Timon Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas. Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes.
Timon
TimonEC.png
Nome Timon Esporte Clube
Alcunhas TEC
Papagaio dos Cocais
Torcedor/Adepto Timonense
Mascote Papagaio
Fundação 26 de setembro de 2005 (13 anos) [1]
Estádio Miguel Lima
Capacidade 1.200
Localização Timon, MA
Presidente Brasil Josafá Sousa Boaventura
Treinador Brasil Marlon Cutrim
Patrocinador Brasil Oficina Multimarcas Angelin, Academia Everest Fitness
Material (d)esportivo Ícone Sports
Competição Maranhão Campeonato Maranhense - 2ª Divisão
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Timon Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de Timon, no estado do Maranhão. Suas cores são Azul, branco e verde.

Existe outro time na cidade, o Esporte Clube Timon, que disputa o campeonato Piauiense da segunda divisão.

Origens[editar | editar código-fonte]

O TEC, como é carinhosamente conhecido pelos seus torcedores, foi fundado em 2005 para a disputa do campeonato estadual representando seu município, o time tenta o acesso a elite do estadual desde 2007, porém vem fracassando e adquirindo decepções para seus torcedores. A equipe tem como sua casa o Estádio Miguel Lima, onde ela realiza seus jogos como mandante.

Histórico[editar | editar código-fonte]

2007 - Estreia como profissional[editar | editar código-fonte]

Estreou em competições em 2007 quando disputou o Campeonato Maranhense – Série B do mesmo ano. Em seu primeiro jogo o TEC aplicou uma goleada sobre o Babaçu por 6 a 0, já sua primeira partida em casa foi contra o São José, o Timon venceu por 3 a 1. Com o fim do campeonato o TEC não conseguiu o acesso, ficando na terceira colocação com 10 pontos em 6 jogos, o time ainda terminou com o melhor ataque da competição com 15 gols marcados.

2011 – Retorno após três anos[editar | editar código-fonte]

Depois da frustação de não ter conseguido o acesso, o TEC voltou três anos depois a disputar a Série B do estadual, porém novamente sem sucesso. O time quase conseguiu o título do segundo turno, o TEC e o Sabiá tinham os mesmos 13 pontos, porém o time de Caxias levou vantagem no saldo de gols e conseguiu o acesso.

2014 – TEC jogou o estadual em Teresina[editar | editar código-fonte]

Após duas tentativas frustradas, o TEC retornou dois anos após sua última participação na Série B do Campeonato Maranhense, neste ano a equipe teve que mandar seus jogos no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, por conta da má administração do prefeito de Timon, que não procurou fazer a reforma do seu maior centro esportivo, mesmo assim o clube seguiu forte para disputa do maranhense, porém o time foi eliminado nas semifinais e outra vez não consegue o acesso.

2017 – Vice-campeonato da Série B[editar | editar código-fonte]

Dois anos mais tarde o TEC retorna ao estadual, desta vez pode contar com sua casa de volta, o Estádio Miguel Lima. O time investiu muito buscando o acesso, nas semifinais o TEC eliminou o Pinheiro, o primeiro jogo ficou empate em 2 a 2 más na volta o time de Timon venceu por 3 a 0. Chegando em sua primeira final, o TEC encarou o favorito Bacabal, no primeiro na casa do adversário, o TEC perdeu por 3 a 1, o jogo de volta aconteceu em Timon e o time da casa sucumbiu ao Bacabal e perdeu por 3 a 0 dando fim ao sonho do acesso.

2018 – TEC retornou mais forte[editar | editar código-fonte]

No ano seguinte o TEC disputou pela quinta vez a Série B do Maranhense, buscando sair dessa situação, o time fez contratação com nomes conhecidos do futebol maranhense, nomes como o goleiro Laerte, o meia Toquinho e o atacante Cris estavam presentes no time. O TEC foi eliminado nas semifinais pelo Pinheiro, o jogo terminou empatado em 0 a 0, porém o TEC foi derrotado nos pênaltis.

Desempenho em Competições[editar | editar código-fonte]

Maranhão Campeonato Maranhense - 2ª Divisão[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2007
2008 -
2009 -
2010 -
2011
2012 -
2013 -
2014
2015 -
2016 -
2017
2018


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.