Paulo Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Paulo de Almeida.
Paulo Almeida
Informações pessoais
Nome completo Paulo Almeida Santos
Data de nasc. 20 de abril de 1981 (40 anos)
Local de nasc. Itarantim, Bahia, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,76 m
Informações profissionais
Posição volante
Clubes profissionais
Anos Clubes
2001–2004
2004–2005
2005–2006
2006-2007
2007
2008
2008–2009
2010
2010
2011
2011–2012
2012
2013–2015
Santos
Benfica
Benfica B
Corinthians
Náutico
União Rondonópolis
Saba Qom FC
Goianésia
Rio Branco-AC
Itumbiara
Mixto
Uberlândia
ECPP Vitória da Conquista
Seleção nacional
2003–2004
2003
Brasil (Sub-23)
Brasil

Paulo Almeida Santos, mais conhecido como Paulo Almeida (Itarantim, 20 de Abril de 1981), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paulo Almeida iniciou sua carreira no Santos, foi um dos jogadores que se destacaram no Campeonato Brasileiro de 2002 defendendo o time alvinegro. Os "Meninos da Vila" foram campeões brasileiros em 2002. Deles saíram para o mundo Diego, Robinho, Renato, Elano, entre outros.

No vice-campeonato da Taça Libertadores da América de 2003, uma cena curiosa ficou marcada em sua carreira: durante a final, o jogador chegou a tirar o cartão amarelo das mãos do juiz e mostrar-lhe como forma de repreensão à sua arbitragem.[1] No primeiro semestre de 2004, o jogador foi para o Benfica, de Portugal, onde esteve muito abaixo das expectativas. Pouco tempo depois passou para o reserva e do reserva para o Benfica B. Após rescindir contrato com os encarnados[2], Paulo Almeida foi contratado pelo Corinthians em 2006, onde pouco jogou.[3]

O jogador passou pelo Náutico de Recife para a disputa do campeonato pernambucano e Campeonato Brasileiro da temporada 2008, porém, foi dispensado por deficiência técnica foi jogar o restante do Campeonato Brasileiro da Série B de 2008 pelo ABC de Natal/RN. Em janeiro de 2013, Paulo Almeida, assinou contrato com o time mineiro Uberlândia Esporte Clube por uma temporada[4]. Em 2014, voltou novamente para o Mixto[5], e em 2015 assinou com o ECPP Vitória da Conquista (conhecido como BODE), Time de Vitória da Conquista do Interior da Bahia.

Seleção brasileira[editar | editar código-fonte]

Pela seleção brasileira, disputou em 2003, na condição de titular e capitão, a Copa Ouro da CONCACAF, ocasião esta em que o plantel e a comissão técnica olímpica representaram a seleção principal. Paulo Almeida atuou insubstituivelmente as 5 partidas do torneio, e a equipe encerrou a campanha obtendo o vice-campeonato.

Principais Títulos[editar | editar código-fonte]

Santos
Benfica
União Rondonópolis
Rio Branco
Mixto

Referências

  1. «Paulo Almeida dá cartão amarelo para juiz em final da Libertadores 2003». BOL Vídeos. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  2. «Paulo Almeida, ex-Santos, rescinde com o Benfica». www.nsctotal.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  3. «Paulo Almeida eufórico com sua estréia no Corinthians». www.gazetadopovo.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  4. Uberlândia, Por GLOBOESPORTE COM/TRIANGULO; MG. «Ex-Santos e Corinthians, Paulo Almeida chega ao Uberlândia Esporte». globoesporte.com. Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  5. Esportivo, Olhar. «Olhar Esportivo - Mixto contrata o volante Paulo Almeida e o atacante Nonato». Olhar Esportivo (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019 
  6. «Santos homenageia Paulo Almeida, que completa 39 anos nesta segunda». Gazeta Esportiva. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.