Clube Atlético Pernambucano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros clubes com o mesmo nome, veja Atlético.
Atlético Pernambucano
Clube Atlético Pernambucano
Nome Clube Atlético Pernambucano
Torcedor/Adepto atleticano
Mascote Tatu-bola
Fundação 8 de março de 2006 (13 anos) [n.b. 1]
Estádio Paulo Petribú
Capacidade 5 000[1]
Localização Carpina, Brasil
Presidente José Alberto Lisboa Neto
Treinador Del Vecchio
Material (d)esportivo Liswear Sports
Competição Pernambucano - Série A2
Ranking nacional 157.º lugar, 255 pontos [2]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Clube Atlético Pernambucano (conhecido por Atlético Pernambucano ou apenas Atlético-PE e cujo acrônimo é CAP[n.b. 2]) é uma associação esportiva brasileira fundada em 2006 como Clube Atlético de Vicência, no município de Vicência, Pernambuco. Em 2008, o clube mudou de cidade para Carpina, mudando de nome e estádio, passando a chamar-se de Clube Atlético Pernambucano e mandando seus jogos no estádio municipal Paulo Pessoa Cavalcanti Petribú, com capacidade para 5 000 pessoas.

Em 2008, o clube conseguiu chegar na decisão da Copa Pernambuco, perdendo o título para o Santa Cruz. Em 2017 viveu emoções distintas, se por uma lado estreou no Campeonato Brasileiro da Série D (terminando na 47ª posição), por outro, acabou fazendo uma péssima campanha na primeira divisão estadual, ficando em 11º e penúltimo colocado, sendo rebaixado para a série A2, em 2018.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado no dia 8 de Março de 2006 numa quarta-feira, com o nome de Clube Atlético de Vicência, no município de Vicência, o clube participou de duas edições do série A2 do Campeonato Pernambucano de Futebol, em 2006 e 2007, terminando em ambas na 7ª colocação. Em 2008, o clube mudaria de cidade e de nome, passando a se chamar de Clube Atlético Pernambucano e tendo como cidade sede o município de Carpina, passando a mandar seus jogos no Estádio Municipal de Carpina. No mesmo ano em que mudou de nome, o clube chegou na decisão da Copa Pernambuco de 2008, perdendo o título para o Santa Cruz. No jogo de ida da final, em Carpina, um empate sem gols. Na partida decisiva, no Estádio do Arruda, em Recife, o atlético foi derrotado pelo placar de 4 a 0. Na segunda edição, em 2009, o clube terminou em 13º lugar.

Na série A2 do pernambucano, disputou a edição de 2008 conseguindo um quinto, na edição seguinte em 2009, chegou na sexta posição, já em 2012, termina da decima quinta colocação e finalmente no campeonato de 2014, sagra-se vice-campeão e o acesso a primeira divisão estadual. Apos sua estreia em 2015 na série A1 do pernambucano, o clube terminaria na nona colocação da competição. Em 2016, fica na 7ª posição, conquistando o Hexagonal da Permanêcia[3] e em 2017, vive emoções distintas. Se por uma lado estreou na quarta divisão Campeonato Brasileiro de Futebol, depois que herdou vaga na competição em 2016 após o Serra Talhada[4] ter desistido e terminando na 47ª posição, sendo o segundo melhor colocado representante pernambucano no campeonato nacional, por outro acabou fazendo uma péssima campanha no estadual ficando em 11º e penúltimo colocado e sendo rebaixado para a série A2 em 2018.

Sedes e estádios[editar | editar código-fonte]

Sedes[editar | editar código-fonte]

O Atlético Pernambucano, já teve sude no município de Vicência. Atualmente, a sua sede fica localizada na Rodovia PE-90 Km 17, no bairro da Fazenda Santo Antônio, em Carpina, onde possui sede social e departamento de futebol.

Estádios[editar | editar código-fonte]

O Atlético quando residia em Vicência, mandava seus jogos no estádio José Joaquim Albertins, mais conhecido como Jacosão com capacidade para 5.500 pessoas. Depois que se mudou para Carpina, passou a mandar seus jogos no estádio Municipal Paulo Pessoa Cavalcanti Petribú, com capacidade para 5 mil pessoas.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Pernambuco Pernambucano - Série A1 1 7º colocado (2016) 2015 2017 3
Pernambucano - Série A2 6 Vice-campeão (2014) 2006 2012 1
Copa Pernambuco 2 Vice-campeão (2008) 2008 2009
Brasil Série D 1 47º colocado (2017) 2017 2017

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Clube Atlético Pernambucano
Torneio Campeão Vice-campeão Terceiro colocado Quarto colocado
Brasil Campeonato Brasileiro – Série D 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
Pernambuco Campeonato Pernambucano 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui) 0 (não possui)
Pernambuco Pernambucano - Série A2 0 (não possui) 1 (2014) 0 (não possui) 0 (não possui)
Pernambuco Copa Pernambuco 0 (não possui) 1 (2008) 0 (não possui) 0 (não possui)

Notas

  1. Como Clube Atlético de Vicência
  2. Não confundir com o acrônimo para Athletico Paranaense

Referências

  1. «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (HTML). agenciach.com.br. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  2. CBF (12 de dezembro de 2018). «RNC - Ranking Nacional dos Clubes 2019» (PDF). Cópia arquivada (PDF) em 13 de dezembro de 2018 
  3. Clube Atlético Pernambucano. «Atlético ergue o troféu de Campeão do Hexagonal da Permanência». 6 de março de 2016. Consultado em 18 de setembro de 2016. Arquivado do original em 6 de maio de 2016 
  4. «Série D: No grupo do Flu de Feira, Atlético-PE herda vaga após desistência do Serra Talhada». Bahia Notícias. 9 de maio de 2017. Consultado em 11 de maio de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.