Íbis Sport Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Íbis
ÍbisSC.png
Nome Íbis Sport Club
Alcunhas Pior time do mundo
Pássaro Preto
Mascote Íbis
Fundação 15 de novembro de 1938 (82 anos)
Estádio Ademir Cunha
Capacidade 10 000
Localização Paulista, Pernambuco, Brasil
Presidente Ozir Ramos Jr.
Treinador Carlos Alberto
Patrocinador BetssonFC
Material (d)esportivo Erreà
Competição Campeonato Pernambucano - Série A2
Website ibismania.com.br
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Íbis Sport Club é um clube de futebol da cidade de Paulista, no estado de Pernambuco. O time ficou famoso depois que ganhou o epíteto de "pior time do mundo", afinal de contas "nada pode ser pior".[1] O mascote do time é o íbis, animal da mitologia egípcia.

História

O Início

O Íbis Sport Club foi fundado em 15 de novembro de 1938, como forma de entretenimento para os trabalhadores da Tecelagem de Seda e Algodão de Pernambuco (TSAP).[2][3] A princípio apenas funcionários da empresa jogavam e mesmo assim eram partidas amistosas.[2] Depois, o clube cresceu e se profissionalizou, tornando-se um dos clubes fundadores da Federação Pernambucana de Futebol.[2][4] Com o passar do tempo e as dificuldades surgindo, o time foi abandonado pela TSAP e abraçado pela Família Ramos, que o mantém até hoje. O símbolo, a íbis sagrada do Egito antigo e a cor rubro-negra é uma referência ao escudo da TSAP.

Anos 1970

No final dos anos 1970 e início dos anos 1980, o Íbis ganhou fama mundial por sua péssima qualidade nos gramados. Graças a nove derrotas consecutivas e depois uma sequência de 23 jogos sem vitórias, conquistou fama nacional. Foram três anos e onze meses sem comemorar uma única vitória, recorde registrado no Livro Guinness dos Recordes. A fama de pior time do mundo veio com uma brincadeira de jornalistas da época, mas pegou.[4][5]

Anos 1980

No estadual de 1980 o Íbis venceu o Ferroviário por 1 a 0 em 20 de julho. Depois disso o time só voltaria a ganhar em 17 de junho de 1984, quando bateu o Santo Amaro por 3 a 1. Curiosamente, antes de vencer o Ferroviário, o clube já vinha de dezenove jogos sem vencer, entre 1978 e 1979.

Anos 1990

No ano de 1999 o Íbis sagrou-se vice-campeão estadual da segunda divisão, com o seguinte time-base: Júnior, Sandro, Wilton, Fio, Cristiano, Mosinho, Carlinhos, Oziel, Valteci, Carioca e Esdras. O treinador era Marcos Costa.[6][7]

Anos 2020

Em 2020, o Íbis nas redes sociais superou equipes em destaque no cenário europeu e brasileiro e concluiu a temporada como quarto maior engajamento entre clubes no Twitter, no mundo. O direcionamento do clube virou tendência e viralizou nas redes. Além de brincar com derrotas e rebaixamentos de equipes nacionais, o Íbis também nunca "perdoou", na zoeira, os gigantes europeus.[8]

Em 2021, durante o segundo ano da pandemia de COVID-19, o Íbis se manteve ativo e satírico nas suas redes sociais quando em junho já possuía mais de 300 mil seguidores no Instagram e mais de 290 mil no Twitter. Com essa exposição, em junho, a empresa de apostas BetssonFC acertou um contrato de patrocínio com o Íbis, o maior dos 82 anos de história do clube, segundo o presidente Ozir Ramos Jr.[9][10]

Títulos

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
PEtrophy.png Torneio Início 2 1948 e 1950[11][5]
PEtrophy.png Torneio Incentivo 2 1975 e 1976

Sub-20 (Júnior)

Sub-17 (Juvenil)

Estatísticas

Participações

Participações em 2020
Competição Temporadas Melhor campanha Anos P Aumento R Baixa
Pernambuco Campeonato Pernambucano 46 5º colocado (4 vezes) 1947-1950, 1952-1970, 1972-1976, 1978-1994, 2000 3
Série A2 24 Vice-campeão (1999) 1977, 1995-1999, 2001-2008, 2010, 2012-2020 2

Handebol

Masculino

  • Circuito Esportivo da Juventude (etapa Água Preta-PE) - 2014

Ídolos

Referências

  1. «Íbis, o pior time do mundo também é centenário: só que de vitórias». Espn. Consultado em 26 de abril de 2016 
  2. a b c globoesporte.com. «Ibis comemora 70 anos e projeta centro de treinamento de R$ 15 milhões». Consultado em 25 de abril de 2016 
  3. «Íbis: relembre fatos da história do pior time do mundo» (em portugués). Portal Esportivo. 2 de fevereiro de 2008. Consultado em 2 de março de 2009. Arquivado do original em 6 de julho de 2011 
  4. a b Barbosa, Alexandre (11 de outubro de 2008). «Íbis: 70 anos» (em portugués). Folha de Pernambuco. Consultado em 2 de março de 2009 
  5. a b Barbosa, Sidney (15 de novembro de 2009). «Íbis Sport Clube, 70 anos de história.» (em portugués). Campeões do Futebol. Consultado em 2 de março de 2009 
  6. «Íbis Sport Club» (em portugués). Arquivo de Clubes. Consultado em 2 de março de 2009. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  7. «Pernambuco State League Second Level 1999». RSSSF. 23 de novembro de 2000. Consultado em 2 de março de 2009. Arquivado do original em 20 de fevereiro de 2009 
  8. https://www.terra.com.br/esportes/futebol/ibis-fecha-patrocinio-historico-e-promete-reformulacao,defaa664e28fe45527a39e8e2a7ee856zfzr1il3.html
  9. https://www.terra.com.br/esportes/futebol/ibis-fecha-patrocinio-historico-e-promete-reformulacao,defaa664e28fe45527a39e8e2a7ee856zfzr1il3.html
  10. https://www.lance.com.br/fora-de-campo/pior-time-mundo-ibis-fecha-maior-patrocinio-historia-clube-presidente-promete-reformulacao.html
  11. Enciclopédia do Futebol Brasileiro Lance Volume 1. Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A. 2001. p. 184. ISBN 9788588651012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um clube de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.