Federação Mineira de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Federação Mineira de Futebol
Tipo Desportiva
Fundação 5 de março de 1915 (107 anos)
Sede Belo Horizonte, MG, Brasil
Presidente Adriano Guilherme de Aro Ferreira
Sítio oficial www.fmf.com.br

A Federação Mineira de Futebol é a entidade máxima de futebol no estado de Minas Gerais, Brasil, e representa os seus clubes na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Fundada originalmente em 1915 sob o nome de Liga Mineira de Esportes Atléticos, que pouco depois se transformou em Liga Mineira de Desportos Terrestres (LMDT). Em meio a divergências e a fundação de uma nova liga futebolística no Estado – Associação Mineira de Esportes ‘Geraes’ (AMEG) – coube a LMDT se organizar para profissionalização do futebol em Minas Gerais.

Competições profissionais[editar | editar código-fonte]

A Federação Mineira de Futebol organiza o Campeonato Mineiro de Futebol em seus Módulos I, II e Segunda Divisão, além da Recopa do Interior[1] e do Troféu Inconfidência[2]. Também são promovidos pela instituição o Sub 14, Sub 15, Sub 17 e Sub 20, no futebol profissional masculino, e o Campeonato Feminino[3] de futebol profissional.

Futebol amador[editar | editar código-fonte]

Através do seu setor de futebol amador, a Federação Mineira de Futebol oferta apoio técnico e burocrático para a organização de clubes de futebol amador em todo o estado de Minas Gerais.[4] Além disso, a Federação comanda as vistorias e o credenciamento de estádios amadores pelo estado.[5] As associações amadoras, em regra geral, se filiam apenas às ligas municipais, sem participação direta na FMF, com exceção daquelas constituídas na capital do Estado. No âmbito do esporte amador, são organizados a Copa Itatiaia[6], a Taça BH[7], o campeonato Corujão[8] e o Campeonato Mineiro de Futebol Amador[9].

A entidade gerencia diretamente o futebol amador de Belo Horizonte e do interior, através do seu setor de futebol amador.

A entidade foi primeiramente fundada como Liga Mineira de Esportes Atléticos, que pouco depois se transformou em Liga Mineira de Desportos Terrestres (LMDT). A primeira sede da entidade foi em um velho prédio, de apenas um pavimento, localizado na Rua dos Guajajaras, 671, centro da capital, e teve como primeiro presidente o Dr. Célio Carrão de Castro. Naquele mesmo ano, 1915, aconteceu o primeiro Campeonato Mineiro, chamado de “Campeonato da Cidade”, contando com equipes de Belo Horizonte. O vencedor foi o Clube Atlético Mineiro, mas os anos seguintes foram de total hegemonia do América Futebol Clube, que conquistou consecutivamente dez troféus. Depois do sucesso de Atlético e América, foi a vez de surgir no cenário mineiro o Palestra Itália, atual Cruzeiro Esporte Clube, que ganhou os seus primeiros Estaduais em 1928, 1929 e 1930.

O desenvolvimento do esporte no país fez com que a sociedade se interessasse cada vez mais pelo futebol. Em meio a divergências e a fundação de uma nova liga futebolística no Estado – Associação Mineira de Esportes ‘Geraes’ (AMEG) – coube a LMDT se organizar para profissionalização do futebol em Minas Gerais. Em 1932, o título estadual foi dividido entre o Villa Nova (Campeão pela AMEG) e Atlético (Campeão pela LMDT). A divisão foi o passo fundamental para que no ano seguinte o Campeonato Mineiro fosse disputado em caráter profissional. Na nova era o Villa Nova triunfou no Estado, conquistando os títulos de 1933, 1934 e 1935. A fusão das duas ligas fez com que em 1939 a entidade passasse a se chamar Federação Mineira de Futebol.

A partir da profissionalização o futebol mineiro tomou novos rumos. O esporte se popularizou ainda mais, e consequentemente, centenas de clubes foram fundados por todo o Estado. Clubes estes que se transformaram em celeiro de craques em Minas Gerais. Além de revelar grandes jogadores, outros clubes do interior de Minas Gerais também ergueram o troféu do Campeonato Mineiro: Siderúrgica (1937 e 1964), Caldense (2002) e Ipatinga (2006).

A construção do Mineirão foi o palco de grandes conquistas: campeonatos nacionais, Copa Libertadores da América, amistosos internacionais da Seleção Brasileira.

De lá pra cá, o esporte sofreu grandes transformações. As mudanças afetaram também a entidade maior do futebol mineiro que conquistou seu espaço nacionalmente, sendo uma das principais representantes na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e possuidora de um dos campeonatos mais valorizados do Brasil.

Filiados[editar | editar código-fonte]

A FMF é composta por clubes e ligas filiados nos termos de seu estatuto, e os filiados podem conceder o poder de voto por meio de procuração.[10] As ligas municipais e os clubes filiados à Federação Mineira de Futebol submetem-se aos estatutos da FMF e da CBF. [11] A jurisdição máxima de poder da Federação é sua Assembleia Geral, que se reune anualmente de forma ordinária ou em caso de convocação excepcional.

Controle pela família Guilherme Ferreira[editar | editar código-fonte]

A FMF é controlada, quase que consecutivamente, pela família Guilherme desde a chegada do Coronel José Guilherme Ferreira ao poder durante o Regime Militar. O controle da Federação foi mantido, muitas vezes, com o uso da força. Seu filho, Elmer Guilherme Ferreira, o sucedeu no controle da Federação até os anos 2000. Atualmente, Adriano Aro, filho do deputado estadual Zé Guilherme , irmão do deputado federal Marcelo Aro (PP) e sobrinho de Elmer preside a entidade, após um hiato de quase 15 anos fora do poder. As inúmeras denúncias de corrupção não foram suficientes para abalar o controle da família sobre a entidade. [12][13][14]

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking dos clubes[editar | editar código-fonte]

Classificação dos clubes de Minas Gerais no Ranking da CBF.

Atualizado em 9 de fevereiro de 2022.[15]

Pos. Clube Pontos

2022

Pontos

2021[16]

Brasileirão
2022
Aumento Bandeira-de-Belo-Horizonte.svg Atlético Mineiro 14.572 11.789 Série A
14º Baixa Bandeira-de-Belo-Horizonte.svg Cruzeiro 9.034 11.768 Série B
15º Aumento Bandeira-de-Belo-Horizonte.svg América Mineiro 8.860 8.404 Série A
49º Aumento Bandeira de tombos.jpg Tombense 2.391 2.031 Série B
57º Baixa Bandeira de Varginha (Minas Gerais).jpg Boa Esporte 1.957 2.692 -
80º Aumento Bandeirapocos.gif Caldense 947 887 Série D
99º Aumento Bandeira Uberlandia MinasGerais Brasil.svg Uberlândia 628 252 -
111º Baixa Bandeira de Juiz de Fora.svg Tupi 564 1.106 -
118º Baixa Flag of Patos de Minas MG.png URT 443 724 Série D
124º Aumento BandeiraPatrocinioMgBr.png Patrocinense 408 204 -
150º Baixa Flag of Nova Lima.png Villa Nova 266 430 -
170º Baixa Bandeira de Juiz de Fora.svg Tupynambás 204 255 -

Ranking das federações[editar | editar código-fonte]

Ano Pos. Pontos
2022 40.274
2021 40.542
2020 45.014
2019 47.813

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  2. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  3. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  4. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  5. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  6. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  7. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  8. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  9. «FMF - Federação Mineira de Futebol». fmf.com.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2022 
  10. «Folha de S.Paulo - Dinastia comanda federação em Minas - 14/08/97». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  11. Federação Mineira de Futebol (4 de novembro de 2015). «Estatuto da Federação Mineira de Futebol» (PDF) 
  12. «Folha de S.Paulo - Dinastia comanda federação em Minas - 14/08/97». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  13. www.diariodeuberlandia.com.br. «Família Guilherme pode voltar à FMF». Diário de Uberlândia | jornal impresso e online. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  14. «Adriano Aro é reeleito para mandato de quatro anos na presidência da FMF». ge. Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  15. «RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2022» (PDF). CBF. 16 de dezembro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  16. «Flamengo é o líder do Ranking Nacional de Clubes 2021 da CBF». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.