Antônio Frederico de Carvalho Mota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antônio Frederico de Carvalho Mota
Nome nativo Antônio Frederico de Carvalho Mota
Nascimento 23 de março de 1856
Granja
Morte 2 de fevereiro de 1927 (70 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação militar, político

Antônio Frederico de Carvalho Mota (Granja, 23 de março de 1856Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 1927), foi um militar e político brasileiro. Foi governador do Ceará, de 24 de janeiro a 12 de julho de 1912.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho do Coronel Francisco de Carvalho Mota. Seu pai foi agente do correio de Sobral, quando da implantação do serviço postal no Ceará.[2]

Foi comerciante, estabelecendo-se com a firma Carvalho Mota & Irmão, com sede na cidade de Granja. Foi nomeado tenente-coronel comandante do Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional da cidade. Transferindo-se para Fortaleza, foi diretor do Banco do Ceará e posteriormente seu presidente. Associou-se ainda, a várias empresas lucrativas.[3][4]

Em 1908 foi eleito vice-presidente do Estado do Ceará, ao lado de Nogueira Acioly.[5] Quando Acioly foi deposto em 24 de janeiro de 1912, assumiu o governo até o dia 12 de julho de 1912,[6] quando passou o governo para o então presidente da Assembleia Legislativa, Belisário Cícero Alexandrino.[7] Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde morreu atropelado por um automóvel, em Botafogo.[8][9][10]

Solar Carvalho Mota[editar | editar código-fonte]

O Solar Carvalho Mota,[11] construído em 1907, serviu como de residência ao Vice-Presidente do Estado, coronel Antônio Frederico de Carvalho Mota.[12] Dois anos mais tarde, a Inspetoria de Obras Contra as Secas se instalou no local. Atualmente, a casa abriga o Museu das Secas que abriga fotografias, plantas de açudes e equipamentos sobre a seca no Nordeste.[13] Está localizado na esquina das ruas General Sampaio e Pedro Pereira, no centro de Fortaleza.[14][15]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

  • Uma rua em Fortaleza foi nomeada em homenagem ao governador,[16]
  • Em 2010 o escritor José Xavier Filho lançou o livro “Carvalho Motta – Capitalista e Governador”,[17]

Referências

  1. «Antônio Frederico de Carvalho Mota». Coisa de Cearense. 25 de fevereiro de 2017 
  2. Moraes, Kleiton de. «Carvalho Mota» (PDF). cpdoc.fgv.br/. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  3. Nava, Pedro (28 de fevereiro de 2012). Balão cativo. [S.l.]: Companhia das Letras. ISBN 9788580862256 
  4. Abreu, Alzira Alves de (3 de março de 2015). Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889-1930). [S.l.]: Editora FGV. ISBN 9788522516582 
  5. «Donatários, capitães-mores, presidentes, interventores e governadores - Anuário do Ceará». www.anuariodoceara.com.br. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  6. Farias,Airton, de (26 de janeiro de 2016). História do Ceará. [S.l.]: Armazém da cultura. ISBN 9788584920174 
  7. Girão, Raimundo (1986). Evolução histórica cearense. [S.l.]: Banco do Nordeste do Brasil S.A., Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste 
  8. Aragão, Jarbas Cavalcante de (1969). Colonização do Nordeste: os Ximenes de Aragão nó Ceará. [S.l.]: Editôra Laudes 
  9. Uma história da política do Ceará, 1889-1954. [S.l.]: Banco do Nordeste do Brasil. 1984 
  10. Teófilo, Rodolfo (1969). A sedição do Juàzeiro. [S.l.]: Ed. Terra de sol 
  11. «Patrimônio edificado: O Palacete Carvalho Mota». www.fortalezaemfotos.com.br. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  12. «Página - IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional». portal.iphan.gov.br. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  13. Nordeste, Diário do. «Antes e depois de prédios históricos de Fortaleza - Diário do Nordeste Plus» 
  14. Online, O POVO. «Para Iphan, Palacete não está em situação de risco». www.opovo.com.br. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  15. «Degradado e fechado há 15 anos, Museu das Secas é candidato às chamas». Evando Moreira - Informação com Credibilidade. 5 de setembro de 2018 
  16. «Busca CEP Rua Carvalho Mota no bairro Parque Araxa na cidade Fortaleza no Ceará - CE». www.achecep.com.br. Consultado em 22 de setembro de 2018. 
  17. «IJX Lança Livro Sobre Carvalho Motta». Tarrafa News. 5 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Antônio Pinto Nogueira Accioli
Governador do Ceará
1912
Sucedido por
Belisário Cícero Alexandrino