Daniel Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daniel Paulista
Informações pessoais
Nome completo Daniel Pollo Barion
Data de nasc. 5 de maio de 1982 (37 anos)
Local de nasc. Ribeirão Preto, (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,78 m
destro
Informações profissionais
Equipa atual Confiança
Posição Ex-volante
Função Técnico
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
2002
2003–2005
2005
2006
2006
2007
2007
2008
2008
2009–2011
2012
2012
2013
2013–2014
Comercial-SP
Santos
Juventude
Sertãozinho-SP
São Caetano
Corinthians
Náutico
Sport
Rapid Bucareste
Sport
Botafogo-SP
Comercial
Audax-SP
ABC
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00025 0000(0)
00017 0000(0)
00006 0000(0)
00127 0000(5)
00007 0000(0)
00000 0000(0)
00025 0000(2)
00020 0000(3)
Times/Equipas que treinou
2014–2018
2018
2019–
Sport (auxiliar-técnico)
Boa Esporte
Confiança
000(33)
0000(8)
000(31)
Última atualização: 7 de maio de 2018

Daniel Pollo Barion, mais conhecido como Daniel Paulista (Ribeirão Preto, 5 de maio de 1982), é um técnico e ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Atualmente comanda o Confiança.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

São Caetano[editar | editar código-fonte]

Forte na marcação, Daniel era um volante que também sabia sair jogando e chegava ao ataque para finalizar. O primeiro clube que ele se destacou foi o São Caetano. Por indicação do técnico Emerson Leão, foi para o Corinthians em 2007.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Daniel Paulista se destacou no Timão, onde foi um dos principais nomes da equipe durante o Campeonato Paulista e na Copa do Brasil. Já durante o Campeonato Brasileiro, Daniel se machucou e ficou sem jogar durante bom tempo. Com isso, antes mesmo de retornar aos gramados, foi emprestado ao Náutico, até o final do Brasileirão.

Náutico[editar | editar código-fonte]

Após chegar e rapidamente se adaptar à equipe alvirrubra, virou capitão e comandou a recuperação do Timbu no Brasileirão daquele ano. Ao lado de Acosta, foi o grande destaque do time na competição. Após sua brilhante passagem no Náutico, Daniel tinha tudo para retornar ao Corinthians, mas ao invés disso optou pelo Sport.

Sport[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de janeiro de 2008 foi apresentado como novo reforço do Sport.[1] Pelo rubro-negro pernambucano, foi campeão da Copa do Brasil em junho do mesmo ano. Depois de quase 9 meses no Leão, acertou a sua transferência para o Rapid Bucareste, da Romênia, e começou a fazer muito sucesso.

Em 2009, após alguns meses de salários atrasados no clube romeno, Daniel conseguiu seu passe diante da FIFA e voltou ao Leão da Ilha assinando um contrato de 3 anos.

Já no dia 4 de março de 2009, marcou um gol na sua estreia na Libertadores pelo Sport na vitória do time por 2 a 0 sobre a LDU (campeã vigente da competição). No fim de 2011, após não renovar o contrato, Daniel Paulista deixou o Sport.

Botafogo-SP, Comercial e Audax[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de fevereiro de 2012, foi confirmado como novo reforço do Botafogo-SP.[2] Depois foi para o Comercial.

Ainda em 2012, no mês de dezembro Daniel Paulista foi pelo Audax.

ABC[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2013, Daniel chegou ao ABC por indicação do técnico Roberto Fernandes para a disputa do Campeonato Brasileiro, onde participou da campanha contra o rebaixamento do time alvinegro para a Série C de 2014.[3] Marcou dois gols na vitória por 4 a 1 diante da Desportiva Ferroviária em partida válida pela Copa do Brasil de 2014.[4]

Posteriormente, após ser dispensado do ABC juntamente com outros jogadores, muitos torcedores questionaram a decisão da diretoria de dispensá-lo, já que o volante ajudou o Mais Querido a não ser rebaixado para a Série C de 2014.[5]

Carreira como técnico[editar | editar código-fonte]

Sport[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2014, Daniel acertou sua volta ao Sport, primeiramente como estagiário de auxilar técnico. No entanto, após a saída de Eduardo Baptista para o Fluminense, passou a comandar interinamente o Leão da Ilha.[6] No ano seguinte, com a saída de Oswaldo de Oliveira do comando técnico em outubro de 2016, Daniel foi efetivado no cargo de treinador do rubro-negro pernambucano até o final do Campeonato Brasileiro.[7]

Depois de ter a sua saída cogitada para a temporada de 2017, Daniel foi efetivado no comando técnico do clube.[8] No entanto, foi demitido no dia 26 de março de 2017, após um empate por 1 a 1 com o time reserva do Santa Cruz.[9] Daniel voltou a ser auxiliar-técnico, dando lugar a Ney Franco. Voltou a assumir o comando do Sport de forma interina no dia 27 de outubro de 2017, após a demissão de Vanderlei Luxemburgo.[10]

Boa Esporte[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de maio de 2018, Daniel Paulista foi anunciado como novo técnico do Boa Esporte para a sequência da Série B.[11] Foi demitido pouco mais de um mês, no dia 24 de junho, após uma derrota de 2 a 0 para o Vila Nova, em Varginha.[12]

Confiança[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado como novo técnico do Confiança no dia 12 de março de 2019.[13] Chegou num time que estava bem desacreditado, pois vinha de uma péssima campanha no campeonato estadual. Após implementar algumas mudanças, conseguiu fazer boa campanha com o time na Série C e no dia 7 de setembro foi coroado com o acesso para a Série B de 2020.[14] Depois de ter vencido o Ypiranga-RS por 1 a 0, em casa, o Dragão do Bairro Industrial empatou em 1 a 1 fora de casa e conquistou o acesso.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Sport 33 18 6 9 54,34%
Boa 8 1 3 4 25%

Títulos[editar | editar código-fonte]

Santos
Sport

Referências

  1. «Capitão Daniel Paulista deixa Náutico e acerta com rival Sport». UOL Esporte. 11 de dezembro de 2007. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  2. «Botafogo-SP anuncia contratação de ex-volante de Sport e Corinthians». Futebol Interior. 10 de fevereiro de 2012. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  3. «ABC fecha contratação do volante Daniel Paulista, ex-Sport e Náutico». GloboEsporte.com. 26 de agosto de 2013. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  4. «ABC toma susto, mas goleia Desportiva e avança à segunda fase». GloboEsporte.com. 2 de abril de 2014. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  5. «Vice-presidente do ABC decreta saída de Lúcio Curió e Daniel Paulista». GloboEsporte.com. 11 de abril de 2014. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  6. «Após transferência de Baptista, Daniel Paulista assume Sport interinamente». GloboEsporte.com. 17 de setembro de 2015. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  7. Diogo Marques e Lucas Liausu (13 de outubro de 2016). «Sport decide efetivar Daniel Paulista como técnico até o final da Série A». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  8. «Daniel Paulista é efetivado como técnico do Sport para 2017». ESPN. 26 de dezembro de 2016. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  9. Rômulo Alcoforado (26 de março de 2017). «Após empate contra reservas do Santa Cruz, Sport demite Daniel Paulista». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  10. «Com saída de Luxemburgo, Sport efetiva Daniel Paulista até fim da Série A». GloboEsporte.com. 27 de outubro de 2017. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  11. Régis Melo (7 de maio de 2018). «Daniel Paulista, ex-Sport, é o novo técnico do Boa Esporte para a Série B». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  12. «Série B: Boa Esporte demite Daniel Paulista após mais uma derrota». Futebol Interior. 24 de junho de 2018. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  13. «Confiança anuncia Daniel Paulista, ex-Sport, como novo técnico». GloboEsporte.com. 12 de março de 2019. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  14. «Confiança faz história, volta à Série B após 28 anos e busca título inédito para o futebol sergipano». GloboEsporte.com. 7 de setembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Oswaldo de Oliveira
Vanderlei Luxemburgo
Treinador do Sport
2016–2017
2017
Sucedido por
Ney Franco
Nelsinho Baptista
Precedido por
Sidney Moraes
Treinador do Boa
2018
Sucedido por
Precedido por
Geraldo (interino)
Treinador do Confiança
2019–
Sucedido por