Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 - Série D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2019 - Série D
Dados
Participantes 68
Organização CBF
Período 4 de maio18 de agosto
Gol(o)s 639
Partidas 266
Média 2,4 gol(o)s por partida
Campeão Brusque (1º título)
Vice-campeão Manaus
Promovido(s) Manaus
Ituano
Jacuipense
Brusque
Melhor marcador Júnior Pirambu (Brusque) – 10 gols
Melhor ataque (fase inicial) América de Natal – 20 gols
Melhor defesa (fase inicial) 1 gol:
Maior goleada
(diferença)
América de Natal 8–0 Serrano
Arena das DunasNatal
9 de junho, 6ª rodada
Público 318 227
Média 1 224 pessoas por partida
◄◄ 2018 Soccerball.svg 2020 ►►

A Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 foi a décima primeira edição da competição de futebol profissional equivalente à quarta divisão no Brasil. Esta edição foi disputada por 68 equipes, que se classificaram através dos campeonatos estaduais e por outros torneios realizados por cada uma das federações estaduais.

O Brusque foi o grande campeão desta edição: após dois empates por 2–2 na final contra o Manaus, a equipe catarinense ficou com o título derrotando os manauaras por 6–5 na disputa por pênaltis.[1] Além dos finalistas, Ituano e Jacuipense também conquistaram o acesso à Série C de 2020.[2]

Critérios de classificação[editar | editar código-fonte]

De acordo com o formato do ano anterior, com 68 equipes participantes, as vagas foram distribuídas da seguinte forma:[3]

  • Os quatro rebaixados da Série C do ano anterior;
  • O estado primeiro colocado no Ranking Nacional das Federações terá direito a 4 vagas;
  • Do segundo ao nono no Ranking Nacional das Federações terão direito a 3 vagas;
  • Os demais 18 estados no Ranking Nacional das Federações terão direito a dois representantes cada.

Os indicados das federações estaduais são selecionados através do desempenho nos Campeonatos Estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual;

Em caso de desistência, a vaga é ocupada pelo clube da mesma federação melhor classificado, ou então, pelo clube apontado pela federação estadual. Se o estado não indicar nenhum representante, a vaga é repassada ao melhor estado seguinte posicionado no Ranking Nacional das Federações, que indica uma equipe a ocupar o mesmo grupo da equipe original. Caso a vaga ainda fique em aberto, é transferida ao segundo estado seguinte e melhor colocado no ranking, e assim sucessivamente. O limite de usufruto de vaga repassada é de uma por federação.[3]

As equipes que disputam a Série D geralmente são definidas pelo seu posicionamento na tabela de classificação de seus respectivos campeonatos estaduais. Quando nos estaduais existe algum participante que já disputa alguma divisão superior do Campeonato Brasileiro (Séries A, B ou C), a classificação para a Série D se dá a seguinte equipe melhor posicionada na tabela de classificação. Em alguns estados, os campeonatos locais servem apenas como classificação para a Copa do Brasil da temporada subsequente. A federação destes estados prefere realizar algum torneio paralelo ao estadual propriamente dito, para definir seu(s) representante(s) na Série D do Campeonato Brasileiro. Desde a edição de 2016, por conta de ajustes no regulamento feitos pela CBF, os campeonatos e seletivas estaduais de um ano classificam seus times para as competições nacionais do ano seguinte.[4]

São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia e Pernambuco têm quatro representantes cada, enquanto Rio de Janeiro, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul têm três. Os outros estados contam com dois participantes cada.[3]

Formato de disputa[editar | editar código-fonte]

Na primeira fase os 68 clubes são divididos em dezessete grupos com quatro clubes cada, organizados regionalmente. Os times jogam contra os outros do grupo, em turno e returno, num total de seis rodadas. Os primeiros colocados de cada grupo, além dos 15 melhores segundo colocados, se classificam para a segunda fase. Desta fase em diante, todas são em mata-mata, com o clube de melhor campanha sempre realizando a partida decisiva em seus domínios. Os quatro semifinalistas conquistam o direito de disputar a Série C de 2020. Os vencedores das semifinais jogam as finais também em ida e volta, e aquele com o melhor resultado agregado será o campeão da Série D de 2019.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localização dos times classificados por Estado.
Equipe Cidade Estado Como se classificou Estádio (mando) Capacidade[5] Títulos
Altos Altos Piauí PI Campeão do Estadual 2018 Felipão 3 000 0 (não possui)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN Melhor colocado do Estadual 2018 Arena das Dunas 32 050 0 (não possui)
América-PE Recife Pernambuco PE 3º melhor colocado do Estadual 2018 Ademir Cunha 12 000 0 (não possui)
Anapolina Anápolis Goiás GO 2º melhor colocado do Estadual 2018 Jonas Duarte 10 707 0 (não possui)
Aparecidense Aparecida de Goiânia Goiás GO Melhor colocado do Estadual 2018 Annibal Batista de Toledo 4 800 0 (não possui)
ASA Arapiraca Alagoas AL Melhor colocado do Estadual 2018 Fumeirão 15 332 0 (não possui)
Atlético Cearense[nota 1] Fortaleza Ceará CE Melhor colocado do Estadual 2018 Presidente Vargas 20 262 0 (não possui)
Atlético Roraima Boa Vista Roraima RR Vice-campeão do Estadual 2018 Ribeirão 1 500 0 (não possui)
Avenida Santa Cruz do Sul Rio Grande do Sul RS 2º melhor colocado do Estadual 2018 Eucaliptos 3 000 0 (não possui)
Bahia de Feira Feira de Santana Bahia BA 2º melhor colocado do Estadual 2018 Arena Cajueiro 4 000 0 (não possui)
Barcelona-RO Vilhena Rondônia RO Vice-campeão do Estadual 2018 Portal da Amazônia 2 500 0 (não possui)
Boavista-RJ Saquarema Rio de Janeiro RJ Melhor colocado do Estadual 2018 Eucy Resende 2 058 0 (não possui)
Bragantino-PA Bragança Pará PA Melhor colocado do Estadual 2018 Diogão 10 000 0 (não possui)
Brasiliense Taguatinga Distrito Federal (Brasil) DF Vice-campeão do Metropolitano 2018 Boca do Jacaré 28 800 0 (não possui)
Brusque Brusque Santa Catarina SC 2º melhor colocado do Estadual 2018 Augusto Bauer 5 000 0 (não possui)
Caldense Poços de Caldas Minas Gerais MG 3º melhor colocado do Estadual 2018 Ronaldão 7 600 0 (não possui)
Campinense Campina Grande Paraíba PB Melhor colocado do Estadual 2018 Amigão 19 000 0 (não possui)
Caxias Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 3º melhor colocado do Estadual 2018 Centenário 22 132 0 (não possui)
Central Caruaru Pernambuco PE Melhor colocado do Estadual 2018 Lacerdão 19 478 0 (não possui)
Cianorte Cianorte Paraná PR 3º melhor colocado do Estadual 2018 Albino Turbay 4 000 0 (não possui)
Corumbaense Corumbá Mato Grosso do Sul MS Vice-campeão do Estadual 2018 Arthur Marinho 5 000 0 (não possui)
Coruripe Coruripe Alagoas AL 2º melhor colocado do Estadual 2018 Gerson Amaral 5 560 0 (não possui)
Fast Clube Manaus Amazonas AM Vice-campeão do Estadual 2018 Colina 10 451 0 (não possui)
Ferroviária Araraquara São Paulo SP Vice-campeã da Copa Paulista 2018 Fonte Luminosa 21 441 0 (não possui)
Floresta Fortaleza Ceará CE 2º melhor colocado do Estadual 2018 Domingão 10 500 0 (não possui)
Fluminense de Feira Feira de Santana Bahia BA Melhor colocado do Estadual 2018 Joia da Princesa 16 274 0 (não possui)
Foz do Iguaçu Foz do Iguaçu Paraná PR Melhor colocado do Estadual 2018 Estádio do ABC 6 968 0 (não possui)
Galvez Rio Branco Acre AC Vice-campeão do Estadual 2018 Arena da Floresta 20 000 0 (não possui)
Gaúcho Passo Fundo Rio Grande do Sul RS Vice-campeão da Copa FGF de 2018 Wolmar Salton 3 500 0 (não possui)
Hercílio Luz Tubarão Santa Catarina SC 3º melhor colocado do Estadual 2018 Aníbal Torres Costa 3 570 0 (não possui)
Interporto[nota 2] Porto Nacional Tocantins TO 3º melhor colocado do Estadual 2018 General Sampaio 2 000 0 (não possui)
Iporá Iporá Goiás GO 3º melhor colocado do Estadual 2018 Ferreirão 3 500 0 (não possui)
Itabaiana Itabaiana Sergipe SE 2º melhor colocado do Estadual 2018 Etelvino Mendonça 10 000 0 (não possui)
Itaboraí Itaboraí Rio de Janeiro RJ Vice-campeão da Copa Rio 2018 Alzirão 900 0 (não possui)
Ituano Itu São Paulo SP 3º melhor colocado do Estadual 2018 Novelli Júnior 18 560 0 (não possui)
Jacuipense Riachão do Jacuípe Bahia BA 3° melhor colocado do Estadual 2018 Valfredão 5 000 0 (não possui)
Joinville Joinville Santa Catarina SC 20° colocado da Série C de 2018 Arena Joinville 22 400 0 (não possui)
Juazeirense Juazeiro Bahia BA 18° colocado da Série C de 2018 Adauto Moraes 8 000 0 (não possui)
Manaus Manaus Amazonas AM Campeão do Estadual 2018 Colina 10 451 0 (não possui)
Maranhão São Luís Maranhão MA Vencedor da Copa FMF 2018 Castelão 40 149 0 (não possui)
Maringá Maringá Paraná PR 2º melhor colocado do Estadual 2018 Willie Davids 20 000 0 (não possui)
Moto Club São Luís Maranhão MA Melhor colocado do Estadual 2018 Castelão 40 149 0 (não possui)
Novorizontino Novo Horizonte São Paulo SP 2º melhor colocado do Estadual 2018 Jorge Ismael de Biasi 12 398 0 (não possui)
Operário-MS Campo Grande Mato Grosso do Sul MS Campeão do Estadual 2018 Morenão 44 200 0 (não possui)
Palmas Palmas Tocantins TO Campeão do Estadual 2018 Nilton Santos 10 000 0 (não possui)
Patrocinense Patrocínio Minas Gerais MG 2º melhor colocado do Estadual 2018 Pedro Alves do Nascimento 8 000 0 (não possui)
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 2º melhor colocado do Estadual 2018 Luso-Brasileiro 20 215 0 (não possui)
Real Ariquemes Ariquemes Rondônia RO Campeão do Estadual 2018 Valerião 2 500 0 (não possui)
Rio Branco-AC Rio Branco Acre AC Campeão do Estadual 2018 Arena da Floresta 20 000 0 (não possui)
River-PI Teresina Piauí PI 2º melhor colocado do Estadual 2018 Albertão 52 296 0 (não possui)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 19° colocado da Série C de 2018 Cornélio de Barros 12 070 0 (não possui)
Santa Cruz de Natal Natal Rio Grande do Norte RN 2º melhor colocado do Estadual 2018 Arena das Dunas 32 050 0 (não possui)
Santos-AP Macapá Amapá AP Vice-campeão do Estadual 2018 Zerão 13 680 0 (não possui)
São Caetano São Caetano do Sul São Paulo SP Melhor colocado do Estadual 2018 Anacleto Campanella 16 744 0 (não possui)
São Raimundo-PA Santarém Pará PA 2º melhor colocado do Estadual 2018 Colosso do Tapajós 12 000 1 (2009)
São Raimundo-RR Boa Vista Roraima RR Campeão do Estadual 2018 Ribeirão 1 500 0 (não possui)
Sergipe Aracaju Sergipe SE Melhor colocado do Estadual 2018 Batistão 15 586 0 (não possui)
Serra Serra Espírito Santo (estado) ES Campeão do Estadual 2018 Robertão 1 040 0 (não possui)
Serrano Campina Grande Paraíba PB 2º melhor colocado do Estadual 2018 Amigão 19 000 0 (não possui)
Sinop Sinop Mato Grosso MT Melhor colocado do Estadual 2018 Gigante do Norte 13 000 0 (não possui)
Sobradinho Sobradinho Distrito Federal (Brasil) DF Campeão do Metropolitano 2018 Augustinho Lima 15 000 0 (não possui)
Tubarão Tubarão Santa Catarina SC Melhor colocado do Estadual 2018 Domingos Gonzales 3 500 0 (não possui)
Tupi Juiz de Fora Minas Gerais MG 17° colocado da Série C de 2018 Mario Helênio 30 000 1 (2011)
União Rondonópolis Rondonópolis Mato Grosso MT 2º melhor colocado do Estadual 2018 Luthero Lopes 18 000 0 (não possui)
URT Patos de Minas Minas Gerais MG Melhor colocado do Estadual 2018 Zama Maciel 4 858 0 (não possui)
Vitória das Tabocas Vitória de Santo Antão Pernambuco PE 2º melhor colocado do Estadual 2018 Arena Pernambuco 44 300 0 (não possui)
Vitória-ES Vitória Espírito Santo (estado) ES Campeão da Copa Espírito Santo de 2018 Salvador Costa 3 000 0 (não possui)
Ypiranga-AP Macapá Amapá AP Campeão do Estadual 2018 Zerão 13 680 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[9][10][11][12][13][14]

Também foram utilizados o Lindolfo Monteiro (Teresina) e o Serra do Lago (Luziânia).[11][12]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A CBF divulgou a tabela oficial no dia 1 de março e agrupou as equipes de forma regionalizada.[15] As datas, locais e horários das partidas foram divulgados no dia 19 de abril.[16]

Legenda
Classificação para a próxima fase
Classificação para o índice técnico (15 melhores se classificam)

Grupo A1[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A1
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Roraima São Raimundo-RR 12 6 4 0 2 15 6 +9
2 Amazonas Fast Clube 9 6 2 3 1 9 5 +4
3 Rondônia Barcelona-RO 8 6 2 2 2 7 10 –3
4 Acre Rio Branco-AC 4 6 1 1 4 6 16 –10
 
BCN
FAS
RBA
SRR
Barcelona-RO 1–1 2–1 1–0
Fast Clube 1–1 5–0 2–1
Rio Branco-AC 3–1 0–0 1–2
São Raimundo-RR 4–1 2–0 6–1

Grupo A2[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A2
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Amazonas Manaus 14 6 4 2 0 16 7 +9
2 Rondônia Real Ariquemes 11 6 3 2 1 9 9 0
3 Acre Galvez 6 6 1 3 2 10 12 –2
4 Amapá Santos-AP 1 6 0 1 5 3 10 –7
 
GAL
MAN
RDA
SAN
Galvez 2–2 2–3 1–1
Manaus 5–2 4–1 2–0
Real Ariquemes 1–1 1–1 2–1
Santos-AP 0–2 1–2 0–1

Grupo A3[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A3
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Maranhão Moto Club 14 6 4 2 0 16 4 +12
2 Pará São Raimundo-PA 13 6 4 1 1 12 7 +5
3 Amapá Ypiranga-AP 5 6 1 2 3 8 13 –5
4 Roraima Atlético Roraima 1 6 0 1 5 3 15 –12
 
ATR
MOT
SRA
YCL
Atlético Roraima 0–2 1–2 1–2
Moto Club 5–0 2–1 5–1
São Raimundo-PA 3–0 1–1 4–3
Ypiranga-AP 1–1 1–1 0–1

Grupo A4[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A4
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Pará Bragantino-PA 9 6 3 0 3 8 7 +1
2 Ceará Floresta 9 6 2 3 1 11 7 +4
3 Piauí River-PI 9 6 2 3 1 10 7 +3
4 Rio Grande do Norte Santa Cruz de Natal 5 6 1 2 3 6 14 –8
 
BCP
FLO
RIV
SCN
Bragantino-PA 3–2 1–0 0–1
Floresta 3–1 0–0 3–0
River-PI 1–0 2–2 5–2
Santa Cruz de Natal 0–3 1–1 2–2

Grupo A5[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A5
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Ceará Atlético Cearense 15 6 5 0 1 12 6 +6
2 Pernambuco Central 9 6 3 0 3 10 7 +3
3 Piauí Altos 9 6 3 0 3 7 10 –3
4 Maranhão Maranhão 3 6 1 0 5 10 16 –6
 
ALT
ATC
CEN
MAR
Altos 1–4 2–1 2–1
Atlético Cearense 1–0 1–0 4–3
Central 2–0 1–0 3–0
Maranhão 1–2 1–2 4–3

Grupo A6[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A6
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Rio Grande do Norte América de Natal 14 6 4 2 0 20 1 +19
2 Pernambuco América-PE 10 6 3 1 2 8 8 0
3 Bahia Bahia de Feira[nota 3] 7 6 3 1 2 12 5 +7
4 Paraíba Serrano 0 6 0 0 6 2 28 –26
 
AMP
AMN
BFE
SNO
América-PE 0–0 1–0 1–0
América de Natal 4–0 0–0 8–0
Bahia de Feira 3–1 1–2 3–1
Serrano 1–5 0–6 0–5

Grupo A7[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A7
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Bahia Jacuipense 15 6 5 0 1 11 2 +9
2 Alagoas ASA 13 6 4 1 1 8 5 +3
3 Paraíba Campinense 7 6 2 1 3 6 5 +1
4 Pernambuco Vitória das Tabocas 0 6 0 0 6 3 16 –13
 
ASA
CMP
JAC
VPE
ASA 2–1 1–0 2–1
Campinense 0–0 0–1 4–0
Jacuipense 2–0 2–0 2–0
Vitória das Tabocas 1–3 0–1 1–4

Grupo A8[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A8
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Bahia Fluminense de Feira 12 6 3 3 0 8 4 +4
2 Pernambuco Salgueiro 10 6 2 4 0 8 6 +2
3 Sergipe Sergipe 5 6 1 2 3 11 10 +1
4 Alagoas Coruripe 4 6 1 1 4 2 9 –7
 
CRP
FLF
SAL
SER
Coruripe 0–1 0–0 0–4
Fluminense de Feira 2–0 1–1 2–1
Salgueiro 2–1 0–0 4–3
Sergipe 0–1 2–2 1–1

Grupo A9[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A9
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Sergipe Itabaiana 13 6 4 1 1 9 5 +4
2 Bahia Juazeirense 11 6 3 2 1 8 4 +4
3 Goiás Aparecidense 9 6 3 0 3 8 5 +3
4 Tocantins Interporto 1 6 0 1 5 2 13 –11
 
APA
INT
ITA
JZE
Aparecidense 4–0 0–2 2–1
Interporto 0–2 1–2 1–1
Itabaiana 1–0 3–0 1–1
Juazeirense 1–0 1–0 3–0

Grupo A10[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A10
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Goiás Iporá 10 6 3 1 2 7 5 +2
2 Mato Grosso Sinop 9 6 2 3 1 7 8 –1
3 Mato Grosso do Sul Corumbaense 7 6 2 1 3 9 9 0
4 Tocantins Palmas 6 6 1 3 2 5 6 –1
 
CMB
IPO
PMS
SIN
Corumbaense 0–2 3–2 4–0
Iporá 3–1 1–0 0–2
Palmas 1–0 0–0 1–1
Sinop 1–1 2–1 1–1

Grupo A11[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A11
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Minas Gerais Patrocinense 10 6 3 1 2 9 7 +2
2 Mato Grosso União Rondonópolis 10 6 3 1 2 10 9 +1
3 Goiás Anapolina 8 6 2 2 2 6 6 0
4 Mato Grosso do Sul Operário-MS 5 6 1 2 3 6 9 –3
 
ANA
OFC
PAT
UNR
Anapolina 0–1 1–1 1–2
Operário-MS 1–1 1–2 0–2
Patrocinense 0–1 2–1 2–0
União Rondonópolis 1–2 2–2 3–2

Grupo A12[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A12
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Minas Gerais Caldense 16 6 5 1 0 7 1 +6
2 Espírito Santo (estado) Vitória-ES 11 6 3 2 1 7 4 +3
3 Rio de Janeiro Portuguesa-RJ 7 6 2 1 3 5 6 –1
4 Distrito Federal (Brasil) Sobradinho 0 6 0 0 6 1 9 –8
 
CAL
AAP
SOB
VIT
Caldense 2–1 1–0 0–0
Portuguesa-RJ 0–1 2–0 1–1
Sobradinho 0–1 0–1 1–2
Vitória-ES 0–2 2–0 2–0

Grupo A13[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A13
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 12 6 3 3 0 5 2 +3
2 São Paulo Ituano 11 6 3 2 1 11 3 +8
3 Minas Gerais URT 6 6 1 3 2 2 3 –1
4 Espírito Santo (estado) Serra 2 6 0 2 4 1 11 –10
 
BRS
ITU
SFC
URT
Brasiliense 0–0 1–0 1–1
Ituano 1–1 4–0 1–0
Serra 0–1 1–5 0–0
URT 0–1 1–0 0–0

Grupo A14[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A14
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 São Paulo Novorizontino 14 6 4 2 0 13 3 +10
2 Santa Catarina Hercílio Luz 9 6 3 0 3 5 6 –1
3 Rio de Janeiro Itaboraí 5 6 1 2 3 6 10 –4
4 Minas Gerais Tupi 5 6 1 2 3 5 10 –5
 
HER
ADI
NOV
TUP
Hercílio Luz 1–0 1–2 2–1
Itaboraí 0–1 1–1 5–1
Novorizontino 1–0 6–0 1–1
Tupi 2–0 0–0 0–2

Grupo A15[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A15
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Santa Catarina Brusque 15 6 5 0 1 15 6 +9
2 Rio de Janeiro Boavista-RJ 15 6 5 0 1 9 5 +4
3 Rio Grande do Sul Gaúcho 3 6 1 0 5 5 8 –3
4 Paraná Foz do Iguaçu 3 6 1 0 5 3 13 –10
 
BVT
BRU
FOZ
GAU
Boavista-RJ 2–1 2–1 2–1
Brusque 2–1 5–0 3–2
Foz do Iguaçu 0–1 1–3 1–0
Gaúcho 0–1 0–1 2–0

Grupo A16[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A16
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Paraná Cianorte 13 6 4 1 1 5 3 +2
2 Rio Grande do Sul Caxias 11 6 3 2 1 8 4 +4
3 São Paulo São Caetano 5 6 1 2 3 7 7 0
4 Santa Catarina Tubarão 4 6 1 1 4 7 13 –6
 
CAX
CIA
SCA
TUB
Caxias 2–0 1–0 2–0
Cianorte 1–0 0–0 1–0
São Caetano 1–1 0–1 4–1
Tubarão 2–2 1–2 3–2

Grupo A17[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A17
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Rio Grande do Sul Avenida 10 6 3 1 2 6 5 +1
2 São Paulo Ferroviária 9 6 3 0 3 4 3 +1
3 Paraná Maringá 8 6 2 2 2 4 5 –1
4 Santa Catarina Joinville 7 6 2 1 3 3 4 –1
 
AVE
FER
JOI
MGA
Avenida 1–0 2–1 1–0
Ferroviária 1–0 1–0 0–1
Joinville 1–0 1–0 0–0
Maringá 2–2 0–2 1–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Classificação para a segunda fase[editar | editar código-fonte]

Para os confrontos da segunda fase, os 32 clubes classificados foram divididos em dois blocos: no Bloco I ficaram as 16 equipes classificadas em primeiro lugar com melhores campanhas na primeira fase; no Bloco II, a equipe classificada em primeiro lugar com pior campanha entre os primeiros colocados na primeira fase se juntou às 15 equipes classificadas em segundo lugar com melhores campanhas entre elas.[3]

Classificação das equipes para a segunda fase
Pos. Primeiros dos grupos Pts J V E D GP GC SG
1 Minas Gerais Caldense 16 6 5 1 0 7 1 +6
2 Santa Catarina Brusque 15 6 5 0 1 15 6 +9
3 Bahia Jacuipense 15 6 5 0 1 11 2 +9
4 Ceará Atlético Cearense 15 6 5 0 1 12 6 +6
5 Rio Grande do Norte América de Natal 14 6 4 2 0 20 1 +19
6 Maranhão Moto Club 14 6 4 2 0 16 4 +12
7 São Paulo Novorizontino 14 6 4 2 0 13 3 +10
8 Amazonas Manaus 14 6 4 2 0 16 7 +9
9 Sergipe Itabaiana 13 6 4 1 1 9 5 +4
10 Paraná Cianorte 13 6 4 1 1 5 3 +2
11 Roraima São Raimundo-RR 12 6 4 0 2 15 6 +9
12 Bahia Fluminense de Feira 12 6 3 3 0 8 4 +4
13 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 12 6 3 3 0 5 2 +3
14 Minas Gerais Patrocinense 10 6 3 1 2 9 7 +2
15 Goiás Iporá 10 6 3 1 2 7 5 +2
16 Rio Grande do Sul Avenida 10 6 3 1 2 6 5 +1
17 Pará Bragantino-PA 9 6 3 0 3 8 7 +1
Pos. Segundos dos grupos Pts J V E D GP GC SG
1 Rio de Janeiro Boavista-RJ 15 6 5 0 1 9 5 +4
2 Pará São Raimundo-PA 13 6 4 1 1 12 7 +5
3 Alagoas ASA 13 6 4 1 1 8 5 +3
4 São Paulo Ituano 11 6 3 2 1 11 3 +8
5 Rio Grande do Sul Caxias 11 6 3 2 1 8 4 +4
6 Bahia Juazeirense 11 6 3 2 1 8 4 +4
7 Espírito Santo (estado) Vitória-ES 11 6 3 2 1 7 4 +3
8 Rondônia Real Ariquemes 11 6 3 2 1 9 9 0
9 Mato Grosso União Rondonópolis 10 6 3 1 2 10 9 +1
10 Pernambuco América-PE 10 6 3 1 2 8 8 0
11 Pernambuco Salgueiro 10 6 2 4 0 8 6 +2
12 Pernambuco Central 9 6 3 0 3 10 7 +3
13 São Paulo Ferroviária 9 6 3 0 3 4 3 +1
14 Santa Catarina Hercílio Luz 9 6 3 0 3 5 6 –1
15 Ceará Floresta 9 6 2 3 1 11 7 +4
16 Amazonas Fast Clube 9 6 2 3 1 9 5 +4
17 Mato Grosso Sinop 9 6 2 3 1 7 8 –1
Classificados para o Bloco I (16 melhores primeiros colocados)
Classificados para o Bloco II (pior primeiro colocado e 15 melhores segundos)
Eliminados na primeira fase (dois piores segundos colocados)

As 16 equipes classificadas para o Bloco I receberam numeração de 1 a 16 de acordo com a ordem numérica de seus grupos de origem. Já as 16 equipes classificadas para o Bloco II receberam numeração de 17 a 32 de acordo com a ordem numérica de seus grupos de origem. Em caso de duas equipes oriundas de um mesmo grupo estarem no mesmo bloco, o que só é possível no Bloco II, a equipe que terminou em primeiro lugar recebe o menor número.[3]

Numeração das equipes nos blocos
Bloco I
Grupo Equipes
1 A1 Roraima São Raimundo-RR
2 A2 Amazonas Manaus
3 A3 Maranhão Moto Club
4 A5 Ceará Atlético Cearense
5 A6 Rio Grande do Norte América de Natal
6 A7 Bahia Jacuipense
7 A8 Bahia Fluminense de Feira
8 A9 Sergipe Itabaiana
9 A10 Goiás Iporá
10 A11 Minas Gerais Patrocinense
11 A12 Minas Gerais Caldense
12 A13 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense
13 A14 São Paulo Novorizontino
14 A15 Santa Catarina Brusque
15 A16 Paraná Cianorte
16 A17 Rio Grande do Sul Avenida
Bloco II
Grupo Equipes
17 A2 Rondônia Real Ariquemes
18 A3 Pará São Raimundo-PA
19 A4 Pará Bragantino-PA
20 A4 Ceará Floresta
21 A5 Pernambuco Central
22 A6 Pernambuco América-PE
23 A7 Alagoas ASA
24 A8 Pernambuco Salgueiro
25 A9 Bahia Juazeirense
26 A11 Mato Grosso União Rondonópolis
27 A12 Espírito Santo (estado) Vitória-ES
28 A13 São Paulo Ituano
29 A14 Santa Catarina Hercílio Luz
30 A15 Rio de Janeiro Boavista-RJ
31 A16 Rio Grande do Sul Caxias
32 A17 São Paulo Ferroviária

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da segunda fase

O cruzamento das equipes na segunda fase se deu de forma regionalizada, com os confrontos ocorrendo do seguinte modo: o primeiro de cada bloco enfrenta o segundo do outro (equipe 1 x equipe 18 e equipe 2 x equipe 17); o terceiro de cada bloco enfrenta o quarto do outro (equipe 3 x equipe 20 e equipe 4 x equipe 19) e assim por diante, até que o 15º de cada bloco enfrenta o 16º do outro (equipe 15 x equipe 32 e equipe 16 x equipe 31).[3]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
São Raimundo-PA Pará 2–1 Roraima São Raimundo-RR 1–0 1–1
Real Ariquemes Rondônia 2–6 Amazonas Manaus 1–2 1–4
Floresta Ceará 5–3 Maranhão Moto Club 3–3 2–0
Bragantino-PA Pará 4–2 Ceará Atlético Cearense 3–0 1–2
América-PE Pernambuco 1–2 Rio Grande do Norte América de Natal 1–0 0–2
Central Pernambuco 3–3 (3–5 p) Bahia Jacuipense 2–0 1–3
Salgueiro Pernambuco 1–2 Bahia Fluminense de Feira 1–1 0–1
ASA Alagoas 3–4 Sergipe Itabaiana 2–0 1–4
União Rondonópolis Mato Grosso 2–5 Goiás Iporá 2–3 0–2
Juazeirense Bahia 1–1 (5–4 p) Minas Gerais Patrocinense 1–0 0–1
Ituano São Paulo 4–1 Minas Gerais Caldense 2–1 2–0
Vitória-ES Espírito Santo (estado) 2–1 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 0–0 2–1
Boavista-RJ Rio de Janeiro 1–1 (4–2 p) São Paulo Novorizontino 0–1 1–0
Hercílio Luz Santa Catarina 0–2 Santa Catarina Brusque 0–0 0–2
Ferroviária São Paulo 0–0 (3–4 p) Paraná Cianorte 0–0 0–0
Caxias Rio Grande do Sul 0–0 (6–5 p) Rio Grande do Sul Avenida 0–0 0–0

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da terceira fase

Os confrontos na terceira fase (oitavas de final) continuam regionalizados, de acordo com o diagrama das fases. O clube de melhor campanha na soma das duas primeiras fases fará a partida de volta como mandante.[3]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
São Raimundo-PA Pará 1–1 (3–4 p) Amazonas Manaus 1–0 0–1
Bragantino-PA Pará 1–3 Ceará Floresta 0–0 1–3
América de Natal Rio Grande do Norte 0–1 Bahia Jacuipense 0–0 0–1
Fluminense de Feira Bahia 0–3 Sergipe Itabaiana 0–1 0–2
Juazeirense Bahia 1–1 (4–3 p) Goiás Iporá 1–1 0–0
Vitória-ES Espírito Santo (estado) 1–2 São Paulo Ituano 0–0 1–2
Boavista-RJ Rio de Janeiro 1–4 Santa Catarina Brusque 1–1 0–3
Caxias Rio Grande do Sul 2–1 Paraná Cianorte 0–0 2–1

Fase final[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da fase final

A partir da quarta fase (quartas de final), os confrontos deixam de ser regionalizados. Dessa fase em diante, a equipe de melhor campanha, somando-se todas as fases anteriores, enfrenta a de pior campanha; a equipe de segunda melhor campanha enfrenta a de segunda pior campanha, e assim sucessivamente até a final.[3]

Tabela de classificação após as oitavas de final
Bloco III
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Santa Catarina Brusque 23 10 7 2 1 21 7 +14
2 Amazonas Manaus 23 10 7 2 1 23 10 +13
3 Bahia Jacuipense 22 10 7 1 2 15 5 +10
4 Sergipe Itabaiana 22 10 7 1 2 16 8 +8
5 São Paulo Ituano 21 10 6 3 1 17 5 +12
6 Ceará Floresta 17 10 4 5 1 19 11 +8
7 Rio Grande do Sul Caxias 17 10 4 5 1 10 5 +5
8 Bahia Juazeirense 16 10 4 4 2 10 6 +4
Tabela de classificação após as quartas de final
Bloco III
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Santa Catarina Brusque 26 12 8 2 2 25 8 +17
2 Amazonas Manaus 26 12 8 2 2 26 11 +15
3 Bahia Jacuipense 26 12 8 2 2 18 7 +11
4 São Paulo Ituano 24 12 7 3 2 20 7 +13
Tabela de classificação após a semifinal
Bloco III
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Amazonas Manaus 30 14 9 3 2 28 12 +16
2 Santa Catarina Brusque 29 14 9 2 3 27 10 +17
Tabela até a final
Quartas de final Semifinais Final
 13 a 21 de julho  28 de julho a 4 de agosto  11 e 18 de agosto
                                     
 São Paulo Ituano* 3 0 3  
 Sergipe Itabaiana 1 1 2  
   São Paulo Ituano 2 0 2 (3)  
   Santa Catarina Brusque (pen) 0 2 2 (4)  
 Bahia Juazeirense 1 0 1
 Santa Catarina Brusque* 0 4 4  
   Santa Catarina Brusque (pen) 2 2 4 (6)  
   Amazonas Manaus 2 2 4 (5)  
 Ceará Floresta 2 0 2  
 Bahia Jacuipense* 2 1 3  
   Bahia Jacuipense 1 0 1
   Amazonas Manaus 1 1 2  
 Rio Grande do Sul Caxias 1 0 1
 Amazonas Manaus* 0 3 3  

*Classificados à Série C de 2020.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[18] Jogador Time
10 Brasil Júnior Pirambu Brusque
8 Brasil Gui Mendes Ituano
Brasil Hamilton Manaus
Brasil Mateus Oliveira Manaus
Brasil Thiago Alagoano Brusque
7 Brasil Paulo Vyctor Floresta
6 Brasil Wallace Lima Moto Club

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Max[nota 4] América de Natal Serrano 6–0 4 de maio [19]
Brasil Gui Mendes Ituano Serra 5–1 11 de maio [20]
Brasil Willian Anicete Salgueiro Sergipe 4–3 18 de maio [21]
Brasil Gui Mendes Ituano Serra 4–0 1 de junho [22]
Brasil Ebinho Bahia de Feira Serrano 5–0 1 de junho [23]
Brasil Joélson Central Maranhão 3–4 2 de junho [24]
Brasil Paulo Vyctor Floresta Santa Cruz de Natal 3–0 9 de junho [25]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2019
Série D
Santa Catarina
Brusque Futebol Clube
Campeão
(1º título)

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:[26][nota 5]

Público[nota 6] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 36 215 Manaus Amazonas 2–2 Santa Catarina Brusque Arena da Amazônia 18 de agosto Final [28]
2 31 369 Manaus Amazonas 3–0 Rio Grande do Sul Caxias Arena da Amazônia 20 de julho Quartas [29]
3 13 529 América de Natal Rio Grande do Norte 0–0 Bahia Jacuipense Arena das Dunas 30 de junho 3ª fase [30]
4 12 316 Manaus Amazonas 1–0 Bahia Jacuipense Arena da Amazônia 3 de agosto Semifinal [31]
5 9 618 América de Natal Rio Grande do Norte 2–0 Pernambuco América-PE Arena das Dunas 23 de junho 2ª fase [32]
6 6 502 América de Natal Rio Grande do Norte 0–0 Bahia Bahia de Feira Arena das Dunas 18 de maio [33]
7 5 825 América de Natal Rio Grande do Norte 4–0 Pernambuco América-PE Arena das Dunas 11 de maio [34]
8 5 519 América de Natal Rio Grande do Norte 8–0 Paraíba Serrano Arena das Dunas 8 de junho [35]
9 4 182 Brusque Santa Catarina 2–2 Amazonas Manaus Augusto Bauer 11 de agosto Final [36]
10 4 040 Brusque Santa Catarina 4–0 Bahia Juazeirense Augusto Bauer 21 de julho Quartas [37]

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:[26][nota 5]

Público[nota 6] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 15 Serrano Paraíba 1–5 Pernambuco América-PE Amigão 19 de maio [38]
2 17 Tupi Minas Gerais 2–0 Santa Catarina Hercílio Luz Mario Helênio 9 de junho [39]
3 24 Atlético Roraima Roraima 1–2 Amapá Ypiranga-AP Ribeirão 1 de junho [40]
4 31 Foz do Iguaçu Paraná 0–1 Rio de Janeiro Boavista-RJ Estádio do ABC 26 de maio [41]
5 34 Foz do Iguaçu Paraná 1–3 Santa Catarina Brusque Estádio do ABC 12 de maio [42]
6 42 Itaboraí Rio de Janeiro 5–1 Minas Gerais Tupi Alzirão 1 de junho [43]
7 46 Bahia de Feira Bahia 3–1 Pernambuco América-PE Arena Cajueiro 9 de junho [44]
8 47 Campinense Paraíba 4–0 Pernambuco Vitória das Tabocas Amigão 6 de junho [45]
9 51 Operário-MS Mato Grosso do Sul 1–2 Minas Gerais Patrocinense Ninho da Águia 9 de junho [46]
10 54 Barcelona-RO Rondônia 1–1 Amazonas Fast Clube Portal da Amazônia 18 de maio [47]

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Essas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[48][nota 5]

  1. Amazonas Manaus – 10 594
  2. Rio Grande do Norte América de Natal – 8 199
  3. Goiás Anapolina – 2 757
  4. Santa Catarina Brusque – 2 497
  5. Pernambuco Central – 1 937
  6. Rio Grande do Sul Caxias – 1 899
  7. São Paulo Ferroviária – 1 607
  8. Maranhão Moto Club – 1 607
  9. Pará Bragantino-PA – 1 599
  10. Sergipe Itabaiana – 1 599
  11. Bahia Fluminense de Feira – 1 503
  12. Santa Catarina Joinville – 1 440
  13. Sergipe Sergipe – 1 425
  14. Piauí River-PI – 1 344
  15. Bahia Jacuipense – 1 327
  16. Paraíba Campinense – 1 307
  17. São Paulo Ituano – 1 299
  1. Pará São Raimundo-PA – 1 298
  2. Alagoas ASA – 1 160
  3. Espírito Santo (estado) Vitória-ES – 1 155
  4. Mato Grosso União Rondonópolis – 1 129
  5. Santa Catarina Tubarão – 808
  6. Paraná Cianorte – 767
  7. São Paulo Novorizontino – 764
  8. Distrito Federal (Brasil) Brasiliense – 738
  9. Pernambuco Salgueiro – 719
  10. Santa Catarina Hercílio Luz – 685
  11. Minas Gerais Caldense – 640
  12. Rio Grande do Sul Avenida – 626
  13. Paraná Maringá – 600
  14. Bahia Juazeirense – 550
  15. Rio de Janeiro Boavista-RJ – 510
  16. Minas Gerais URT – 503
  17. Rio Grande do Sul Gaúcho – 473
  1. Mato Grosso Sinop – 439
  2. Goiás Iporá – 420
  3. Roraima São Raimundo-RR – 318
  4. Tocantins Palmas – 312
  5. Mato Grosso do Sul Corumbaense – 305
  6. Goiás Aparecidense – 304
  7. Espírito Santo (estado) Serra – 285
  8. Minas Gerais Patrocinense – 283
  9. Ceará Floresta – 281
  10. Mato Grosso do Sul Operário-MS – 277
  11. Rio de Janeiro Itaboraí – 275
  12. Pernambuco América-PE – 264
  13. São Paulo São Caetano – 235
  14. Ceará Atlético Cearense – 220
  15. Pernambuco Vitória das Tabocas – 212
  16. Maranhão Maranhão – 185
  17. Amazonas Fast Clube – 185
  1. Piauí Altos – 178
  2. Rondônia Real Ariquemes – 165
  3. Alagoas Coruripe – 156
  4. Acre Rio Branco-AC – 152
  5. Amapá Ypiranga-AP – 135
  6. Minas Gerais Tupi – 129
  7. Acre Galvez – 117
  8. Rio Grande do Norte Santa Cruz de Natal – 117
  9. Roraima Atlético Roraima – 116
  10. Distrito Federal (Brasil) Sobradinho – 115
  11. Tocantins Interporto – 110
  12. Amapá Santos-AP – 102
  13. Bahia Bahia de Feira – 91
  14. Paraíba Serrano – 80
  15. Rio de Janeiro Portuguesa-RJ – 70
  16. Rondônia Barcelona-RO – 67
  17. Paraná Foz do Iguaçu – 33

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Goiás Iporá Brasil Gilberto Pereira Demitido 8 de maio Iporá 0–2 Sinop (Gr. A10) Brasil Guilherme Gomes (interino) [49][50]
Pará Bragantino-PA Brasil Samuel Cândido Demitido 13 de maio Bragantino-PA 0–1 Santa Cruz-RN (Gr. A4) Brasil Robson Melo [51]
Pernambuco Vitória-PE Brasil Airton Fonseca Demitido 13 de maio ASA 2–1 Vitória-PE (Gr. A7) Brasil Wassil Mendes [52]
Paraíba Serrano Brasil Jairo Santos Resignado 15 de maio Bahia de Feira 3–1 Serrano (Gr. A6) Brasil Artur Ferreira [53]
Paraíba Campinense Brasil Francisco Diá Resignado 15 de maio Náutico 2–0 Campinense[nota 7] (Gr. A7) Brasil Jaelson Marcelino[nota 8] [55][56]
Tocantins Palmas Brasil Marcelo Marelli Demitido 18 de maio Palmas 1–1 Sinop (Gr. A10) Brasil Cássio Alves [57]
Paraná Maringá Brasil Sandro Forner Demitido 19 de maio Maringá 0–2 Ferroviária (Gr. A17) Uruguai Jorge Martínez [58]
Distrito Federal (Brasil) Sobradinho Brasil Victor Santana Resignado 20 de maio Sobradinho 0–1 Portuguesa-RJ (Gr. A12) Brasil Paulo Pereira [59][60]
Maranhão Maranhão Brasil Sandow Fecques Demitido 20 de maio Atlético Cearense 4–3 Maranhão (Gr. A5) Brasil Lucas Andrade [61][62]
Minas Gerais Tupi Brasil Beto Souza Demitido 20 de maio Tupi 0–2 Novorizontino (Gr. A14) Brasil Ademir Fonseca [63][64]
Piauí Altos Brasil Estevam Soares Demitido 20 de maio Central 2–0 Altos (Gr. A5) Brasil Leandro Campos [65][66]
Santa Catarina Joinville Brasil Felipe Surian Demitido 21 de maio Avenida 2–1 Joinville (Gr. A17) Brasil Danilo Portugal [67][68]
Alagoas Coruripe Brasil Lino Demitido 27 de maio Coruripe 0–1 Fluminense de Feira (Gr. A8) Brasil Joécio Barbosa [69]
Ceará Floresta Brasil Paulinho Kobayashi Cont. pelo Imperatriz 28 de maio Floresta 3–1 Bragantino-PA (Gr. A4) Brasil Raimundo Wagner (interino) [70]
Espírito Santo (estado) Serra Brasil Gian Rodrigues Demitido 6 de junho Ituano 4–0 Serra (Gr. A13) Brasil Otávio Artur [71][72]
Mato Grosso União Rondonópolis Brasil Caé Cunha Demitido 21 de junho União-MT 2–3 Iporá 2ª fase Brasil Paulo Muller [73]
Rio Grande do Sul Caxias Brasil Pingo Demitido 25 de junho Avenida 0–0 Caxias[nota 9] 2ª fase Brasil Paulo Henrique Marques [74][75]
Pará São Raimundo-PA Brasil Everton Goiano Resignado 27 de junho São Raimundo-RR 1–1 São Raimundo-PA 2ª fase Brasil Evandro Benevides [76]
Bahia Juazeirense Brasil Carlos Rabello Demitido 3 de julho Juazeirense 1–1 Iporá 3ª fase Brasil Maurílio Silva [77]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.[78]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Em setembro de 2018, o Uniclinic passou a se chamar Atlético Cearense.[6]
  2. O Gurupi, vice-campeão do Estadual de 2018, desistiu de disputar a Série D alegando problemas financeiros e a vaga foi repassada para o Interporto, 3º colocado.[7][8]
  3. a b O Bahia de Feira foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva com a perda de três pontos por escalação de jogador irregular.[17]
  4. Marcou 4 gols.
  5. a b c A partida entre Central e Jacuipense não é considerada, uma vez que os portões foram abertos e não houve venda de ingressos.[27]
  6. a b Considera-se apenas o público pagante.
  7. Partida válida pela Copa do Nordeste.
  8. Romildo Freire comandou o Campinense interinamente na 3ª rodada.[54]
  9. Nos pênaltis: Avenida 5–6 Caxias

Referências

  1. «Brusque bate Manaus nos pênaltis e é campeão da Série D do Brasileiro». NSC Total. 18 de agosto de 2019. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  2. «Brusque, Manaus, Jacuipense-BA e Ituano garantem acesso à Série C; confira os duelos das semis». GloboEsporte.com. 21 de julho de 2019. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  3. a b c d e f g h i «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série D 2019» (PDF). CBF. 5 de março de 2019. Consultado em 12 de março de 2019 
  4. «CBF faz ajustes na Série D para 2016 e 2017 – Campeonato Brasileiro da Série D 2015». CBF. 9 de novembro de 2015. Consultado em 31 de dezembro de 2015 
  5. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016 
  6. «Uniclinic agora é Futebol Clube Atlético Cearense». Futebol Cearense. 21 de setembro de 2018. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  7. «"Novela" chega ao fim; dirigente do Gurupi confirma desistência do Tocantinense». GloboEsporte. 5 de abril de 2019. Consultado em 12 de abril de 2019 
  8. «Diretoria do Interporto confirma participação do clube no Brasileiro da Série D». GloboEsporte. 12 de abril de 2019. Consultado em 12 de abril de 2019 
  9. «Estreia do Vitória-ES na Série D contra o Sobradinho vai acontecer no Kleber Andrade». GloboEsporte.com. 25 de abril de 2019. Consultado em 29 de abril de 2019 
  10. «CBF confirma jogo entre Operário e União nas Moreninhas; mulheres não pagarão ingressos». Operário Futebol Clube. 9 de maio de 2019. Consultado em 18 de maio de 2019 
  11. a b «Série D: mudanças em três jogos». CBF. 28 de maio de 2019. Consultado em 28 de maio de 2019 
  12. a b «Campeonato Brasileiro Série D: mudanças em seis confrontos». CBF. 30 de maio de 2019. Consultado em 31 de maio de 2019 
  13. «CBF confirma jogo decisivo entre Operário e Patrocinense em Rio Brilhante». Operário Futebol Clube. 4 de junho de 2019. Consultado em 7 de junho de 2019 
  14. «Série D: Manaus x Real Ariquemes será na Arena da Amazônia às 18h». CBF. 17 de junho de 2019. Consultado em 17 de junho de 2019 
  15. «Confira os documentos técnicos do Brasileiro Série D de 2019». CBF. 1 de março de 2019. Consultado em 1 de março de 2019 
  16. «CBF divulga tabela completa da Série D, com dias, locais e horários de todos os jogos da primeira fase». GloboEsporte.com. 19 de abril de 2019. Consultado em 22 de abril de 2019 
  17. «Bahia de Feira perde três pontos por escalação irregular e deixa Série D; clube vai recorrer». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2019. Consultado em 15 de junho de 2019 
  18. «Brasileirão Série D – Artilharia». CBF. Consultado em 18 de agosto de 2018 
  19. «Com 4 gols de Max, América goleia Serrano por 6 a 0 em estreia na Série D». Agora RN. 4 de maio de 2019. Consultado em 5 de maio de 2019 
  20. «Gui Mendes dá show, faz um hat-trick e comanda goleada do Ituano sobre o Serra pela Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 11 de maio de 2019. Consultado em 11 de maio de 2019 
  21. «Em noite de Willian Anicete, Salgueiro vence o Sergipe e assume a liderança do grupo A8». GloboEsporte.com. 18 de maio de 2019. Consultado em 18 de maio de 2019 
  22. «Com Gui Mendes "endiabrado", Ituano goleia o Serra de novo e quase garante classificação na Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 1 de junho de 2019. Consultado em 1 de junho de 2019 
  23. «Bahia de Feira se lança ao ataque, goleia o Serrano por 5 a 0, e segue vivo no Grupo A6». GloboEsporte.com. 1 de junho de 2019. Consultado em 1 de junho de 2019 
  24. «Súmula: Maranhão 4x3 Central» (PDF). CBF. 2 de junho de 2019. Consultado em 2 de junho de 2019 
  25. «Com três de Paulo Vyctor, Floresta goleia e avança, junto com Atlético, à segunda fase da Série D». Diário do Nordeste. 9 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  26. a b «Público pagantes». Sr. Goool. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  27. «Presente do centenário: Central abre portões do Lacerdão para jogo contra a Jacuipense». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  28. «Boletim Financeiro: Manaus 2x2 Brusque» (PDF). CBF. 18 de agosto de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  29. «Boletim Financeiro: Manaus 3x0 Caxias» (PDF). CBF. 24 de julho de 2019. Consultado em 25 de julho de 2019 
  30. «Boletim Financeiro: América-RN 0x0 Jacuipense» (PDF). CBF. 30 de junho de 2019. Consultado em 3 de julho de 2019 
  31. «Boletim Financeiro: Manaus 1x0 Jacuipense» (PDF). CBF. 3 de agosto de 2019. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  32. «Boletim Financeiro: América-RN 2x0 América-PE» (PDF). CBF. 23 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  33. «Boletim Financeiro: América-RN 0x0 Bahia de Feira» (PDF). CBF. 18 de maio de 2019. Consultado em 23 de maio de 2019 
  34. «Boletim Financeiro: América-RN 4x0 América-PE» (PDF). CBF. 11 de maio de 2019. Consultado em 29 de maio de 2019 
  35. «Boletim Financeiro: América-RN 8x0 Serrano-PB» (PDF). CBF. 8 de junho de 2019. Consultado em 14 de junho de 2019 
  36. «Boletim Financeiro: Brusque 2x2 Manaus» (PDF). CBF. 11 de agosto de 2019. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  37. «Boletim Financeiro: Brusque 4x0 Juazeirense» (PDF). CBF. 21 de julho de 2019. Consultado em 24 de julho de 2019 
  38. «Boletim Financeiro: Serrano-PB 1x5 América-PE» (PDF). CBF. 19 de maio de 2019. Consultado em 23 de maio de 2019 
  39. «Boletim Financeiro: Tupi 2x0 Hercílio Luz» (PDF). CBF. 9 de junho de 2019. Consultado em 16 de junho de 2019 
  40. «Boletim Financeiro: Atlético-RR 1x2 Ypiranga-AP» (PDF). CBF. 1 de junho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  41. «Boletim Financeiro: Foz do Iguaçu 0x1 Boavista» (PDF). CBF. 26 de maio de 2019. Consultado em 30 de maio de 2019 
  42. «Boletim Financeiro: Foz do Iguaçu 1x3 Brusque» (PDF). CBF. 12 de maio de 2019. Consultado em 15 de maio de 2019 
  43. «Boletim Financeiro: Itaboraí 5x1 Tupi» (PDF). CBF. 1 de junho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  44. «Boletim Financeiro: Bahia de Feira 3x1 América-PE» (PDF). CBF. 9 de junho de 2019. Consultado em 16 de junho de 2019 
  45. «Boletim Financeiro: Campinense 4x0 Vitória-PE» (PDF). CBF. 6 de junho de 2019. Consultado em 16 de junho de 2019 
  46. «Boletim Financeiro: Operário-MS 1x2 Patrocinense» (PDF). CBF. 9 de junho de 2019. Consultado em 24 de junho de 2019 
  47. «Boletim Financeiro: Barcelona-RO 1x1 Fast Clube» (PDF). CBF. 18 de maio de 2019. Consultado em 23 de maio de 2019 
  48. «Ranking de Público». Sr. Goool. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  49. «Iporá demite treinador Gilberto Pereira». Olha o Gol. 8 de maio de 2019. Consultado em 16 de maio de 2019 
  50. «Depois de obter um ponto fora, desafio é vencer em casa. Time suportou a pressão em Palmas». Oeste Goiano. 12 de maio de 2019. Consultado em 16 de maio de 2019 
  51. «Bragantino demite Samuel Cândido e efetiva preparador físico no cargo». GloboEsporte.com. 13 de maio de 2019. Consultado em 16 de maio de 2019 
  52. «Tricolor das Tabocas troca comando técnico do masculino». Nossa Vitória. 15 de maio de 2019. Consultado em 7 de junho de 2019 
  53. «Artur Ferreira substitui Jairo Santos no comando do Serrano-PB para sequência da Série D». GloboEsporte.com. 15 de maio de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  54. «Súmula: ASA 2x1 Campinense» (PDF). CBF. 18 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  55. «Campinense se diz surpreso com saída de Diá e adota cautela sobre substituto». GloboEsporte.com. 15 de maio de 2019. Consultado em 17 de maio de 2019 
  56. «Jaelson Marcelino é o novo técnico do Campinense». GloboEsporte.com. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  57. «Marcelo Marelli deixa o Palmas após empate pela Série D; clube anuncia Cássio Alves». GloboEsporte.com. 19 de maio de 2019. Consultado em 19 de maio de 2019 
  58. «Série D: Em situação delicada após revés para Ferroviária, Maringá troca treinador». Futebol Interior. 19 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  59. «Série D: Presidente do Sobradinho-DF pede licença e treinador deixa o clube». Futebol Interior. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  60. «Atual campeão da Segundona Paulista assume time da Série D». Futebol Interior. 21 de maio de 2019. Consultado em 21 de maio de 2019 
  61. «Série D: Virtualmente eliminado no Grupo A05, Maranhão-MA demite treinador». Futebol Interior. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  62. «Lucas Andrade é apresentado como novo técnico do MAC para a Série D». GloboEsporte.com. 21 de maio de 2019. Consultado em 21 de maio de 2019 
  63. «Série D: Sem vencer nenhum jogo, técnico ganha mala após perder para Novorizontino». Futebol Interior. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  64. «Série D: Lanterna do Grupo A14, Tupi-MG anuncia subsituto do técnico Beto Sousa». Futebol Interior. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  65. «Em má fase na Série D, Altos anuncia demissão de Estevam Soares após 5 jogos no comando». GloboEsporte.com. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  66. «Após saída de Estevam Soares, Leandro Campos retorna ao comando do Altos para Série D». GloboEsporte.com. 21 de maio de 2019. Consultado em 21 de maio de 2019 
  67. «Série D: Joinville-SC anuncia saída de técnico campeão da divisão com o Volta Redonda». Futebol Interior. 21 de maio de 2019. Consultado em 21 de maio de 2019 
  68. «JEC define novo treinador para a sequência da Série D». NSC Total. 21 de maio de 2019. Consultado em 21 de maio de 2019 
  69. «Série D: Coruripe demite técnico Lino e encontra solução caseira». Futebol Interior. 27 de maio de 2019. Consultado em 28 de maio de 2019 
  70. «Paulinho Kobayashi deixa comando técnico do Floresta». O Povo. 28 de maio de 2019. Consultado em 28 de maio de 2019 
  71. «Técnico Gian Rodrigues não resiste à eliminação da Série D e é demitido do Serra». GloboEsporte.com. 6 de junho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2019 
  72. «De técnico novo, Serra muda a zaga, meio e ataque para o duelo contra o Brasiliense». GloboEsporte.com. 7 de junho de 2019. Consultado em 8 de junho de 2019 
  73. «Às vésperas de decisão, técnico Caé Cunha é demitido do União de Rondonópolis». GloboEsporte.com. 21 de junho de 2019. Consultado em 21 de junho de 2019 
  74. «Após classificação na Série D, Caxias demite o técnico Pingo». GloboEsporte.com. 25 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  75. «Semifinalista do Gauchão pelo São Luiz, Paulo Henrique Marques é o novo técnico do Caxias». GloboEsporte.com. 26 de junho de 2019. Consultado em 26 de junho de 2019 
  76. «Everton Goiano alega problemas familiares e pede rescisão de contrato com o São Raimundo». GloboEsporte.com. 27 de junho de 2019. Consultado em 27 de junho de 2019 
  77. «Série D: Juazeirense troca de técnico e anuncia ex-Altos-PI». Futebol Interior. 3 de julho de 2019. Consultado em 5 de julho de 2019 
  78. «Campeonato Brasileiro Série D 2019 – Classificação Geral». Srgoool.com. Consultado em 9 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]