Flamengo
3.º colocado Monterrey
4.º colocado Al-Hilal
Melhor marcador 3 gols:
Maior goleada
(diferença)
Al-Sadd 2–6 Espérance de Tunis
Estádio Internacional KhalifaDoha
17 de dezembro, disputa pelo 5º lugar
Público 166 426
Média 20 803,3 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador Egito Mohamed Salah (Liverpool)
Fair play Espérance de Tunis
◄◄ =Emirados Árabes Unidos 2018 Soccerball.svg 2020 Catar ►►

A Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019 foi a 16ª edição desta competição realizada anualmente pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) reunindo os campeões continentais e o campeão do país anfitrião. Foi disputada pela primeira vez no Catar, de 11 a 21 de dezembro,[1][2]

O Liverpool, da Inglaterra conquistou seu primeiro título dessa competição após vencer o Flamengo, do Brasil por 1–0 na final.[3]

Processo de escolha[editar | editar código-fonte]

Com propostas de expandir a Copa do Mundo de Clubes, a FIFA atrasou o anúncio de um anfitrião. Um anfitrião deveria ser anunciado pela FIFA em 15 de março de 2019, embora isso tenha sido adiado mais tarde.[4] Em 28 de maio de 2019,[5] a FIFA anunciou que o anfitrião do torneio de 2019 e 2020 seria nomeado na reunião do Conselho da FIFA em Paris, França, em 3 de junho de 2019.[6]

O Catar foi apontado como o anfitrião dos torneios de 2019 e 2020 em 3 de junho de 2019, servindo como eventos de teste antes da realização da Copa do Mundo FIFA de 2022, que será realizada no país. A Copa do Mundo de Clubes manteve seu formato original antes da reforma em 2021.[7]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Localização das equipes da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2019.
Confederação Equipe Classificação Participação
Disputa a partir das semifinais
CONMEBOL Brasil Flamengo Campeão da Copa Libertadores da América de 2019
UEFA Inglaterra Liverpool Campeão da Liga dos Campeões da UEFA de 2018–19 2ª (2005)
Disputa a partir das quartas de finais
AFC Arábia Saudita Al-Hilal Campeão da Liga dos Campeões da AFC de 2019
CAF Tunísia Espérance de Tunis Campeão da Liga dos Campeões da CAF de 2018–19 3ª (2011 e 2018)
CONCACAF México Monterrey Campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF de 2019 4ª (2011, 2012 e 2013)
Disputa a partir do playoff para as quartas de final
OFC Nova Caledónia Hienghène Sport Campeão da Liga dos Campeões da OFC de 2019
País-sede Catar Al-Sadd[nota 1] Campeão da Qatar Stars League de 2018–19 2ª (2011)

Arbitragem[editar | editar código-fonte]

Esta é a lista de árbitros e assistentes que atuaram na competição.[8]

Confederação Árbitros Assistentes Árbitros de vídeo Árbitro reserva
AFC CatarQAT Abdulrahman Al-Jassim CatarQAT Taleb Al-Marri
CatarQAT Saoud Al-Maqaleh
ChinaCHN Fu Ming
CAF ArgéliaALG Mustapha Ghorbal EgitoEGY Mahmoud Abouelregal
ArgéliaALG Mokrane Gourari
GâmbiaGAM Bakary Gassama
CONCACAF Estados UnidosUSA Ismail Elfath Estados UnidosUSA Kyle Atkins
Estados UnidosUSA Corey Parker
IrlandaIRL Alan Kelly
CONMEBOL ChileCHI Roberto Tobar ChileCHI Christian Schiemann
ChileCHI Claudio Ríos
UruguaiURU Esteban Ostojich
OFC Polinésia FrancesaTAH Abdelkader Zitouni
UEFA RomêniaROU Ovidiu Hațegan RomêniaROU Octavian Șovre
RomêniaROU Sebastian Gheorghe
EspanhaESP Juan Martínez Munuera
FrançaFRA Benoît Millot

Sedes[editar | editar código-fonte]

A FIFA anunciou as sedes em 30 de setembro de 2019.[9] Em 7 de dezembro, a FIFA anunciou a troca do estádio da final, da disputa do terceiro lugar e da partida do Liverpool. O estádio da Cidade da Educação, mesmo pronto, não teve tempo para o processo de certificação e testes.[10]

Doha
Estádio Internacional Khalifa Estádio Jassim Bin Hamad
Capacidade: 45 416 Capacidade: 11 918
Save the Dream at the Supercoppa (30394071002).jpg

Elencos[editar | editar código-fonte]

Cada equipe precisou nomear uma lista contendo 23 jogadores (três destes obrigatoriamente precisam ser goleiros). Trocas por lesão foram aceitas até 24 horas antes da primeira partida da equipe.[11]

Partidas[editar | editar código-fonte]

Um sorteio foi realizado em 16 de setembro de 2019 na sede da FIFA em Zurique para definir os confrontos das quartas de final (vencedor do play-off e as equipes da AFC, CAF e CONCACAF) e os oponentes dos vencedores das quartas de final nas semifinais (equipes da CONMEBOL e UEFA).[12] No momento do sorteio a identidade das equipes da AFC e da CONMEBOL não eram conhecidas.

Play-off Quartas de final Semifinais Final
 11 de dezembro – Doha (Jassim)  
 Catar Al-Sadd (pro)  3   14 de dezembro – Doha (Jassim)        
 Nova Caledónia Hienghène Sport  1      México Monterrey  3
18 de dezembro – Doha (Khalifa)
   Catar Al-Sadd  2    
 México Monterrey  1
     Inglaterra Liverpool  2  
21 de dezembro – Doha (Khalifa)
  Inglaterra Liverpool (pro)  1
14 de dezembro – Doha (Jassim)
   Brasil Flamengo  0
 Arábia Saudita Al-Hilal  1
17 de dezembro – Doha (Khalifa)
 Tunísia Espérance de Tunis  0    
 Brasil Flamengo  3
5º lugar 3º lugar
     Arábia Saudita Al-Hilal  1  
 Catar Al-Sadd  2   México Monterrey (pen)  2 (4)
 Tunísia Espérance de Tunis  6  Arábia Saudita Al-Hilal  2 (3)
17 de dezembro – Doha (Khalifa) 21 de dezembro – Doha (Khalifa)

Todas as partidas seguem o fuso horário local (UTC+3).

Play-off[editar | editar código-fonte]

11 de dezembro Al-Sadd Catar 3 – 1 (pro) Nova Caledónia Hienghène Sport Estádio Jassim Bin Hamad, Doha
20:30
Bounedjah Gol marcado aos 26 minutos de jogo 26'
Hassan Gol marcado aos 100 minutos de jogo 100'
Ró-Ró Gol marcado aos 114 minutos de jogo 114'
Relatório Roïné Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46' Público: 7 047
Árbitro: ArgéliaALG Mustapha Ghorbal
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Sadd
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Hienghène

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

14 de dezembro Al-Hilal Arábia Saudita 1 – 0 Tunísia Espérance de Tunis Estádio Jassim Bin Hamad, Doha
17:00
Gomis Gol marcado aos 73 minutos de jogo 73' Relatório Público: 7 726
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Hilal
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Espérance

14 de dezembro Monterrey México 3 – 2 Catar Al-Sadd Estádio Jassim Bin Hamad, Doha
20:30
Vangioni Gol marcado aos 23 minutos de jogo 23'
Funes Mori Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1'
Rodríguez Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Relatório Bounedjah Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66'
Hassan Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Público: 4 878
Árbitro: RomêniaROU Ovidiu Hațegan
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Monterrey
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Sadd

Disputa pelo quinto lugar[editar | editar código-fonte]

17 de dezembro Al-Sadd Catar 2 – 6 Tunísia Espérance de Tunis Estádio Internacional Khalifa, Doha
17:30
Bounedjah Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32' (pen)
Al-Haydos Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49' (pen)
Relatório Elhouni Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6', Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42', Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Badri Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13', Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25' (pen)
Derbali Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87'
Público: 15 037
Árbitro: Polinésia FrancesaTAH Abdelkader Zitouni
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Sadd
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Espérance

Semifinais[editar | editar código-fonte]

17 de dezembro Flamengo Brasil 3 – 1 Arábia Saudita Al-Hilal Estádio Internacional Khalifa, Doha
20:30
De Arrascaeta Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49'
Bruno Henrique Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78'
Al-Bulaihi Gol contra marcado aos 82 minutos de jogo 82' (g.c.)
Relatório Al-Dawsari Gol marcado aos 18 minutos de jogo 18' Público: 21 588
Árbitro: Estados UnidosUSA Ismail Elfath
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Flamengo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Hilal

18 de dezembro Monterrey México 1 – 2 Inglaterra Liverpool Estádio Internacional Khalifa, Doha
20:30
Funes Mori Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14' Relatório Keïta Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12'
Roberto Firmino Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Público: 45 416
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Monterrey
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Liverpool

Disputa pelo terceiro lugar[editar | editar código-fonte]

21 de dezembro Monterrey México 2 – 2 Arábia Saudita Al-Hilal Estádio Internacional Khalifa, Doha
17:30
A. González Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55'
Meza Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60'
Relatório Carlos Eduardo Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Gomis Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66'
Público: 19 318
Árbitro: RomêniaROU Ovidiu Hațegan
    Pênaltis  
J. González Convertido
Medina Convertido
Funes Mori Convertido
Vásquez Erro (defesa)
Cárdenas Convertido
4 – 3 Convertido Gomis
Convertido Giovinco
Erro (defesa) Carlos Eduardo
Convertido Jang Hyun-soo
Erro (defesa) Kanno
 


Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Monterrey
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Al-Hilal

Final[editar | editar código-fonte]

21 de dezembro Liverpool Inglaterra 1 – 0 (pro) Brasil Flamengo Estádio Internacional Khalifa, Doha
20:30
Roberto Firmino Gol marcado aos 99 minutos de jogo 99' Relatório Público: 45 416
Árbitro: CatarQAT Abdulrahman Al-Jassim
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Liverpool
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Flamengo

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019
Inglaterra
Liverpool
Campeão
(1º título)
Fair play
Fair play Tunísia Espérance de Tunis

Individuais[editar | editar código-fonte]

Bola de Ouro Bola de Prata Bola de Bronze
Egito Mohamed Salah (Liverpool) Brasil Bruno Henrique (Flamengo) Brasil Carlos Eduardo (Al-Hilal)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Para estatísticas, partidas decididas na prorrogação são consideradas como vitória e derrota e partidas decididas nos pênaltis são contadas como empate.

Pos. Times Pts J V E D GP GC SG
1 Inglaterra Liverpool 6 2 2 0 0 3 1 +2
2 Brasil Flamengo 3 2 1 0 1 3 2 +1
3 México Monterrey 4 3 1 1 1 6 6 0
4 Arábia Saudita Al-Hilal 4 3 1 1 1 4 5 –1
5 Tunísia Espérance de Tunis 3 2 1 0 1 6 3 +3
6 Catar Al-Sadd 3 3 1 0 2 7 10 –3
7 Nova Caledónia Hienghène Sport 0 1 0 0 1 1 3 –2

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Artilharia[editar | editar código-fonte]

3 gols (2)
2 gols (5)
1 gol (13)
Gols contra (1)

Homem do Jogo[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Em 2017, três países membros do Conselho de Cooperação do Golfo, juntamente com o Egito, cortaram laços diplomáticos com o Catar e criminalizaram viagens para seus cidadãos ao país. Em outubro, a FIFA vendeu 200 ingressos para a Copa do Mundo de Clubes para torcedores da Arábia Saudita e Bahrein e 500 para os dos Emirados Árabes Unidos e Egito. Em novembro de 2019, a Human Rights Watch (HRW) criticou a FIFA por negligenciar o bem-estar dos torcedores e vender ingressos para a Copa do Mundo de Clubes aos banidos por seus governos. A HRW afirmou que a FIFA deveria estar ciente dos riscos que os torcedores de futebol poderiam enfrentar em seus países e garantir que eles não fossem expostos ao risco de assédio ou processo judicial.[13]

Em 5 de novembro de 2019, o chefe-executivo do Liverpool, Peter Moore, garantiu que as autoridades do Catar permitissem que torcedores de futebol LGBT participassem dos jogos da Copa do Mundo de Clubes da FIFA em dezembro de 2019.[14]

Notas e referências

Notas

  1. O Al-Sadd conquistou o título da Qatar Stars League de 2018–19 em 4 de abril de 2019. A sua participação no Mundial de Clubes foi oficialmente confirmada em 13 de agosto de 2019 após o Al-Duhail ser a última equipe do Catar além do Al-Sadd a ser eliminada da Liga dos Campeões da AFC de 2019.

Referências

  1. FIFA.com. «FIFA Council appoints Qatar as host of the FIFA Club World Cup in 2019 and 2020» (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2019 
  2. Globoesporte. «Fifa confirma Catar como sede do Mundial de Clubes em 2019 e 2020». Consultado em 3 de junho de 2019 
  3. «Liverpool vence o Flamengo e é campeão mundial pela primeira vez». Globo Esporte. 21 de dezembro de 2019. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  4. «Agenda of meeting no. 9 of the FIFA Council» (PDF). FIFA.com (em inglês). Fédération Internationale de Football Association. 7 de março de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  5. «FIFA Council meeting agenda now available». FIFA.com (em inglês). Fédération Internationale de Football Association. 28 de maio de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  6. «Agenda of meeting no. 10 of the FIFA Council» (PDF). FIFA.com (em inglês). Fédération Internationale de Football Association. 28 de maio de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  7. «FIFA Council appoints Qatar as host of the FIFA Club World Cup in 2019 and 2020» (em inglês). FIFA. 3 de junho de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  8. «List of Appointed Match Officials for the FIFA Club World Cup Qatar 2019» (PDF) (em inglês). FIFA. Consultado em 14 de novembro de 2019 
  9. «Education City Stadium to host FIFA Club World Cup Qatar 2019™ final» (em inglês). FIFA.com. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  10. «Fifa troca estádio da final do Mundial de Clubes a 11 dias de inauguração com Liverpool». Globoesporte.com. 7 de dezembro de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  11. «FIFA Club World Cup Qatar 2019 Regulations» (PDF) (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  12. FIFA.com. «Qatar 2019 draw lines up path to global glory» (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2019 
  13. «FIFA criticised over ticket sales to fans banned from Qatar». TheTicketingBusiness (em inglês). 13 de novembro de 2019. Consultado em 13 de novembro de 2019 
  14. «Liverpool assured LGBT fans welcome at Club World Cup in Qatar». LGBT Life (em inglês). 5 de novembro de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]