Temporada do Fortaleza Esporte Clube de 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fortaleza Esporte Clube
Temporada 2021
FortalezaEsporteClube.svg
Treinador Argentina Juan Pablo Vojvoda
Brasil Enderson Moreira (demitido)
Presidente Brasil Marcelo Paz
Federação Ceará FCF
Confederação Brasil CBF
Patrocínio
Material Brasil Leão 1918 (Marca própria)
Posição final
Jogos 67 (35 vitórias, 15 empates, 17 derrotas)
Saldo de gols 33 (96 gols marcados e 63 gols sofridos)
Artilheiro Brasil Robson (15 gols)
Cartões 159 Penalizado com cartão amarelo (2,4 por partida) • 6 Expulso (0,1 por partida)
◄◄ 2020 Futebol Temporada 2022 ►►
editar

O Fortaleza Esporte Clube em 2021 disputou 67 jogos concentrados em quatro competições, obtendo 35 vitórias, 15 empates e 17 derrotas; 96 gols marcados e 63 sofridos. Conquistou o 44º título de Campeão Cearense de 2021 de forma invicta, sendo a terceira conquista seguida, foi semifinalista na Copa do Nordeste e, de forma inédita, alcançou o quarto lugar do Campeonato Brasileiro e as semifinais da Copa do Brasil.

Visão geral da temporada[editar | editar código-fonte]

Eventos anteriores[editar | editar código-fonte]

Após um fim de temporada complicado, o Fortaleza decidiu renovar as peças do seu elenco. Ainda no final da temporada anterior, o clube anunciou a contratação do meia Lucas Crispim[1] e do atacante Robson,[2] além da chegada por empréstimo do volante Matheus Jussa.[3]

Março: Copa do Nordeste, Campeonato Cearense e paralisações[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ainda em renovação de elenco para a nova temporada, o Fortaleza anunciou a chega por empréstimo de Éderson,[4] Daniel Guedes,[5] Gustavo Blanco,[6] Isaque,[7] ainda no começo do mês, e Marcelo Benevenuto, já no fim de março.[8] Yago Pikachu foi uma das contratações do clube,[9] assim como Wellington Nem.[10]

Copa do Nordeste[editar | editar código-fonte]

A estreia na temporada aconteceu contra o CRB, em Fortaleza, com vitória pela Copa do Nordeste.[11] Seguiu-se uma vitória contra o Sampaio Corrêa,[12] empate contra o Treze[13] e um Clássico-Rei sem gols.[14] Contra o Santa Cruz o clube teve seu primeiro resultado negativo: derrota pelo placar mínimo.[15] No entanto o clube se recuperou e bateu o 4 de Julho na rodada seguinte.[16]

Campeonato Cearense[editar | editar código-fonte]

O Fortaleza estreou na comepetição em Horizonte, por conta de restrições na capital cearense, devido ao avanço da pandemia de COVID-19 no estado.[17] vencendo o Atlético Cearense.[18] Logo no outro dia, em 11 de março de 2021, o Governo do Estado do Ceará anunciou a suspensão da competição estadual por tempo indeterminado.[19]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Classificado devido a conquista do estadual de 2020, o Fortaleza estreou na Copa do Brasil contra o Caxias, em Caxias do Sul, definido em sorteio no segundo dia do mês.[20] Conquistou uma vitória pelo placar mínimo e avançou para a segunda fase.[21]

Abril: eliminação na Copa do Nordeste e demissão do técnico[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Depois de quase um mês sem contratações, Titi chegou ao Fortaleza no final de abril.[22]

Copa do Nordeste[editar | editar código-fonte]

No início de abril o Fortaleza garantiu sua classificação para as quartas-de-final da competição após bater o Bahia.[23] Na rodada seguinte e derradeira, após vencer o Confiança em Sergipe, o clube também confirmou o primeiro lugar da competição e consolidou a melhor campanha geral da competição.[24] Pelas quartas, o duelo foi contra o CSA resultando em vitória para o clube cearense, dando direito a disputar a fase semifinal.[25] A semifinal foi realizada em Fortaleza, contra o Bahia. O jogo terminou empatado, sem gols, sendo decidido nos pênaltis, onde o clube baiano converteu 4 pênaltis contra 2 do Fortaleza, sendo assim eliminado.[26]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ainda no início do mês, o clube enfrentou o Ypiranga de Erechim, definido no sorteio da primeira fase,[20] em Fortaleza, pela segunda fase da Copa do Brasil, triunfando com um gol de falta e avançando para a próxima fase.[27] Para a próxima fase, foi realizado um sorteio na sede da CBF, com o Fortaleza ficando no 2º de 2 potes. O adversário sorteado para o próximo confronto foi o rival Ceará.[28]

Demissão do Técnico[editar | editar código-fonte]

No fim do mês, após a queda na Copa do Nordeste, o Fortaleza anunciou a demissão do técnico Enderson Moreira.[29]

Maio: chegada de técnico, conquista do tricampeonato invicto e estreia nacional histórica[editar | editar código-fonte]

Novo técnico[editar | editar código-fonte]

Após cerca de uma semana da demissão do técnico Enderson Moreira, o Fortaleza anunciou a contratação do técnico argentino Juan Pablo Vojvoda, ex-técnico do clube chileno Unión La Calera.[30]

Campeonato Cearense[editar | editar código-fonte]

Logo no primeiro dia do mês, ainda com técnico interino, o Fortaleza voltou a disputar o campeonato estadual, goleando o Caucaia.[31] Logo então vieram dois empates sem gols seguidos: no clássico das cores, contra o Ferroviário[32] e contra o Pacajus.[33] Logo após, com a chegada do novo técnico, o clube voltou a vencer: primeiro uma goleada contra o Crato (6x1),[34] depois obteve a primeira vitória da temporada contra o maior rival, Ceará (2x0), se classificando às semis,[35] e por último uma nova goleada contra o Icasa (6x0), encerrando a segunda fase com a melhor campanha.[36]

O adversário das semifinais foi o Atlético Cearense. Em partida única, o clube distribuiu uma nova goleada vencendo o adversário por 6x0 e avançando para a fase final,[37] contra o Ceará. Com a vantagem do empate, o Fortaleza conquistou seu tricampeonato cearense invicto após empatar sem gols com o rival. Esse título marca o 44º título estadual da equipe.[38]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

O Fortaleza estreou pelo Campeonato Brasileiro derrotando o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte, com um feito histórico: iniciar o Campeonato Brasileiro com vitória fora de casa.[39] Também foi a melhor estreia do clube no Brasileirão no século.

Junho: Clássico-Rei inédito[editar | editar código-fonte]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

O Fortaleza iniciou o mês empatando contra o Ceará no quarto Clássico-Rei da temporada, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.[40] Já na partida de volta, o clube venceu o rival e conquistou a classificação para a fase de oitavas-de-final. Esse duelo marcou o primeiro clássico da história entre os clubes pela competição.[41] Em 22 de julho, houve um sorteio na CBF para definição dos confrontos da fase Oitavas de final, sendo o CRB o adversário do tricolor.[42]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

No Castelão, o Fortaleza goleou por 5x1 o Internacional pela segunda rodada, terminando a rodada como líder, feito alcançado pela primeira vez na história do clube nos pontos corridos.[43] Na 3ª rodada, o clube venceu o Sport em casa, se mantendo na liderança e se consagrando como primeiro clube nordestino a ter três vitórias nas três primeiras rodadas do campeonato.[44] Fora de casa, o clube empatou com o Atlético Goianiense sem gols, permanecendo na liderança pela 3ª rodada seguida. Esse empate marcou o 20º jogo invicto do clube.[45] Pela 5ª rodada, em Fortaleza, empatou novamente, jogando contra o Fluminense e cai pra vice liderança do campeonato.[46] No Maracanã o Fortaleza perdeu de 2x1 para o Flamengo, dando adeus a série invicta de 21 jogos.[47] Em Porto Alegre, um novo empate sem gols aconteceu com o Grêmio.[48] Após 4 rodadas sem vencer, o Fortaleza encerrou o mês batendo de virada a Chapecoense no Castelão, se mantendo no G-4.[49]

Julho[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Logo no primeiro dia do mês, a volta do meia-atacante Edinho foi anunciada.[50] Uma semana após, foi anunciada a contratação do atacante chileno Ángelo Henríquez, vindo do Universidad de Chile.[51] No dia 21, foi a vez do atacante argentino Valentín Depietri ser anunciado como novo reforço.[52]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

A estreia em julho foi feita em Curitiba com derrota para o Athletico Paranaense.[53] Em seguida, no dia 7, o Fortaleza voltou a vencer, aplicando uma goleada no América Mineiro.[54] Uma nova vitória veio em seguida, contra o Corinthians, quebrando um tabu de 16 anos sem vencer o clube paulista, além de voltar ao G4.[55] Na rodada seguinte, uma nova vitória e um novo tabu quebrado: primeira vitória contra o São Paulo no Morumbi.[56] Na outra semana, o Fortaleza venceu o Red Bull Bragantino, tirando a invencibilidade do clube e conseguindo a quarta vitória consecutiva na competição.[57]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Encerrando o mês, o Fortaleza bateu de virada o CRB em casa, por 2 gols de Wellington Paulista contra 1 do adversário.[58]

Agosto[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Em 25 de agosto o clube anunciou a chegada do meia Lucas Lima, vindo do Palmeiras por empréstimo.[59]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

O mês iniciou com o 6º clássico rei da temporada, com o rival levando a melhor.[60] Logo em seguida, venceu o Palmeiras em São Paulo.[61] Pela 16ª rodada, o Fortaleza empatou com o Santos por 1x1.[62] Um novo empate por 1x1 ocorreu na rodada seguinte, contra o Juventude.[63] No último jogo do mês, um novo empate: 0x0 contra o Cuiabá, jogando em casa.[64]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Com a vantagem na ida, o Fortaleza venceu novamente o CRB em Maceió e avançou as quartas-de-final da competição.[65] Após a classificação, houve um sorteio na sede da CBF para definição do chaveamento da fase final. O adversário sorteado para enfrentar o Fortaleza nas quartas de final foi o São Paulo.[66] No primeiro duelo, no Morumbi, os times empataram em 2x2.[67]

Setembro: classificação inédita na Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

Iniciando o mês de setembro, o Fortaleza sofreu uma derrota por 4 gols a 2, em Salvador, contra o Bahia, pela última rodada do primeiro turno.[68] Iniciando o returno, mais uma derrota, a primeira em casa na competição, para o então líder Atlético Mineiro.[69] Pela 2ª rodada do returno, a terceira derrota seguida: 1x0 para o Internacional.[70] Na outra rodada, o clube reencontrou a vitória contra o Sport, vencendo por 1x0 em Pernambuco, sendo a primeira vitória como visitante do duelo.[71]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

No segundo duelo da fase de Quartas de Final, o Fortaleza dominou e se classificou de forma inédita para as semifinais da competição em cima do São Paulo, vencendo pelo placar de 3x1.[72] O adversário da próxima fase será o Atlético Mineiro.

Outubro: volta da torcida e eliminação na Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

No início do mês, o Fortaleza foi derrotado pelo Atlético Goianiense por 3x0, na sua primeira partida com pública desde o início da pandemia de Covid-19.[73] Na rodada seguinte, uma vitória contra o Fluminense no Maracanã.[74] No segundo jogo com a presença de público, uma nota derrota: novo 3x0, dessa vez contra o Flamengo.[75] Contra o Grêmio, o time voltou a vencer em casa pelo campeonato, sendo a primeira vitória com torcida tricolor no estádio.[76] Na 27ª rodada, o time engrenou a terceira vitória seguida como visitante, ao bater a Chapecoense em Chapecó.[77] Em casa, pela 28ª rodada, uma vitória com autoridade: 3x0 contra o Athletico Paranaense.[78] Fechando o mês, uma derrota para América Mineiro em Belo Horizonte por 2x1.[79]

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Pela partida de ida das semifinais, o Fortaleza foi goleado pelo Atlético Mineiro no Mineirão, por 4x0.[80] Pela partida de volta, uma nova derrota por 2x1 e a despedida da competição, com uma campanha histórica.[81]

Novembro: queda de rendimento[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

O inicio de novembro foi bem preocupante para o clube tricolor com uma sequência de quatro jogos sem vitória. O primeiro confronto do mês, contra o Corinthians, resultou em derrota por 1x0.[82] Em seguida, um empate contra o São Paulo, equipe do ex-técnico Rogério Ceni, por 1x1.[83] Logo então, duas novas derrotas, fora de casa para o Red Bull Bragantino por 3x0[84] e uma goleada no último Clássico-Rei do ano por 4x0.[85] Em 20 de novembro, uma vitória veio para diminuir a pressão: 1x0 contra o Palmeiras em casa, sendo essa a primeira vez que o Fortaleza derrotou o clube paulista duas vezes na mesma edição do Brasileirão.[86] Na 35ª rodada, o último embate com um time paulista e uma nova derrota: 2x0 para o Santos na Vila Belmiro.[87]

Dezembro: marcas, G4 e classificação histórica[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro[editar | editar código-fonte]

A primeira partida de dezembro marcou a temporada do Fortaleza: ao vencer o Juventude, em casa, por 1x0, o clube carimbou uma vaga inédita à Copa Libertadores da América na edição de 2022 e a maior pontuação e posição de um clube cearense na Série A nos pontos corridos.[88][89] Dois dias depois, beneficiado pela vitória do Bahia em cima do Fluminense, veio a confirmação da classificação à fase de grupos da Libertadores, ao garantir, no mínimo, a 6ª posição na tabela.[90] Na rodada seguinte, derrota por 1x0 frente ao Cuiabá.[91] Na rodada final do campeonato, vitória sobre o Bahia por 2x1, sendo o primeiro nordestino a alcançar o G4 do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos.[92]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Soccerball current event.svg Última atualização feita em 10 de junho de 2021.[93]

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador contundido
  • Prata da casa: Prata da casa (jogador da base)
Jogador Nascimento Início Contrato Fim Contrato
Goleiros
1 Brasil Marcelo Boeck G 28 de novembro de 1984 2017 12/2021
12 Brasil Felipe Alves G 21 de maio de 1988 2019 12/2021
23 Brasil Max Walef Prata da casa Lesionado G 23 de outubro de 1993 2014 12/2022
99 Brasil Kennedy G 8 de dezembro de 1999 2021
Defensores
4 Brasil Jackson Z 1 de maio de 1990 2021 12/2021
5 Brasil Marcelo Benevenuto Z 7 de janeiro de 1996 2021 12/2021
25 Brasil Vinícius Z 6 de novembro de 1999 2021 12/2021
44 Brasil Titi Capitão³ Z 12 de março de 1988 2021 12/2021
2 Brasil Tinga Capitão² LD 1 de setembro de 1993 2018 12/2021
22 Brasil Yago Pikachu LD 5 de junho de 1992 2021 12/2022
29 Brasil Daniel Guedes LD 2 de abril de 1994 2021 12/2022
29 Brasil Vitor Ricardo LD 14 de abril de 2000 2021
30 Brasil Bruno Melo LE 26 de outubro de 1992 2015 12/2021
Meio-campistas
13 Brasil Éderson V 7 de julho de 1999 2021 12/2021
14 Brasil Ronald V 18 de junho de 1997 2021 12/2024
15 Brasil Felipe V 10 de abril de 1994 2015 12/2021
16 Brasil Matheus Jussa V 22 de março de 1996 2021 12/2021
26 Brasil Gustavo Blanco V 3 de outubro de 1994 2021 12/2021
97 Brasil Pablo V 26 de janeiro de 1997 2021 12/2021
10 Brasil Lucas Crispim M 19 de abril de 1994 2021 12/2022
25 Brasil Lucas Lima M 9 de julho de 1990 2021 12/2021
96 Brasil Matheus Vargas M 18 de junho de 1996 2019 12/2021
Atacantes
7 Brasil Robson A 30 de maio de 1991 2021 12/2023
9 Brasil Wellington Paulista Capitão A 22 de abril de 1984 2019 12/2022
11 Brasil Osvaldo Prata da casa A 11 de abril de 1987 2019 12/2021
17 Brasil David A 17 de outubro de 1995 2020 12/2023
18 Brasil Edinho A 8 de agosto de 1994 2021 12/2024
19 Chile Ángelo Henríquez A 13 de abril de 1994 2021 12/2022
20 Brasil Romarinho A 1 de março de 1994 2018 07/2022
21 Brasil Gustavo Coutinho A 19 de janeiro de 1999 2021 12/2021
36 Argentina Valentín Depietri A 31 de outubro de 2000 2021 07/2024
77 Brasil Igor Torres A 11 de março de 2000 2021 12/2024

Transferências[editar | editar código-fonte]

Entradas
  Pos. Jogador T. Clube anterior
Fairytale right.png A Brasil Tiago Orobó[94] Retorno de empréstimo Brasil Guarani
Fairytale right.png M Brasil Lucas Crispim[1] Livre Brasil Guarani
Fairytale right.png A Brasil Gustavo Coutinho[95] Retorno de empréstimo Brasil Cabofriense
Fairytale right.png A Brasil Robson[2] Livre Brasil Coritiba
Fairytale right.png V Brasil Matheus Jussá[3] Empréstimo Brasil Internacional EMP: Brasil Oeste
Fairytale right.png V Brasil Éderson[4] Empréstimo Brasil Corinthians
Fairytale right.png LD Brasil Daniel Guedes[5] Empréstimo Brasil Cruzeiro EMP: Brasil Santos
Fairytale right.png V Brasil Gustavo Blanco[6] Empréstimo Brasil Atlético Mineiro
Fairytale right.png LD Brasil Yago Pikachu[9] Compra Brasil Vasco da Gama
Fairytale right.png M Brasil Isaque[7] Empréstimo Brasil Grêmio
Fairytale right.png A Brasil Wellington Nem[10] Livre
Fairytale right.png Z Brasil Marcelo Benevenuto[8] Empréstimo Brasil Botafogo
Fairytale right.png Z Brasil Titi[22] Empréstimo Turquia Göztepe
Fairytale right.png A Brasil Edinho[50] Compra de direitos/multa rescisória Coreia do Sul Daejeon Hana Citizen
Fairytale right.png A Chile Ángelo Henríquez[51] Livre Chile Universidad de Chile
Fairytale right.png A Argentina Valentín Depietri[52] Livre Argentina Santamarina
Fairytale right.png M Brasil Lucas Lima[59] Empréstimo Brasil Palmeiras
Saídas
  Pos. Jogador T. Clube de destino
Fairytale left red.png Z Brasil Roger Carvalho[96] Retorno de empréstimo Brasil Tombense
Fairytale left red.png LD Brasil Gabriel Dias[97] Livre Brasil Ceará
Fairytale left red.png A Brasil Ederson[98] Livre Brasil ABC
Fairytale left red.png V Brasil Derley[99] Livre Brasil Santa Cruz
Fairytale left red.png A Brasil Bérgson[100] Empréstimo Malásia Johor FC
Fairytale left red.png A Brasil Édson Cariús[101] Empréstimo Brasil Remo
Fairytale left red.png Z Brasil Paulão[102] Livre Brasil Cuiabá
Fairytale left red.png M Brasil João Paulo[103] Retorno de empréstimo Brasil Atlético Goianiense
Fairytale left red.png M Brasil Juninho[104] Rescisão de contrato Brasil América Mineiro
Fairytale left red.png A Brasil Tiago Orobó[105] Rescisão de contrato Brasil Londrina
Fairytale left red.png A Argentina Mariano Vázquez[106] Livre Peru Melgar
Fairytale left red.png A Brasil Wellington Nem[106] Livre Brasil Cruzeiro
Fairytale left red.png Z Brasil Wanderson[107] Retorno de empréstimo Brasil Bahia
Fairytale left red.png A Brasil Isaque[108] Retorno de empréstimo Brasil Grêmio
Fairytale left red.png A Brasil Édson Cariús[109] Empréstimo Brasil Ferroviário
Fairytale left red.png Z Colômbia Juan Quintero[110] Empréstimo Brasil Juventude
Fairytale left red.png M Brasil Luiz Henrique[111] Empréstimo Brasil Botafogo
Fairytale left red.png LE Brasil Carlinhos[111] Empréstimo Brasil Botafogo

Comissão técnica[editar | editar código-fonte]

Competições[editar | editar código-fonte]

Resumo das Participações[editar | editar código-fonte]

Torneio Pos\Fas Pts J V E D GP GC SG %
Ceará Campeonato Cearense Campeão 21 9 6 3 0 26 2 +24 78
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste Semifinalista 21 10 6 3 1 11 5 +6 70
Brasil Brasileirão 4º colocado 58 38 17 7 14 44 45 –1 51
Brasil Copa do Brasil Semifinalista 10 6 2 2 15 11 +4 67

Campeonato Cearense - Série A[editar | editar código-fonte]

Fase de Grupos[editar | editar código-fonte]

Partidas

      Vitória       Empate       Derrota

Fase final[editar | editar código-fonte]

Campeão
Campeonato Cearense
2021
FortalezaEsporteClube.svg
44º título (tricampeão)

Copa do Nordeste[editar | editar código-fonte]

Fase de Grupos[editar | editar código-fonte]

Partidas

      Vitória       Empate       Derrota

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro - Série A[editar | editar código-fonte]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Minas Gerais Atlético Mineiro 84 38 26 6 6 67 34 +33 74 Estável Fase de grupos da Copa Libertadores de 2022[nota 1]
2 Rio de Janeiro Flamengo 71 38 21 8 9 69 36 +33 62 Estável
3 São Paulo Palmeiras 66 38 20 6 12 58 43 +15 58 Estável
4 Ceará Fortaleza 58 38 17 7 14 44 45 –1 51 Aumento1
5 São Paulo Corinthians 57 38 15 12 11 40 36 +4 50 Baixa1
6 São Paulo Red Bull Bragantino 56 38 14 14 10 55 46 +9 49 Estável
7 Rio de Janeiro Fluminense 54 38 15 9 14 38 38 0 47 Estável Segunda fase da Copa Libertadores de 2022
8 Minas Gerais América Mineiro 53 38 13 14 11 41 37 +4 46 Estável
9 Goiás Atlético Goianiense 53 38 13 14 11 33 36 –3 46 Estável Fase de grupos da Copa Sul-Americana de 2022
10 São Paulo Santos 50 38 12 14 12 35 40 –5 44 Aumento1
11 Ceará Ceará 50 38 11 17 10 39 38 +1 44 Baixa1
12 Rio Grande do Sul Internacional 48 38 12 12 14 44 42 +2 42 Estável
13 São Paulo São Paulo 48 38 11 15 12 31 39 –8 42 Estável
14 Paraná Athletico Paranaense 47 38 13 8 17 41 45 –4 41 Estável Fase de grupos da Copa Libertadores de 2022[nota 1]
15 Mato Grosso Cuiabá 47 38 10 17 11 34 37 –3 41 Estável Fase de grupos da Copa Sul-Americana de 2022
16 Rio Grande do Sul Juventude 46 38 11 13 14 36 44 –8 40 Aumento1
17 Rio Grande do Sul Grêmio 43 38 12 7 19 44 51 –7 38 Aumento1 Rebaixados à Série B de 2022
18 Bahia Bahia 43 38 11 10 17 42 51 –9 38 Baixa2
19 Pernambuco Sport 38 38 9 11 18 24 37 –13 33 Estável
20 Santa Catarina Chapecoense 15 38 1 12 25 27 67 –40 13 Estável

Desempenho em cada rodada[editar | editar código-fonte]

Esse foi o desempenho da participação no Campeonato Brasileiro:

1º turno
Rodadas 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
Local F C C F C F F C F C C F C F F C F C F
Resultado V V V E E D E V D V V V V D V E E E D
Colocação 3 Estável Estável 1 1 1 Estável 1 Estável 1 1 Estável Estável Estável Estável Estável Estável Estável
2º turno
Rodadas 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
Local C F F C F C C F C F F C F C C F C F C
Resultado D D V D V D V V V D D E D D V D V D V
Colocação 1 Estável 1 1 Estável Estável 1 1 1 2 Estável 1 2 Estável 1 1 1 Estável 1
Local:      Mandante ·      Visitante ·      Clássico — Resultado:      Vitória ·      Derrota ·      Empate

Partidas[editar | editar código-fonte]

      Vitória       Empate       Derrota

Primeiro turno
Segundo turno

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Copa do Brasil de Futebol de 2021

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Segunda Fase[editar | editar código-fonte]

Terceira Fase[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

Semifinal[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Aproveitamento[editar | editar código-fonte]

Geral
Técnico J V E D GP GC SG %
Brasil Enderson Moreira 13 9 3 1 15 5 +10 77
Brasil Léo Porto (Interino) 3 1 2 0 4 1 +3 56
Argentina Juan Pablo Vojvoda 51 25 10 16 77 57 +20 56
Como mandante
Técnico J V E D GP GC SG %
Brasil Enderson Moreira 7 4 2 1 7 4 +3 67
Brasil Léo Porto (Interino) 2 1 1 0 4 1 +3 67
Argentina Juan Pablo Vojvoda 27 15 6 6 45 24 +21 63
Como visitante
Técnico J V E D GP GC SG %
Brasil Enderson Moreira 6 5 1 0 8 1 +7 89
Brasil Léo Porto (Interino) 1 0 1 0 0 0 0 33
Argentina Juan Pablo Vojvoda 24 10 4 10 32 33 –1 47

Artilharia[editar | editar código-fonte]

# Jogador Total Campeonato
Cearense
Copa do
Nordeste
Copa do
Brasil
Campeonato
Brasileiro
Partidas Média
1 Robson 15 4 1 0 10 57 0,26
2 David 13 2 2 4 5 56 0,23
3 Wellington Paulista 12 4 1 4 3 50 0,24
Yago Pikachu 12 1 0 2 8 50 0,24
5 Lucas Crispim 5 4 0 0 1 47 0,11
Romarinho 5 3 0 2 0 50 0,1
7 Marcelo Benevenuto 4 0 0 0 4 43 0,09
8 Bruno Melo 3 0 2 0 1 39 0,08
Éderson 3 1 1 0 1 58 0,05
Igor Torres 3 0 0 0 3 25 0,12
Luiz Henrique 3 3 0 0 0 22 0,14
12 Ronald 2 1 0 1 0 35 0,06
Titi 2 0 0 0 2 46 0,04
14 Ángelo Henríquez 1 0 0 1 0 18 0,06
Felipe 1 0 0 1 0 45 0,02
Depietri 1 0 0 0 1 10 0,1
Gustavo Coutinho 1 0 1 0 0 8 0,13
Isaque 1 1 0 0 0 7 0,14
Lucas Lima 1 0 0 0 1 17 0,06
Matheus Jussa 1 0 1 0 0 45 0,02
Matheus Vargas 1 0 0 0 1 53 0,02
Osvaldo 1 0 1 0 0 29 0,03
Tinga 1 0 0 0 1 55 0,02
Wanderson 1 0 1 0 0 13 0,08
Gols contra[GC] 4 2 0 0 2 67 0,06
TOTAL 96 26 11 15 44 67 1,43
GC. ^ : Jordan (Ceará, 6ª rodada, 2ª fase Camp. Cearense); Matheus Lacerda (Icasa, 7ª rodada, 2ª fase Camp. Cearense); Zé Gabriel (Internacional, 2ª rodada, Camp. Brasileiro)
Em itálico os futebolistas que não atuam mais pelo clube
Última atualização em 10 de dezembro de 2021.

Doubletes[editar | editar código-fonte]

Jogador Gols Resultado final Torneio Etapa Data
1 Robson Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10', Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1' Fortaleza 4x1 Caucaia Campeonato Cearense 2ª rodada 1 de maio de 2021
2 Wellington Paulista Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80', Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
3 Wellington Paulista (2) Gol marcado aos 1 minutos de jogo 1', Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55' Crato 1x6 Fortaleza Campeonato Cearense 5ª rodada 12 de maio de 2021
4 Romarinho Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19', Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59' Fortaleza 6x0 Icasa Campeonato Cearense 7ª rodada 17 de maio de 2021
5 Lucas Crispim Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10', Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74' Fortaleza 6x0 Atlético Cearense Campeonato Cearense Semifinal 19 de maio de 2021
6 Yago Pikachu Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59', Gol marcado aos 90+4 minutos de jogo 90+4' Atlético Mineiro 1x2 Fortaleza Campeonato Brasileiro 1ª rodada 30 de maio de 2021
6 David Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44', Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67' Ceará 0x3 Fortaleza Copa do Brasil 3ª fase - volta 10 de junho de 2021
7 David (2) Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55', Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62' Fortaleza 4x0 América Mineiro Campeonato Brasileiro 10ª rodada 7 de julho de 2021
8 Wellington Paulista (3) Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72', Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77' Fortaleza 2x1 CRB Copa do Brasil Oitavas de final - ida 29 de julho de 2021

Gols sofridos[editar | editar código-fonte]

# Jogador Total Campeonato
Cearense
Copa do
Nordeste
Copa do
Brasil
Campeonato
Brasileiro
Partidas Média
1 Felipe Alves 34 2 4 6 22 42 0,81
2 Marcelo Boeck 29 0 1 5 23 25 1,16
3 Max Walef 0 0 0 0 0 1 0
TOTAL 63 2 5 11 45 67 0,94
Em itálico os futebolistas que não atuam mais pelo clube
Última atualização em 10 de dezembro de 2021.

Gols contra[editar | editar código-fonte]

Estes são os gols contra feitos pelos jogadores do Fortaleza:

Jogador Mandante Placar Visitante Data Competição Etapa Ref.
Titi Palmeiras 2 – 3 Fortaleza 7 de agosto Camp. Brasileiro 15.ª rodada [61]
Felipe Fortaleza 0 – 3 Atlético-GO 2 de outubro Camp. Brasileiro 23.ª rodada [73]
Última atualização em 7 de outubro de 2021.

Pênaltis[editar | editar código-fonte]

Sofridos

Estes são os pênaltis a favor do Fortaleza:

Cobrador Pênalti Mandante Placar Visitante Data Competição Etapa Ref.
1 Wellington Paulista (1) Erro (fora) Pacajus 0 – 0 Fortaleza 5 de maio Camp. Cearense 3.ª rodada [33]
2 Wellington Paulista (2) Convertido Fortaleza 1 – 0 Sport 13 de junho Camp. Brasileiro 3.ª rodada [44]
3 Yago Pikachu (1) Erro (defesa) Grêmio 0 – 0 Fortaleza 27 de junho Camp. Brasileiro 7.ª rodada [48]
4 Wellington Paulista (3) Convertido Fortaleza 2 – 1 CRB 29 de julho Copa do Brasil Oit. de final [58]
5 Wellington Paulista (4)
6 Lucas Crispim (1) Erro (defesa) Fortaleza 1 – 1 Santos 15 de agosto Camp. Brasileiro 16.ª rodada [62]
7 Bruno Melo (1) Erro (trave) Juventude 1 – 1 Fortaleza 21 de agosto Camp. Brasileiro 17.ª rodada [63]
8 Yago Pikachu (2) Convertido Chapecoense 1 – 2 Fortaleza 16 de outubro Camp. Brasileiro 27.ª rodada [77]
9 Wellingotn Paulista (4) Convertido Fortaleza 2 – 1 Bahia 9 de dezembro Camp. Brasileiro 38.ª rodada [92]
10 Yago Pikachu (3) Convertido Fortaleza 2 – 1 Bahia 9 de dezembro Camp. Brasileiro 38.ª rodada [92]
Cometidos

Estes são os pênaltis cometidos por futebolistas do Fortaleza:

Futebolista Pênalti Mandante Placar Visitante Data Competição Etapa Ref.
1 João Paulo (1) Erro (fora) Bruninho Confiança 0 – 1 Fortaleza 10 de abril Copa do Nordeste 8.ª rodada [24]
2 Yago Pikachu (1) Convertido Dellatorre Fortaleza 2 – 1 CSA 17 de abril Copa do Nordeste Quartas-de-final [25]
3 Éderson (1) Convertido Wendell Fortaleza 4 – 1 Caucaia 1 de maio Camp. Cearense 2.ª rodada [31]
4 Titi (1) Convertido Hulk Atlético-MG 1 – 2 Fortaleza 30 de maio Camp. Brasileiro 1.ª rodada [39]
5 Osvaldo (1) Erro (defesa) Diego Souza Grêmio 0 – 0 Fortaleza 27 de junho Camp. Brasileiro 7.ª rodada [48]
6 Romarinho (1) Convertido Anselmo Ramon Fortaleza 3 – 2 Chapecoense 30 de junho Camp. Brasileiro 8.ª rodada [49]
7 Titi (2) Convertido Hulk Fortaleza 1 – 2 Atlético-MG 27 de outubro Copa do Brasil Semifinal - Volta [81]
8 Tinga (1) Convertido Ademir América-MG 2 – 1 Fortaleza 30 de outubro Camp. Brasileiro 29.ª rodada [79]
9 Titi (3) Convertido Artur RB Bragantino 3 – 0 Fortaleza 13 de novembro Camp. Brasileiro 32.ª rodada [84]
10 Ronald (1) Convertido Marcos Leonardo Santos 2 – 0 Fortaleza 25 de novembro Camp. Brasileiro 35.ª rodada [87]
11 Marcelo Boeck (1) Convertido Rodriguinho Fortaleza 2 – 1 Bahia 9 de dezembro Camp. Brasileiro 38.ª rodada [92]
Última atualização em 13 de dezembro de 2021.

Aparições e cartões[editar | editar código-fonte]

# Jogador Cearense Nordestão Copa do Brasil Brasileirão Total
Jogos Penalizado com cartão amarelo Expulso Jogos Penalizado com cartão amarelo Expulso Jogos Penalizado com cartão amarelo Expulso Jogos Penalizado com cartão amarelo Expulso Jogos Penalizado com cartão amarelo Expulso
1 Brasil Marcelo Boeck 2 1 4 17 (1) 23 (1) 1
2 Brasil Guilherme Tinga 6 5 (2) 1 8 1 34 (1) 3 53 (3) 5
4 Brasil Jackson 1 3 (1) 1 6 (3) 1 10 (4) 2
5 Brasil Marcelo Benevenuto 6 (1) 3 3 32 6 41 (1) 9
7 Brasil Robson 7 (1) 1 8 (3) 1 8 (5) 1 33 (6) 7 56 (15) 10
9 Brasil Wellington Paulista 7 (2) 9 (2) 4 9 (1) 1 23 (17) 2 48 (22) 7
10 Brasil Lucas Crispim 7 (2) 6 (3) 1 8 (2) 26 (3) 4 47 (10) 5
11 Brasil Osvaldo 7 (5) 1 7 (4) 1 3 (3) 10 (9) 1 27 (21) 3
12 Brasil Felipe Alves 8 8 6 20 3 42 3
13 Brasil Éderson 7 7 2 10 (1) 3 33 (4) 6 57 (5) 11
14 Brasil Ronald 5 (3) 1 1 (1) 6 (3) 1 22 (8) 2 1 34 (15) 4 1
15 Brasil Felipe 6 (3) 1 3 (2) 8 (2) 2 27 (6) 11 1 44 (13) 14 1
16 Brasil Matheus Jussa 4 (1) 7 2 10 (2) 2 22 (3) 6 43 (6) 10
17 Brasil David 7 (1) 1 8 (1) 2 9 (1) 3 30 (8) 5 1 54 (11) 11 1
18 Brasil Edinho 4 (2) 13 (12) 17 (14)
19 Chile Ángelo Henríquez 4 (4) 14 (8) 1 18 (12) 1
20 Brasil Romarinho 5 (4) 7 (5) 7 (4) 30 (21) 2 49 (34) 2
21 Brasil Gustavo Coutinho 3 (2) 1 4 (2) 2 1 (1) 8 (5) 3
22 Brasil Yago Pikachu 4 (1) 1 4 (1) 8 (1) 3 32 (1) 5 48 (4) 9
23 Brasil Max Walef 1 1
25 Brasil Vinicíus 1 (1) 1 (1)
25 Brasil Lucas Lima 17 (5) 3 17 (5) 3
26 Brasil Gustavo Blanco 3 (2) 2 3 (1) 1 6 (3) 3
29 Brasil Daniel Guedes 4 (1) 3 2 (1) 4 (2) 13 (4)
30 Brasil Bruno Melo 4 (1) 1 7 (1) 1 7 (4) 1 19 (8) 1 37 (14) 4
36 Argentina Valentín Depietri 1 (1) 7 (4) 1 8 (5) 1
38 Brasil João Paulo 3 1 5 (2) 1 8 (2) 1 1
40 Brasil Vitor Ricardo 1 1
44 Brasil Titi 4 1 8 1 32 6 44 8
77 Brasil Igor Torres 3 (2) 3 (1) 1 3 (2) 3 15 (14) 2 24 (19) 6
93 Brasil Tiago Orobó 1 (1) 1 (1)
96 Brasil Matheus Vargas 5 7 (4) 1 10 (4) 30 (10) 2 52 (18) 3
97 Brasil Pablo 1 (1) 5 (1) 2 1 2 1 7 (2) 4 1
99 Brasil Lucas Alisson
Jogadores que saíram do clube antes do término da temporada
Brasil João Paulo 1 (1) 1 (1)
Brasil Juninho 1 4 (2) 1 (1) 6 (3)
Argentina Mariano Vázquez
Brasil Wellington Nem 2 (2) 2 (2)
Brasil Wanderson 4 (2) 7 2 2 13 (2) 2
Brasil Isaque 4 (3) 2 (2) 1 (1) 7 (4)
Colômbia Juan Quintero 4 1 6 2 1 2 1 13 2 1
Brasil Carlinhos 5 2 8 (4) 1 2 (1) 1 3 (1) 1 18 (6) 5
Brasil Luiz Henrique 5 (3) 5 (2) 3 (1) 8 (6) 1 21 (12) 1
  • Entre (parênteses), jogos em que entraram no decorrer da partida.
Última atualização em 3 de dezembro de 2021.
Cartões
# Jogador Cearense Nordestão Copa do Brasil Brasileirão Total
Penalizado com cartão amarelo Expulso Penalizado com cartão amarelo Expulso Penalizado com cartão amarelo Expulso Penalizado com cartão amarelo Expulso Penalizado com cartão amarelo Expulso
TOTAL 18 0 26 1 26 1 84 4 154 6
MÉDIA 2 0 2,6 0,1 2,6 0,1 2,3 0,1 2,4 0,1

Público[editar | editar código-fonte]

Devido a pandemia de COVID-19 no Brasil, grande parte dos jogos da temporada 2021 não tiveram presença de público. Em setembro, o governador Camilo Santana liberou a volta aos estádios em eventos-testes.[113] O Fortaleza teve seu primeiro jogo com público em 2 de outubro, contra o Atlético Goianiense, pelo Campeonato Brasileiro.[73] Foram 10 partidas com a presença de público, com arrecadado acima de 3 milhões de reais. O clube teve o maior público da Arena Castelão na temporada: 51.125 pagantes na última rodada do Campeonato Brasileiro.

Dados gerais[editar | editar código-fonte]

Competição Público[nota 2] Partidas Média
Brasil Campeonato Brasileiro 176 307 9 19 589,67
Brasil Copa do Brasil 9 518 1 9 518
Total 185 825 10 18 582,5
  • Arrecadação com bilheteria: R$ 3.788.268,00[114]

Jogos com público[editar | editar código-fonte]

Público[nota 2] Mandante Placar Visitante Estádio Data Competição Etapa Renda
51 125 Fortaleza Ceará 2–1 Bahia Bahia Arena Castelão 9 de dezembro Campeonato Brasileiro 38ª. rod. R$ 1.132.252,00
45 398 Fortaleza Ceará 1–0 Rio Grande do Sul Juventude Arena Castelão 3 de dezembro Campeonato Brasileiro 36ª. rod. R$ 802.862,00
28 037 Fortaleza Ceará 0–4 Ceará Ceará Arena Castelão 17 de novembro Campeonato Brasileiro 33ª. rod. R$ 816.002,00
18 139 Fortaleza Ceará 1–0 São Paulo Palmeiras Arena Castelão 20 de novembro Campeonato Brasileiro 34ª. rod. R$ 287.306,00
16 261 Fortaleza Ceará 1–1 São Paulo São Paulo Arena Castelão 10 de novembro Campeonato Brasileiro 31ª. rod. R$ 338.195,00
9 518 Fortaleza Ceará 1–2 Minas Gerais Atlético Mineiro Arena Castelão 27 de outubro Copa do Brasil Semi - Volta R$ 132.125,00
7 011 Fortaleza Ceará 3–0 Paraná Athletico Paranaense Arena Castelão 23 de outubro Campeonato Brasileiro 28ª. rod. R$ 86.055,00
4 052 Fortaleza Ceará 0–3 Rio de Janeiro Flamengo Arena Castelão 9 de outubro Campeonato Brasileiro 25ª. rod. R$ 103.203,00
3 499 Fortaleza Ceará 1–0 Rio Grande do Sul Grêmio Arena Castelão 13 de outubro Campeonato Brasileiro 26ª. rod. R$ 36.784,00
2 785 Fortaleza Ceará 0–3 Goiás Atlético Goianiense Arena Castelão 2 de outubro Campeonato Brasileiro 24ª. rod. R$ 53.484,00

Adversários[editar | editar código-fonte]

Clássicos[editar | editar código-fonte]

Adversário[nota 3] Clássico J V E D GP GC SG %
Ceará Clássico-Rei 7 2 3 2 7 8 –1 43
Ferroviário Clássico das Cores 1 0 1 0 0 0 0 33
Icasa Fortaleza x Icasa 1 1 0 0 6 0 +6 100
Total 9 3 4 2 13 8 +5 48

Ceará Cearenses[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Atlético Cearense 2 2 0 0 8 0 +8 100
Caucaia 1 1 0 0 4 1 +3 100
Crato 1 1 0 0 6 1 +5 100
Pacajus 1 0 1 0 0 0 0 33
Total 5 4 1 0 18 2 +16 87

Alagoas Alagoanos[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
CRB 3 3 0 0 4 1 +3 100
CSA 1 1 0 0 2 1 +1 100
Total 4 4 0 0 6 2 +4 100

Bahia Baianos[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Bahia 4 2 1 1 6 6 0 58
Total 4 2 1 1 6 6 0 58

Rio de Janeiro Cariocas[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Flamengo 2 0 0 2 1 5 –4 0
Fluminense 2 1 1 0 3 1 +2 67
Total 4 1 1 2 4 6 -2 33

Santa Catarina Catarinenses[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Chapecoense 2 2 0 0 5 3 +2 100
Total 2 2 0 0 5 3 +2 100

Rio Grande do Sul Gaúchos[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Caxias 1 1 0 0 1 0 +1 100
Grêmio 2 1 1 0 1 0 +1 67
Internacional 2 1 0 1 5 2 +3 50
Juventude 2 1 1 0 2 1 +1 67
Ypiranga de Erechim 1 1 0 0 1 0 +1 100
Total 8 5 2 1 10 3 +7 71

Goiás Goianos[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Atlético Goianiense 2 0 1 1 0 3 –3 17
Total 2 0 1 1 0 3 –3 17

Maranhão Maranhenses[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Sampaio Corrêa 1 1 0 0 2 0 +2 100
Total 1 1 0 0 2 0 +2 100

Mato Grosso Mato-grossenses[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Cuiabá 2 0 1 1 0 1 –1 17
Total 2 0 1 1 0 1 –1 17

Minas Gerais Mineiros[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Atlético Mineiro 4 1 0 3 3 9 –6 25
América Mineiro 2 1 0 1 5 2 +3 50
Total 6 2 0 4 8 11 –3 33

Paraíba Paraibanos[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Treze 1 0 1 0 1 1 0 33
Total 1 0 1 0 1 1 0 33

Paraná Paranaenses[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Athletico Paranaense 2 1 0 1 4 2 +2 50
Total 2 1 0 1 4 2 +2 50

São Paulo Paulistas[editar | editar código-fonte]

Adversário J V E D GP GC SG %
Corinthians 2 1 0 1 1 1 0 50
Palmeiras 2 2 0 0 4 2 +2 100
Red Bull Bragantino 2 1 0 1 1 3 –2 50
Santos 2 0 1 1 1 3 –2 17
São Paulo 4