Federação Mineira de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Federação Mineira de Futebol
Tipo Desportiva
Fundação 5 de março de 1915 (106 anos)
Sede Belo Horizonte, MG, Brasil
Presidente Adriano Guilherme de Aro Ferreira
Sítio oficial www.fmf.com.br

A Federação Mineira de Futebol é a entidade máxima de futebol no estado de Minas Gerais, Brasil, e representa os seus clubes na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Futebol amador[editar | editar código-fonte]

A entidade gerencia diretamente o futebol amador de Belo Horizonte e do interior, através do seu setor de futebol amador.

O dia de hoje entra para a história do futebol mineiro. Cinco de março de 2015. A Federação Mineira de Futebol, entidade máxima do esporte no Estado, completa o seu primeiro centenário. Anos de glórias e conquistas que ultrapassam o território de Minas Gerais.

Há exatos cem anos foi fundada a Liga Mineira de Esportes Atléticos, que pouco depois se transformou em Liga Mineira de Desportos Terrestres (LMDT). A primeira sede da entidade foi em um velho prédio, de apenas um pavimento, localizado na Rua dos Guajajaras, 671, centro da capital, e teve como primeiro presidente o Dr. Célio Carrão de Castro. Naquele mesmo ano, 1915, aconteceu o primeiro Campeonato Mineiro, chamado de “Campeonato da Cidade”, contando com equipes de Belo Horizonte. O vencedor foi o Clube Atlético Mineiro, mas os anos seguintes foram de total hegemonia do América Futebol Clube, que conquistou consecutivamente dez troféus. Depois do sucesso de Atlético e América, foi a vez de surgir no cenário mineiro o Palestra Itália, atual Cruzeiro Esporte Clube, que ganhou os seus primeiros Estaduais em 1928, 1929 e 1930.

O desenvolvimento do esporte no país fez com que a sociedade se interessasse cada vez mais pelo futebol. Em meio a divergências e a fundação de uma nova liga futebolística no Estado – Associação Mineira de Esportes ‘Geraes’ (AMEG) – coube a LMDT se organizar para profissionalização do futebol em Minas Gerais. Em 1932, o título estadual foi dividido entre o Villa Nova (Campeão pela AMEG) e Atlético (Campeão pela LMDT). A divisão foi o passo fundamental para que no ano seguinte o Campeonato Mineiro fosse disputado em caráter profissional. Na nova era o Villa Nova triunfou no Estado, conquistando os títulos de 1933, 1934 e 1935. A fusão das duas ligas fez com que em 1939 a entidade passasse a se chamar Federação Mineira de Futebol.

A partir da profissionalização o futebol mineiro tomou novos rumos. O esporte se popularizou ainda mais, e consequentemente, centenas de clubes foram fundados por todo o Estado. Clubes estes que se transformaram em celeiro de craques em Minas Gerais. Além de revelar grandes jogadores, outros clubes do interior de Minas Gerais também ergueram o troféu do Campeonato Mineiro: Siderúrgica (1937 e 1964), Caldense (2002) e Ipatinga (2006).

A construção do Mineirão foi o palco de grandes conquistas: campeonatos nacionais, Copa Libertadores da América, amistosos internacionais da Seleção Brasileira.

De lá pra cá, o esporte sofreu grandes transformações. As mudanças afetaram também a entidade maior do futebol mineiro que conquistou seu espaço nacionalmente, sendo uma das principais representantes na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e possuidora de um dos campeonatos mais valorizados do Brasil. A Federação Mineira de Futebol celebra em seu centenário o excelente momento de seus filiados, com a expectativa que nas próximas décadas o crescimento e o sucesso ganhem maiores proporções, pois o trabalho continuará ao longo dos anos, como foi neste século de existência.

A FMF participa ativamente ao lado do seu filiado, seja no campo de terra ou no gramado, buscando a prática e desenvolvimento do futebol em todo o Estado. A Federação Mineira de Futebol evolui a cada dia, levando a todos os envolvidos novas oportunidades de crescimento e de conquistas. Uma visão moderna moldada no interesse de clubes, ligas e torcedores.

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking dos clubes[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em 1 de março de 2021[1]

Pos. Clube Pontos Brasileirão
2021
Bandeira de Belo Horizonte.svg Atlético Mineiro 11.789 Série A
10º Bandeira de Belo Horizonte.svg Cruzeiro 11.768 Série B
19º Bandeira de Belo Horizonte.svg América Mineiro 8.404 Série A
45º Bandeira de Varginha (Minas Gerais).jpg Boa Esporte 2.692 Série D
54º Bandeira de tombos.jpg Tombense 2.031 Série C
69º Bandeira de Juiz de Fora.svg Tupi 1.106 -
84º Bandeirapocos.gif Caldense 887 Série D
90º Flag of Patos de Minas MG.png URT 724 -
118º Bandeira de Nova Lima.gif Villa Nova 430
155º Bandeira de Juiz de Fora.svg Tupynambás 255
164º Bandeira Uberlandia MinasGerais Brasil.svg Uberlândia 252 Série D
172º BandeiraPatrocinioMgBr.png Patrocinense 204 Série D

Ranking das federações[editar | editar código-fonte]

Pos. Pontos Ano
40.542 2021
45.014 2020
47.813 2019

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Flamengo é o líder do Ranking Nacional de Clubes 2021 da CBF». CBF. 1 de março de 2021. Consultado em 18 de março de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.