Estádio Presidente Vargas (Fortaleza)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Presidente Vargas
Presidente Vargas Stadium.jpg
Vista aérea do estádio após reforma.
Nomes
Nome Estádio Presidente Vargas
Apelido PV, Caldeirão, Arena PV
Antigos nomes Estádio Municipal (1945 a 1950)
Características
Local Fortaleza (CE),  Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 20 268 pessoas [1]
Construção
Data 1941
Inauguração
Data 14 de setembro de 1941
Partida inaugural Ferroviário 1 x 0 Tramways-PE
Primeiro gol Chinês (Ferroviário)
Recordes
Público recorde 20.062
Data recorde 11 de novembro de 2012
Partida com mais público Fortaleza Esporte Clube 1 x 3 Oeste Futebol Clube
Outras informações
Remodelado 20082011
Proprietário Brasão de Fortaleza - Gestão RC.png Prefeitura Municipal de Fortaleza
Administrador Brasão de Fortaleza - Gestão RC.png Prefeitura Municipal de Fortaleza
Mandante Fortaleza EC
AE Tiradentes
Ferroviário AC
Uniclinic AC
Ceará SC

O Estádio Presidente Vargas, mais conhecido como PV, é um estádio de futebol brasileiro localizado em Fortaleza, capital do estado do Ceará, Brasil. Sedia principalmente os jogos de Ceará, Ferroviário, Fortaleza, Tiradentes, Uniclinic, além times como Maguary, América, Calouros do Ar e Terra e Mar. Está localizado na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 1187, no bairro Benfica.

Construção e Inauguração[editar | editar código-fonte]

Entrada principal do estádio.

O estádio Presidente Vargas foi construído no ano de 1941. O PV era murado, tinha arquibancadas de madeira, cerca, também de madeira, separando o campo das torcidas e, novidade na cidade à época, um campo gramado, pois, até então, todos os campos na cidade de Fortaleza eram compostos por barro batido, que era umedecido antes das partidas.[2] O estádio foi inaugurado oficialmente em 14 de setembro de 1941, mas a primeira partida ocorreu uma semana depois.

Maior público pagante[editar | editar código-fonte]

O maior público pagante de que se tem referência já registrado no PV foi de 20.062 pessoas[3], no jogo Fortaleza 1 - 3 Oeste, no dia 11 de novembro de 2012. Após as reformas de 2011, o Estádio Presidente Vargas comporta 20.268 torcedores sentados.

Últimas reformas[editar | editar código-fonte]

Entre fevereiro de 2008 e abril de 2011, o PV ficou interditado para a realização de uma série de melhorias. A obra, orçada em R$ 48 milhões, previu a reconstrução da cobertura sobre as cadeiras sociais, cabines de rádio e TV, além da reforma da fachada histórica, dos túneis e das rampas de acesso, dos vestiários, das salas da administração, do estacionamento e da sala de imprensa, além da instalação de um placar eletrônico e de alambrados em vidro.

A reforma do estádio Presidente Vargas incluiu, ainda, a mudança de todo o sistema elétrico e hidro-sanitário, das cadeiras, das traves e a recuperação do campo. Foi o principal estádio do futebol cearense até a reabertura do Castelão, em 2013, após o remodelamento para os campeonatos da FIFA. O PV foi, ainda, um dos centros de treinamentos (CT) para a Copa do Mundo de 2014 e a Copa das Confederações de 2013.

O PV tem a tradição de receber os grandes clássicos do futebol cearense, como o Clássico-Rei (Ceará x Fortaleza), o Clássico da Paz (Ferroviário x Ceará) e o Clássico das Cores (Fortaleza x Ferroviário). Além de tais clássicos, o estádio também tem recebido jogos da Copa do Brasil, Série A do Campeonato Brasileiro, Série C do Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

Os 20 maiores públicos pós-reforma[editar | editar código-fonte]

Aqui estão listados os maiores públicos do Presidente Vargas, após a reforma. Entram nas estatísticas apenas o público pagante. Clássicos não listados. Valor do ingresso da cadeira comum (arquibancada) está ao lado do público.1.     

1. Fortaleza x Oeste (Série C 2012) : 20.062 (Ingresso R$ 40,00)

Vista pro campo do estádio

2. Ceará x Bahia (Série A 2011): 19.666 (Ingresso R$ 20,00)

3. Fortaleza x Icasa (Cearense 2014): 19.138 (Ingresso R$ 30,00)

4. Ceará x ABC (Série B 2015): 19.076 (Ingresso R$ 30,00)

5. Ceará x ASA (Copa do Brasil 2013): 18.845 (Ingresso R$ 10,00)

6. Fortaleza x Grêmio (Copa do Brasil 2012): 18.414 (Ingresso R$ 30,00)

7. Ceará x Tiradentes (Cearense 2012): 18.398 (Ingresso R$ 10,00)

8. Ceará x Flamengo (Série A 2011): 18.245 (Ingresso R$ 40,00)

9. Ceará x Botafogo-PB (Copa do Brasil 2016): 18.183 (Ingresso R$ 10,00)

10. Fortaleza x Santa Cruz (Série C 2012): 18.123 (Ingresso R$ 30,00)

11. Fortaleza x Náutico (Copa do Brasil 2012): 17.887 (Ingresso R$ 20,00)

12. Ceará x Joinville (Série B 2014): 17.834 (Ingresso R$ 30,00)

13. Fortaleza x Luverdense (Série C 2012): 17.721 (Ingresso R$ 30,00)

Cuidados com o gramado do estádio.

14. Fortaleza x Paysandu (Série C 2012): 17.619 (Ingresso R$ 30,00)

15. Ceará x Fluminense (Série A 2011): 17.554 (Ingresso R$ 20,00)

16. Ceará x Corinthians (Série A 2011): 17.532 (Ingresso R$ 20,00)

17. Ceará x Cruzeiro (Série A 2011): 17.331 (Ingresso R$ 40,00)

18. Ceará x Bragantino (Série B 2015): 16.481 (Ingresso R$ 30,00)

19. Ceará x América-MG (Série B 2012): 16.147 (Ingresso R$ 20,00)

20. Ceará x Santos (Série A 2011): 15.406 (Ingresso R$ 40,00)

As 20 maiores rendas pós-reforma[editar | editar código-fonte]

Aqui estão listadas as maiores rendas do Presidente Vargas, após a reforma. Clássicos não listados.

  1. Fortaleza x Oeste/SP (Série C 2012): R$ 530.302,00 (Ingresso R$ 40,00)[4]
  2. Fortaleza x Santa Cruz (Série C 2012): R$ 414.570,00 (Ingresso R$ 30,00)
  3. Fortaleza x Icasa (Cearense 2014): R$ 407.124,00 (Ingresso R$ 30,00)
  4. Fortaleza x Grêmio (Copa do Brasil 2012): R$ 406.161,00 (Ingresso R$ 30,00)
  5. Fortaleza x Luverdense (Série C 2012): R$ 377.890,00 (Ingresso R$ 30,00)
  6. Fortaleza x Paysandu (Série C 2012): R$ 347.811,00 (Ingresso R$ 30,00)
  7. Ceará x ABC (Série B 2015): R$ 330.442,00 (Ingresso R$ 30,00)
  8. Ceará x Cruzeiro (Série A 2011): R$ 323.179,00 (Ingresso R$ 40,00)
  9. Ceará x Flamengo (Série A 2011): R$ 322.722,00 (Ingresso R$ 40,00)
  10. Ceará x Vitória (Série B 2012): R$ 316.934,00 (Ingresso R$ 40,00)
  11. Fortaleza x Salgueiro (Série C 2012): R$ 302.577,00 (Ingresso R$ 30,00)
  12. Ceará x Joinville (Série B 2014): R$ 296.661,00 (Ingresso R$ 30,00)
  13. Ceará x São Paulo (Sul-Americana 2011): R$ 293.220,00 (Ingresso R$ 40,00)[5]
  14. Fortaleza x Treze (Série C 2012): R$ 292.446,00 (Ingresso R$ 30,00)
  15. Fortaleza x Horizonte (Cearense 2012): R$ 291.691,00 (Ingresso R$ 30,00)
  16. Fortaleza x Náutico (Copa do Brasil 2012): R$ 273.773,00 (Ingresso R$ 20,00)
  17. Fortaleza x Águia (Série C 2012): R$ 263.668,00 (Ingresso R$ 40,00)
  18. Ceará x Santos (Série A 2011): R$ 263.021,00 (Ingresso R$ 40,00)
  19. Fortaleza x América-RN (Série C 2011): R$ 249.495,00 (Ingresso R$ 40,00)[6]
  20. Fortaleza x Guarany (Série C 2012): R$ 243.558,00 (Ingresso R$ 30,00)
PV antes da reforma.

Clássicos no PV[editar | editar código-fonte]

  1. Fortaleza x Ceará (Cearense 2012) - Público pagante: 16.098 - Renda: R$ 388.971,00 (Ingresso R$ 30,00)
  2. Ceará x Fortaleza (Cearense 2012 - Final) - Público pagante: 15.967 - Renda: R$ 257.756,00 (Ingresso R$ 30,00)
  3. Fortaleza x Ceará (Cearense 2012 - Final) - Público pagante: 13.832 - Renda: R$ 332.643,00 (Ingresso R$ 30,00)
  4. Ceará x Fortaleza (Cearense 2012) - Público pagante: 13.185 - Renda: R$ 298.996,00 (Ingresso R$ 30,00)
  5. Fortaleza x Ferroviário (Cearense 2012) - Público pagante: 12.165 - Renda: R$ 246.574,00 (Ingresso R$ 30,00)
  6. Ceará x Ferroviário (Cearense 2012) - Público pagante: 10.481 - Renda: R$ 173.327,00 (Ingresso R$ 30,00)
  7. Ferroviário x Ceará (Cearense 2012) - Público pagante: 8.373 - Renda: R$ 133.885,00 (Ingresso R$ 30,00)
  8. Ceará x Fortaleza (Cearense 2013 - Semifinal) - Público pagante: 7.318 - Renda: R$ 94.472,00 (Ingresso R$ 40,00)
  9. Fortaleza x Ceará (Cearense 2013 - Semifinal) - Público pagante: 6.482 - Renda: R$ 135.513,00 (Ingresso R$ 40,00)
  10. Ferroviário x Fortaleza (Cearense 2012) - Público pagante: 3.641 - Renda: R$ 74.895,00 (Ingresso R$ 30,00)

Referências

  1. «CNEF da CBF» (PDF). Site Oficial da CBF. Consultado em 09/03/12. 
  2. FARIAS, Airton de. Ceará - Uma História de Paixão e Glória, 2005, Página 41.
  3. http://www.rsssfbrasil.com/miscellaneous/attendce.htm
  4. «Nota: Fortaleza x Oeste». 
  5. «Nota: Ceará x SP (SULA)». 
  6. «Borderô: Fortaleza x América-RN» (PDF).