Romero Mendonça Sobrinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Romerito
Informações pessoais
Nome completo Romero Mendonça Sobrinho
Data de nasc. 14 de janeiro de 1975 (45 anos)
Local de nasc. Itaguaru (GO), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,83 m[1]
canhoto[1]
Informações profissionais
Equipa atual Aparecidense
Posição ex-meia
Clubes de juventude
1993–1996 Atlético Goianiense
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1997–1998
1999
2000
2001
2002
2003–2005
2005–2010
2007–2008
2010–2011
2012
2012
2012
2013–2014
2014
2014–2015
Corinthians
Botafogo-SP
São Caetano
Marília
Brasiliense
Santo André
Goiás
Sport (emp.)
Sport
Comercial
Juventus
Rio Verde
Anapolina
Goianésia
Aparecidense
11 (1)
16 (0)


17 (1)
66 (7)
50 (8)
56 (4)
11 (2)



Times/Equipas que treinou
2020 Aparecidense

Romero Mendonça Sobrinho[1] mais conhecido como Romerito, (Itaguaru, 14 de janeiro de 1975) é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como meia. Atualmente, é treinador pela Aparecidense.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Romerito foi revelado nas categorias de base do Atlético Goianiense. Depois, já profissionalizado, passou por diversos clubes paulistas: Corinthians, Botafogo-SP, São Caetano, Marília e Santo André. Entre as passagens pelo estado de São Paulo, atuou por Brasiliense e Sport, uma vez que conquistou o carinho da torcida rubro-negra.

Em 2008, foi o principal destaque do Sport na campanha do time, que alcançou a final da Copa do Brasil contra o Corinthians.[3] Porém, antes da realização das partidas finais, o jogador foi contratado pelo Goiás, clube detentor de seus direitos federativos, já que o seu contrato de empréstimo ao Leão da Ilha se encerrara no dia 31 de maio de 2008.

Seu retorno ao Goiás gerou polêmica, já que o clube havia aceitado verbalmente a renovação temporária de seu empréstimo ao Sport para que Romerito pudesse disputar as finais da Copa do Brasil. O Goiás alegou que as leis trabalhistas do Brasil, que exigem que contratos sejam prorrogados por um mínimo de três meses, não ofereciam garantias de que o Sport rescindiria o contrato com o jogador após a realização da segunda partida final da Copa do Brasil. O jogador, que revelou publicamente seu desejo de permanecer no Recife, atualmente encontrava-se na capital pernambucana[4].

No dia 27 de setembro de 2010, o Sport confirmou a contratação de Romerito até o final de 2011. No dia 17 de maio de 2011, após o fracasso da perda do hexacampeonato pernambucano e um difícil momento no Sport, Romerito foi dispensado. No dia 7 de dezembro de 2011 o Comercial anunciou sua contratação para a disputa do Paulistão de 2012.

Depois, foi contratado pelo Juventus, onde passou poucos meses. Ainda esteve em mais dois clubes goianos, Rio Verde e Goianésia,[5] antes de praticamente encerrar sua carreira, aos 38 anos, apesar de o jogador ainda não ter dito oficialmente que parou ou que vai parar de jogar.

Em setembro de 2013, foi contratado pelo Vila Nova F.C para ajudar o time goiano no campeonato brasileiro série C. A contratação foi contestada por torcida e imprensa pela idade avançada do jogador que fez o acordo com a diretoria de receber somente se jogar. Em 2014 defendeu a camisa do Azulão do Vale do São Patrício, o Goianésia Esporte Clube no Campeonato Goiano, e nesse mesmo ano irá disputar o Campeonato Brasileiro Série D, jogando com a camisa da Rubra Xata, a Anapolina.[6]

Em 2018, já como técnico das categorias de base do Aparecidense-GO, passou pela Ilha do Retiro para aprimorar a nova profissão.[7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Santo André
Goiás
Sport

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Vice-artilharias[editar | editar código-fonte]

Goiás

Referências

  1. a b c «Perfil de Romerito». Transfermarkt. Consultado em 18 de maio de 2020 
  2. «Aparecidense demite JP Sanches e contrata Romerito». Jornal O Popular. 27 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 
  3. «Sem clube, Romerito, ex-meia do Sport, se isolou no interior de Goiás». Super Esportes. 5 de maio de 2012. Consultado em 18 de maio de 2020 
  4. FILHO, Ricardo (11 de junho de 2008). «Belíssima esntrevista com Romerito!!». MeuSport.com. Consultado em 31 de julho de 2013 
  5. Pedro Marinho (4 de janeiro de 2013). «Romerito, ex-Goiás, revela as razões de jogar pelo Goianésia». SAGRES On Line. Consultado em 18 de maio de 2020 
  6. «Anapolina acerta com Romerito e mais 12 jogadores para a Série D». Futebol Interior. 3 de junho de 2014. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  7. «Romerito inicia estágio no Sport para se aprimorar como técnico e exalta Nelsinho». Super Esportes. 23 de janeiro de 2018. Consultado em 18 de maio de 2020 
  8. Sabrina Rocha (12 de junho de 2018). «Romerito lembra bastidores de ausência na final da Copa do BR 2008 pelo Sport». GE. Consultado em 18 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]