Salgueiro Atlético Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Salgueiro
Nome Salgueiro Atlético Clube
Alcunhas SAC
Carcará do Sertão
Carcará de Aço
Torcedor/Adepto Salgueirense
Mascote Carcará
Fundação 23 de março de 1972 (44 anos) refundado em 23 de março de 2005 (11 anos)
Estádio Cornélio de Barros
Capacidade 12.030 Pessoas
Localização Brasaosalgueiro.jpg Salgueiro, Pernambuco PE, Brasil Brasil
Presidente Brasil Clebel de Souza Cordeiro
Treinador Brasil Evandro Guimarães[1]
Patrocinador Brasil Prefeitura de Salgueiro
Brasil SAF
Brasil Aliança Motos
Brasil Norpeças
Brasil Rota do Mar
Material esportivo Brasil Rota do Mar
Competição Pernambuco Campeonato Pernambucano
Brasil Campeonato Brasileiro
Divisão Brasil Série C

BrasilCopa do Brasil

BandeirasNordesteBrasil.gif CN 2016
Pernambuco PE 2016
Brasil CB 2016
Brasil C 2016
A disputar
4º colocado
1ª Fase
A disputar
BandeirasNordesteBrasil.gif CN 2015
Pernambuco PE 2015
Brasil CB 2015
Brasil C 2015
7º colocado
Vice campeão
2ª Fase
14º colocado
Pernambuco PE 2014
Brasil C 2014
3º colocado
7° colocado
Ranking nacional Aumento (8) 47º lugar, 2.874 pontos
Website Salgueiro Atlético Clube
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Salgueiro Atlético Clube é um clube brasileiro de futebol, sediado no município de Salgueiro, no estado de Pernambuco.

Foi fundado em 23 de março de 1972, mas se profissionalizou apenas em 2005. O clube recebeu esse nome em homenagem à cidade em que se encontra a sua sede.

Com oito anos atuando como profissional, a equipe já ganhou três títulos e em 2013, tornou-se o segundo time na história do interior de Pernambuco a disputar uma edição da Copa do Nordeste e pela sétima vez disputou o Campeonato Pernambucano de futebol de elite, além de ter disputado a série B do campeonato Brasileiro em 2011.

Em 2014 foi Campeão da Taça Miguel Arraes, o equivalente ao 1º turno do Campeonato Pernambucano.

Em 2015 o Carcará chegou as quartas de finais da Copa do Nordeste sendo esta sua melhor campanha no certame e ainda chegou na final do Campeonato Pernambucano feito até então inédito do clube sertanejo quando foi vice-campeão estadual.

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 23 de março de 1972 com o nome de Atlético de Salgueiro. O time era amador e seu maior rival era o Comercial de Serra Talhada. No ano de sua fundação, o Atlético de Salgueiro fez uma das mais importantes partidas da sua história contra o Fluminense/RJ, clube que inspirou as suas cores[2] , em uma partida amistosa no Estádio Cornélio de Barros. Na ocasião, o Fluminense goleou o Salgueiro por 3 a 0. O time acabou fechando as portas, mesmo sendo amador, no final da década de 1970, só retornando aos gramados 25 anos depois.

Em 2005, veio a profissionalização. O time ficou em 3º lugar no Campeonato Pernambucano da série A2, perdendo a vaga na última rodada para o Estudantes de Timbaúba em um jogo turbulento e marcado pela violência, mas graça à desistência do Itacuruba (Que disputava a elite estadual) o carcará subiu para a 1ª divisão do futebol pernambucano. Nesse mesmo ano, conquistou os títulos da Copa PE e Copa Integração.

Em 2006, ano da sua primeira participação no Campeonato pernambucano da 1ª divisão, o time chegou à fase final do 1º turno com chances de título, mas a pífia campanha no 2º turno acabou ocasionando o rebaixamento.

Em 2007, o Salgueiro conquistou o título do Campeonato Pernambucano da série A2, vencendo a equipe do Sete de Setembro nas duas partidas. Na semifinal obteve um empate emocionante no clássico contra o Petrolina em 3 a 3, onde o gol do acesso do Carcará saiu aos 47 do segundo tempo e assim, retornando à primeira divisão. Antes disso, a equipe eliminou o Atlético de Vicência nas quartas-de-final.

Em 2008, o time fez uma brilhante participação no Pernambucano, terminando em 4º lugar, e garantindo uma vaga na Campeonato Brasileiro da Série C. Em sua primeira participação em competições nacionais, terminou em 14º lugar dentre 64 clubes e garantiu a sua vaga na Série C em 2009, tendo em vista que a CBF criou a Série D. Os 20 melhores da Série C de 2008, excluídos os 4 primeiros que subiram pra Série B, automaticamente permanecerem na C para o ano seguinte.

Em 2009, o clube repete a boa campanha no Pernambucano, terminando na 4ª colocação. Na Série C 2009, o clube terminou em 10º lugar, sendo eliminado ainda na 1ª fase, ficando atrás somente do ASA e do Icasa no Grupo B.

Em 2010, no dia 17 de outubro de 2010, uma data histórica para o clube do sertão pernambucano, o Salgueiro conquistou o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, após vencer o Paysandu de virada pelo placar de 3 a 2, fora de casa, no estádio do Curuzu lotado. O placar anterior em Salgueiro havia sido de 1 a 1.

Em 2011, a equipe fez sua estreia no Campeonato Brasileiro Série B. No primeiro jogo empatou contra o São Caetano, por 1 a 1 mesmo placar da segunda partida contra o ABC em Natal. A primeira vitória só saiu na 3ª rodada frente o Duque de Caxias, por 2 a 0. Por sua vez, a primeira derrota veio na 4ª rodada diante do Paraná Clube por 1 a 0 em Curitiba. Terminou o campeonato na 19º colocação, tendo sido rebaixado a série "C" Nacional.

No ano de 2012 o Salgueiro conseguiu uma das 4 vagas para as semi-finais do estadual. O jogo da semifinal foi contra o Santa Cruz, o primeiro jogo em Salgueiro, o time da casa venceu pelo placar de 2 a 1, mas no jogo da volta em Recife, o Santa Cruz venceu por 3 a 1, assim encerrando a melhor campanha da história de um time do sertão do estado acabando o campeonato na 3ª colocação. Infelizmente, porém, o clube fez uma péssima campanha na série "C" do Campeonato Brasileiro terminando na penúltima colocação do grupo "A" e na 17° colocação geral caindo para a série "D" do Campeonato Brasileiro de 2013.

No ano de 2013, no estadual, o clube não conseguiu mostrar a tradicional força jogando em seus domínios e acabou o campeonato na modesta 6ª colocação. Por outro lado, nas competições nacionais do ano, o Carcará fez excelentes campanhas. Teve uma brilhante campanha na Copa do Brasil de 2013. Na Série D, após vencer o Plácido de Castro/AC por 3 a 1, depois de ter empatado no jogo de ida por 1 a 1, o Salgueiro avançou às semifinais do torneio e garantiu o acesso de volta à Série C, um ano após ter sido rebaixado. Antes disso, havia eliminado o Nacional/AM nas quartas de finais. A equipe ainda fez sua estreia na Copa do Nordeste terminando na última posição do Grupo C, que contava com o Vitória/BA, ASA de Arapiraca/AL e América/RN. O seu jogador nigeriano Yerien foi quem marcou o primeiro gol transmitido pela TV Esporte Interativo no Nordestão, na vitória de 1 a 0 sobre o ASA.

A Brilhante Campanha na Copa do Brasil 2013[editar | editar código-fonte]

Na Copa do Brasil de Futebol, o clube conseguiu avançar para as Oitavas de Final, sendo assim o primeiro clube da história do interior de Pernambuco a conseguir tal feito, eliminando na 1ª fase o Boa Esporte Clube, na 2ª fase o Vitória e na 3° fase o Criciúma.

Enfrentou nas oitavas o Internacional/RS. No primeiro jogo os gaúchos venceram pelo placar de 3 a 0 atuando no Rio Grande do Sul e no jogo da volta, empate por 2 a 2 encerrando assim a participação brilhante do clube na competição.

Dias Atuais[editar | editar código-fonte]

Em 2014 o Salgueiro disputa 2 competições: O Pernambucano e o Brasileirão Série C.

Campeonato Pernambucano 2014 :[editar | editar código-fonte]

O Salgueiro fez uma boa Campanha no pernambucano 2014, terminando em 3º lugar. Na semifinal venceu a primeira partida contra o Náutico por 2 a 0 no Salgueirão, mas acabou sendo derrotado no segundo jogo por 1 a 0 a decisão foi para os pênaltis, com o Náutico vencendo por 5 a 3, tornando-se o primeiro finalista do Campeonato Pernambucano 2014.

Brasileirão Série C 2014 :[editar | editar código-fonte]

Salgueiro fez boa campanha também na série C, ficou em terceiro colocado na fase de grupos. E na fase de quartas de finais, Carcará foi eliminado pelo Mogi-mirim, depois de perder o primeiro por 1 a 0 no Salgueirão, com ilustre presença de Rivaldo presidente do clube Paulista na cidade. No segundo jogo o Carcará não conseguiu reverter e empatou por 0 a 0 e viu o sonho de voltar para a série B ficar pra próxima.

Salgueiro em 2015 :[editar | editar código-fonte]

Copa do Nordeste - O Carcará foi eliminado nas quartas de final pelo Ceara/CE. [O Ceará foi o campeão desse Copa]

Copa do Brasil - O Carcará foi eliminado pelo Flamengo/RJ na segunda fase.

Campeonato Pernambucano - O Carcará foi o Vice campeão do Campeonato Pernambucano 2015.

Brasileiro Série C - O Carcará disputará novamente a Série C em 2016.

O Salgueiro disputará em 2016: "Campeonato Pernambucano" - "Copa do Nordeste" - "Copa do Brasil" e "Brasileiro Série C"

Elenco atual[editar | editar código-fonte]


Goleiros
Jogador
Brasil Luciano
Brasil Mondragon
Brasil Gleibson
Brasil Fernando
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Rogério Z
Brasil Luís Eduardo Z
Brasil Ranieri Z
Brasil Mauricio Z
Brasil Marcos Tamandaré Capitão LD
Brasil Toty LD
Brasil Daniel LE
Brasil Marlon LE
Brasil Lucas Piauí LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Moreilândia V
Brasil Rodolfo Potiguar V
Brasil Vitor Caicó V
Brasil Jaildo V
Brasil Nilson V
Brasil Matheus Rosa V
Brasil Clebinho V
Brasil Cássio Ortega M
Brasil Alexon M
Brasil Paulinho Mossoró M
Atacantes
Jogador
Brasil Gustavo Alves
Brasil Paulo Júnior
Brasil Jhon
Brasil Anderson Lessa
Brasil Piauí
Brasil Whoshington
Brasil Jefferson Berger
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Evandro Guimarães T

Legenda:

  • Capitão: Capitão

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Salgueiro realiza seus jogos no Estádio Municipal Cornélio de Barros Muniz, mais conhecido como “Salgueirão”, em Salgueiro/PE, com capacidade para 10.036 pessoas.

O Estádio Cornélio de Barros , popularmente conhecido como Salgueirão, é um estádio de futebol, localizado na cidade de Salgueiro, estado de Pernambuco, pertence à Prefeitura Municipal, é utilizado pelo Salgueiro. O apelido Salgueirão tem origem no nome da cidade onde está localizado. Foi inaugurado em 1972 , sua capacidade inicial era de 5 mil torcedores , em 2011/2012 foi aumentado para 12 mil torcedores.

Maiores Públicos[editar | editar código-fonte]

Maiores Públicos do Estádio Cornélio de Barros

1 - Salgueiro 0x0 Santa Cruz - 10.126 - Pernambucano 2015 (Final)

2 - Salgueiro 3x1 Plácido de Castro - 9.815 - Série D 2013 (Quartas de Final)

3 - Salgueiro 1x2 Botafogo/PB - 9.685 - Série D 2013 (Semi Final)

4 - Salgueiro 0x1 Vitória - 9.451 - Copa do Nordeste 2013 (Primeira Fase)

5 - Salgueiro 0x0 Nacional/AM - 9.410 - Série D 2013 (Oitavas de Final)

6 - Salgueiro 2x1 Icasa - 9.385 - Série C 2012 (Fase de Grupo)

7 - Salgueiro 2x0 Sport - 9.307 - Pernambucano 2015 (Semi Final)

8 - Salgueiro 2x1 América/RN - 9.144 - Copa do Nordeste (Primeira Fase)

9 - Salgueiro 2x0 Sport - 9.044 - Pernambucano 2012 (Fase Classificatória)

10 - Salgueiro 0x0 Fortaleza - 9.036 - Série C 2012 (Fase de Grupo)

Títulos[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Competições Amistosas[editar | editar código-fonte]

Outras Categorias[editar | editar código-fonte]

Campanhas de Destaque[editar | editar código-fonte]

Futsal pictogram.svg Futsal[editar | editar código-fonte]

Olympic pictogram Judo.png Jiu-Jitsu[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

  • Globo terraqueo 3.gif Campeão Mundial de Jiu-Jitsu - Paulo Maia - 2015.
  • Flags of the Union of South American Nations.gif Campeão Pan-Americano de Jiu-Jitsu - Paulo Maia - 2015

Nacionais[editar | editar código-fonte]

  • Brasil Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu - Paulo Maia - 2015:
  • São Paulo Campeão da Taça SP de Jiu-Jitsu - Paulo Maia - 2015.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporadas do Salgueiro

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2016
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Pernambuco Campeonato Pernambucano 10 Vice-campeão (2015) 2006 2016 1
Série A2 2 Campeão (2007) 2005 2007 1
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste 3 Quartas de final (2015, 2016) 2013 2016
Brasil Série B 1 19º colocado (2011) 2011 2011 1
Série C 7 4º colocado (2010) 2008 2016 1 1
Série D 1 4º colocado (2013) 2013 2013 1
Copa do Brasil 3 Oitavas de final (2013) 2013 2016

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Brasil Brasil BandeirasNordesteBrasil.gif Nordeste Pernambuco Pernambuco
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Copa do Nordeste Pernambucano
Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div. Pos.
2006 C Não classificado A1
2007 C Não classificado A2
2008 C 14º 24 18 5 9 4 24 21 A1
2009 C 10° 13 8 4 1 3 8 12 A1
2010 C 16 12 4 4 4 16 18 A1
2011 B 19º 29 38 8 5 25 32 63 A1
2012 C 17º 20 18 4 8 6 25 29 A1
2013 D 21 14 5 6 3 23 15 R16 Grupos A1 11º
2014 C 28 20 7 7 6 20 23 A1
2015 C 14º 19 18 4 7 7 17 20 2F QF A1
2016 C A disputar 1F QF A1


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado na semifinal.
     Classificado à Copa Libertadores da América
     Classificado à Copa Libertadores da América pelo título da Copa do Brasil ou Copa Libertadores.
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Classificado ao Torneio do Interior
     Rebaixado à divisão inferior.
     Promovido à divisão superior.

Desempenho em competições[editar | editar código-fonte]

Brasil Campeonato Brasileiro - Série B[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2011 19º (Rebaixado)

Brasil Campeonato Brasileiro - Série C[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2008 14º
2009 10º
2010 (Promovido)
2012 17º (Rebaixado)
2014
2015 14º
2016 A disputar

Brasil Campeonato Brasileiro - Série D[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2013 (Promovido)

Brasil Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2013 15º (Oitavas-de-Final)
2015 43º (Segunda Fase)
2016 81º (Primeira Fase)

BandeirasNordesteBrasil.gifCopa do Nordeste[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2013 13º
2015
2016 A disputar

Pernambuco Campeonato Pernambucano - 1ª Divisão[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2006 (Vice-lanterna e rebaixado)
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015 Vice-campeão

Pernambuco Campeonato Pernambucano - 2ª Divisão[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2005 (Promovido)
2007 Campeão

Pernambuco Copa Pernambuco[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2005 Campeão
2008

Brazil Region Nordeste.svg Copa Integração CE-PB-PE-PI[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2005 Campeão
2007

Clássicos locais[editar | editar código-fonte]

  • Salgueiro vs Icasa
Ver artigo principal: Clássico Romeiro

° Salgueiro vs Petrolina - Clássico Sertanejo

° Salgueiro vs Serra Talhada - Clássico dos Distritos

° Salgueiro vs Araripina - Clássico das Torcidas

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Maior goleada aplicada
Maior goleada sofrida

Mascote[editar | editar código-fonte]

Carcará

O mascote do Salgueiro é o pássaro Carcará, muito comum no sertão nordestino. O carcará é facilmente reconhecível, quando pousado, pelo fato de ter uma espécie de solidéu preto sobre a cabeça, assim como um bico adunco e alto, que se assemelha à lâmina de um cutelo; a face é vermelha. É recoberto de preto na parte superior e tem no peito de uma combinação de marrom claro com riscas pretas, de tipo carijó/pedrês; patas compridas e de cor amarela; em voo, assemelha-se a um urubu, mas é reconhecível por duas manchas de cor clara na extremidade das asas.

Presente em todo o Brasil e também dos Estados Unidos (Flórida) à Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul. Comum em campos e pastagens com árvores isoladas, plantações e outras áreas abertas. Vive solitário, aos pares ou em grupos.

Pousa em árvores ou cercas, sendo frequentemente observado no chão, junto à queimadas e ao longo de estradas. É onívoro, alimentando-se tanto de animais vivos como mortos. O carcará não é, taxonomicamente, uma águia e sim um parente distante dos falcões. Diferentemente destes, no entanto, não é um predador especializado e sim um generalista e oportunista (assim como os seus parentes próximos, o chimango e o gavião-carrapateiro), alimentando-se de insetos, anfíbios, roedores e quaisquer outras presas fáceis; ataca crias de mamíferos (como filhotes recém-nascidos de ovelhas) e procura frutas.


Hino[editar | editar código-fonte]

Inicio

É Branco, verde e vermelho

As cores do meu coração

Salgueiro Atlético Clube

É o Tricolor do Sertão

É força, é garra, é magia

O sonho não acabou

Se tem bola na rede começa a folia

Na garganta o grito de gol

Futebol é a minha alegria

Tem festa no interior

No toque da bola tem muita harmonia

Na garganta o grito de gol

Refrão

É paixão no meu coração

Emoção meu time é campeão

É paixão, emoção

Salgueiro Atlético Clube

É! É! É!

É o Carcará do Sertão!

Carcará, pega, mata e come

Carcará, não vai morrer de fome

Carcará, mais coragem do que homem

Carcará, pega, mata e come!

(Autor: Zezito Doceiro)

Maiores artilheiros[editar | editar código-fonte]

Goleadores
Pos. Atleta Gols
Fabricío Ceará 37 Gol marcado
Clébson 23 Gol marcado
Elvis 22 Gol marcado
Kanú 16 Gol marcado
Paulo Rangel 14 Gol marcado
Júnior Ferrim 13 Gol marcado
Victor Caicó 13 Gol marcado
Fagner 12 Gol marcado
Anderson Lessa 12 Gol marcado
10º França 9 Gol marcado


Jogadores Estrangeiros[editar | editar código-fonte]

Jogadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Grandes Jogos[editar | editar código-fonte]

O Salgueiro tem vitórias importantes contra grandes clubes brasileiros

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Jogadores[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa branca, calção e meias brancas.
  • 2º - Camisa vermelha, calção e meias vermelhas.
  • 3º - Camisa verde-limão, calção e meias verdes-limão.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme

Outros uniformes[editar | editar código-fonte]

  • 2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme
  • 2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
4º Uniforme
  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme

Uniformes

Camisas do Salgueiro Atlético Clube

Torcidas[editar | editar código-fonte]

As principais torcidas organizadas do clube são a Torcida Fúria do Sertão, fundada em 2005 e a Torcida Jovem Comando Tricolor, fundada em 2010

O clube conta ainda com uma barra brava (tipo de torcida muito popular na América Latina), a Nova Guarda Salgueirense.

A torcida do Salgueiro é a 4ª maior torcida do estado(considerando os times pernambucanos). Está atrás apenas do trio de ferro da capital(Sport, Santa Cruz e Náutico)

http://blogs.diariodepernambuco.com.br/esportes/2013/09/04/pluralidade-das-pesquisas-do-mesmo-instituto-em-pernambuco/

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 47º Aumento (8)
  • Pontuação: 2874 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Martelo batido: Evandro Guimarães é o novo treinador do Salgueiro». globo.com. 13 de maio de 2016. Consultado em 23 de maio de 2016. 
  2. [Transmissão esportiva da TV Brasil em 1º de junho de 2014, da partida Salgueiro versus ASA (AL), citando o presidente do Salgueiro como fonte da informação]
  3. Federação Pernambucana de Futebol