Estádio Giulite Coutinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edson Passos
Estádio Giulite Coutinho
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star full.svg Star empty.svg Star empty.svg[1]
Estádio Giulite Coutinho.JPG
Estádio Giulite Coutinho
Nomes
Nome Estádio Giulite Coutinho
Apelido Giulite Coutinho, GC, Arena do America, Estádio do America
Características
Local Mesquita, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 13.544 (liberado para 12.150) pessoas[2]
Inauguração
Data 23 de janeiro de 2000
Partida inaugural America 3 x 1 Rio de Janeiro Seleção Carioca
Primeiro gol Sorato (America)
Recordes
Público recorde 9 681 (8 381 pagantes)[3]
Data recorde 17 de julho de 2016
Partida com mais público Fluminense 2 x 0 Cruzeiro
Proprietário America Football Club
Mandante America Football Club

Estádio Giulite Coutinho, é um estádio de futebol que pertencente ao America Football Club, clube cujo nome como consta em seu estatuto, se escreve sem acento, com a grafia em inglês, como era costume na época de sua fundação.[4]

O estádio americano fica situada na cidade de Mesquita. Seu nome é uma homenagem a Giulite Coutinho, ex-presidente do America e da CBF. Em sua gestão, foi construída a Granja Comary, centro de treinamento da Seleção Brasileira de Futebol, na cidade de Teresópolis.[5] Giulite Coutinho foi novamente reverenciado pelo America com o título de presidente de honra "in memoriam".

História[editar | editar código-fonte]

O Estádio Giulite Coutinho está localizado no bairro de Cosmorama no município de Mesquita, Rio de Janeiro, Brasil. É um local de fácil acesso, está a 200 metros da estação ferroviária de Edson Passos, motivo pelo qual o estádio também é referido popularmente pelo nome da estação.

Foi inaugurado em 23 de janeiro de 2000 no jogo America 3 a 1 na Seleção Carioca, tendo o atacante Sorato, do América, feito o primeiro gol no estádio perante mais de 4.000 torcedores.[6]

A capacidade de público atualmente é de 13.544 pessoas, e o recorde de público em jogos do America foi no jogo America 4 a 3 Flamengo, com 9.009 pagantes, em 8 de fevereiro de 2004. Atualmente, está oficialmente liberado para pouco mais de 12.150 pessoas.

As obras de ampliação previstas no projeto original previam que a capacidade do estádio seria de cerca de 32.000 lugares.[7][8]

Desde a inauguração, o Estádio Giulite Coutinho já foi palco de competições internacionais, como os Jogos Mundiais Militares (2011), quando recebeu sua primeira reforma, e a Copa Peregrino, além de ter sediado partidas das quatro séries do Campeonato Brasileiro, das três divisões do Campeonato Carioca e de ter recebido shows diversos.

Em maio de 2016 o Fluminense fez convênio com o America para utilização do Giulite Coutinho, que em troca procedeu algumas reformas no estádio americano orçadas em R$ 700 mil, por ocasião de sua formalização,[9] disponibilizando todo o setor de arquibancadas D com capacidade para cerca de 2.500 pessoas, para as torcidas adversárias em seus jogos,[10] com o propósito de garantir a oferta mínima de 10% dos ingressos para os visitantes, conforme previa o regulamento e garantir a sua segurança,[11] mesmo havendo pouca demanda por parte dos visitantes, com o estádio estando liberado para 12.000 pessoas na época.[12]

No dia 11 de dezembro de 2016, foi palco do primeiro rebaixamento do Sport Club Internacional em sua história, no empate por 1 a 1 contra o Fluminense.[13]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

America Football Club

Referências

  1. «Classificação de estádios de futebol (Sisbrace)». Ministério dos Esportes. 25 de fevereiro de 2017 
  2. Diretoria de Competições publica revisão 5 do Cadastro Nacional de Estádios de Futebol - Site oficial da CBF, página editada em 24 de outubro de 2014 e disponível em 10 de janeiro de 2015
  3. JORNAL LANCE!, página editada e disponível em 17 de julho de 2016
  4. Estatuto do America Football Club, Disponível em 3 de janeiro de 2014[ligação inativa]
  5. Giulite Coutinho, ex-presidente da CBF, morre no Rio de Janeiro (acessado em 05/04/2009)
  6. America inaugurava o Estádio Giulite Coutinho e chegava de vez à Baixada, há 20 anos, página editada em 23 de janeiro de 2020 e disponível em 5 de maio de 2020
  7. Maquete do estádio do America
  8. Página oficial do America
  9. «Revista Placar - Giulite Coutinho será a casa do Fluminense para 2016, página editada em 3 de maio de 2016 e disponível em 11 de setembro de 2016». Consultado em 11 de setembro de 2016. Arquivado do original em 23 de setembro de 2016 
  10. GLOBOESPORTE.COM (16 de julho de 2016). «Flu em Edson Passos: saiba como chegar e quais os acessos do estádio». Globoesporte.com. Consultado em 22 de março de 2020 
  11. Globoesporte.com (20 de maio de 2016). «Aluga-se para temporada: conheça os novos estádios do Rio para o Brasileiro». Globoesporte.com. Consultado em 22 de março de 2020 
  12. Gaúcha/Zero Hora - Editoria de Esportes (30 de dezembro de 2016). «Fluminense notifica América pela prorrogação do contrato do Estádio Giulite Coutinho». gauchazh.clickrbs.com.br. Consultado em 25 de março de 2020 
  13. GAZETA PRESS (11 de dezembro de 2016). «Inter joga mal, fica no empate contra o Flu e é rebaixado para a Série B». Gazeta Esportiva. Consultado em 3 de abril de 2019