Sociedade Imperatriz de Desportos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imperatriz
Nome Sociedade Imperatriz de Desportos
Alcunhas Cavalo de Aço
O Mais Querido
Alvirrubro
Torcedor/Adepto Cavalíno, Colorado
Mascote Cavalo
Fundação 4 de Janeiro de 1962 (53 anos)
Estádio Frei Epifânio
Capacidade 12.000 pessoas
Presidente Brasil José Carneiro (Buzuca)
Treinador Brasil Vinícius Saldanha
Patrocinador Maranhão Grupo Mateus

Maranhão TopSport
Maranhão VBL
Maranhão Café Viana
Pará Cerpa
Itália Fiat

Material esportivo Brasil Super Bolla
Competição Maranhão Campeonato Maranhense
Brasil Campeonato Brasileiro - Série D

BrasilCopa do Brasil
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste

Ranking nacional 133º lugar, 42 pontos
Website Sid-imperatriz
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Sociedade Imperatriz de Desportos (conhecido como Cavalo de Aço ou apenas como Imperatriz) é um clube de futebol brasileiro sediado na cidade de Imperatriz, Maranhão.

O Cavalo de Aço possui a terceira maior torcida do Estado do Maranhão e é considerado o maior clube de futebol do interior do Estado. Manda seus jogos no Estádio Frei Epifânio d'Abadia desde agosto de 1973, quando este foi reinaugurado com a presença do ex-jogador da seleção brasileira Garrincha, que na ocasião jogou pelo Imperatriz a convite do então presidente do clube Severino Silva.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado em 4 de Janeiro de 1962 com o nome de Sociedade Atlética Imperatriz, foi o primeiro clube de futebol profissional da cidade. A agremiação foi criada por um Major da Polícia militar que pouco tempo depois ausentou-se da cidade e o clube passou então a ser sustentado por integrantes do sindicato dos arrumadores de Imperatriz. Por um longo período o sindicato e clube tinham sempre o mesmo presidente.

Em seus primeiros anos, o Imperatriz trazia em sua camisa as cores vermelho e azul. Somente anos mais tarde o vermelho e branco foi adotado e perdura até os dias atuais.

O clube nunca teve muito destaque no cenário futebolístico brasileiro, contando apenas com discretas participações no Campeonato Brasileiro da Série C em 1987, 1995, 2002, 2003, 2005, 2006 e 2007.

Em 2002, uma nova administração passou a tomar conta do time e, assim, a Imperatriz passou a disputar as fases finais das competições no Maranhão. Apostando em uma equipe jovem, o Cavalo de Aço começou a incomodar Sampaio Corrêa Futebol Clube, Moto Club de São Luís e Maranhão Atlético Clube, os grandes do estado. Nos anos seguintes, a base foi mantida e apenas alguns reforços chegaram para trazer experiência ao elenco.

A fórmula deu certo em 2005, quando o alvirrubro conquistou o Campeonato Maranhense de futebol, na final contra o Moto Club de São Luís. O Cavalo de Aço venceu o segundo turno e conquistou o direito de disputar o título contra o vencedor do primeiro turno, o Moto Club de São Luís. Na final, o primeiro jogo terminou 4 a 2 para a Imperatriz e, na segunda partida, nova vitória, desta vez por 3 a 2.

Após essa conquista, o time pôde disputar a Copa do Brasil em 2006, fato que se repetiu em 2007 e 2008. Já no Campeonato Brasileiro Série C, o alvirrubro participou em 2002, 2003, 2006 e 2007. A evolução da equipe se manteve, principalmente em 2007, quando chegou ao vice-campeonatos maranhense e da Taça de São Luís.

Em 02 de maio de 2015, sagrou-se campeão maranhense pela segunda vez após uma vitória em cima do grande rival da Capital, o Sampaio Corrêa. Com gols de Júnior Chicão, Rubens (pênalti) e Diogo Valderrama garantiu a vitória e as vagas para disputar o Campeonato Brasileiro Série D 2015, além da Copa do Brasil e Copa do Nordeste em 2016.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Cavalo de Aço manda seus jogos para o Estádio Frei Epifânio D'Abadia, mais conhecido como Caldeirão, com capacidade para doze mil espectadores. Seu jogo mais importante foi a primeira partida da final do Campeonato Maranhense de 2005, contra o Moto Club de São Luís e a final do primeiro turno do campeonato maranhense 2013 que lotou o estadio que teve mais de 12 mil torcedores no qual o time foi campeão em cima do bacabal .

Hino[editar | editar código-fonte]

Autor: João De Sousa Dantas (letra e música)

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Participações em Competições Nacionais[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Brasil Copa do Brasil
Ano 1989
Pos.
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos.
Ano 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Pos. 1ª F 1ª F 1ª F
Brasil Campeonato Brasileiro Série C
Ano 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989
Pos. 15°BR
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos. 62°
Ano 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Pos. 59° 12° 37° 34° 31º


Ídolos que marcaram época no Imperatriz[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svg Rodrigo Ramos (G)

Flag of Brazil.svg Ralf (V)

Flag of Brazil.svg Jacozinho (A)

Flag of Brazil.svg Edu Chiquita (A)

Flag of Brazil.svg Lindoval (A)

Flag of Brazil.svg James (M)

Flag of Brazil.svg Cristiano (M)

Flag of Brazil.svg Batoré (A)

Flag of Brazil.svg Marcio Alemão (V)

Flag of Brazil.svg Dênis (Z)

Flag of Brazil.svg Batuíra (A)

Jurinha (A)

Mirogol .(A)

Mangueira (Z)

Lamartine (M)

Flag of Brazil.svg Barrô (L)

Flag of Brazil.svg Nilson Takashi (Ex-Presidente)

Flag of Brazil.svg Pedro Rocha Filho (Ex-Técnico)

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 136º
  • Pontuação: 43 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

  • Força Jovem Cavalina
  • Império Vermelho

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

O maior rival do Imperatriz é o Tocantins, clube da mesma cidade, com o qual realiza o clássico "Tocantriz", a maior diferença de placar no confroto foi no Campeonato Maranhense de 24/04/1988 - Imperatriz 14x2 Tocantins, que é inclusive a terceira maior goleada da história do Campeonato Maranhense.

No povoado do Camaçari no dia 15/03/2009, foi realizado o primeiro confronto oficial da história entre JV Lideral x Imperatriz, na partida final da primeira fase do Maranhense 2009, na chave do interior, com vitória do JV Lideral por 1 x 0 Imperatriz.

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Cscr-featured1.png: Craque da Equipe
  • Prata da casa: Prata da Casa
  • Suspenso: Jogador Suspenso
  • Injury icon 2.svg: Jogador Lesionado
  • Seleção Brasileira: Seleção Brasileira


Goleiros
Jogador
' Brasil Jairo Pavão
' Brasil Lucas
' Brasil Mateus
Defensores
Jogador Pos.
' Brasil Claiton He-Man Z
' Brasil Ronaldo Z
' Brasil André Z
' Brasil Lucas Z
' Brasil Cleiton Carioca LD
' Brasil Júnior Tatu LD
' Brasil Edson LE
' Brasil Otávio LE
' Brasil Vinícius LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
' Brasil Tiago V
' Brasil Léo Carvalho V
' Brasil Keulson M
' Brasil Rúbens M
Atacantes
Jogador
' Brasil Júnior Chicão
' Brasil Régis
' Brasil Naldinho
' Brasil Cris
Brasil Aru Sompre
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Vinicius Saldanha T
Brasil Junior AS
Brasil Iran Cabral PF
Brasil Raul Magno TG
Brasil Bomba MA

Diretoria[editar | editar código-fonte]

Biênio 2013-2015
Função Nomes
Presidente Brasil Buzuca
Vice-Presidente BrasilVicente
Vice de Futebol BrasilAlex Santos
Diretoria de Patrimônio BrasilEdílson Carvalho
Diretoria administrativa e Financeira BrasilDe Assis
Diretoria das Divisões de Base BrasilJoaquim Quirino




















Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.