Final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2011

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2011
WCCF2011-Final.jpg
Evento Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2011
Relatório
Data 18 de dezembro
Local Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
Árbitro UzbequistãoUZB Ravshan Irmatov (FIFA)
Público 68 166

A final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2011 foi realizada em 18 de dezembro de 2011 no Estádio Internacional de Yokohama, em Yokohama, entre o Santos, do Brasil, e o Barcelona, da Espanha.

O Barcelona venceu a partida por 4 a 0, com três gols no primeiro tempo e um gol no segundo, dois deles marcados por Messi, premiado com Bola de Ouro do torneio.[1][2] A supremacia do Barcelona na partida se refletiu nas estatísticas: o dobro de chutes a gol (16 contra 8), sendo o triplo deles em direção ao gol (9 a 3) e com 71% de posse de bola (contra os 29% da equipe santista), ou seja, 64 minutos de posse de bola contra apenas 16 minutos.[3]

Caminhos até a final[editar | editar código-fonte]

Brasil Santos Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2011 Espanha Barcelona
Time Resultado Time Resultado
Não disputou
Play-off
Não disputou
Não disputou
Quartas de final
Não disputou
Japão Kashiwa Reysol 3–1
Semifinais
Catar Al-Sadd 4–0

Declarações[editar | editar código-fonte]

Partida[editar | editar código-fonte]

O Jogo[editar | editar código-fonte]

O duelo entre Barcelona e Santos era tido como a maior final de Mundial dos últimos tempos e a expectativa era de um duelo histórico. O Santos passou pelo Kashiwa Reysol, do Japão, por 3 a 1, enquanto que o Barcelona, sem vários titulares (incluindo Villa, que se contundiu seriamente antes da competição), goleou o Al-Sadd, do Catar, por 4 a 0, com gols de Adriano (2), Maxwell e Keita. Pronto. A final dos sonhos estava sacramentada.

O Santos teve um choque de realidade naquela noite de 18 de dezembro de 2011 em Yokohama, no Japão. Parece que o time brancaleone tremeu ao ver o esquadrão azul e grená espanhol. A equipe brasileira esteve irreconhecível. Porém, não se sabe se foi o Santos que esteve tão apagado ou se foi o Barcelona que jogou tão bem. O Barcelona teve mais de 71% de posse de bola, um absurdo de predominância. A equipe começou seu show aos 17´ quando Messi recebeu um passe magistral de Xavi, que antes já havia matado uma bola de maneira sublime e surreal, e marcou o primeiro gol do jogo. Aos 24´, foi a vez de Xavi marcar o segundo. Aos 45´, um bombardeio na área do Santos culminou com o gol de Fàbregas: 3 a 0. O Barça foi para o intervalo bicampeão mundial. A não ser que o Santos “baixasse” o espírito do Liverpool em 2005 ou do Vasco da Gama de 2000 e empatasse ou virasse a partida. No segundo tempo, o Barcelona continuou seu domínio, marcou mais um golaço com Messi, aos 82´, e fechou o show: 4 a 0. O Barça conquistava o bicampeonato mundial e entrava de vez no seleto grupo dos maiores times de todos os tempos, que já tinha o Santos de Pelé, Coutinho e Pepe, o Milan de Van Basten, o Bayern de Gerd Müller, Karl-Heinz Rummenigge e Franz Beckenbauer e o Real Madrid de Puskás e Di Stéfano, além do Brasil de 1970.

Partida[editar | editar código-fonte]

18 de dezembro Santos Brasil 0 – 4 Espanha Barcelona Estádio Internacional, Yokohama
19:30 (UTC+9)
Relatório Messi Gol marcado aos 17 minutos de jogo 17', Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82'

Xavi Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24'

Fàbregas Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45'

Público: 68 166
Árbitro: UzbequistãoUZB Ravshan Irmatov

SANTOS:
G 1 Brasil Rafael
LD 4 Brasil Danilo Substituído após 31 minutos de jogo 31'
Z 2 Brasil Edu Dracena Capitão Penalizado com cartão amarelo após 74 minutos 74'
Z 14 Brasil Bruno Rodrigo
Z 6 Brasil Durval
LE 3 Brasil Léo
V 7 Brasil Henrique
V 5 Brasil Arouca
M 10 Brasil Ganso Penalizado com cartão amarelo após 73 minutos 73' Substituído após 83 minutos de jogo 83'
A 11 Brasil Neymar
A 9 Brasil Borges Substituído após 79 minutos de jogo 79'
Substitutos:
M 8 Brasil Elano Entrou em campo após 31 minutos 31'
M 18 Brasil Ibson Entrou em campo após 83 minutos 83'
A 19 Brasil Alan Kardec Entrou em campo após 79 minutos 79'
Treinador:
Brasil Muricy Ramalho
Santos vs Barcelona 2011-12-18.svg

BARCELONA:
G 1 Espanha Víctor Valdés
LD 2 Brasil Daniel Alves
Z 5 Espanha Carles Puyol Capitão Substituído após 85 minutos de jogo 85'
Z 3 Espanha Gerard Piqué Penalizado com cartão amarelo após 39 minutos 39' Substituído após 56 minutos de jogo 56'
LE 22 França Éric Abidal
V 16 Espanha Sergio Busquets
V 4 Espanha Fàbregas
M 11 Espanha Thiago Alcântara Substituído após 79 minutos de jogo 79'
M 6 Espanha Xavi
M 8 Espanha Iniesta
A 10 Argentina Messi
Substitutos:
M 14 Argentina Javier Mascherano Penalizado com cartão amarelo após 71 minutos 71' Entrou em campo após 56 minutos 56'
A 17 Espanha Pedro Entrou em campo após 79 minutos 79'
Z 24 Espanha Andreu Fontàs Entrou em campo após 85 minutos 85'
Treinador:
Espanha Josep Guardiola

Premiações[editar | editar código-fonte]

Fonte: [2]

Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2011
Espanha
Barcelona
Campeão
(2º título)
Fair play
Fair play Espanha Barcelona

Individuais[editar | editar código-fonte]

Bola de Ouro Bola de Prata Bola de Bronze
Argentina Messi (Barcelona) Espanha Xavi (Barcelona) Brasil Neymar (Santos)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Essas foram as estatísticas oficiais da partida:[3]

Santos Barcelona
7 Chutes 15
3 Chutes a gol 9
0 Gol marcado Gols 4
2 Escanteios 4
0 Gols contra 0
13 Faltas cometidas 13
11 Faltas sofridas 13
1 Cobranças de falta certas 1
0 / 0 Cobranças de pênalti (gols/tentativas) 0 / 0
0 Impedimentos 6
2 Penalizado com cartão amarelo Cartões amarelos 2
0 PenalizadoPenalizadoExpulso Expulsão por 2º cartão amarelo 0
0 Expulso Cartões vermelhos 0
18 Tempo de bola em jogo (minutos) 45
29 Posse de bola (%) 71

Referências

  1. «Barcelona dá show e ratifica supremacia». FIFA.com. 18 de dezembro de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 19 de dezembro de 2013 
  2. a b «Prêmios». FIFA.com. Consultado em 18 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2013 
  3. a b «Estatísticas». FIFA.com. 18 de dezembro de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2011 
  4. a b «Santos-Barcelona: O que eles disseram». FIFA.com. 18 de dezembro de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]