Rua Halfeld

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rua Halfeld
País
Parte baixa da Rua Halfeld em 1928
Estado Minas Gerais
Cidade Juiz de Fora
Bairro(s) Centro

Rua Halfeld é tida como a principal rua da cidade de Juiz de Fora, com cafés, cinemas, galerias e lojas. Nela se localizam o painel "Cavalinhos", de Portinari, no Edifício Clube Juiz de Fora, o Parque Halfeld, com coreto, parque infantil e árvores centenárias, o antigo prédio do Paço Municipal, a Câmara Municipal e o Cine-Theatro Central.[1]

É dividida em parte alta e baixa, sendo o trecho entre as avenidas Rio Branco e Getúlio Vargas, exclusivo para pedestres, conhecido como Calçadão.[2] Anteriormente, a parte alta chamava-se Rua da Câmara, e a baixa, Rua Califórnia.[2]

Percurso[editar | editar código-fonte]

Trecho da parte alta da Rua Halfeld, com o Calçadão e vista para o Morro do Imperador, um pedaço do Paço Municipal e um do Parque Halfeld.
Calçadão da Rua Halfeld em direção à parte baixa da via.

Partindo do princípio da Halfeld, o percurso revela, nesta ordem:

  • Conjunto arquitetônico do "Calçadão", delimitado pelas avenidas Getúlio Vargas e Rio Branco, onde se sobressaem o Museu do Crédito Real (sexto museu financeiro criado no mundo); o antigo Hotel Palace, expressão pioneira do Art Déco na cidade; o Cinearte Palace; o Cine-Theatro Central, o Edicífio Baependi, primeiro "arranha-céu" de Juiz de Fora; o Edifício Clube Juiz de Fora, de autoria do conceituado arquiteto Francisco Bologna, com o painel "Cavalinhos", de Cândido Portinari. É importante ressaltar as treze galerias que cortam esse trecho da rua, configurando uma formação urbana rara;
  • Conjunto arquitetônico da Parte Alta da rua, onde se sobressaem a Igreja de Santo Antônio, do século XIX, e a Academia de Comércio, tradicional escola da cidade.

Atentado contra Jair Bolsonaro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Atentado contra Jair Bolsonaro

No dia 6 de setembro de 2018, o então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) sofreu um atentado durante comício no cruzamento da Rua Halfeld com a Rua Batista de Oliveira. O autor do atentado, Adélio Bispo de Oliveira, atingiu Bolsonaro com uma faca na região do abdômen. Após ser esfaqueado, o político foi colocado em um carro e levado para a Santa Casa da Misericórdia de Juiz de Fora.[3]

Horas após o atentado, o deputado federal foi submetido a uma cirurgia com a finalidade de estancar lesões sofridas em uma artéria e no intestino. Segundo a Santa Casa, a facada provocou uma lesão na artéria mesentérica superior e mais três lesões no intestino delgado.[4] Além disso, o presidenciável teve um choque hipovolêmico, quando há perda severa de sangue, e uma lesão transfixante (perfuração) grave no intestino grosso com importante contaminação fecal.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Rua Halfeld" - ACESSA.com
  2. a b «Acervo Documental». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 12 de setembro de 2011.. Consta, por exemplo, um mapa desenhado por Henrique Halfeld, de 1853, com o traçado original do Rio Paraibuna e as ruas da Câmara (parte alta da rua Halfeld), da Califórnia (conhecido hoje como Calçadão), a Estrada da Companhia só tracejada e que mais tarde viria a ser a Avenida Getúlio Vargas e a localização da Igreja Matriz, no mesmo local onde seria construída a Catedral. 
  3. Camporez, Patrik; Coutinho, Mateus (6 de setembro de 2018). «'Era uma pessoa tranquila', diz colega do acusado de esfaquear Bolsonaro». O Globo. Consultado em 7 de setembro de 2018. 
  4. «Esfaqueado: Bolsonaro teve artéria e intestino atingidos, foi operado e está estável». Veja. 6 de setembro de 2018. Consultado em 7 de setembro de 2018. 
  5. Dantas, Carolina (6 de setembro de 2018). «Bolsonaro teve grave perfuração no intestino grosso e fez colostomia; entenda». G1. Consultado em 7 de setembro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rua Halfeld