Campeonato Brasileiro de Futebol de 1963

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
V Campeonato Brasileiro de Futebol
Taça Brasil de 1963
Dados
Participantes 20
Organização CBD
Local de disputa Brasil
Período 7 de agosto28 de janeiro de 1964
Gol(o)s 120
Partidas 45
Média 2,67 gol(o)s por partida
Campeão Santos (3º título)
Vice-campeão Bahia
Melhor marcador Ruiter (Confiança) – 9 gols
Maior goleada
(diferença)
Santos 6 – 0 Bahia
Estádio do PacaembuSão Paulo
25 de janeiro, Final
◄◄ 1962 Soccerball.svg 1964 ►►

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1963, originalmente denominado Taça Brasil pela CBD, foi a quinta edição do Campeonato Brasileiro. O Santos sagrou-se campeão pela terceira vez consecutiva, após vencer os dois jogos da final contra o Bahia,[1] repetindo as finais de 1959 e 1961. Como a equipe paulista já havia garantido a vaga para disputar a Taça Libertadores da América de 1964 por ser o então campeão da competição continental, o time baiano ficou com a vaga destinada ao campeão brasileiro.[2]

Esta edição contou com a participação de vinte campeões estaduais, sendo que os campeões dos estados de São Paulo e da Guanabara já entravam na fase final.[3]

Apesar de sua importância, e de seu vencedor ser considerado o campeão brasileiro já na época de sua disputa,[4][5][6] somente em 2010 que o torneio foi reconhecido oficialmente pela CBF como o Campeonato Brasileiro de Futebol de 1963.[7]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Norte ABC Futebol Clube (Natal - RN)

Minas Gerais Clube Atlético Mineiro (Belo Horizonte - MG)

Bahia Esporte Clube Bahia (Salvador - BA)

Guanabara Botafogo de Futebol e Regatas (Rio de Janeiro - GB)

Paraíba Campinense Clube (Campina Grande - PB)

Alagoas Centro Sportivo Capelense (Capela - AL)

Ceará Ceará Sporting Club (Fortaleza - CE)

Sergipe Associação Desportiva Confiança (Aracaju - SE)

Distrito Federal (Brasil) Defelê Futebol Clube (Brasília - DF)

Rio de Janeiro Fonseca Atlético Clube (Niterói - RJ)

Rio Grande do Sul Grêmio Foot-ball Porto Alegrense (Porto Alegre - RS)

Paraná Londrina Esporte Clube (Londrina - PR)

Santa Catarina Esporte Clube Metropol (Criciúma - SC)

Pará Paysandu Sport Club (Belém - PA)

Espírito Santo (estado) Rio Branco Atlético Clube (Vitória) - (ES)

Piauí River Atlético Clube (Teresina - PI)

Maranhão Sampaio Corrêa Futebol Clube (São Luís - MA)

São Paulo Santos Futebol Clube (Santos - SP)

Pernambuco Sport Club do Recife (Recife - PE)

Goiás Vila Nova Futebol Clube (Goiânia - GO)

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Taça Brasil de 1963 foi dividida em duas fases. Na primeira os clubes foram divididos nos seguintes grupos: Grupo Norte, Grupo Nordeste (que se enfrentam para decidir a vaga destinada ao Grupo Norte), Grupo Central e Grupo Sul (que se enfrentam para decidir a vaga destinada ao Grupo Sul). Na segunda e decisiva fase, os vencedores da primeira fase enfrentam Botafogo e Santos, pré-classificados na semifinal, e os vencedores decidem o título do campeonato.

Critérios de Desempate[editar | editar código-fonte]

Todos os jogos da Taça Brasil de 1963 foram disputados em modo eliminatório (mata-mata) em dois jogos de ida e volta. A equipe que somasse mais pontos passava para a fase seguinte. Caso nos dois jogos as equipes tivessem o mesmo número de pontos (dois empates ou uma vitória para cada lado independente do número de gols entre os jogos) era disputado um jogo extra. Nesta partida, caso persistisse o empate, o time que tivesse o maior "goal-average" (média dos gols marcados dividido pelos gols sofridos) nas três partidas da fase era o vencedor. Se mesmo assim o empate persistisse, a vaga seria decidida no cara ou coroa.

Fase Preliminar[editar | editar código-fonte]

Grupo Norte[editar | editar código-fonte]

  Nordeste - Preliminar Norte\Nordeste Norte\Nordeste Norte\Nordeste Final
      
          Maranhão Sampaio Corrêa 3-0-1  
          Piauí River 0-2-2  
            Piauí River 1-0  
          Pará Paysandu 3-1  
               
               
            Pará Paysandu 0-0  
          Pernambuco Sport 1-2  
               
               
             
               
               
               
            Bahia Bahia 2-1
          Pernambuco Sport 2-0
             
               
             
               
               
               
          Bahia Bahia 1-0-1  
          Ceará Ceará 1-0-0  
                    
                    
          Ceará Ceará 2-1-2
 Paraíba Campinense 2-0-4      Sergipe Confiança 4-0-0  
 Rio Grande do Norte ABC 2-0-2      Paraíba Campinense 2-4
 Alagoas Capelense 3-0-1      Sergipe Confiança 0-3  
 Sergipe Confiança 1-2-3  


Grupo Sul[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
           
                                                 
          
          
   Santa Catarina Metropol 3 2    
   Paraná Londrina 2 1    
        
          
   Rio Grande do Sul Grêmio 1 2    
   Santa Catarina Metropol 1 1    
          
          
          
            
        
          
   Rio Grande do Sul Grêmio 1 2  
   Minas Gerais Atlético Mineiro 1 1  
          
          
          
            
        
          
   Minas Gerais Atlético Mineiro 1 1  
   Espírito Santo (estado) Rio Branco 0 1    
 Espírito Santo (estado) Rio Branco 3 0 3  
 Rio de Janeiro Fonseca 0 1 3  
   Espírito Santo (estado) Rio Branco 0 1 1
   Goiás Vila Nova 1 0 0  
 Goiás Vila Nova 2 3  
 Distrito Federal (Brasil) Defelê 0 0  

Fase final[editar | editar código-fonte]

  Quartas de final Semifinais Final
                                   
1           
8           
   Guanabara Botafogo 0 0 -  
   Bahia Bahia 1 0 -  
4  Bahia Bahia 2 1 -
5  Pernambuco Sport 2 0 -  
   Bahia Bahia 0 0 -  
   São Paulo Santos 6 2 -  
3     
6    
   São Paulo Santos 3 4 -
   Rio Grande do Sul Grêmio 1 3 -  
2  Rio Grande do Sul Grêmio 1 2 -
7  Minas Gerais Atlético Mineiro 1 1 -  

Os jogos das quartas de final representam as decisões dos Grupos Norte e Sul.

A decisão[editar | editar código-fonte]

25 de Janeiro de 1964 Santos São Paulo 6 - 0 Bahia Bahia Estádio do Pacaembu, São Paulo

Pelé Gol marcado Gol marcado
Pepe Gol marcado Gol marcado
Coutinho Gol marcado
Mengálvio Gol marcado
Árbitro: Armando Marques

28 de Janeiro de 1964 Bahia Bahia 0 - 2 São Paulo Santos Estádio Fonte Nova, Salvador

Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28', Gol marcado aos 85 minutos de jogo 85' Pelé Árbitro: Armando Marques

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de 1963
Bandeira do estado de São Paulo.svg
Santos Futebol Clube
(3º título)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Classificação
Time Pts J V E D GP GC
1 São Paulo Santos 8 4 4 0 0 15 4
2 Bahia Bahia 10 9 3 4 2 6 11
3 Rio Grande do Sul Grêmio 6 6 2 2 2 10 10
4 Guanabara Botafogo 1 2 0 1 1 0 1
5 Pernambuco Sport 5 4 2 1 1 5 3
6 Minas Gerais Atlético Mineiro 4 4 1 2 1 4 4
7 Espírito Santo (estado) Rio Branco 8 8 3 2 3 9 7
8 Ceará Ceará 6 6 2 2 2 6 6
9 Santa Catarina Metropol 5 4 2 1 1 6 6
10 Pará Paysandu 4 4 2 0 2 4 4
11 Sergipe Confiança 10 8 5 0 3 16 12
12 Goiás Vila Nova 6 5 3 0 2 6 2
13 Piauí Ríver 4 5 2 0 3 5 8
14 Paraná Londrina 0 2 0 0 2 3 5
15 Paraíba Campinense 4 5 1 2 2 9 10
16 Rio de Janeiro Fonseca 3 3 1 1 1 4 6
17 Maranhão Sampaio Corrêa 2 3 1 0 2 4 4
18 Distrito Federal (Brasil) Defelê 0 2 0 0 2 0 5
19 Alagoas Capelense 2 3 1 0 2 4 6
20 Rio Grande do Norte ABC 2 3 0 2 1 4 6
Pts – pontos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP – gols pró; GC – gols contra
Finalistas
Semifinalistas
Finalistas de zona
Finalistas de grupo
Semifinalistas de grupo

Referências

  1. «Folha de S.Paulo - Todas as edições». Acervo Folha. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  2. «Taça Brasil 1963 - Campeonato Brasileiro de Futebol 1963». Quadro de Medalhas. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  3. «Confira detalhes do título do Santos na Taça Brasil de 1963». Portal Terra. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  4. «Antes do Big Bang». Revista Trivela. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  5. «A sabatina sobre Taça Brasil e Robertão continua». Odir Cunha. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  6. «Europa também chamava o vencedor da Taça brasil de campeão brasileiro». Odir Cunha. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  7. «CBF oficializa títulos nacionais de 1959 a 70 com homenagem a Pelé». Globo Esporte. Consultado em 8 de novembro de 2016