Catuense Futebol S/A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catuense
CatuenseFutebol.gif
Nome Catuense Futebol S/A
Alcunhas Catuca
Mascote Bem-te-vi
Fundação 1 de janeiro de 1974 (43 anos)
Estádio Penão
Capacidade 10.000
Presidente Brasil Roberto Pena
Treinador Predefinição:UruguaiJanílson Silva
Patrocinador Brasil Construmir
Material (d)esportivo Brasil Nippo Digital
Competição Bahia Campeonato Baiano
Website catuense.net
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Catuense Futebol S/A é um clube de futebol brasileiro com sede na cidade de Catu, no estado da Bahia.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1 de janeiro de 1974 por Antônio Pena, Dagmar Gomes da Silva, Raimundo Stélio, Gerson Santos, José Joaquim, Edmilton Galisa, José Luiz, Ademir Brito, Jucundino Freire e Eliseu Costa.

Liderados por Antonio Pena, ex-prefeito de Catu, em 1974 um grupo de empresários e funcionários da antiga empresa Catuense Transportes Rodoviários decidem fundar um clube de futebol, a Associação Desportiva Catuense, que antes disso já havia sido chamado de Catu Atlético Clube, sem imaginar eles, que esse time conseguiria se formar uma das maiores forças do futebol baiano. Começou disputando torneiros amadores na cidade de Alagoinhas, onde a ideia do time surgiu, e o nome Catuense foi escolhido por Antônio Pena que antes já havia sido conselheiro no Alagoinhas Atlético Clube e no soteropolitano Galícia Esporte Clube, por conta do apreço que ele tem a cidade de Catu que fica a 30 KM de Alagoinhas.

Em 2001[1], mudou de nome para Catuense Futebol S/A.

Antigo escudo

Suas cores são o amarelo, vermelho e preto, em homenagem à cidade, Catu.

Amadorismo, profissionalização e conquistas[editar | editar código-fonte]

Sagrou-se campeão no primeiro ano disputando o campeonato de amadores de Alagoinhas, voltando a ser campeão em 1976 e vice em 1975 e 1978. Em 1980 a Catuense foi convidada pela Federação Bahiana de Futebol a disputar o torneio de acesso à divisão especial do futebol profissional, onde acabou se sagrando campeã e ganhando o direito de jogar no Campeonato Baiano de Futebol da primeira divisão de 1981, onde a Catuense teve uma estréia sensacional chegando a 3ª colocação geral e conquistando o título de campeã do interior, assim conquistando uma das vagas na Taça de Prata (Campeonato Nacional Brasileiro da época) no ano de 1982 onde teve participações das mais dignas. Anos depois, a Catuense foi a final do Campeonato Baiano de Futebol de 1983, mas ficou com o vice-campeonato sendo desbancada pelo Bahia. Depois disso a Catuense voltou a ser vice-campeã em mais 3 oportunidades, em 1986, 1987 e 2003.

Em 2001 conquistou a Taça Estado da Bahia e em 2004 conquistou o Campeonato do Interior da Bahia, em cima do Atlético de Alagoinhas.

Campeonato Brasileiro Série A 1984 e Copa do Brasil.[editar | editar código-fonte]

O ano de 1984 , a Catuense disputava pela primeira vez o Campeonato Brasileiro de Futebol. A equipe caiu no Grupo D, junto à: Santo André, Grêmio, Náutico Capibaribe e Coritiba. Acabou sendo eliminado logo na primeira fase.

Em 2003, disputou a Copa do Brasil de Futebol pela primeira vez. Enfrentou logo na primeira fase o Atlético Mineiro. No primeiro jogo, a Catuense surpreendeu todos goleando por 4 a 2, no Penão, mas acabou sendo eliminado no Mineirão por 5 a 1. Em 2005, cedeu a vaga para o Bahia, que acabou sendo eliminado pelo Grêmio na primeira fase.

Campeonato Brasileiro - Série B e C.[editar | editar código-fonte]

Pelas divisões inferiores, participou em oito ocasiões do Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B: 1982, 1985, 1986, 1987 (Não é oficial), 1988, 1989,1990 e 1991. Em 1989 e 1990, ficou perto de subir para Série A, ficando na 4° colocação nas duas temporadas.

Pelo Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C, disputou por oito vezes o campeonato, nos anos de: 1987, 1992, 1994, 1996, 1997, 1998, 2001 e 2003.

Jogadores revelados e passados pelo clube.[editar | editar código-fonte]

A Catuense revelou grandes jogadores como Bobô, Vandick, Naldinho, Zanata, Luiz Henrique e Renna. Além de outros que passaram como Dendê, Roberto Nascimento, Djalma Cavalcante, Hilário, Tiago Nascimento, dentre outros.

Clássico da laranja[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Clássico da laranja

O clássico entre Catuense e Atlético de Alagoinhas é chamado do Clássico da laranja, pois no inicio dos anos 80 e 90 a Catuense usava a cidade de Alagoinhas como sua casa, mandando seus jogos no Carneirão e nessa época a cidade era a maior produtora de laranja do Estado. O ultimo confronto entre os dois times pelo campeonato baiano foi em 2007 onde o Carcará venceu por 1x0. Neste mesmo ano o catuense foi rebaixado e o atletico de Alagoinhas participou do Brasileirão serie C.

Uniformes Comemorativos 2014[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme 2

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estadual[editar | editar código-fonte]

Estadual
Competição Títulos Temporadas
WikiCup Trophy Gold.png Taça Estado da Bahia 1 2001
WikiCup Trophy Gold.png Taça Cidade de Salvador 1 1987
WikiCup Trophy Gold.png Campeonato do Interior 1 2004

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

1989 e 1990
(1994)

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 69º
  • Pontuação: 206 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Jogos Históricos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências