Fonseca Atlético Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fonseca
Fonseca AC.svg
Nome Fonseca Atlético Clube
Torcedor/Adepto Fonsequense
Carijó
Mascote Galo Carijó
Fundação 12 de outubro de 1917 (102 anos)[1]
Website Página oficial (em português)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Fonseca Atlético Clube é uma agremiação esportiva do bairro do Fonseca, na cidade de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 12 de outubro de 1917. Hoje é apenas um clube social.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Foi fundado por comerciantes do bairro de mesmo nome, em Niterói, no dia 12 de outubro de 1917. As cores escolhidas foram o preto e o branco, e o uniforme em listras verticais finas, que motivou o apelido "Galo Carijó", que logo se tornou também o mascote do clube e o designativo de seus torcedores, chamados de "fonsequenses" ou "carijós".

Em 1922, o clube o clube filiou-se na Liga Sportiva Fluminense, entidade máxima do antigo Estado do Rio, e foi campeão estadual da segunda divisão duas vezes seguidas, em 1923 e 1924, quando finalmente sobe para a primeira divisão..

Nos anos 1930, consolidou-se como um dos grandes da cidade, conquistando o campeonato niteroiense em 1937 e em 1939, sobre aquele que se tornaria um dos seus maiores rivais, o Canto do Rio Football Club.

Nos anos 1940, a equipe fez boas campanhas, mas "bateu na trave" e não conquistou nenhum título. Um dos anos mais marcantes desse período foi, em 1949, quando após liderar durante todo o campeonato, deixa o Ypiranga alcançá-lo na última rodada, provocando um jogo-extra que determinou sua derrota.

Porém na década seguinte o clube voltou às glórias e começou a construir a fase mais gloriosa de sua trajetória: campeão niteroiense em 1950, 1953, 1954, 1955 e 1957, o clube ainda fechou a década com chave de ouro conquistando o seu primeiro título estadual derrotando o Goytacaz, campeão de Campos, na final e se classificando para a Taça Brasil de 1960, a maior competição nacional da época.

Nos anos 1960, continuou sua rotina de títulos, conquistando os municipais de 1960, 1961 e 1962 e o estadual de 1960, em uma final confusa que culminou com a briga do Goytacaz com a Federação Fluminense de Desportos e o consequente abandono do Azulão de Campos da final, que terminou em WO para o Fonseca. Em 1962, venceu o campeonato estadual sobre o Rio Branco de Campos, se vingando de 1961, quando o Fonseca havia perdido a decisão para o róseo-negro campista.

Em 1965, no entanto, se vê em meio a uma crise financeira, abandonando o futebol profissional. Desde então as suas atividades futebolísticas se encontram desativadas.

Apesar de ter participado de três campeonatos brasileiros, o Fonseca jamais jogou um Campeonato Carioca da 1ª divisão.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Outras categorias[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato Municipal de Niterói de Aspirantes: 5 vezes (1943/1944/1945/1946 e 1950)
  • Campeonato Municipal de Niterói Juvenil: 2 vezes (1951/1952)

Outros esportes[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato metropolitano de futsal: 1994
  • Campeonato niteroiense de tênis de mesa: 2 vezes (1954/1955)
  • Campeonato niteroiense de ciclismo: 3 vezes (1953/1954/1955)

Participações[editar | editar código-fonte]

 Campeonato Brasileiro Série A[editar | editar código-fonte]

1960 16º
1961 14º
1963 16º

Referências

  1. a b Emanuel Colombari. «Nos cem anos do Fonseca Atlético Clube, a complexa história do futebol fluminense». Última Divisão. Consultado em 22 de abril de 2019