Campeonato Baiano de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde janeiro de 2010). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Campeonato Baiano de Futebol
Campeonato Baiano
Bahia
Dados gerais
Organização FBF
Edições 113 desde 1905 (112 anos)
Outros nomes Baianão
Local de disputa Bahia, Brasil
Número de equipes 12
Sistema Misto (fase classificatória em grupos seguida de fase final)
Divisões
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Baiano de Futebol é uma competição esportiva disputada no estado da Bahia tendo como organizadora a Federação Bahiana de Futebol (FBF).

A competição é a mais antiga desse esporte da região Nordeste e a segunda do Brasil, ficando atrás apenas do Campeonato Paulista (criado em 1902), sendo realizada ininterruptamente desde 1905.[1][2][3]

História[editar | editar código-fonte]

Fundada com o nome de Liga Bahiana de Sports Terrestres (LBST) pela Federação Bahiana de Desportos Terrestres (FBDT) — atualmente Federação Bahiana de Futebol[1] —, no dia 15 de novembro de 1904, tendo quatro clubes como fundadores: São Paulo Club, Clube Internacional de Cricket, Sport Club Victoria (atual Esporte Clube Vitória) e Sport Club Bahiano. No Jornal de Notícias noticiou-se assim:

Anteontem, dia 15 às 11 horas do dia, reunidos alguns sócios dos Clubes Vitória, Internacional, Bahiano e São Paulo, na sede deste, instalaram a Liga Bahiana de Sports Terrestres que tem por fim dar maior desenvolvimento aos esportes terrestres da Bahia.
[4]

No ano seguinte, em 1905, foi realizado o primeiro Campeonato Baiano. O São Paulo Club não participou do Campeonato por motivos de falta de jogadores, que foram para outros clubes.[5] Em fevereiro do mesmo ano, o São Salvador filiou-se à Liga, que teve como campeão o Internacional de Cricket,[1] que disputou o título contra apenas três outros clubes.

Após dois bicampeonatos, um do São Salvador e outro do Victoria,[1] e conquistas solitárias do Santos Dumont, SC Bahia e Atlético de Salvador, o certame passou a ser organizado de forma diferente, fato que não agradou a nenhum dos clubes que o disputavam, fazendo com que estes deixassem a disputa.

Nos anos 1910, 1920 e 1930, dois clubes dominaram o cenário estadual. Ypiranga, com 10 títulos, e o Botafogo de Senhor do Bonfim, com 7, conquistaram a maioria absoluta de seus troféus nesse intervalo de tempo, que ainda teve o surgimento do Esporte Clube Bahia, maior vencedor da história da disputa (apesar de ser fundado apenas em 1931), com 46 títulos, um dos maiores campeões estaduais do Brasil, tendo sido tetracampeão por duas vezes (47484950 e 81828384), além de pentacampeão (5859606162) e heptacampeão (73 a 79), e Galícia, que tem 5 títulos do certame, tendo sido o primeiro tricampeão consecutivo da história, em 414243. O Ypiranga é o clube com mais títulos de campeão baiano invicto. No total foram sete: em 1917, 1918, 1921, 1925, 1928, 1929 e 1932. Seguido pelo Bahia com 4 títulos invicto. O Ypiranga ao lado do Vitória são os únicos a conquistarem o título com 100 por cento de aproveitamento. Isso ocorreu quatro vezes. Em 1918 disputou 8 partidas e venceu todas e em 1921 disputou 11 partidas e venceu todas. Já o Vitória conquistou em 1908, quando ainda o campeonato se chamava Liga Bahiana de Sports Terrestres (LBST), e em 2005 no formato atual.

O Vitória sem muita força no futebol estadual, passou a demonstrá-la na década de 1950, quando conquistou 3 títulos, em 1953, 1955 e 1957. Após outros títulos esparsos, passou a conquistar a hegemonia contemporânea do Campeonato a partir do ano de 1989, conquistando 70 por cento dos títulos desde então, dentre eles o primeiro tricampeonato (959697) e dois tetracampeonatos (2002200320042005 e 2007200820092010).

Bahia e Vitória são os que mantêm a hegemonia estadual há mais de 60 anos. Para se ter uma ideia desse domínio, nesse tempo, o único Campeonato que não teve um desses times como campeão ou vice foi em 1968, quando o Galícia se sagrou vencedor em cima do Fluminense de Feira, que ficou em segundo colocado. O Flu de Feira, primeiro clube do interior a disputar o certame (em 1956, chegando a final contra o Bahia e perdendo a decisão), foi campeão por duas vezes, em 1963 e 1969. O Guarany e o Leônico conseguiram ser campeões em meio a esse domínio da dupla Ba-Vi, em 1946 e 1966, respectivamente.

Além do Fluminense de Feira, apenas dois clubes do interior têm títulos baianos. O Colo Colo, em 2006, e o Bahia de Feira, em 2011. Com isso, Feira de Santana e Ilhéus são as duas únicas cidades do interior que tem time campeão baiano.

O Campeonato Baiano teve dois campeões ao mesmo tempo em duas ocasiões: em 1938,[2][3] quando houve um "cisma" no futebol baiano, porque nem todos os clubes que disputaram o primeiro turno, vencido pelo Botafogo, quiseram jogar o segundo, então, a Liga Baiana de Esportes Terrestres resolveu fazer outro campeonato; e 1999,[2] quando o título foi contestado pelo Bahia na Justiça Desportiva, alegando que o estádio do adversário, o Barradão, era pequeno demais para uma final (o regulamento determinava que o mando de campo da partida decisiva era do Vitória). Ao final, a FBF dividiu o título entre os dois clubes.[3]

O atacante Neto Baiano igualou a marca de Cláudio Adão em 1986 (que na época jogava no Bahia) como o maior artilheiro da história do Campeonato Baiano quando marcou 27 gols em 2012, atuando pelo Vitória.[6]

Nas edições de 2013 e 2014, o campeonato obteve o patrocínio da Chevrolet, pelo qual foram negociados os direitos de nome (naming rights). Por conta disso, o nome da competição foi denominado Campeonato Baiano Chevrolet.[7][8][9] Após dois anos de parceria, a empresa anunciou que não mais patrocinaria o estadual a partir de 2015 (assim como os demais estaduais que patrocinava).[10][11]

Participações[editar | editar código-fonte]

Campeões[editar | editar código-fonte]

Edição Ano Campeão Vice-campeão
1.ª 1905 Internacional de Cricket (Salvador) (1.º) São Salvador (Salvador)
2.ª 1906 São Salvador (Salvador) (1.º) Vitória (Salvador)
3.ª 1907 São Salvador (Salvador) (2.º) Vitória (Salvador)
4.ª 1908 Vitória (Salvador) (1.º) Santos Dumont (Salvador)
5.ª 1909 Vitória (Salvador) (2.º) Santos Dumont (Salvador)
6.ª 1910 Santos Dumont (Salvador) (1.º) São Paulo (Salvador)
7.ª 1911 Sport Bahia (Salvador) (1.º) Vitória (Salvador)
8.ª 1912 Atlético (Salvador) (1.º) Vitória (Salvador)
9.ª 1913 Fluminense de Salvador (Salvador) (1.º) Internacional (Salvador)
10.ª 1914 Internacional (Salvador) (1.º) Fluminense (Salvador)
11.ª 1915 Fluminense de Salvador (Salvador) (2.º) Ypiranga (Salvador)
12.ª 1916 República (Salvador) (1.º) Fluminense (Salvador)
13.ª 1917 Ypiranga (Salvador) (1.º) Fluminense (Salvador)
14.ª 1918 Ypiranga (Salvador) (2.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
15.ª 1919 Botafogo (Senhor do Bonfim) (1.º) Fluminense (Salvador)
16.ª 1920 Ypiranga (Salvador) (3.º) Fluminense (Salvador)
17.ª 1921 Ypiranga (Salvador) (4.º) AAB (Salvador)
18.ª 1922 Botafogo (Senhor do Bonfim) (2.º) AAB (Salvador)
19.ª 1923 Botafogo (Senhor do Bonfim) (3.º) AAB (Salvador)
20.ª 1924 AAB (Salvador) (1.º) Bahiano de Tênis (Salvador)
21.ª 1925 Ypiranga (Salvador) (5.º) AAB (Salvador)
22.ª 1926 Botafogo (Senhor do Bonfim) (4.º) Ypiranga (Salvador)
23.ª 1927 Bahiano de Tênis (Salvador) (1.º) Ypiranga (Salvador)
24.ª 1928 Ypiranga (Salvador) (6.º) Bahiano de Tênis (Salvador)
25.ª 1929 Ypiranga (Salvador) (7.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
26.ª 1930 Botafogo (Senhor do Bonfim) (5.º) Fluminense (Salvador)
27.ª 1931 Bahia (Salvador) (1.º) Ypiranga (Salvador)
28.ª 1932 Ypiranga (Salvador) (8.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
29.ª 1933 Bahia (Salvador) (2.º) Ypiranga (Salvador)
30.ª 1934 Bahia (Salvador) (3.º) Energia Circular (Salvador)
31.ª 1935 Botafogo (Senhor do Bonfim) (6.º) Galícia (Salvador)
32.ª 1936 Bahia (Salvador) (4.º) Galícia (Salvador)
33.ª 1937 Galícia (Salvador) (1.º) Ypiranga (Salvador)
34.ª 1938[nota 1] Bahia (Salvador) (5.º)
Botafogo (Senhor do Bonfim) (7.º)
Galícia (Salvador)
Ypiranga (Salvador)
35.ª 1939 Ypiranga (Salvador) (9.º) Galícia (Salvador)
36.ª 1940 Bahia (Salvador) (6.º) Galícia (Salvador)
37.ª 1941 Galícia (Salvador) (2.º) Bahia (Salvador)
38.ª 1942 Galícia (Salvador) (3.º) Vitória (Salvador)
39.ª 1943 Galícia (Salvador) (4.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
40.ª 1944 Bahia (Salvador) (7.º) Galícia (Salvador)
41.ª 1945 Bahia (Salvador) (8.º) Galícia (Salvador)
42.ª 1946 Guarany (Salvador) (1.º) Ypiranga (Salvador)
43.ª 1947 Bahia (Salvador) (9.º) Vitória (Salvador)
44.ª 1948 Bahia (Salvador) (10.º) Galícia (Salvador)
45.ª 1949 Bahia (Salvador) (11.º) Ypiranga (Salvador)
46.ª 1950 Bahia (Salvador) (12.º) Vitória (Salvador)
47.ª 1951 Ypiranga (Salvador) (10.º) Vitória (Salvador)
48.ª 1952 Bahia (Salvador) (13.º) Ypiranga (Salvador)
49.ª 1953 Vitória (Salvador) (3.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
50.ª 1954 Bahia (Salvador) (14.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
51.ª 1955 Vitória (Salvador) (4.º) Bahia (Salvador)
52.ª 1956 Bahia (Salvador) (15.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
53.ª 1957 Vitória (Salvador) (5.º) Bahia (Salvador)
54.ª 1958 Bahia (Salvador) (16.º) Vitória (Salvador)
55.ª 1959 Bahia (Salvador) (17.º) Vitória (Salvador)
56.ª 1960 Bahia (Salvador) (18.º) Ypiranga (Salvador)
57.ª 1961 Bahia (Salvador) (19.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
58.ª 1962 Bahia (Salvador) (20.º) Ypiranga (Salvador)
59.ª 1963 Fluminense de Feira (Feira de Santana) (1.º) Bahia (Salvador)
60.ª 1964 Vitória (Salvador) (6.º) Bahia (Salvador)
61.ª 1965 Vitória (Salvador) (7.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
62.ª 1966 Leônico (Salvador) (1.º) Vitória (Salvador)
63.ª 1967 Bahia (Salvador) (21.º) Galícia (Salvador)
64.ª 1968 Galícia (Salvador) (5.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
65.ª 1969 Fluminense de Feira (Feira de Santana) (2.º) Bahia (Salvador)
66.ª 1970 Bahia (Salvador) (22.º) Itabuna (Itabuna)
67.ª 1971 Bahia (Salvador) (23.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
68.ª 1972 Vitória (Salvador) (8.º) Bahia (Salvador)
69.ª 1973 Bahia (Salvador) (24.º) Atlético (Alagoinhas)
70.ª 1974 Bahia (Salvador) (25.º) Vitória (Salvador)
71.ª 1975 Bahia (Salvador) (26.º) Vitória (Salvador)
72.ª 1976 Bahia (Salvador) (27.º) Vitória (Salvador)
73.ª 1977 Bahia (Salvador) (28.º) Botafogo (Senhor do Bonfim)
74.ª 1978 Bahia (Salvador) (29.º) Leônico (Salvador)
75.ª 1979 Bahia (Salvador) (30.º) Vitória (Salvador)
76.ª 1980 Vitória (Salvador) (9.º) Galícia (Salvador)
77.ª 1981 Bahia (Salvador) (31.º) Vitória (Salvador)
78.ª 1982 Bahia (Salvador) (32.º) Galícia (Salvador)
79.ª 1983 Bahia (Salvador) (33.º) Catuense (Catu)
80.ª 1984 Bahia (Salvador) (34.º) Leônico (Salvador)
81.ª 1985 Vitória (Salvador) (10.º) Bahia (Salvador)
82.ª 1986 Bahia (Salvador) (35.º) Catuense (Catu)
83.ª 1987 Bahia (Salvador) (36.º) Catuense (Catu)
84.ª 1988 Bahia (Salvador) (37.º) Vitória (Salvador)
85.ª 1989 Vitória (Salvador) (11.º) Bahia (Salvador)
86.ª 1990 Vitória (Salvador) (12.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
87.ª 1991 Bahia (Salvador) (38.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
88.ª 1992 Vitória (Salvador) (13.º) Bahia (Salvador)
89.ª 1993 Bahia (Salvador) (39.º) Vitória (Salvador)
90.ª 1994 Bahia (Salvador) (40.º) Vitória (Salvador)
91.ª 1995 Vitória (Salvador) (14.º) Galícia (Salvador)
92.ª 1996 Vitória (Salvador) (15.º) Bahia (Salvador)
93.ª 1997 Vitória (Salvador) (16.º) Bahia (Salvador)
94.ª 1998 Bahia (Salvador) (41.º) Vitória (Salvador)
95.ª 1999[nota 2] Bahia (Salvador) (42.º)
Vitória (Salvador) (17.º)
Poções (Poções)
96.ª 2000 Vitória (Salvador) (18.º) Bahia (Salvador)
97.ª 2001 Bahia (Salvador) (43.º) Juazeiro (Juazeiro)
98.ª 2002 Vitória (Salvador) (19.º) Fluminense de Feira (Feira de Santana)
99.ª 2003 Vitória (Salvador) (20.º) Catuense (Catu)
100.ª 2004 Vitória (Salvador) (21.º) Bahia (Salvador)
101.ª 2005 Vitória (Salvador) (22.º) Bahia (Salvador)
102.ª 2006 Colo Colo (Ilhéus) (1.º) Vitória (Salvador)
103.ª 2007 Vitória (Salvador) (23.º) Bahia (Salvador)
104.ª 2008 Vitória (Salvador) (24.º) Bahia (Salvador)
105.ª 2009 Vitória (Salvador) (25.º) Bahia (Salvador)
106.ª 2010 Vitória (Salvador) (26.º) Bahia (Salvador)
107.ª 2011 Bahia de Feira (Feira de Santana) (1.º) Vitória (Salvador)
108.ª 2012 Bahia (Salvador) (44.º) Vitória (Salvador)
109.ª 2013 Vitória (Salvador) (27.º) Bahia (Salvador)
110.ª 2014 Bahia (Salvador) (45.º) Vitória (Salvador)
111.ª 2015 Bahia (Salvador) (46.º) Vitória da Conquista (Vitória da Conquista)
112.ª 2016 Vitória (Salvador) (28.º) Bahia (Salvador)
113.ª 2017 Vitória (Salvador) (29.º) Bahia (Salvador)

Títulos[editar | editar código-fonte]

Por equipe[editar | editar código-fonte]

Clube Cidade Títulos Vices
Bahia Salvador 46 (1931, 1933, 1934, 1936, 1938, 1940, 1944, 1945, 1947, 1948, 1949, 1950, 1952, 1954, 1956, 1958, 1959, 1960, 1961, 1962, 1967, 1970, 1971, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1979, 1981, 1982, 1983, 1984, 1986, 1987, 1988, 1991, 1993, 1994, 1998, 1999, 2001, 2012, 2014, 2015) 22 (1941, 1955, 1957, 1963, 1964, 1969, 1972, 1985, 1989, 1992, 1996, 1997, 2000, 2004, 2005, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013, 2016, 2017)
Vitória Salvador 29 (1908, 1909, 1953, 1955, 1957, 1964, 1965, 1972, 1980, 1985, 1989, 1990, 1992, 1995, 1996, 1997, 1999, 2000, 2002, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013, 2016, 2017) 24 (1906, 1907, 1911, 1912, 1942, 1947, 1950, 1951, 1958, 1959, 1966, 1974, 1975, 1976, 1979, 1981, 1988, 1993, 1994, 1998, 2006, 2011, 2012, 2014)
Ypiranga-BA Salvador 10 (1917, 1918, 1920, 1921, 1925, 1928, 1929, 1932, 1939, 1951) 12 (1915, 1924, 1926, 1927, 1931, 1933, 1937, 1938, 1946, 1949, 1952, 1960)
Botafogo-BA Senhor do Bonfim 7 (1919, 1922, 1923, 1926, 1930, 1935, 1938) 8 (1918, 1929, 1932, 1943, 1953, 1954, 1965, 1977)
Galícia Salvador 5 (1937, 1941, 1942, 1943, 1968) 12 (1935, 1936, 1938, 1939, 1940, 1944, 1945, 1948, 1967, 1980, 1982, 1995)
Fluminense de Feira Feira de Santana 2 (1963, 1969) 6 (1956, 1968, 1971, 1990, 1991, 2002)
Fluminense de Salvador Salvador 2 (1913, 1915) 6 (1914, 1916, 1917, 1919, 1920, 1930)
São Salvador Salvador 2 (1906, 1907) 1 (1905)
AAB Salvador 1 (1924) 4 (1921, 1922, 1923, 1925)
Leônico Salvador 1 (1966) 2 (1978, 1984)
Santos Dumont Salvador 1 (1910) 2 (1908, 1909)
Bahiano de Tênis Salvador 1 (1927) 2 (1924 ,1928)
Internacional Salvador 1 (1914) 1 (1913)
Atlético de Salvador Salvador 1 (1912) 0
Bahia de Feira Feira de Santana 1 (2011) 0
Colo Colo Ilhéus 1 (2006) 0
Guarany Salvador 1 (1946) 0
Internacional de Cricket Salvador 1 (1905) 0
República Salvador 1 (1916) 0
Sport Bahia Salvador 1 (1911) 2 (1908, 1909)
Catuense Catu 0 4 (1983, 1986, 1987, 2003)
Vitória da Conquista Vitória da Conquista 0 1 (2015)
Atlético de Alagoinhas Alagoinhas 0 1 (1973)
Cruzeiro de Cruz das Almas Cruz das Almas 0 1 (2002)
Energia Circular Salvador 0 1 (1934)
Juazeiro Juazeiro 0 1 (2001)
Poções Poções 0 2 (1999)
São Paulo Salvador 0 1 (1910)

Por cidade[editar | editar código-fonte]

Cidade Títulos Vices Clubes campeões
Salvador 103 102 17
Senhor do Bonfim 7 8 1
Feira de Santana 3 6 2
Ilhéus 1 0 1
Catu 0 4 0
Poções 0 1 0
Vitória da Conquista 0 1 0
Alagoinhas 0 1 0
Juazeiro 0 1 0
Cruz das Almas 0 1 0

Títulos consecutivos[editar | editar código-fonte]

Heptacampeonatos Pentacampeonatos Tetracampeonatos Tricampeonatos Bicampeonatos
Bahia 1 vez (1973–74–75–76–77–78–79) 1 vez (1958–59–60–61–62) 2 vezes (1947–48–49–50, 1981–82–83–84) 1 vez (1986–87–88) 6 vezes (1933–34, 1944–45, 1970–71, 1993–94, 1998–99, 2014–15)
Vitória 2 vezes (2002–03–04–05, 2007–08–09–10) 1 vez (1995–96–97) 5 vezes (1908–09, 1964–65, 1989–90, 1999–00, 2016–17)
Galícia 1 vez (1941–42–43)
Ypiranga 3 vezes (1917–18, 1920–21, 1928–29)
Botafogo 1 vez (1922–23)
São Salvador 1 vez (1906–07)

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão os artilheiros de quase todas as edições do campeonato.[nota 3]

Tabela da artilhairia a cada edição
Ano Artilheiro Clube N.º gols
1905
1906 Juvenal Tarquínio Vitória (Salvador) 8
1907
1908
1909 Juvenal Tarquínio Vitória (Salvador) 4
1910
1911
1912
1913
1914
1915
1916
1917
1918
1919
1920
1921
1922 Astério Botafogo (Salvador) 10
1923
1924
1925
1926
1927
1928 Mário Seixas Bahiano de Tênis (Salvador) 9
1929
1930
1931 Pelágio Ypiranga (Salvador) 10
1932
1933
1934
1935 Vareta Galícia (Salvador) 19
1936
1937
1938 Pedro Amorim[nota 4] Bahia (Salvador) 9
1939 Vareta Bahia (Salvador) 15
1940 Vareta Bahia (Salvador) 10
Vevé Galícia (Salvador)
1941 Palito Bahia (Salvador) 8
1942 Palito Galícia (Salvador) 11
1943 Siri Vitória (Salvador) 17
1944 Camerino Bahia (Salvador) 13
1945 Toinho Botafogo (Salvador) 15
Siri Vitória (Salvador)
1946 Pequeno Ypiranga (Salvador) 18
1947 Pequeno Ypiranga (Salvador) 19
1948 Fabrine Bahia (Salvador) 13
Airton Galícia (Salvador)
1949 Isaltino Bahia (Salvador) 10
1950 Juvenal Vitória (Salvador) 14
Antônio Mário Ypiranga (Salvador)
1951 Carlito Bahia (Salvador) 16
Juvenal Vitória (Salvador)
1952
1953 Quarentinha Vitória (Salvador) 13
1954
1955 Zague Botafogo (Salvador) 14
1956 Zague Botafogo (Salvador) 11
1957 Teotônio Botafogo (Salvador) 16
1958
1959 Matos Vitória (Salvador) 16
1960
1961
1962
1963
1964 Jorge Bassu Galícia (Salvador) 14
Didico Vitória (Salvador)
1965 Dedé Fluminense de Feira (Feira de Santana) 9
1966 Didico Vitória (Salvador) 14
1967 Carlinhos Galícia (Salvador) 14
1968 Carlinhos Galícia (Salvador) 17
1969 Freitas Fluminense de Feira (Feira de Santana) 17
1970 Tanajura Jequié (Jequié) 22
1971 Pinheirinho Fluminense de Feira (Feira de Santana) 10
1972 João Daniel Bahia (Salvador) 13
1973 Douglas Bahia (Salvador) 17
1974 Osni Vitória (Salvador) 17
1975 Osni Vitória (Salvador) 19
1976 Osni Vitória (Salvador) 19
Mickey Bahia (Salvador)
1977 Sena Vitória (Salvador) 16
1978 Douglas Bahia (Salvador) 21
1979 Sena Vitória (Salvador) 25
1980 Beca Itabuna (Itabuna) 20
1981 Beijoca Catuense (Catu) 26
1982 Léo Oliveira Bahia (Salvador) 19
1983 Osni Bahia (Salvador) 23
1984 Osni Bahia (Salvador) 15
Ricky Vitória (Salvador)
1985 Ricky Vitória (Salvador) 22
1986 Cláudio Adão Bahia (Salvador) 27
1987 Vandick Catuense (Catu) 18
1988 Osmar Bahia (Salvador) 19
1989 Vandick Catuense (Catu) 13
1990 Marquinhos Bahia (Salvador) 8
1991 Vandick Bahia (Salvador) 21
1992 Arturzinho Vitória (Salvador) 24
1993 Marcelo Ramos Bahia (Salvador) 22
1994 Alex Alves Vitória (Salvador) 20
1995 Ramon Menezes Vitória (Salvador) 25
1996 Adoílson Vitória (Salvador) 14
1997 Agnaldo Vitória (Salvador) 15
1998 Uéslei Bahia (Salvador) 17
1999 Petkovic Vitória (Salvador) 18
2000 Uéslei Bahia (Salvador) 19
2001 Marcos Chaves Camaçari (Camaçari) 17
2002 Fafá Cruzeiro (Cruz das Almas) 20
2003 Nádson Vitória (Salvador) 7
Renna Catuense (Catu)
2004 Obina Vitória (Salvador) 6
Gilmar
2005 Dill Bahia (Salvador) 9
2006 Ednei Colo Colo (Ilhéus) 23
2007 Índio Vitória (Salvador) 26
2008 Tatu Vitória da Conquista (Vitória da Conquista) 16
Souza Fluminense de Feira (Feira de Santana)
2009 Neto Baiano Vitória (Salvador) 18
2010 Sassá Ipitanga (Senhor do Bonfim) 13
2011 Sassá Ipitanga (Senhor do Bonfim) 10
Geovanni Vitória (Salvador)
2012 Neto Baiano Vitória (Salvador) 27
2013 Rômulo Bahia de Feira (Feira de Santana) 13
2014 Tiago Alagoano Jacuipense (Riachão do Jacuípe) 12
2015 Kieza Bahia (Salvador) 8
2016 Nino Guerreiro Juazeirense (Juazeiro) 6
2017 André Lima Vitória (Salvador) 7
Marclei Bahia de Feira (Feira de Santana)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Título dividido entre Bahia e Botafogo.
  2. Título dividido entre Bahia e Vitória.
  3. A Federação Bahiana de Futebol não tem o registro de todos os artilheiros da história do Campeonato Baiano.
  4. Relativo ao segundo campeonato de 1938.

Referências

  1. a b c d «Como funciona o Campeonato Baiano» 
  2. a b c «Campeonato Baiano». BOLA N@ ÁREA 
  3. a b c «Campeonato Baiano». Lancepédia. Consultado em 15 de novembro de 2017. Arquivado do original em 26 de abril de 2014 
  4. «Fundada a primeira liga de futebol». História do Futebol Baiano - UOL Blog 
  5. «Aprovada a tabela de jogos». História do Futebol Baiano - UOL Blog 
  6. «Neto Baiano iguala recorde de gols e entra para história do Baianão». GloboEsporte. Consultado em 17 de abril de 2015 
  7. «Chevrolet patrocina o Campeonato Baiano 2013». Futebol Bahiano. 10 de janeiro de 2013 
  8. «Montadora adquire naming rights de 20 estaduais». Estadão 
  9. «CAMPEONATO BAIANO CHEVROLET DE FUTEBOL PRIMEIRA DIVISÃO CATEGORIA PROFISSIONAL – EDIÇÃO 2014 PRIMEIRA FASE - DE CLASSIFICAÇÃO: TABELA DOS JOGOS APENAS DE IDA» (PDF) 
  10. «Chevrolet vai deixar de patrocinar federações estaduais a partir de 2015». Blog Painel FC. Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de janeiro de 2015 
  11. «Após fechar com CBF, Chevrolet deixa estaduais». Máquina do Esporte. Consultado em 24 de janeiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]