Estádio Municipal Radialista Mario Helênio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mário Helênio
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star full.svg Star empty.svg Star empty.svg


Entrada do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio (de perto).jpg
Entrada do estádio

Nomes
Nome Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
Apelido Helenão
Antigos nomes Manchestão
Características
Local Juiz de Fora, MG, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m[1])
Capacidade 31.863 pessoas[2]
Construção
Data 1988
Inauguração
Data 30 de Outubro de 1988
Partida inaugural Sport JF 2 x 0 Tupi
Primeiro gol Ronaldo do Sport JF
Recordes
Público recorde 53.458 pagantes (62.180 presentes)[3]
Data recorde 30 de Outubro de 1988
Partida com mais público Sport-JF 2x0 Tupi
Outras informações
Proprietário Prefeitura Municipal
Mandante Tupi Football Club

Tupynambás Futebol Clube

Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, também conhecido como Helenão ou Municipal de Juiz de Fora, é um estádio localizado em Juiz de Fora, Minas Gerais. Batizado originalmente de Estádio Regional, teve seu nome alterado em homenagem à Mário Helênio, que foi considerado o maior radialista esportivo da cidade[4].

O estádio não foi construído na orientação norte-sul[5], como recomenda a Fifa[6]. Desse modo, nos jogos realizados durante o dia, os jogadores ficam desprotegidos do ofuscamento produzido pelos raios solares.

História[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em outubro de 1988, o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio ocupa área de 90 mil metros quadrados no bairro Aeroporto, a quatro quilômetros do centro da cidade. Os jogadores dispõem de dois vestiários, duas quadras de aquecimento, além de completo departamento médico, inclusive com sala de ortopedia. As federações utilizam a sala de arrecadação e os árbitros têm um vestiário exclusivo. Há uma sala para policiamento e o trabalho de divulgação é feito através de dez cabines de rádio e televisão e da sala de imprensa.

A rodada dupla da inauguração, teve a vitória do Sport-JF sobre o Tupi-JF por 2 a 0 no primeiro jogo e a vitória do Flamengo sobre o Argentinos Juniors por 2 a 1 na segunda partida.[7]

O serviço de telefonia comporta a transmissão simultânea de até 100 emissoras de rádio. O estádio possui, ainda, serviço de informações por alto-falante.

Em 2 de dezembro de 1989, recebeu Flamengo e Fluminense na despedida de Zico, que marcou o primeiro gol da partida, de falta, na vitória do Flamengo por 5 a 0, em disputa válida pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

Recebeu o jogo da primeira final da copa da Primeira Liga 2016, entre Fluminense-RJ e Atlético-PR no dia 20 de abril de 2016, com carga limitada a 27.300 ingressos pela Polícia Militar local por questões de segurança[8] de 31.863 lugares da capacidade do estádio, então. Nessa ocasião o Fluminense Football Club sagrou-se campeão da Primeira Liga do Brasil ao vencer a equipe paranaense por 1 a 0 perante 23.985 torcedores[9], e muitos lugares vazios no setor destinado ao Atlético-PR[10].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estádio Municipal Radialista Mario Helênio
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.