Camilo Santana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Camilo Santana
Camilo Santana em 2016
60.º Governador do  Ceará
Período 1º de janeiro de 2015
até a atualidade
Vice-governador Izolda Cela
Antecessor(a) Cid Gomes
Deputado Estadual pelo  Ceará
Período 1º de fevereiro de 2011
até 31 de dezembro de 2014
Secretário das Cidades do  Ceará
Período 1º de janeiro de 2012
até 5 de junho de 2012
Sucessor(a) Carlo Ferrentini Sampaio
Secretário do Desenvolvimento Agrário do  Ceará
Período 1º de fevereiro de 2007
até 31 de dezembro de 2010
Dados pessoais
Nome completo Camilo Sobreira de Santana
Nascimento 3 de junho de 1968 (49 anos)
Crato, Ceará
Cônjuge Onélia Leite
Partido Partido dos Trabalhadores (PT)
Profissão Engenheiro agrônomo
Assinatura Assinatura de Camilo Santana

Camilo Sobreira de Santana (Crato, 3 de junho de 1968) é um engenheiro agrônomo, professor e político brasileiro, e governador do Ceará, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho de Ermengarda Maria de Amorim Sobreira e de Eudoro Walter de Santana, engenheiro civil e deputado estadual em diversas legislaturas.

Formado em Engenharia agrária pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela mesma Universidade. Durante a graduação, exerceu a função de diretor do Diretório Central dos Estudantes da UFC. Foi Secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará no governo de Cid Gomes, de 1 de fevereiro de 2007 a 31 de dezembro de 2010,[1] além de Secretário das Cidades no mesmo governo.[2]

Foi professor e coordenador da FATEC Cariri. Servidor público federal por concurso, ocupou a superintendência adjunta do IBAMA no Ceará em 2003 e 2004.[1] É cidadão honorário dos municípios de Barbalha, Juazeiro do Norte e Quixeramobim e Palmácia.[3] Foi o deputado estadual mais votado do Ceará em outubro de 2010, com 131.171 votos.[1] Em 2014, foi eleito o Governador do Estado do Ceará.

Eleição ao governo do Ceará[editar | editar código-fonte]

A candidatura de Santana foi oficializada no dia 29 de junho, em Fortaleza, durante convenção coletiva do PROS, PT e outros partidos aliados à coligação liderada pelo então governador Cid Gomes.[4]A convenção foi marcada, entretanto, pela indefinição a respeito das indicações aos cargos de senador e vice-governador da coligação. Santana já havia sido cogitado anteriormente para o cargo máximo do executivo do estado, mas não figurava a lista dos favoritos para o cargo, dominado por integrantes do PROS.

Nas eleições de primeiro turno pra governador do Ceará, Santana teve 47,81% dos votos válidos contra 46,41% de Eunício Oliveira, o que levou a decisão para o segundo turno. No segundo embate, Santana conseguiu alcançar 53,35% dos votos válidos contra apenas 46,65% de Eunício, alcançando a vitória ao Governo do Estado. Seu candidato ao Senado (Mauro Filho) do PROS, contudo, não conseguiu sagrar-se vencedor na disputa com Tasso Jereissati (PSDB).

Camilo Santana foi eleito governador do Ceará em 26 de outubro de 2014.

Em 2015, no auge da luta pela instalação do HUB da LATAM (ponte de conexões de voos internacionais) no Ceará contra os interesses do Rio Grande do Norte e Pernambuco, o governador Camilo conseguiu a façanha política de reunir os ex-governadores do Ceará em evento suprapartidário em prol da cidade de Fortaleza, destacando-se a presença de Tasso Jereissati, Ciro Gomes, Gonzaga Mota, Francisco Aguiar (Presidente do TCM na época), Adauto Bezerra e Cid Gomes, embora o ex-governador Lúcio Alcântara não tenha comparecido[5].

Na eleição de 2016, Camilo Santana contrariou seu partido, o PT, para apoiar o candidato à reeleição Roberto Cláudio (PDT) em detrimento da candidatura da petista Luizianne Lins à prefeitura de Fortaleza[6].

Referências

  1. a b c «Um campeão de votos». Revista Fale!. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  2. «Camilo Santana deixa a secretaria das Cidades». O Povo Online. 05 de junho de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. «Camilo Santana». Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. 09 de outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Pros e PT definem Camilo Santana como candidato ao Governo do Ceará». G1. 29 de junho de 2014 
  5. «Camilo Santana reúne ex-governadores em torno da luta pelo hub da TAM - Blog do Eliomar». blogdoeliomar.com.br. Consultado em 9 de março de 2017 
  6. «Camilo Santana diz que PT errou ao lançar candidatura e defende RC». www.opovo.com.br. Consultado em 9 de março de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Cid Gomes
Governador do Ceará
2015 – presente
Sucedido por
-
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.