Fluminense Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fluminense (PI)
FluminenseECPI.png
Nome Fluminense Esporte Clube
Alcunhas Tricolor do Piauí
Torcedor/Adepto Tricolor
Principal rival Botafogo
Flamengo
Fundação 31 de janeiro de 1938 (82 anos)
Estádio Albertão
Capacidade 52.300 pessoas
Localização Teresina, Piauí
Presidente Felipe Ferreira Marques
Treinador Gustavo Lott
Competição Piauiense - Série A (2021)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Fluminense Esporte Clube, também conhecido como Fluminense do Piauí, é um clube de futebol brasileiro com sede na cidade de Teresina, capital do estado do Piauí. Tem sua fundação datada de 31 de janeiro de 1938, ocorrida após uma das várias reuniões de motoristas da cidade. Originalmente Automóvel Esporte Clube, o clube mudou para a denominação atual em 1949.

O Fluminense conquistou o primeiro título a nível estadual em 1967, com a conquista da segunda divisão do Campeonato Piauiense. Mais de cinco décadas depois, o clube voltou a vencer a mesma competição.

História[editar | editar código-fonte]

O Fluminense foi fundado no dia 31 de janeiro de 1938, na cidade de Teresina, capital do estado do Piauí.[1] Na ocasião, surgiu como Automóvel Esporte Clube por causa dos motoristas que integraram as reuniões antecedentes a fundação.[2] No âmbito amador do futebol na época, o Automóvel funcionava com recursos financeiros limitados e não conseguiu propiciar resistência contra os principais adversários do estado.[2]

Em 5 de janeiro de 1949, por sugestão de Belchior da Silva Barros, a equipe mudou de denominação para Fluminense. Foi uma tentativa da diretoria em obter novos torcedores, os simpatizante do Fluminense do Rio de Janeiro, e aproveitando da existência de Botafogo e Flamengo.[2]

O Fluminense conquistou seu primeiro título a nível estadual em 1967, com o título da segunda divisão do Campeonato Piauiense.[1] No entanto, dez anos depois, o clube disputou a primeira divisão estadual pela última vez antes de um longo período afastado de competições profissionais.[3] Apesar disso, manteve as atividades nas categorias de base.[3]

Na década de 2010, o Fluminense continuou não integrando a elite do campeonato estadual e nem sequer participou das quatro edições da Copa Piauí.[4][5][6][7] e nas três edições da segunda divisão realizadas nesse período.[8][9] O ano de 2019 deveria marcar o retorno da equipe nas competições profissionais. O Fluminense, inclusive, anunciou Aníbal Lemos como treinador para a segunda divisão estadual antes da confirmação da Federação do Piauí sobre a realização da competição.[10][11] Mais tarde, apresentou uma solicitação de desistência. O contribuinte do GloboEsporte.com, Renan Morais, mencionou a insatisfação da diretoria com o regulamento da competição.[12] Informação que também foi apresentada pelo portal Cidade Verde.[13] A desistência gerou um problema para o clube.[14] Em 2020, o Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí julgou o caso e aplicou uma punição de duzentas cestas básicas.[15]

O ano de 2020 marcou a chegada do treinador Gustavo Lott para a equipe teresinense, com a missão de buscar o acesso na segunda divisão piauiense.[16] O clube estreou com uma vitória pelo placar de 5–1 sobre a Oeirense,[17] seguido por um empate sem gols com o Tiradentes.[18] O Fluminense voltou a conquistar uma vitória diante da Oeirense (2–0) e obteve o acesso à primeira divisão estadual,[19] um feito que não acontecia há mais de quatro décadas.[20] Na mesma competição, a equipe derrotou o Tiradentes na decisão e conquistou o seu segundo título.[21][22]

Torcida[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2019, a torcida organizada do Fluminense foi criada em Teresina. Denominada FluPI, a organização foi integrada por quatrocentos torcedores, incluindo trezentos na capital do estado e cem na cidade de Parnaíba.[23][24]

Estádios[editar | editar código-fonte]

O Fluminense costuma mandar seus jogos no estádio Lindolfo Monteiro, local que atende um público superior a quatro mil pessoas.[25] No entanto, em 2020, o estádio serviu como abrigo aos moradores de rua durante a pandemia de COVID-19. Por conseguinte, o Fluminense mandou seus jogos no estádio Governador Alberto Tavares Silva.[26]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Diego Albert (12 de dezembro de 2017). «Fluminense-PI terá sede em Água Branca na 2ª Divisão do Campeonato Piauiense». Mpiaui.com.br. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  2. a b c «Automóvel Clube/PI [BRA]». Futebolnacional.com.br. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  3. a b «Fluminense/PI [BRA]». Futebolnacional.com.br. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  4. «Copa Piauí 2012». Rsssfbrasil.com. Consultado em 20 de outubro de 2020. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2020 
  5. «Copa Piauí 2013». Rsssfbrasil.com. Consultado em 20 de outubro de 2020. Arquivado do original em 3 de julho de 2020 
  6. «Regulamento da Copa Piauí de 2015» (PDF). Website oficial da Federação de Futebol do Piauí. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 29 de outubro de 2016 
  7. «Regulamento da Copa Piauí de 2017» (PDF). Website oficial da Federação de Futebol do Piauí. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 22 de agosto de 2017 
  8. «Regulamento da 2ª Divisão Piauiense de 2015» (PDF). Website oficial da Federação de Futebol do Piauí. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 25 de setembro de 2015 
  9. «Regulamento da 2ª Divisão Piauiense de 2016» (PDF). Website oficial da Federação de Futebol do Piauí. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 26 de outubro de 2016 
  10. «De olho na Série B do Campeonato Piauiense, Fluminense anuncia contratação de Aníbal Lemos». Cidadeverde.com. 11 de junho de 2019. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  11. «No comando do Flu-PI, Aníbal Lemos fala sobre novo desafio». Portalodia.com. 12 de junho de 2019. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  12. Renan Morais (9 de julho de 2019). «Surpreendido com desistência do Flu-PI, Aníbal Lemos revela baque com saída da Série B: "Chocado"». Teresina: GloboEsporte.com. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  13. «Fluminense apresenta pedido de desistência do Campeonato Piauiense Série B». Cidadeverde.com. 8 de julho de 2019. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  14. Arthur Ribeiro; Josiel Martins (13 de agosto de 2020). «Caso Fluminense-PI: TJD prevê julgamento que pode impedir Tricolor de jogar a Série B». Teresina: GloboEsporte.com. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  15. «Por não jogar Série B, Flu-PI é punido com 200 cestas básicas; regulamento previa multa de R$ 50 mil». GloboEsporte.com. 11 de setembro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  16. Renan Morais (28 de agosto de 2020). «Fluminense-PI confirma Gustavo Lott como técnico na Série B do Piauiense». Teresina: GloboEsporte.com. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  17. «Com gols de Eduardo e Bismarck, Fluminense-PI goleia o Oeirense na estreia da Série B do Piauiense». GloboEsporte.com. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  18. «Empate manteve o Fluminense na liderança da Série B do Campeonato Piauiense». Cidadeverde.com. 10 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  19. «História diante dos nossos olhos: Flu-PI vence Oeirense, garante acesso e jogará elite do Piauiense 44 anos depois». GloboEsporte.com. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  20. «Com festa em campo, jogadores do Fluminense-PI comemoram acesso à elite do Piauiense 2021». Teresina: GloboEsporte.com. 15 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  21. a b «Fluminense vence o Tiradentes e é campeão do Piauiense da Série B». Cidadeverde.com. 25 de outubro de 2020. Consultado em 27 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2020 
  22. a b «É campeão! Fluminense-PI vence o Tiradentes na final da Série B e coroa acesso à elite com título no Piauiense». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2020 
  23. «Fluminense do Piauí quer fortalecer torcida no estado». Cidadeverde.com. 26 de outubro de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2020 
  24. «Criada em Teresina a torcida organizada do Fluminense do Piaui, a FluPI». Cidadeverde.com. 24 de outubro de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2019 
  25. «Estádio Lindolfo Monteiro reabre com capacidade para mais de 4 mil torcedores». Meionorte.com. 21 de janeiro de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020 
  26. Jade Araújo (25 de setembro de 2020). «Fluminense-PI opta por mandar jogos da Série B do Piauiense no estádio Albertão». Teresina: GloboEsporte.com. Consultado em 20 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2020