Clássico dos Milhões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Clássico dos Milhões
Flamengo versus Vasco da Gama
Torcidas de Flamengo e Vasco.
Flamengo 159 vitória(s), 545 gol(s)
Vasco da Gama 138 vitória(s), 521 gol(s)
Empates 118
Total de jogos 415
Total de gols 1 066
editar

Clássico dos Milhões é o clássico brasileiro entre Clube de Regatas do Flamengo e Club de Regatas Vasco da Gama, ambos da cidade do Rio de Janeiro. É o clássico mais popular entre dois clubes de futebol na cidade e no estado do Rio de Janeiro, já que reúne as duas maiores torcidas cariocas, e é amplamente considerado como um dos maiores clássicos do futebol brasileiro devido ao número de torcedores que envolve e por ser uma das maiores rivalidades futebolísticas do país.[1][2]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Esse confronto é o duelo futebolístico que mais aparece com públicos acima de 100 mil pessoas na história do futebol, além de ter a maior média de público da história do Campeonato Brasileiro. Apesar de se destacar pelo número de torcedores, está entre os dezessete clássicos mais antigos do futebol brasileiro, tendo sua primeira partida de futebol realizada em março de 1922, com vitória flamenguista por 1 a 0.[3] Contudo, as origens do clássico remontam a década de 1900 nas competições de remo, mas com a ascensão à primeira divisão do time de futebol do Vasco na década de 1920, o duelo passou a ser mais forte nessa modalidade desportiva.[4][5]

A rivalidade também se faz presente em outras modalidades, como no basquete, natação, voleibol, judô, futebol de areia e futebol americano. Merecem destaque nesse contexto as finais do Campeonato Nacional de Basquete Masculino de 2000,[6] da Superliga Brasileira de Voleibol Feminino de 2000–01,[7] e do Campeonato Brasileiro de Clubes de Futebol de Areia de 2019,[8] tendo o Vasco vencedor no basquete e no futebol de areia, e o Flamengo no voleibol.

História[editar | editar código-fonte]

São os únicos clubes cariocas com status de campeões da América, ambos sendo bicampeões sul-americanos.

Em campeonatos brasileiros, nunca decidiram uma final, mas já se enfrentaram nas quartas de final de 1983 (com vantagem para o Flamengo) e duas vezes em quadrangulares que valiam vaga para a final, tendo o Flamengo se classificado para a final em 1992 e o Vasco em 1997. Nas três vezes o vencedor do duelo veio a conquistar o torneio.

Um dos duelos mais marcantes da história do clássico, refere-se justamente à fase semifinal do Campeonato Brasileiro de 1992. Nesta fase, as oito equipes melhor classificadas na fase preliminar do Campeonato Brasileiro, foram divididas em 2 grupos de 4, com os vencedores de cada grupo fazendo a final. Flamengo e Vasco ficaram no mesmo grupo e se enfrentaram 2 vezes naquela fase. O Flamengo era o atual campeão carioca, mas o Vasco possuía o time considerado mais forte, tendo terminado a primeira fase em primeiro lugar (fase em que venceu o Flamengo por 4 a 2). Entretanto, na fase decisiva em questão, predominou o Flamengo, liderado pelo veterano Júnior. O jogo do primeiro turno da fase semifinal terminou empatado em 1 a 1. O segundo jogo terminou com a vitória do Flamengo por 2 a 0. O Flamengo acabaria por se classificar para a final, onde venceria o, Botafogo, tornando-se campeão.

Outro duelo marcante da história do clássico refere-se à fase semifinal do Campeonato Brasileiro de 1997. Neste ano, a exemplo de 1992, as oito equipes melhor classificadas na fase preliminar do Campeonato Brasileiro, foram divididas em 2 grupos de 4, com os vencedores de cada grupo fazendo a final. Flamengo e Vasco ficaram novamente no mesmo grupo. O Vasco, que chegava motivado com um histórico de cinco anos sem perder para o Flamengo no campeonato nacional, não conquistava a taça desde 1989. Por outro lado o Rubro-Negro chegava embalado para coroar a boa fase com a quebra do tabu diante do cruz-maltino. O Vasco levava vantagem no confronto direto (venceu por 1 a 0 na primeira fase) e a partida do primeiro turno da fase semifinal terminou empatada por 1 a 1. Na partida válida pelo segundo turno na fase semifinal (tratava-se da penúltima rodada), o Flamengo precisava vencer para ainda ter chances de classificação. O Vasco não se deixou levar pela vantagem do empate e, com grande atuação do jogador Edmundo, com 3 gols, goleou o Flamengo por 4 a 1. O Vasco chegaria à final contra o Palmeiras e se tornaria campeão. No Campeonato Brasileiro do ano anterior (1996), o Vasco aplicou o mesmo placar (4 a 1) sobre o Flamengo, também com 3 gols de Edmundo, 1 gol de Macedo (para o Vasco) e 1 gol de Bebeto, para o Flamengo. Naquela partida de 1996, Bebeto perdeu um pênalti, e foi ovacionado pelos vascaínos com coro "Bebeto é vascaíno", em referência às juras de amor que o atacante fez ao Vasco em sua primeira passagem pelo clube.[9]

Disputa direta de títulos[editar | editar código-fonte]

Em Campeonatos Cariocas, um ficou na primeira e o outro na segunda colocação em 23 oportunidades, com ligeira vantagem para o rubro-negro: 13 títulos contra 10 dos cruz-maltinos. Destaca-se pelo Vasco da Gama o famoso título do Campeonato Carioca de 1958, conhecido também como Super Campeonato Carioca. O time do Vasco da Gama se consagraria campeão sobre o Flamengo nos anos de 1923, 1952, 1958, 1977, 1982, 1987, 1988, 1992, 1994 e 1998. Já o clube da Gávea viria a ser campeão sobre o rival nos anos de 1944, 1974, 1978, 1979, 1981, 1986, 1996, 1999, 2000, 2001, 2004, 2014 e 2019. Em finais programadas para serem finais a equipe rubro-negra foi campeã em 1981, 1986, 1999, 2000, 2001, 2004, 2014 e 2019, perdendo apenas em 1988. Em jogos decisivos que não eram oficialmente finais, mas valeram como se fossem, deu Flamengo em 1944 e 1974, enquanto Vasco em 1958, 1982 e 1987; com exceção de 1944 (grupo único de 10 times), os demais jogos decisivos foram em um triangular final.[10]

Já na Taça Guanabara, ambos os rivais viriam a terminar nas duas primeiras colações da mesma competição em 12 oportunidades. Seriam 6 títulos rubro-negros (1973, 1979, 1982, 1988, 1996 e 1999) contra 6 títulos cruz-maltinos (1976, 1977, 1986, 1992, 1998 e 2003). Apenas 1982 teve final "genuína" (vencida pelo Flamengo), enquanto 1973 (F), 1976 (V), 1986 (V), 1992 (V), 1996 (F), 1998 (V), 1999 (F) e 2003 (V) foram jogos decisivos equivalentes a uma final.

Outra taça viria a fazer sucesso e se fixar como o 2° Turno do Campeonato Carioca a partir do ano de 1982, era a Taça Rio. Nesta competição, flamenguistas e vascaínos ficaram nos dois primeiros lugares 8 vezes, com 4 títulos para cada um. Para o Vasco, os anos campeões sobre seu rival foram os de 1992, 1993, 1999 e 2001. Já para o Flamengo, o êxito ocorreu nos anos de 1996, 2000, 2011 e 2019. Destaque para a de 2011, cuja final também foi o jogo que rendeu o título carioca. Um jogo decisivo em 1996 teve o mesmo feito para os flamenguistas. Em 1992, o Vasco também já havia sido campeão da Guanabara (sobre o próprio Flamengo, em jogo decisivo) e também foi declarado campeão direto, mas na ocasião ambos turnos eram em pontos corridos e não houve jogo decisivo no segundo turno. 2011 e 2019 tiveram finais "genuínas" (vencidas pelo Flamengo), já jogos decisivos equivalentes foram em 1986 (pós-penúltima rodada: Flamengo, Fluminense e Vasco faziam o G3 com 15, 14 e 13 pontos, respectivamente), 1996 e 1999, com sucesso flamenguista nas duas primeiras. Lembrar-se-á porém da final do 2° Turno de 1977 vencida pelo Vasco (jogo desempate, uma vez que os dois empataram no número de pontos) e ao jogo decisivo de 1978, vencido pelo Flamengo, antes da denominação Taça Rio, com ambas ocasiões findando em título direto ao seu respectivo vencedor, já que também venceram o primeiro turno.

Em 1975, os times fizeram uma final "genuína" do terceiro turno, com vitória vascaína por 1x0. Em 1988, os times disputaram um jogo decisivo que rendeu o título de um terceiro turno, com vitória vascaína por 3x1.

O Clássico dos Milhões foi o que mais decidiu Campeonatos Cariocas e turnos do mesmo, além de serem os maiores campeões invictos, sendo 6 vezes cada um.

Na copa estadual, a Copa Rio, os times se enfrentaram na final da edição de 1993, com sucesso para a equipe vascaína: 3 x 0 no agregado. Foi a primeira e ao momento única final que o Vasco venceu o Flamengo após a final do Campeonato Carioca de 1988, não considerando jogos decisivos de turnos.[11] Na final do Campeonato da Capital daquele ano, fase anterior ao mata-mata quadrangular da Copa Rio, o Flamengo venceu o Vasco. No Campeonato da Capital da Copa Rio de 1991, o Flamengo venceu o Vasco em jogo decisivo, ficando com o título. No Grupo da Capital de 1992, o último jogo do Vasco foi uma vitória sobre o Flamengo, que garantiu o primeiro lugar vascaíno e acabou com as chances de liderança do Mengo, apesar dos dois jogos que este ainda possuía, tendo o mesmo no fim ficado atrás do Fluminense na classificação.

No Torneio Municipal de Futebol do Rio de Janeiro, 1947, o Vasco levou o título, enquanto Flamengo dividiu o vice com o Botafogo. No Torneio Relâmpago, 1943, o Fla teve mais êxito, com os cruzmaltinos dividindo o vice com Fluminense e América. No Torneio Início do Campeonato Carioca, este com finais, teve Fla campeão e Vasco vice em 1952, já o inverso aconteceu em 1926 e 1944.

No Torneio Rio-São Paulo de 1958, os cruz-maltinos empataram na penúltima rodada por 1 a 1 contra os rubro-negros, e no último jogo, no dia seguinte a uma derrota do Fla perante o Corinthians, para o Vasco bastava um empate, que acabou ganhando por 5 x 1 da Portuguesa e sendo campeão, com o rival carioca tendo ficado em segundo.

Na Copa do Brasil de 2006, os clubes se enfrentaram pela primeira vez em uma final nacional. O Flamengo venceu as duas partidas, a primeira por 2 a 0 e a segunda por 1 a 0, e com o placar de 3 a 0 no agregado, se sagrou bicampeão da Copa do Brasil em cima de seu rival.

Estatísticas de decisões de títulos (finais e jogos decisivos)[editar | editar código-fonte]

Obs: não são consideradas finais de taças ou campeonatos de cunho amistoso.

  • Competições:
Competição Edições Títulos do Flamengo Títulos do Vasco da Gama
Campeonato Carioca 14 10 4
Copa do Brasil 1 1 0
Copa Rio 1 0 1
Torneio Início do Campeonato Carioca 3 1 2
Total 19 12 7
  • Turnos:
Turno Edições Títulos do Flamengo Títulos do Vasco da Gama
1º turno do Carioca 9 4 5
2º turno do Carioca 7 5 2
3º turno do Carioca 2 0 2
Grupo/Campeonato da Capital (Copa Rio) 3 2 1
Total 21 11 10
  • Soma ambas tabelas:
    • Flamengo: 23
    • Vasco: 17

Estádios[editar | editar código-fonte]

De acordo com o jornal O Globo, até 24 de outubro de 2010, o clássico já havia sido disputado em 26 estádios diferentes.[12]

O Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã, é um dos estádios que mais marcou a disputa entre rubro-negros e cruzmaltinos, tendo recebido mais de 250 jogos do clássico carioca.[13] A primeira partida do clássico no estádio apelidado de "templo do futebol" foi realizada em setembro de 1950, com vitória vascaína por 2 a 1.[14][15] Contudo, foi apenas a partir da década de 1970 que o estádio começou a ganhar mais visibilidade no duelo entre ambos.[14] Em 1974, ano em que o Vasco se tornou o primeiro clube do Rio de Janeiro a vencer o Campeonato Brasileiro, o Flamengo arruinou a chance de um ano perfeito para os rivais ao empatar por 0 a 0 diante de mais de 165 mil pessoas no triangular final que decidiu o título carioca daquele ano, a partida no Maracanã também seria o primeiro de muitos duelos entre Zico e Roberto Dinamite, que se sagrariam ao longo da década como os maiores ídolos de cada clube.[14] O estádio foi palco de outros momentos histórias no clássico; entre eles, a vitória flamenguista por 3 a 1 no Campeonato Carioca de 1976, partida que teve o maior público da história do confronto e um dos maiores públicos da história do estádio, com quase 175 mil presentes, e o hat-trick de Edmundo na vitória por 4 a 1 do Vasco na fase semifinal do Campeonato Brasileiro de 1997, em que ele se tornou o maior artilheiro em uma só edição do campeonato e foi determinante para a ida dos cruzmaltinos a final, que resultaria no tricampeonato, a derrota foi uma marca da hegemonia vascaína perante os rival estadual na década de 1990.[16][17]

O Estádio Vasco da Gama, mais conhecido como São Januário, também marcou duelos importantes no clássico dos milhões. A maior goleada da história do confronto ocorreu no estádio, os vascaínos venceram os flamenguistas por 7 a 0 em partida válida pelo Campeonato Carioca de 1931, o jogo contou com uma grande atuação de Russinho, que marcou um poker-trick, e ficou marcado como uma das grandes atuações de um dos melhores elencos da história do clube.[14][18] Os vascaínos ainda teriam a felicidade de vencer os rivais dentro de casa em 21 de agosto de 1949, dia em que o clube completava 51 anos desde a criação, o primeiro tempo havia terminado em 2 a 0 para os rubro-negros, os cruzmaltinos revidaram e a partida terminou em 5 a 2 para os donos da casa, a derrota causou uma grande crise na equipe da Gávea, o Flamengo vivia um jejum de mais de quatro anos sem derrotar o Vasco, jejum esse que seria prolongado até 1951.[14][19] Apesar de diversas vitórias, uma grande derrota do clube com origens portuguesas ocorreu em São Januário no ano de 1939, o Flamengo venceu o Vasco por 6 a 4 no clássico dos milhões com o maior número de gols da história, a derrota representou o fim do jejum de quatorze anos sem títulos estaduais para os flamenguistas e o retorno da hegemonia rubro-negra no estado durante o início da década de 1940.[14]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Números totais[editar | editar código-fonte]

Último jogo considerado: Flamengo 2–1 Vasco, 6 de março de 2022, Campeonato Carioca.

Estatísticas[20][21]
Número de jogos 415
Vitórias do Flamengo 159
Vitórias do Vasco 138
Empates 118
Número de gols 1066
Gols marcados pelo Flamengo 545
Gols marcados pelo Vasco 521
Artilheiro do Flamengo Zico (19 gols)
Artilheiro do Vasco Roberto Dinamite (27 gols)

Títulos[editar | editar código-fonte]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Primeiro confronto[editar | editar código-fonte]

26 de março de 1922 Flamengo 1 – 0 Vasco da Gama Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro
Torneio Início do Rio de Janeiro
Segreto Gol marcado

Maior goleada[editar | editar código-fonte]

26 de abril de 1931 Vasco da Gama 7 – 0 Flamengo Estádio São Januário, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Russinho Gol marcado aos 5 minutos de jogo 5', Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30', Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59', Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60'
Mário Mattos Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27', Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Sant'Anna Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49'
Fonte

Últimos confrontos[editar | editar código-fonte]

21 de abril de 2019 Flamengo 2 – 0 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Willian Arão Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15'
Vitinho Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82'
Fonte Público: 52 398
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rodrigo Carvalhaes

17 de agosto de 2019 Vasco da Gama 1 – 4 Flamengo Estádio Mané Garrincha, Brasília
Campeonato Brasileiro
Leandro Castán Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58' Fonte Bruno Henrique Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Gabriel Gol marcado aos 51 minutos de jogo 51', Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Arrascaeta Gol marcado aos 83 minutos de jogo 83' (pen)
Público: 65 418
Árbitro: Rio Grande do SulRS Leandro Pedro Vuaden

13 de novembro de 2019 Flamengo 4 – 4 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Brasileiro
Éverton Ribeiro Gol marcado aos 1 minutos de jogo 1'
Danilo Barcelos Gol contra marcado aos 45+4 minutos de jogo 45+4' (g.c.)
Bruno Henrique Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65', Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Fonte Marrony Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33'
Yago Pikachu Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37' (pen)
Marcos Júnior Gol marcado aos 51 minutos de jogo 51'
Ribamar Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Público: 47 838
Árbitro: GoiásGO Wilton Pereira Sampaio

22 de janeiro de 2020 Vasco da Gama 0 – 1 Flamengo Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Fonte Lucas Silva Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27' Público: 25 738
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Grazianni Maciel Rocha

10 de outubro de 2020 Vasco da Gama 1 – 2 Flamengo Estádio de São Januário, Rio de Janeiro
Campeonato Brasileiro
Talles Magno Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' Fonte Léo Pereira Gol marcado aos 47 minutos de jogo 47'
Bruno Henrique Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69'
Público: 0 (PF)
Árbitro: São PauloSP Flávio Rodrigues de Souza

4 de fevereiro de 2021 Flamengo 2 – 0 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Brasileiro
Gabriel Gol marcado aos 45+2 minutos de jogo 45+2' (pen)
Bruno Henrique Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Fonte Público: 0 (PF)
Árbitro: São PauloSP Raphael Claus

15 de abril de 2021 Flamengo 1 – 3 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Vitinho Gol marcado aos 90+6 minutos de jogo 90+6' Fonte Léo Matos Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Cano Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31'
Morato Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Público: 0 (PF)
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Bruno Arleu de Araújo

6 de março de 2022 Flamengo 2 – 1 Vasco da Gama Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Filipe Luís Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10'
Arrascaeta Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Fonte Gabriel Pec Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50' Público: 20 186
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rafael Martins de Sá

16 de março de 2022 Vasco da Gama 0 – 1 Flamengo Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Fonte Gabriel Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41' (pen) Árbitro: Rio de JaneiroRJ Felipe Gonçalves Paludo

20 de março de 2022 Flamengo 1 – 0 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Campeonato Carioca
Willian Arão Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53' Fonte Público: 58 478
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rodrigo Nunes de Sá

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

  • Públicos presentes conhecidos.
  1. Flamengo 3 a 1 Vasco, 174.770, 4 de abril de 1976, Campeonato Carioca
  2. Flamengo 0 a 0 Vasco, 165.358, 22 de dezembro de 1974, Campeonato Carioca
  3. Flamengo 2 a 1 Vasco, 161.989, 6 de dezembro de 1981, Campeonato Carioca
  4. Flamengo 0 a 0 Vasco, 160.342, 19 de agosto de 1973 (*), Campeonato Carioca
  5. Flamengo 2 a 1 Vasco, 155.098, 1 de maio de 1968 (*), Campeonato Carioca
  6. Flamengo 0 a 0 Vasco, 152.059, 28 de setembro de 1977, Campeonato Carioca
  7. Flamengo 0 a 3 Vasco, 134.787, 24 de abril de 1977, Campeonato Carioca
  8. Flamengo 1 a 1 Vasco, 133.444, 13 de junho de 1976 (*), Campeonato Carioca
  9. Flamengo 1 a 1 Vasco, 131.256, 8 de junho de 1969 (*), Campeonato Carioca
  10. Flamengo 1 a 1 Vasco, 130.901, 17 de janeiro de 1959, Campeonato Carioca
  11. Flamengo 0 a 1 Vasco, 125.988, 7 de agosto de 1975, Campeonato Carioca
  12. Flamengo 1 a 1 Vasco, 123.063, 7 de outubro de 1956, Campeonato Carioca
  13. Flamengo 2 a 1 Vasco, 122.596, 15 de abril de 1979, Campeonato Carioca
  14. Flamengo 0 a 0 Vasco, 122.481, 19 de setembro de 1982, Campeonato Carioca
  15. Flamengo 1 a 1 Vasco, 121.353, 8 de maio de 1983, Campeonato Brasileiro
  16. Flamengo 0 a 2 Vasco, 121.093, 20 de abril de 1986, Campeonato Carioca
  17. Flamengo 4 a 1 Vasco, 121.007, 10 de janeiro de 1954, Campeonato Carioca
  18. Flamengo 0 a 0 Vasco, 120.655, 17 de setembro de 1978 (*), Campeonato Carioca
  19. Flamengo 1 a 0 Vasco, 120.433, 3 de dezembro de 1978, Campeonato Carioca
  20. Flamengo 3 a 2 Vasco, 115.943, 28 de outubro de 1979, Campeonato Carioca

(*) Rodada dupla.

Títulos no futebol masculino adulto[editar | editar código-fonte]

Sobre os títulos dos quatro grandes clubes cariocas, ver Os quatro grandes do Rio de Janeiro.

Confrontos em torneios amistosos[editar | editar código-fonte]

Títulos em competições amistosas com a participação de ambos os clubes.

Títulos amistosos Flamengo Vasco da Gama
Torneio Luiz Aranha (1940) 0 1
Quadrangular Internacional do Rio de Janeiro (1953) 0 1
Torneio Quarto Centenário do Rio de Janeiro (1965) 0 1
Torneio José Fernandes (1980) 0 1
Torneio João Havelange (1981)[22][23] 0 1
Torneio Heleno Nunes (1976) 0 1
Torneio Internacional de Verão Sul-Americano (1961) 1 0
Torneio Internacional de Verão do Rio de Janeiro (1970 e 1972) 2 0
Torneio Gilberto Alves (1965) 1 0
Torneio Super Series[24] 1 0
Torneio Gilberto Cardoso (1955)[25] 1 0
Títulos amistosos apenas com os dois clubes como participantes (jan/1967, jan/1973, jun/1973 e fev/1975). 2 2
Total 8 8

Ver também[editar | editar código-fonte]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • ASSAF, Roberto e MARTINS, Clóvis. Flamengo x Vasco - O Clássico de Milhões. Relume Dumará;1999.

Referências

  1. «Qual é o maior clássico do mundo? E o maior brasileiro? | Blogs» 
  2. «Ranking - Os 10 maiores clássicos do futebol brasileiro». 19 de outubro de 2016 
  3. «OS CLÁSSICOS MAIS ANTIGOS DO BRASIL». 26 de março de 2012 
  4. DECKER, Augusto (12 de fevereiro de 2016). «Os apelidos dos clássicos, dos 'milhões' de Vasco e Flamengo ao eterno Fla-Flu.». Jornal O Globo. Consultado em 9 de abril de 2020 
  5. «Flamengo x Vasco - Clássico dos Milhões». 18 de novembro de 2019 
  6. «Nos 15 anos do título brasileiro de 2000, ex-VP de basquete do Vasco relembra conquista e explica montagem da equipe». esporteinterativo.com.br. 30 de junho de 2015. Consultado em 15 de outubro de 2016 
  7. «Fla vai homenagear jogadoras de vôlei». lance.com.br. 2 de março de 2011. Consultado em 19 de outubro de 2016. Arquivado do original em 4 de abril de 2016 
  8. «Goleiro brilha nos pênaltis, Vasco vence o Flamengo e é campeão do Brasileiro de futebol de areia». globoesporte.com. 3 de fevereiro de 2019. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  9. «O Estado de S. Paulo - Acervo Estadão». estadao.com.br 
  10. «Há quanto tempo o Vasco não vence o Flamengo em finais de turno? Entenda a polêmica». GloboEsporte.com. 1 de abril de 2019. Consultado em 22 de abril de 2019 
  11. Casado, André (5 de abril de 2014). «Título pós-Cocada: a história apagada da Copa Rio 1993, vencida pelo Vasco». globoesporte.com. Consultado em 18 de janeiro de 2021. Trata-se da Copa Rio, torneio criado pelo ex-presidente da Federação do Rio, Eduardo Viana, e que não foi aprovado pelos clubes grandes. 
  12. «Engenhão será o 26º estádio que receberá o clássico Vasco x Flamengo». Universo Online. 19 de outubro de 2010. Consultado em 13 de março de 2011 
  13. «BuzzFla: Lembranças do Clássico dos Milhões - Flamengo» 
  14. a b c d e f «Flamengo x Vasco - Clássico dos Milhões». 18 de novembro de 2019 
  15. «Maracanã - Templo do Futebol». 29 de janeiro de 2018 
  16. imortaisdofutebol (2 de maio de 2012). «Esquadrão Imortal – Vasco 1997-1998» 
  17. Stein, Leandro. «A história do Clássico dos Milhões de maior público: 175 mil no Fla x Vasco de 1976» 
  18. Henriques, Jorge (17 de março de 2009). «SÚMULAS CARIOCAS: Vasco da Gama 7 x 0 Flamengo» 
  19. Filho, Pc (21 de agosto de 2009). «Jornalheiros: Recordar é viver - Vasco 5, Flamengo 2» 
  20. Futpédia. «Vasco x Flamengo» 
  21. «Vasco é o campeão dos clássicos no Rio». Consultado em 27 de agosto de 2015 
  22. «Jornal do Brasil - Google News Archive Search». news.google.com 
  23. Não confundir com Copa João Havelange de 2000, o Campeonato Brasileiro realizado no ano 2000, nem com o Torneio João Havelange de 1993, oficial pela CBF.
  24. «Ao vivo: São Paulo x Flamengo - Torneio de Manaus - globoesporte.com - tempo real». globoesporte.com 
  25. «Jornal do Brasil - Google News Archive Search». news.google.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]