Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior de 2018
Taça BH de Futebol Jr. de 2018
Dados
Participantes 40
Organização FMF
Anfitrião Minas Gerais
Período 17 – 31 de julho
Gol(o)s 217
Partidas 73
Média 2,97 gol(o)s por partida
Campeão Atlético Mineiro (6º título)
Vice-campeão Fluminense
Melhor marcador Guilherme (Atlético Mineiro)
Melhor ataque (fase inicial) 10 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Nenhum gol:
Maior goleada
(diferença)
Cruzeiro 7 − 0 Porto Vitória
Toca da Raposa IBelo Horizonte
17 de julho
◄◄ 2017 Soccerball.svg 2019 ►►

A Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior de 2018 foi a 34ª edição da competição de futebol organizada pela Federação Mineira de Futebol (FMF). Realizada de 17 até 31 de julho, a competição será disputada por jogadores nascidos a partir de 2001, ou seja, restrita à categoria sub-17.

A competição foi disputada por duas fases distintas. Na primeira fase, as quarenta equipes participantes foram divididas em dez grupos de quatro equipes cada. Por outro lado, a fase final será composta por jogos eliminatórios e englobou quatro sub fases diferentes. Segundo o próprio regulamento da competição, o objetivo da mesma é valorizar o trabalho das equipes em suas categorias de base, além de formar atletas profissionais, contribuindo para o futuro do futebol brasileiro.[1]

O Atlético Mineiro derrotou o Fluminense Football Club por 3−1, na decisão. Com a vitória, o Atlético sagrou-se campeão e conquistou seu sexto título da competição, o primeiro da categoria sub-17.[2]

Mudanças[editar | editar código-fonte]

Em relação as edições anteriores, a Taça Belo Horizonte de 2018 foi disputada por quarenta equipes, oito a mais do que as anteriores. Com o acréscimo no número de participantes, o sistema de classificação também alterou. Nesta edição, apenas os seis melhores segundos colocados passaram para a fase final.[3][4][5]

O diretor de competições da Federação Mineira de Futebol falou sobre o torneio:[3][4][5]

As expectativas são as melhores possíveis! Divulgamos a tabela no final da semana passada, estamos, agora, nos ajustes finais. Esta, sem dúvida, será a maior edição da Taca BH. Aumentamos de 32 para 40 equipes, que estão dividas em dez grupos. [...] Estamos tentando fazer uma das melhores edições da Taça BH. Prova disso é que a TV já confirmou que nós teremos um recorde de transmissão nas partidas, seja pela TV, ao vivo, ou por streaming na internet.


Seguindo o regulamento das categorias de bases juvenis, os jogos tiveram 80 minutos de duração.[1]

Participantes[editar | editar código-fonte]

A competição teve um total de quarenta equipes participantes, que foram listadas abaixo:[1]

Fase de grupos[editar | editar código-fonte]

Equipes classificadas à fase final
Equipes classificadas à segunda fase (índice técnico)
Equipes eliminadas

A primeira fase do torneio foi disputada entre 17 e 21 de julho pelas 40 equipes participantes, divididas em dez grupos com quatro equipes cada. Essa fase foi composta por confrontos dentro dos grupos em turno único. No final, as melhores equipes de cada grupo se classificaram para a próxima fase, juntamente com os seis melhores segundos colocados.[1]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
São Paulo São Paulo 9 3 3 0 0 10 0 +10
Rio Grande do Sul Grêmio 6 3 2 0 1 7 6 +1
Goiás Vila Nova 1 3 0 1 2 1 4 –3
Minas Gerais Uberaba 1 3 0 1 2 0 8 –8

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
São Paulo Corinthians 7 3 2 1 0 7 0 +7
Paraná Coritiba 4 3 1 1 1 5 2 +3
Bahia Vitória 3 3 0 3 0 0 0 0
Minas Gerais Serranense 1 3 0 0 3 0 10 –10

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Rio de Janeiro Fluminense 9 3 3 0 0 6 1 +5
São Paulo Ponte Preta 4 3 1 1 1 5 2 +3
Santa Catarina Figueirense 3 3 1 0 2 3 8 –5
Minas Gerais A.M.D.H. 1 3 0 1 2 2 5 –3

Grupo D[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Rio de Janeiro Flamengo 9 3 3 0 0 5 1 +4
Minas Gerais América de Teófilo Otoni 6 3 2 0 1 4 3 +1
São Paulo Portuguesa 3 3 1 0 2 4 6 –2
Santa Catarina Chapecoense 0 3 0 0 3 4 7 –3

Grupo E[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Santa Catarina Criciúma 9 3 3 0 0 6 1 +5
Minas Gerais Cruzeiro 4 3 1 1 1 8 2 +6
Goiás Atlético Goianiense 4 3 1 1 1 3 2 +1
Espírito Santo (estado) Porto Vitória 0 3 0 0 3 0 12 –12

Grupo F[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Minas Gerais América Mineiro 7 3 2 1 0 5 3 +2
São Paulo Santos 6 3 2 0 1 8 3 +5
Goiás Goiás 4 3 1 1 1 8 4 +4
Distrito Federal (Brasil) Legião 0 3 0 0 3 1 12 –11

Grupo G[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Rio Grande do Sul Juventude 7 3 2 1 0 8 4 +4
Minas Gerais Atlético Mineiro 6 3 2 0 1 10 2 +8
Mato Grosso do Sul SEDUC 2 3 0 2 1 3 7 –4
Minas Gerais Dínamo 1 3 0 1 2 4 12 –8

Grupo H[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Rio Grande do Sul Internacional 9 3 3 0 0 6 0 +6
São Paulo Novorizontino 6 3 2 0 1 6 3 +3
Rio de Janeiro Botafogo 3 3 1 0 2 3 4 –1
Minas Gerais Villa Nova 0 3 0 0 3 3 12 –9

Grupo I[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Paraná Atlético Paranaense 7 3 2 1 0 5 1 +4
São Paulo Palmeiras 6 3 2 0 1 6 4 +2
Rio de Janeiro Boavista-RJ 4 3 1 1 1 4 3 +1
Minas Gerais Uberlândia 0 3 0 0 3 0 7 –7

Grupo J[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Rio de Janeiro Vasco da Gama 7 3 2 1 0 8 4 +4
Paraná Paraná 7 3 2 1 0 5 2 +3
Bahia Bahia 3 3 1 0 2 4 4 0
Minas Gerais Guarani-MG 0 3 0 0 3 3 10 –7

Classificação para a fase final[editar | editar código-fonte]

Equipes classificadas à fase final
Equipes classificadas à segunda fase (índice técnico)
Equipes eliminadas

Para determinar os confrontos das oitavas de final, os 16 clubes classificados foram divididos em dois blocos: no primeiro ficaram as dez equipes classificadas com as melhores campanhas na primeira fase; no segundo bloco, as equipes classificadas por índice técnico.[1]

Os clubes que terminaram a primeira fase em primeiro lugar dos grupos foram automaticamente classificados. Por sua vez, apenas os seis melhores segundos colocados passaram para a próxima fase.[1]

A numeração que os clubes receberam correspondem a sua campanha na fase de grupos, os duelos das oitavas de final foram definidos em forma inversa, ou seja, a melhor equipe da fase anterior enfrenta a décima sexta, a segunda enfrenta a décima quinta e assim por diante.[1]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
São Paulo São Paulo 9 3 3 0 0 10 0 +10
Rio Grande do Sul Internacional 9 3 3 0 0 6 0 +6
Rio de Janeiro Fluminense 9 3 3 0 0 6 1 +5
Santa Catarina Criciúma 9 3 3 0 0 6 1 +5
Rio de Janeiro Flamengo 9 3 3 0 0 5 1 +4
São Paulo Corinthians 7 3 2 1 0 7 0 +7
Rio de Janeiro Vasco da Gama 7 3 2 1 0 8 4 +4
Rio Grande do Sul Juventude 7 3 2 1 0 8 4 +4
Paraná Atlético Paranaense 7 3 2 1 0 5 1 +4
10º Paraná Paraná 7 3 2 1 0 5 2 +3
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
11º Minas Gerais América Mineiro 7 3 2 1 0 5 3 +2
12º Minas Gerais Atlético Mineiro 6 3 2 0 1 10 2 +8
13º São Paulo Santos 6 3 2 0 1 8 3 +5
14º São Paulo Novorizontino 6 3 2 0 1 6 3 +3
15º São Paulo Palmeiras 6 3 2 0 1 6 4 +2
16º Rio Grande do Sul Grêmio 6 3 2 0 1 7 6 +1
17º Minas Gerais América de Teófilo Otoni 6 3 2 0 1 4 3 +1
18º Minas Gerais Cruzeiro 4 3 1 1 1 8 2 +6
19º Paraná Coritiba 4 3 1 1 1 5 2 +3
20º São Paulo Ponte Preta 4 3 1 1 1 5 2 +3

Fase final[editar | editar código-fonte]

A fase final englobou as oitavas-de-finais, quartas-de-finais, semifinais e a final. Os jogos foram eliminatórios, avançando para a próxima fase a equipe vencedora; nos caso de empates, os clubes disputaram cobranças de penalidades.[1][6]

Esquema[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
                           
23 de julho, Belo Horizonte            
 São Paulo São Paulo  4
26 de julho, Belo Horizonte
 Rio Grande do Sul Grêmio  0  
 São Paulo São Paulo  1
23 de julho, Sete Lagoas
   Paraná Atlético Paranaense  0  
 Rio Grande do Sul Juventude  1
28 de julho, Sete Lagoas
 Paraná Atlético Paranaense  2  
 São Paulo São Paulo  1
23 de julho, Sete Lagoas
   Minas Gerais Atlético Mineiro  2  
 Rio de Janeiro Flamengo  0
25 de julho, Sete Lagoas
 Minas Gerais Atlético Mineiro  2  
 Minas Gerais Atlético Mineiro (pen)  2 (4)
23 de julho, Confins
   São Paulo Santos  2 (2)  
 Santa Catarina Criciúma  1
31 de julho, Belo Horizonte
 São Paulo Santos  2  
 Minas Gerais Atlético Mineiro  3
23 de julho, Belo Horizonte
   Rio de Janeiro Fluminense  1
 Rio Grande do Sul Internacional  1
25 de julho, Sete Lagoas
 São Paulo Palmeiras  0  
 Rio Grande do Sul Internacional  1 (2)
23 de julho, Sete Lagoas
   Rio de Janeiro Vasco da Gama (pen)  1 (3)  
 Rio de Janeiro Vasco da Gama  2
28 de julho, Sete Lagoas
 Paraná Paraná  0  
 Rio de Janeiro Vasco da Gama  1 (4)
23 de julho, Confins
   Rio de Janeiro Fluminense (pen)  1 (5)  
 Rio de Janeiro Fluminense  5
26 de julho, Belo Horizonte  
 São Paulo Novorizontino  1  
 Rio de Janeiro Fluminense  3
23 de julho, Belo Horizonte
   Minas Gerais América Mineiro  0  
 São Paulo Corinthians  0
 Minas Gerais América Mineiro  1  

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

23 de julho Juventude Rio Grande do Sul 1 – 2 Paraná Atlético Paranaense Arena do Jacaré, Sete Lagoas
11:00 (UTC−3)
Gabriel Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22' Súmula Argentino Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31'
Jair Diego Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55'
Árbitro: Warlen Osvaldo de Carvalho

23 de julho Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 São Paulo Palmeiras Estadio das Alterosas, Belo Horizonte
11:00 (UTC−3)
Luiz Henrique Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58' Súmula Árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães

23 de julho Fluminense Rio de Janeiro 5 – 1 São Paulo Novorizontino Arena da Bola, Confins
13:00 (UTC−3)
Marcos Paulo Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45', Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53'
Matheus Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64'
Kaká Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Wallace Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Súmula Diego Rodrigues Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75' Árbitro: José Alfredo Filho

23 de julho São Paulo São Paulo 4 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio Estadio das Alterosas, Belo Horizonte
14:00 (UTC−3)
Gustavo Maia Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24', Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Taylor Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Paulinho Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62' (pen)
Súmula Árbitro: Márcio Tavares da Silva

23 de julho Criciúma Santa Catarina 1 – 2 São Paulo Santos Arena da Bola, Confins
15:30 (UTC−3)
Deividy Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31' Súmula Kaique Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35', Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59' Árbitro: João Luiz Gomes Neto

23 de julho Flamengo Rio de Janeiro 0 – 2 Minas Gerais Atlético Mineiro Arena do Jacaré, Sete Lagoas
17:00 (UTC−3)
Súmula Neto Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3'
Pedro Victor Gol contra marcado aos 62 minutos de jogo 62'
Árbitro: Leonardo Prado Neves Silva

23 de julho Corinthians São Paulo 0 – 1 Minas Gerais América Mineiro Estadio das Alterosas, Belo Horizonte
17:00 (UTC−3)
Súmula Gustavo Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53' Árbitro: Sidney Petterson Costa Batista

23 de julho Vasco da Gama Rio de Janeiro 2 – 0 Paraná Paraná Arena do Jacaré, Sete Lagoas
19:30 (UTC−3)
Michael Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Riquelme Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Súmula Árbitro: Fagson Júnior dos Santos Silva

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

25 de julho Internacional Rio Grande do Sul 1 − 1 Rio de Janeiro Vasco da Gama Arena do Jacaré, Sete Lagoas
14:00 (UTC−3)
Peglow Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48' Súmula Vinícius Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27' Árbitro: Fernando Roberto do Carmo
    Penalidades  
Jonathan Erro (fora)
Pedro Henrique Convertido
Luiz Henrique Convertido
Peglow Erro (defesa)
Gabriel Chaves Erro (defesa)
2 − 3 Erro (defesa) Germano
Convertido Bruno
Convertido Talles
Convertido Vinícius
 

25 de julho Atlético Mineiro Minas Gerais 2 − 2 São Paulo Santos Arena do Jacaré, Sete Lagoas
16:30 (UTC−3)
Guilherme Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45', Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75' (pen) Súmula Kaio Jorge Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15'
Ivonei Gol marcado aos 36 minutos de jogo 36'
Árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães
    Penalidades  
Neto Convertido
Rubim Convertido
Guilherme Convertido
Lima Convertido
4 − 2 Convertido Giovanni
Erro (defesa) Victor Yan
Erro (defesa) Kaio Jorge
Convertido Sandro
 

26 de julho Fluminense Rio de Janeiro 3 − 0 Minas Gerais América Mineiro Estadio das Alterosas, Belo Horizonte
11:00 (UTC−3)
Marcos Paulo Gol marcado aos 29 minutos de jogo 29', Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68'
João Pedro Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Súmula Árbitro: Vinícius Marcius Satnos Marinho Gil

26 de julho São Paulo São Paulo 1 − 0 Paraná Atlético Paranaense Estadio das Alterosas, Belo Horizonte
14:00 (UTC−3)
Morato Gol marcado aos 51 minutos de jogo 51' Súmula Árbitro: Rodrigo Gomes Lúcio

Semifinais[editar | editar código-fonte]

28 de julho Fluminense Rio de Janeiro 1 − 1 Rio de Janeiro Vasco da Gama Arena do Jacaré, Sete Lagoas
11:30 (UTC−3)
João Pedro Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34' (pen) Súmula Vinícius Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48' Árbitro: Fagson Júnior dos Santos Silva
    Penalidades  
Bruno Convertido
Ewerthon Convertido
Marcos Paulo Convertido
Luan Convertido
André Convertido
5 − 4 Convertido João Pedro
Convertido Germano
Erro (defesa) Rodrigo
Convertido Menezes
Convertido Gabriel Pec
 
28 de julho São Paulo São Paulo 1 − 2 Minas Gerais Atlético Mineiro Arena do Jacaré, Sete Lagoas
14:00 (UTC−3)
Gabriel Falcão Súmula Rubim Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32'
Luiz Filipe Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Árbitro: Leonardo Prado Neves Silva

Final[editar | editar código-fonte]

31 de julho Atlético Mineiro Minas Gerais 3 − 1 Rio de Janeiro Fluminense Estádio Independência, Belo Horizonte
21:45 (UTC−3)
Guilherme Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15' (pen), Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Mário Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Súmula Marcos Paulo Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12' Árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior de 2018
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Campeão
(6º título)

Referências

  1. a b c d e f g h «REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO - TAÇA BH 2018» (PDF). Federação Mineira de Futebol. Consultado em 11 de julho de 2017.. Cópia arquivada (PDF) em 3 de julho de 2018 
  2. «Atlético é hexacampeão da Taça BH!». Federação Mineira de Futebol. 1 de agosto de 2018. Consultado em 3 de agosto de 2018.. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2018 
  3. a b «Taça BH começa no próximo dia 17 e terá 40 clubes de 10 estados e do DF». globoesporte.globo.com. 25 de junho de 2018. Consultado em 3 de julho de 2018. 
  4. a b «Vem aí a Taça BH 2018!». Website oficial da Federação Mineira de Futebol. 25 de junho de 2018. Consultado em 3 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 3 de julho de 2018 
  5. a b «Com 40 equipes na disputa, Taça BH Sub-17 começa em julho». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 26 de junho de 2018. Consultado em 3 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 3 de julho de 2018 
  6. «Definidos os confrontos das oitavas de final da Taça BH; confira os jogos». globoesporte.globo.com. 21 de julho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]