Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evento desportivo atual
Este artigo ou seção é sobre um evento desportivo atual.
A informação apresentada poderá mudar rapidamente. Editado pela última vez em 24 de setembro de 2017.
LXI Campeonato Brasileiro de Futebol
Brasileirão 2017
Brasil
Dados
Participantes 128
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 13 de maio – 3 de dezembro
Gol(o)s Não disponível
Outras divisões
◄◄ Brasil 2016 Soccerball.svg 2018 Brasil ►►

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 é uma competição com organização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no que concerne as quatro divisões nacionais. Iniciará em maio (Série A, B e C) e junho (Série D), e terminará na metade de setembro (Série D), na metade de outubro (Série C), final de novembro (Série B) e início de dezembro (Série A).[1]

Série A[editar | editar código-fonte]

Disputada em sistema de pontos corridos onde todas as equipes se enfrentam em jogos de ida e volta. Também classifica para a Copa Libertadores da América de 2018 e para a Copa Sul-Americana de 2018. As quatro últimas equipes serão rebaixadas para a Série B de 2018.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Estado Cidade Fornecedor Temporada 2016 Part. A Melhor resultado anterior

no Campeonato Brasileiro

T S
Atlético Goianiense  Goiás Goiânia Brasil Numer Campeão da Série B 10 1 6º colocado 1 (1968)
Atlético Mineiro  Minas Gerais Belo Horizonte Brasil Topper 4º colocado da Série A 54 11 Campeão 1 (1971)
Atlético Paranaense  Paraná Curitiba Inglaterra Umbro 6º colocado da Série A 41 5 Campeão 1 (2001)
Avaí  Santa Catarina Florianópolis Inglaterra Umbro Vice-campeão da Série B 9 1 6º colocado 1 (2009)
Bahia Bahia Bahia  Salvador Inglaterra Umbro 4º colocado da Série B 45 1 Campeão 2 (1959 e 1988)
Botafogo  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Brasil Topper 5º colocado da Série A 53 2 Campeão 2 (1968 e 1995)
Chapecoense  Santa Catarina Chapecó Chapecó Inglaterra Umbro 11º colocado da Série A 6 4 11º colocado 1 (2016)
Corinthians  São Paulo São Paulo Estados Unidos Nike 7º colocado da Série A 50 9 Campeão 6 (19901998199920052011 e 2015)
Coritiba  Paraná Curitiba Alemanha Adidas 15º colocado da Série A 39 7 Campeão 1 (1985)
Cruzeiro  Minas Gerais Belo Horizonte Inglaterra Umbro 12º colocado da Série A 57 52 Campeão 4 (196620032013 e 2014)
Flamengo  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Alemanha Adidas 3º colocado da Série A 52 51 Campeão 5 (1980, 1982, 1983, 1992 e 2009)
Fluminense  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Estados Unidos Under Armour 13º colocado da Série A 51 18 Campeão 4 (1970, 1984, 2010 e 2012)
Grêmio  Rio Grande do Sul Porto Alegre Inglaterra Umbro 9º colocado da Série A 58 12 Campeão 2 (1981 e 1996)
Palmeiras  São Paulo São Paulo Alemanha Adidas Campeão da Série A 54 4 Campeão 9 (19601967196719691972, 1973
19931994 e 2016)
Ponte Preta  São Paulo Campinas Alemanha Adidas 8º colocado da Série A 24 3 3º colocado 1 (1981)
Santos  São Paulo Santos Itália Kappa Vice-campeão da Série A 57 38 Campeão 8 (19611962196319641965, 19682002 e 2004)
São Paulo  São Paulo São Paulo Estados Unidos Under Armour 10º colocado da Série A 50 38 Campeão 6 (19771986199120062007 e 2008)
Sport  Pernambuco Recife Alemanha Adidas 14º colocado da Série A 39 4 Campeão 1 (1987)
Vasco da Gama  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Inglaterra Umbro 3º colocado da Série B 50 1 Campeão 4 (1974198919972000)
Vitória Bahia Bahia  Salvador Brasil Topper 16º colocado da Série A 38 2 Vice-campeão 1 (1993)

Classificação[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 23 de setembro.
Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Corinthians 53 24 16 5 3 34 13 +21 74 Estável Fase de grupos da Copa Libertadores de 2018
2 São Paulo Santos 44 25 12 8 5 26 16 +10 59 Aumento1
3 Rio Grande do Sul Grêmio 43 24 13 4 7 40 21 +19 60 Baixa1
4 São Paulo Palmeiras 40 24 12 4 8 35 26 +9 56 Estável
5 Rio de Janeiro Flamengo 39 25 10 9 6 34 24 +10 52 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 2018
6 Minas Gerais Cruzeiro 37 24 10 7 7 29 21 +8 51 Estável
7 Rio de Janeiro Botafogo 37 24 10 7 7 29 23 +6 51 Estável Copa Sul-Americana de 2018
8 Paraná Atlético Paranaense 34 25 9 7 9 29 28 +1 45 Estável
9 Rio de Janeiro Vasco da Gama 31 24 9 4 11 24 35 –11 43 Estável
10 Minas Gerais Atlético Mineiro 31 24 8 7 9 26 28 –2 43 Estável
11 Rio de Janeiro Fluminense 31 24 7 10 7 34 34 0 43 Estável
12 Santa Catarina Avaí 30 25 7 9 9 16 28 –12 40 Aumento1
13 Pernambuco Sport 29 24 8 5 11 30 36 –6 40 Baixa1
14 Santa Catarina Chapecoense 28 24 8 4 12 28 37 –9 39 Estável
15 São Paulo Ponte Preta 28 24 7 7 10 26 32 –6 39 Estável
16 Bahia Bahia 27 24 7 6 11 30 32 –2 37 Estável
17 São Paulo São Paulo 27 24 7 6 11 32 36 –4 37 Estável Zona de rebaixamento à Série B de 2018
18 Paraná Coritiba 27 24 7 6 11 22 29 –7 37 Estável
19 Bahia Vitória 26 24 7 5 12 26 35 –9 36 Estável
20 Goiás Atlético Goianiense 22 24 6 4 14 22 38 –16 31 Estável

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série A
Brasil
A definir
Campeão

Série B[editar | editar código-fonte]

Disputada nos mesmos moldes da Série A, com vinte clubes jogando entre si em turno e returno. Os quatro primeiros colocados garantem acesso à Série A de 2018 e os quatro últimos caem para a Série C do ano seguinte.[2]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Estado Cidade Fornecedor Temporada 2016 Part. B Melhor resultado anterior no Campeonato Brasileiro
T S
ABC  Rio Grande do Norte  Natal México Rinat 3º colocado da Série C 21 1 11º colocado (A) 1 (1960)
América Mineiro Minas Gerais Minas Gerais Belo Horizonte Brasil Lupo 20º colocado da Série A 24 1 7º colocado (A) 1 (1973)
Boa Esporte  Minas Gerais Varginha Brasil Embratex Campeão da Série C 6 1 6º colocado (B) 1 (2014)
Brasil de Pelotas  Rio Grande do Sul Pelotas Brasil Topper 11º colocado da Série B 5 2 3º colocado (A) 1 (1985)
Ceará  Ceará Fortaleza Brasil Topper 10º colocado da Série B 30 6 3º colocado (A) 1 (1964)
CRB  Alagoas Maceió México Rinat 7º colocado da Série B 27 3 12º colocado (A) 1 (1962)
Criciúma  Santa Catarina Criciúma Brasil Embratex 8º colocado da Série B 22 3 12º colocado (A) 1 (1987)
Figueirense  Santa Catarina Florianópolis Alemanha Adidas 18º colocado da Série A 10 1 7º colocado (A) 2 (2006 e 2011)
Goiás  Goiás Goiânia Brasil Topper 13º colocado da Série B 8 2 3º colocado (A) 1 (2005)
Guarani  São Paulo Campinas Brasil Topper Vicecampeão da Série C 11 1 Campeão (A) 1 (1978)
Internacional  Rio Grande do Sul Porto Alegre Estados Unidos Nike 17º colocado da Série A 1 1 Campeão (A) 3 (1975, 1976 e 1979)
Juventude  Rio Grande do Sul Caxias do Sul Brasil 19Treze (marca própria) 4º colocado da Série C 11 1 7º colocado (A) 2 (2002 e 2004)
Londrina  Paraná Londrina Brasil Karilu 6º colocado da Série B 22 2 4º colocado (A) 1 (1977)
Luverdense  Mato Grosso Lucas do Rio Verde Brasil Kanxa 9º colocado da Série B 4 4 9º colocado (B) 1 (2016)
Náutico  Pernambuco Recife Brasil Topper 5º colocado da Série B 20 4 Vice-campeão (A) 1 (1967)
Oeste  São Paulo Itápolis Brasil Deka 16º colocado da Série B 5 5 15º colocado (B) 2 (2013 e 2014)
Paraná  Paraná Curitiba Brasil Topper 15º colocado da Série B 13 10 5º colocado (A) 1 (2006)
Paysandu Pará Pará Belém Brasil Lobo (marca própria) 14º colocado da Série B 17 3 10º colocado (A) 2 (1963 e 1967)
Santa Cruz  Pernambuco Recife Brasil Cobra Coral (marca própria) 19º colocado da Série A 20 1 4º colocado (A) 2 (1960 e 1975)
Vila Nova  Goiás Goiânia México Rinat 12º colocado da Série B 20 2 12º colocado (A) 1 (1963)

Classificação[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 23 de setembro.
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Rio Grande do Sul Internacional 48 25 14 6 5 39 18 +21 64 Estável Zona de promoção à Série A de 2018
2 Minas Gerais América Mineiro 48 25 13 9 3 31 16 +15 64 Estável
3 Paraná Paraná 43 25 12 7 6 36 19 +17 57 Aumento1
4 Goiás Vila Nova 42 25 12 6 7 27 20 +7 56 Baixa1
5 Ceará Ceará 41 25 12 5 8 32 26 +6 55 Aumento1
6 Rio Grande do Sul Juventude 41 25 11 8 6 30 23 +7 55 Baixa1
7 São Paulo Oeste 38 25 9 11 5 27 21 +6 51 Estável
8 Santa Catarina Criciúma 37 25 10 7 8 28 29 –1 49 Estável
9 Paraná Londrina 34 25 9 7 9 38 35 +3 45 Aumento1
10 Minas Gerais Boa Esporte 34 25 8 10 7 26 27 –1 45 Aumento2
11 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 33 25 10 3 12 28 37 –9 44 Baixa2
12 São Paulo Guarani 33 25 9 6 10 27 30 –3 44 Baixa1
13 Alagoas CRB 32 25 9 5 11 24 32 –8 43 Estável
14 Pará Paysandu 30 25 8 6 11 25 25 0 40 Estável
15 Goiás Goiás 28 25 8 4 13 25 34 –9 37 Aumento2
16 Pernambuco Santa Cruz 28 25 7 7 11 27 32 –5 37 Baixa1
17 Santa Catarina Figueirense 28 25 7 7 11 29 36 –7 37 Aumento1 Zona de rebaixamento à Série C de 2018
18 Mato Grosso Luverdense 28 25 6 10 9 25 29 –4 37 Baixa2
19 Pernambuco Náutico 20 25 5 5 15 16 30 –14 27 Estável
20 Rio Grande do Norte ABC 17 25 4 5 16 15 36 –21 23 Estável

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série B
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Série C[editar | editar código-fonte]

Os vinte clubes são divididos geograficamente em dois grupos com dez equipes cada. Os quatro melhores de cada grupo avançam para a fase de mata-mata. Os semifinalistas conquistam o acesso para disputar a Série B de 2018 e os dois últimos colocados de cada grupo da primeira fase caem à Série D do ano seguinte.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Estado Cidade Fornecedor Temporada 2016 Part. C Melhor resultado anterior no Campeonato Brasileiro
T S
ASA  Alagoas Arapiraca Brasil Numer 8º colocado da Série C 13 4 40º colocado (A) 1 (1979)
Bragantino  São Paulo Bragança Paulista Brasil Super Bolla 19º colocado da Série B 3 1 Vice-campeão (A) 1 (1991)
Botafogo-PB  Paraíba João Pessoa Brasil Numer 7º colocado da Série C 14 4 20º colocado (A) 1 (1980)
Botafogo-SP  São Paulo Ribeirão Preto Brasil Numer 5º colocado da Série C 5 2 13º colocado (A) 2 (1976 e 1978)
Confiança  Sergipe Aracaju Brasil Numer 13º colocado da Série C 18 3 9º colocado (A) 1 (1964)
CSA  Alagoas Maceió Brasil Numer Vice-campeão da Série D 13 1 13º colocado (A) 4 (1966, 1967, 1981 e 1985)
Cuiabá  Mato Grosso Cuiabá Inglaterra Umbro 12º colocado da Série C 8 6 12º colocado (C) 2 (2013 e 2016)
Fortaleza  Ceará Fortaleza Brasil Leão1918 (marca própria) 6º colocado da Série C 14 8 Vice-campeão (A) 2 (1960 e 1968)
Joinville  Santa Catarina Joinville Brasil OCTO (marca própria) 17º colocado da Série B 7 1 8º colocado (A) 1 (1985)
Macaé  Rio de Janeiro Macaé Brasil Icone Sports 16º colocado da Série C 9 2 17º colocado (B) 1 (2015)
Mogi Mirim  São Paulo Mogi Mirim Brasil Kickball 15º colocado da Série C 10 2 3º colocado (B) 1 (1995)
Moto Club  Maranhão São Luís Brasil Super Bolla 4º colocado da Série D 9 1 8º colocado (A) 1 (1968)
Remo Pará Pará Belém Brasil Topper 11º colocado da Série C 4 2 7º colocado (A) 1 (1993)
Salgueiro  Pernambuco Salgueiro Brasil Rota do Mar 14º colocado da Série C 8 4 19º colocado (B) 1 (2011)
Sampaio Corrêa  Maranhão São Luís Brasil Numer 20º colocado da Série B 11 1 13º colocado (A) 1 (1965)
São Bento  São Paulo Sorocaba Brasil Sports Visual 3º colocado da Série D 2 1 15º colocado (A) 1 (1979)
Tombense  Minas Gerais Tombos Brasil Vettor 9º colocado da Série C 3 3 9º colocado (C) 1 (2016)
Tupi  Minas Gerais Juiz de Fora Brasil GSport 18º colocado da Série B 15 1 18º colocado (B) 1 (2016)
Volta Redonda  Rio de Janeiro Volta Redonda Brasil Icone Sports Campeão da Série D 10 1 32º colocado (A) 1 (1978)
Ypiranga  Rio Grande do Sul Erechim Brasil Clanel 10º colocado da Série C 3 2 10º colocado (C) 1 (2016)

Classificação[editar | editar código-fonte]

Essa classificação será atualizada até a segunda fase, e está unindo os dois grupos pelo critério padrão das ligas acima, até a primeira fase terminar, então oito clubes avançarão para a segunda fase, pelos seus resultados dentro do grupo, e haverá um critério maior, o desempenho no mata-mata.

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Maranhão Sampaio Corrêa 32 18 9 5 4 24 20 +4 Zona de classificação à próxima fase
2 Alagoas CSA 32 18 8 8 2 21 12 +9
3 São Paulo São Bento 31 18 8 7 3 20 10 +10
4 Minas Gerais Tupi 28 18 7 7 4 21 18 +3
5 Ceará Fortaleza 27 18 7 6 5 20 15 +5
6 Minas Gerais Tombense 26 18 6 8 4 19 17 +2
7 Rio de Janeiro Volta Redonda 25 18 6 7 5 24 17 +7
8 Sergipe Confiança 25 18 6 7 5 23 25 –2
9 Santa Catarina Joinville 25 18 6 7 5 28 23 +5
10 São Paulo Botafogo-SP 25 18 6 7 5 25 20 +5
11 Pernambuco Salgueiro 24 18 7 3 8 19 16 +3
12 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 23 18 5 8 5 23 21 +2
13 Mato Grosso Cuiabá 23 18 4 11 3 17 17 0
14 Pará Remo 22 18 5 7 6 19 21 –2
15 Paraíba Botafogo-PB 21 18 6 3 9 18 21 –3
16 São Paulo Bragantino 21 18 4 9 5 16 19 –3
17 Maranhão Moto Club 20 18 5 5 8 18 20 –2 Zona de rebaixamento à Série D de 2018
18 Rio de Janeiro Macaé 19 18 5 4 9 16 28 –12
19 São Paulo Mogi Mirim 13 18 3 4 11 15 34 –19
20 Alagoas ASA 13 18 2 7 9 11 23 –12

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série C
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Série D[editar | editar código-fonte]

Os clubes participantes se classificam através dos campeonatos e seletivas estaduais. A melhor federação do ranking nacional de federações terá quatro representantes, enquanto as federações posicionadas entre o segundo e o nono lugar terão três representantes. As outras dezoito federações terão dois representantes (segundo o Ranking da CBF), além dos quatro rebaixados da Série C de 2016, totalizando sessenta e oito equipes participantes.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Estado Cidade Fornecedor Temporada 2016 Como se classificou Melhor resultado anterior no

Campeonato Brasileiro

Altos  Piauí Altos Brasil Kanxa 9º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 9º colocado (D) 1 (2016)
América de Natal  Rio Grande do Norte  Natal Brasil Kanxa 17º colocado da Série C de 2016 Rebaixado da Série C de 2016 15º colocado (A) 1 (1968)
América-PE  Pernambuco Recife Brasil Tolledo Sports 26º colocado da Série D de 2016 1º colocado do Grupo B do Estadual 2016 8º colocado (B) 1 (1972)
Anápolis  Goiás Anápolis Brasil Super Bolla 16º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016[4] 10º colocado (A) 1 (1966)
Aparecidense  Goiás Aparecida de Goiânia Brasil Tolledo Sports 19º colocado da Série D de 2016 3º melhor colocado do Estadual 2016[5] 13º colocado (D) 1 (2013)
Atlético Acreano  Acre Rio Branco Não possui 5º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 20º colocado (C) 1 (1992)
Atlético Pernambucano  Pernambuco Carpina Brasil Liswear Sports Não participou 4º melhor colocado do Estadual 2016[nota 1] 1ª participação 1 (2017)
Audax  São Paulo Osasco Brasil Uniex 59º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 59º colocado (D) 1 (2016)
Bangu  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Brasil W.A Sport Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[7] Vice-campeão (A) 1 (1985)
Baré  Roraima Boa Vista Brasil Super Bolla 66º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 26º colocado (C) 1 (2000)
Boavista  Rio de Janeiro Saquarema Inglaterra Umbro 43º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 30º colocado (C) 1 (2008)
Brusque  Santa Catarina Brusque Brasil Fanatic 29º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 33º colocado (B) 1 (1989)
Caldense  Minas Gerais Poços de Caldas Brasil Duson 17º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 30º colocado (A) 1 (1979)
Campinense  Paraíba Campina Grande Brasil Kanxa 15º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 5º colocado (A) 1 (1962)
Ceilândia  Distrito Federal Ceilândia Brasil Tolledo Sports 10º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Metropolitano 2016 31º colocado (B) 1 (1989)
Central  Pernambuco Bandeira caruaru.jpg Caruaru Brasil Kanxa 36º colocado da Série D de 2016 1º colocado do Grupo A do Estadual 2016 36º colocado (A) 1 (1986)
Comercial-MS  Mato Grosso do Sul  Campo Grande Brasil RM Camisetas 57º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 23º colocado (A) 1 (1983)
Cordino  Maranhão Barra do Corda Não possui Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[8] 1ª participação 1 (2017)
Coruripe  Alagoas Coruripe Brasil Onza Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[9] 9º colocado (C) 2 (2005 e 2007)
Desportiva Ferroviária  Espírito Santo Cariacica Brasil Icone Sports 42º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 14º colocado (A) 1 (1965)
Espírito Santo  Espírito Santo Vitória Brasil Icone Sports 32º colocado da Série D de 2016 Campeão da Seletiva para a Série D 2017[10][11] 32º colocado (D) 1 (2016)
Fast Clube  Amazonas Manaus Não possui Não participou Campeão do Estadual 2016 24º colocado (A) 1 (1977)
Fluminense de Feira Bahia Bahia Feira de Santana Brasil Bull's 7º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016[12] 6º colocado (A) 1 (1964)
Foz do Iguaçu  Paraná Foz do Iguaçu Brasil Pulse Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[nota 2] 36º colocado (D) 1 (2015)
Genus  Rondônia Porto Velho Brasil W.A. Sport 44º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 59º colocado (C) 1 (2001)
Globo  Rio Grande do Norte  Ceará-Mirim Brasil Garra 23º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 10º colocado (D) 1 (2014)
Guarani de Juazeiro  Ceará Juazeiro do Norte Brasil Kanxa 64º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 22º colocado (D) 1 (2011)
Guarany de Sobral  Ceará Sobral Brasil Ramlive Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[nota 3] 9º colocado (B) 1 (1983)
Gurupi  Tocantins Gurupi Brasil Super Bolla Não participou Campeão do Estadual 2016[16] 29º colocado (C) 1 (1996)
Inter de Lages  Santa Catarina Lages Brasil Nakal Sports 14º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 12º colocado (A) 1 (1966)
Itabaiana  Sergipe Itabaiana Brasil W.A Sport 8º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 38º colocado (A) 1 (1980)
Ituano  São Paulo Itu Alemanha Adidas 6º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado não promovido da Série D de 2016[nota 4] 6º colocado (B) 1 (2004)
Itumbiara  Goiás Flag of Itumbiara GO.png Itumbiara Brasil Super Bolla Não participou 2º melhor colocado do Estadual 2016[18] 68º colocado (A) 1 (1979)
Jacobina Bahia Bahia Jacobina Não possui Não participou Vice-campeão da Copa Governador 2016[19][20] 1ª participação 1 (2017)
Juazeirense Bahia Bahia Juazeiro Brasil Garra 12º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016[21] 12º colocado (D) 1 (2016)
Luziânia  Distrito Federal Luziânia Brasil Tolledo Sports 49º colocado da Série D de 2016 Campeão do Metropolitano 2016 57º colocado (C) 1 (2006)
Maranhão  Maranhão São Luís Brasil Icone Sports 48º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 14º colocado (A) 1 (1964)
Metropolitano  Santa Catarina Blumenau Brasil Kanxa 55º colocado da Série D de 2016 3º melhor colocado do Estadual 2016 56º colocado (C) 1 (2008)
Murici  Alagoas Murici Brasil Tallentus 39º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 39º colocado (D) 1 (2016)
Novo Hamburgo  Rio Grande do Sul Novo Hamburgo Brasil Dresch Sports 41º colocado da Série D de 2016 3º melhor colocado do Estadual 2016 74º colocado (A) 1 (1979)
Operário-PR  Paraná Ponta Grossa Brasil Karilu Não participou Campeão da Taça FPF 2016 88º colocado (A) 1 (1979)
Parnahyba  Piauí Parnaíba Brasil KSJ 30º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 27º colocado (C) 1 (2004)
Portuguesa-SP  São Paulo São Paulo Brasil Uniex 18º colocado da Série C de 2016 Rebaixado da Série C de 2016 Vice-campeão (A) 1 (1996)
Portuguesa-RJ  Rio de Janeiro Rio de Janeiro Brasil Super Bolla 45º colocado da Série D de 2016 Campeão da Copa Rio 2016[22] 43º colocado (C) 1 (2004)
Potiguar  Rio Grande do Norte  Mossoró Brasil Siker 33º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 79º colocado (A) 1 (1979)
Princesa do Solimões  Amazonas Manacapuru Brasil Super Bolla 11º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 78º colocado (B) 1 (1989)
PSTC  Paraná Bandeira CornelioProcopio Parana Brasil.svg Cornélio Procópio Inglaterra Umbro 52º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 52º colocado (D) 1 (2016)
Real Ariquemes  Rondônia Ariquemes Não possui Não participou 3º colocado do Estadual 2016[nota 5] 1ª participação 1 (2017)
Red Bull Brasil  São Paulo Campinas Estados Unidos Nike Não participou 4º melhor colocado do Estadual 2016[7] 26º colocado (D) 1 (2015)
Rio Branco-AC  Acre Rio Branco Brasil Super Bolla 56º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 16º colocado (B) 1 (1989)
River-PI  Piauí Teresina Brasil Super Bolla 19º colocado da Série C de 2016 Rebaixado da Série C de 2016 13º colocado (A) 1 (1963)
Santos-AP  Amapá Macapá Brasil Finta 63º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 65º colocado (C) 1 (1998)
São Bernardo  São Paulo São Bernardo do Campo Brasil Karilu Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[24] 1ª participação 1 (2017)
São Francisco Pará Pará Santarém Brasil Ferazul (marca própria) 51º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 19º colocado (C) 1 (1998)
São José-RS  Rio Grande do Sul Porto Alegre Brasil Mega Sports 50º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 27º colocado (C) 1 (1997)
São Paulo-RS  Rio Grande do Sul Bandeira de Rio Grande (Rio Grande do Sul) Rio Grande Brasil Weefe 35º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 31º colocado (A) 1 (1982)
São Raimundo-PA Pará Pará Santarém Brasil Golkiper 20º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 20º colocado (C) 1 (2010)
São Raimundo-RR  Roraima Boa Vista Brasil Icone Sports Não participou Campeão do Estadual 2016[16] 51º colocado (C) 1 (2006)
Sergipe  Sergipe Aracaju Brasil Kanxa 58º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 15º colocado (A) 1 (1962)
Sete de Dourados  Mato Grosso do Sul  Dourados Brasil RM Camisetas 25º colocado da Série D de 2016 Campeão do Estadual 2016 25º colocado (D) 1 (2016)
Sinop  Mato Grosso  Sinop Brasil Icone Sports 62º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 62º colocado (D) 1 (2016)
Sousa  Paraíba Bandeira Sousa.png Sousa Brasil Aktion Sports 34º colocado da Série D de 2016 2º melhor colocado do Estadual 2016 23º colocado (C) 1 (1995)
Tocantins de Miracema  Tocantins Miracema do Tocantins Brasil Super Bolla Não participou Vice-campeão do Estadual 2016[16] 1ª participação 1 (2017)
Trem  Amapá Macapá Não possui 53º colocado da Série D de 2016 Vice-campeão do Estadual 2016 31º colocado (C) 1 (2004)
União Rondonópolis  Mato Grosso Rondonópolis Brasil Tubarão Sports Não participou 3º melhor colocado do Estadual 2016[nota 6] 19º colocado (B) 2 (1981 e 1985)
URT  Minas Gerais Patos de Minas Brasil Kickball 18º colocado da Série D de 2016 Melhor colocado do Estadual 2016 69º colocado (C) 1 (1995)
Villa Nova  Minas Gerais Nova Lima Brasil Kickball 47º colocado da Série D de 2016 3º melhor colocado do Estadual 2016 33º colocado (A) 1 (1979)
XV de Piracicaba  São Paulo Piracicaba Brasil Super Bolla Não participou Campeão da Copa Paulista 2016 13º colocado (A) 1 (1979)

Classificação[editar | editar código-fonte]

Essa classificação será atualizada até a segunda fase, e está unindo os dezessete grupos pelo critério padrão das ligas acima, até a primeira fase terminar, então trinta e dois clubes avançarão para a segunda fase, pelos seus resultados dentro do grupo, e haverá um critério maior, o desempenho no mata-mata.

1O São Raimundo-PA foi punido pelo STJD com a perda de três pontos por escalação de jogador irregular.[26]
2O Itabaiana foi punido pelo STJD com a perda de três pontos por escalação de jogador irregular.[27]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série D
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Participantes por federação[editar | editar código-fonte]

As federações ganham participantes por meio de competições estaduais, classificando de 2 a 4 clubes para participar da Série D. Clubes que participaram da Série D do ano passado e não foram promovidos a Série C desse ano saíram da competição, caso não tenham se classificado pelas competições estaduais.

Federação Série A Série B Série C Série D Total
 São Paulo Corinthians
Palmeiras
Ponte Preta
Santos
São Paulo
Guarani
Oeste
Botafogo
Bragantino
Mogi Mirim
São Bento
Audax
Ituano
Portuguesa
Red Bull Brasil
São Bernardo
XV de Piracicaba
17 participantes
 Rio de Janeiro Botafogo
Flamengo
Fluminense
Vasco da Gama
Macaé
Volta Redonda
Bangu
Boavista
Portuguesa
9 participantes
 Minas Gerais Atlético Mineiro
Cruzeiro
América Mineiro
Boa Esporte
Tupi
Tombense
Caldense
URT
Villa Nova
 Santa Catarina Avaí
Chapecoense
Criciúma
Figueirense
Joinville Brusque
Inter de Lages
Metropolitano
8 participantes
 Rio Grande do Sul Grêmio Brasil de Pelotas
Internacional
Juventude
Ypiranga Novo Hamburgo
São José
São Paulo
 Paraná Atlético Paranaense
Coritiba
Londrina
Paraná
Foz do Iguaçu
Operário
PSTC
7 participantes
 Pernambuco Sport Santa Cruz
Náutico
Salgueiro América
Atlético Pernambucano
Central
 Goiás Atlético Goianiense Goiás
Vila Nova
Anápolis
Aparecidense
Itumbiara
6 participantes
 Bahia Vitória
Bahia
Fluminense de Feira
Jacobina
Juazeirense
5 participantes
 Alagoas CRB CSA
ASA
Coruripe
Murici
 Ceará Ceará Fortaleza Guarani de Juazeiro
Guarany de Sobral
4 participantes
 Mato Grosso Luverdense Cuiabá Sinop
União Rondonópolis
 Pará Paysandu Remo São Francisco
São Raimundo
 Rio Grande do Norte ABC América de Natal
Globo
Potiguar
 Maranhão Sampaio Corrêa
Moto Club
Cordino
Maranhão
 Paraíba Botafogo Campinense
Sousa
3 participantes
 Sergipe Confiança Itabaiana
Sergipe
 Piauí Altos
Parnahyba
Ríver
 Acre Atlético Acreano
Rio Branco
2 participantes
 Amapá Santos
Trem
 Amazonas Fast Clube
Princesa do Solimões
 Distrito Federal Ceilândia
Luziânia
 Espírito Santo Desportiva Ferroviária
Espírito Santo
 Mato Grosso do Sul Comercial
Sete de Dourados
 Rondônia Genus
Real Ariquemes
 Roraima Baré
São Raimundo
 Tocantins Gurupi
Tocantins de Miracema

Promoções e rebaixamentos[editar | editar código-fonte]

Divisão Clubes rebaixados Baixa Clubes promovidos Aumento
Série A
Série B
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Série B
Série C
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Ceará Fortaleza
Maranhão Sampaio Corrêa
Flag of None.svg A definir
Flag of None.svg A definir
Série C
Série D
Maranhão Moto Club
Rio de Janeiro Macaé
São Paulo Mogi Mirim
Alagoas ASA
Acre Atlético Acreano
Rio Grande do Norte Globo
Bahia Juazeirense
Paraná Operário-PR

Notas e referências

Notas

  1. O Serra Talhada desistiu de disputar a competição e sua vaga foi repassada ao Atlético Pernambucano, 7º colocado do Estadual 2016.[6]
  2. O J.Malucelli desistiu de disputar a competição e sua vaga foi repassada ao Foz do Iguaçu, 7º colocado do Estadual 2016.[13][14]
  3. O Uniclinic desistiu de disputar a competição e sua vaga foi repassada ao Guarany de Sobral, 3º colocado do Estadual 2016.[15]
  4. O Guaratinguetá anunciou licenciamento do futebol e abriu mão da competição. A vaga foi repassada ao Ituano, melhor colocado do Estadual 2016 sem divisão nacional.[17]
  5. O Rondoniense desistiu de disputar a competição e sua vaga foi repassada ao Real Ariquemes, 3º colocado do Estadual 2016.[23]
  6. O AA Araguaia desistiu de disputar a competição e sua vaga foi repassada ao União Rondonópolis, 5º colocado do Estadual 2016.[13][25]

Referências

  1. «CBF lança o Calendário 2017 do Futebol Brasileiro». CBF. 6 de julho de 2016. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  2. «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série B 2016» (PDF). CBF. 14 de março de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  3. «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série C 2016» (PDF). CBF. 22 de março de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  4. «Anápolis volta a disputar uma competição nacional depois de oito anos». Futebol Goiano. 3 de abril de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016 
  5. «Aparecidense empata com o Goianésia e garante vaga na Série D de 2017». Futebol Goiano. 10 de abril de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  6. «Série D: No grupo do Flu de Feira, Atlético-PE herda vaga após desistência do Serra Talhada». Bahia Notícias. 9 de maio de 2017. Consultado em 11 de maio de 2017 
  7. a b «Série D: Clubes conseguem o acesso, mas deixam vagas em 2017 para rivais do estado». Futebol Interior. 5 de setembro de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  8. «Acesso do Moto Club garante Cordino na Série D em 2017». Imirante. 4 de setembro de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  9. «Com acesso do CSA, Coruripe garante vaga na disputa da Série D em 2017». GloboEsporte.com. 5 de setembro de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  10. «Vaga capixaba na Série D 2017 será disputada em seletiva com {{subst:Número2palavra2|4}} times». Gazeta Online. 19 de novembro de 2015. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  11. «Seletiva Capixaba para a Série D terá rodada dupla, no Kléber Andrade». GloboEsporte.com. 31 de outubro de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2016 
  12. «FBF confirma Flu de Feira na Série D 2017». Acorda cidade. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de dezembro de 2016 
  13. a b «Confira a tabela detalhada da Série D 2017». CBF. 20 de abril de 2017. Consultado em 20 de abril de 2017 
  14. «Foz FC herda vaga na série D do Brasileiro». Rádio Cultura Foz. 19 de abril de 2017. Consultado em 21 de abril de 2017 
  15. «Série D: Guarany-CE substitui Uniclinic-CE». CBF. 5 de abril de 2017. Consultado em 5 de abril de 2017 
  16. a b c «A Série D 2017 começou! Para outras equipes, o marasmo». Revista Série Z. 18 de julho de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  17. «Série D: participantes da edição 2017 e regiões». CBF. 10 de março de 2017. Consultado em 22 de abril de 2017 
  18. «Itumbiara vence o Crac e garante vaga na Série D de 2017». Futebol Goiano. 10 de abril de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  19. «Vitória da Conquista é pentacampeão da Copa Governador do Estado». Blog do Rodrigo Ferraz. 20 de novembro de 2016. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  20. «Sem dinheiro para brigar na Série D, Vitória da Conquista escolherá vaga na Copa do Brasil». Correio da Bahia. 21 de novembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2016 
  21. «Juazeirense, Conquista e Galícia lutam por vaga na Série D». A Tarde. 21 de abril de 2016. Consultado em 25 de abril de 2016 
  22. «Friburguense é punido por escalação irregular e perde o título da Copa Rio». GloboEsporte.com. 28 de outubro de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2016 
  23. «Série D: CBF divulga Revisão do Regulamento». CBF. 1 de abril de 2017. Consultado em 1 de abril de 2017 
  24. «São Bernardo tem vaga garantida na Série D do Campeonato Brasileiro de 2017». Torcedores.com. 16 de abril de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  25. «CBF oficializa e União fica com a vaga do Araguaia na Série D 2017». GloboEsporte.com. 20 de abril de 2017. Consultado em 21 de março de 2017 
  26. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome srr
  27. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome brr

Ligações externas[editar | editar código-fonte]