Hulk (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Hulk, veja Hulk (desambiguação).
Hulk
Hulk
Hulk atuando pelo Zenit em 2015
Informações pessoais
Nome completo Givanildo Vieira de Sousa
Data de nasc. 25 de julho de 1986 (35 anos)
Local de nasc. Campina Grande, Paraíba, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,80 m
canhoto
Apelido Hulk
Hulk Paraíba
Informações profissionais
Clube atual Atlético Mineiro
Número 7
Posição ponta-direita ou centroavante
Clubes de juventude
1998–2000
2001–2002
2002
2003–2004
Serrano-PB
Vilanovense
São Paulo
Vitória
Clubes profissionais
Anos Clubes
2004–2005
2005
2006–2008
2006
2007
2008
2008–2012
2012–2016
2016–2020
2021–
Vitória
Kawasaki Frontale (emp.)
Kawasaki Frontale
Consadole Sapporo (emp.)
Tokyo Verdy (emp.)
Tokyo Verdy
Porto
Zenit
Shanghai SIPG
Atlético Mineiro
Seleção nacional
2012
2009–
Brasil Sub-23
Brasil
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Londres 2012 Futebol

Givanildo Vieira de Sousa, mais conhecido como Hulk (Campina Grande, 25 de julho de 1986), é um futebolista brasileiro que atua como ponta-direita ou centroavante. Atualmente joga no Atlético Mineiro.

Começou sua trajetória no futebol aos 12 anos, sendo o Vitória seu primeiro clube como profissional. Hulk deixou o rubro-negro baiano com apenas dezoito anos e fez carreira no Japão, onde atuou no Kawasaki Frontale, no Tokyo Verdy e no Consadole Sapporo, estabelecendo uma média de gols expressiva (no total, fez 74 gols em 111 jogos) e se destacando.

Acabou sendo contratado pelo Porto em 2008. Na temporada 2010–11, marcou 69 gols em todas as competições e foi artilheiro da Primeira Liga (Campeonato Português) com 24 tentos apenas no torneio, além de ter distribuído 21 assistências. Ao final do campeonato, foi eleito o futebolista do ano no país.

A origem do seu apelido vem da sua aparência e do seu porte físico, além da potência nos chutes e nas finalizações, fazendo referência ao personagem homônimo da editora Marvel.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vitória[editar | editar código-fonte]

Chegou ao Vitória em 2003, integrando as categorias de base.

Em 2004 foi promovido à equipe principal pelo treinador Hélio dos Anjos e atuou apenas em duas partidas, na primeira ainda como lateral-esquerdo. Estreou no dia 9 de setembro, numa derrota por 2–3 para o Fluminense, no Barradão.[2] Na ocasião, Hulk saiu do banco e substituiu Allan Dellon aos 37 minutos do segundo tempo. Sua segunda partida foi no dia 19 de setembro, contra o Internacional, em Porto Alegre.[2] Hulk formou o ataque titular ao lado de Obina e deixou o campo para a entrada de Gilmar. O Vitória foi derrotado por 2–1 e ao final do Brasileirão não conseguiu escapar do rebaixamento para a Série B.[2]

Kawasaki Frontale[editar | editar código-fonte]

Sem muitas chances, em fevereiro de 2005 foi emprestado ao Kawasaki Frontale, do Japão. Foi comprado em definitivo no dia 15 de janeiro de 2006, e emprestado ao Consadole Sapporo, da Segunda Divisão, no dia 1 de fevereiro de 2006.

Empréstimos[editar | editar código-fonte]

Consadole Sapporo[editar | editar código-fonte]

Depois de ficar no clube durante o restante do ano sem atuar muito, foi emprestado para o Consadole Sapporo em fevereiro de 2006 onde se destacou nacionalmente, marcando 25 gols na temporada, terminando na vice artilharia da Segunda Divisão Japonesa, apenas um gol atrás do primeiro, Borges. Chegou a marcar quatro numa só partida, na goleada por 6–1 sobre o Shonan Bellmare.

Tokyo Verdy[editar | editar código-fonte]

Em 9 de janeiro de 2007, foi mais uma vez emprestado, dessa vez ao Tokyo Verdy, também da Segunda Divisão. No certame, foi ainda mais efetivo e marcou 37 gols, sagrando-se artilheiro da competição e ajudando o clube a ascender de volta a elite do Futebol Japonês. Hulk contabilizou três hat-tricks na sua passagem pelo Verdy.

Ida em definitivo ao Tokyo Verdy[editar | editar código-fonte]

Devido ao sucesso, o clube resolveu comprar seu passe para a temporada seguinte, em 2 de abril de 2008, depois de o jogador ter voltado ao Kawasaki em dezembro de 2007, ao fim do seu contrato de empréstimo com o Tokyo, e ter atuado apenas duas vezes.

Mas sua passagem pelo Tokyo Verdy em 2008 foi rápida. Atuou apenas em 14 partidas antes de se transferir ao Porto, em julho de 2008.[3]

Porto[editar | editar código-fonte]

Hulk pelo Porto em 2010

Assinou com o Porto no dia 25 de julho de 2008, que adquiriu 50% dos direitos econômicos do jogador por 5,5 milhões de euros, num contrato válido por quatro temporadas.[4] Estreou na derrota por 0–2 para o Sporting, válida pela Supertaça de Portugal[5], saindo do banco de reservas. Marcou na sua segunda partida, também como suplente, em triunfo por 2–0 sobre o Belenenses.[6] Voltaria a marcar quatro partidas depois, ainda entrando no segundo tempo, num novo 2–0 sobre o Paços de Ferreira.[7] Ganharia a vaga de titular apenas depois do seu terceiro gol, dessa vez contra o mesmo Sporting de outrora, em partida válida pela Taça de Portugal, jogo em que também foi expulso, tendo o Porto se classificou pela disputa de pênaltis.[8] Marcou apenas mais seis vezes até o fim da temporada, terminando-a com um total de nove gols e nove assistências, sendo o segundo jogador com mais dessa última em toda a liga[9], chegando a ser apontado como uma das dez maiores promessas europeias na temporada.[10]

No dia 21 de agosto de 2009, renovou seu contrato com o Porto por mais dois anos, prolongando-se assim até 2011.[11] A cláusula de rescisão, antes fixada em 40 milhões de euros, subiu para 100 milhões de euros, tornando-se assim a mais alta da história do futebol português.[12]

Iniciou a temporada 2009–10 sendo expulso logo no segundo jogo, no empate em 1–1 com o Paços de Ferreira, sendo suspenso por duas partidas.[13] Não foi diferente no decorrer da temporada. Hulk marcou e distribuiu assistências ligeiramente com mais frequência que na anterior (10 e 11, respectivamente), mas destacou-se mais negativamente: no clássico contra o Benfica, em que sua equipe saiu derrotada por 0–1, tendo uma briga generalizada ocorrido no túnel de acesso aos balneários do Estádio da Luz, o atacante foi suspenso primeiramente por quatro meses,[14] mas teve sua pena reduzida e pôde retornar ainda no no final de março, quando o título já estava praticamente perdido para os rivais.[15][16] No total, o atacante acabou perdendo 18 partidas pela suspensão.[17][18]

Já em 2010–11, Hulk começou em plena forma, marcando 27 gols nos primeiros 30 jogos em que atuou. Dentre os resultados conseguidos pela sua equipe, destacaram-se primeiramente as vitórias sobre o Genk por 4–2 pela Liga Europa da UEFA, tendo Hulk marcado três[19] e sobre o Benfica por 5–0, na qual marcou dois, além de uma assistência.[20][21] Com a média impressionante, levou a equipe a conquistar a liga nacional com cinco rodadas de antecedência, marcando o gol do título, o segundo na vitória por 2–1 sobre o mesmo Benfica, no dia 3 de abril.[22][23] Terminou a Primeira Liga como artilheiro, com 23 gols em 26 jogos.[24] Na Liga Europa, o Porto passou por times como Sevilla, CSKA Moscou, Spartak Moscou, Villarreal e foi campeão ao vencer o Braga, por 1–0.[25][26]

Zenit[editar | editar código-fonte]

Hulk em 2015

No dia 3 de setembro de 2012, Hulk acertou com o Zenit São Petersburgo, da Rússia, numa transferência que envolveu o valor global de 60 milhões de euros.[27] Foi comprado junto com o volante belga Axel Witsel e o zagueiro português Bruno Alves.[28][29][30] Ele marcou seu primeiro gol pelo novo clube no segundo jogo da Premier League Russa, contra o Krylia Sovetov, acertando um chute de fora da área no empate por 2–2.[31]

No mesmo mês de setembro, a especulação da mídia relatou que companheiros Igor Denisov e Aleksandr Kerzhakov estavam insatisfeitos com salário de Hulk, exigindo a renegociação de seus contratos. Como resultado, eles foram enviados para o time de juniores.[32] Denisov respondeu em entrevista ao Sport Express, afirmando que seu impasse com o clube de gestão foi sobre "a boa organização da equipe. E o respeito pela jogadores russos Zenit, que sempre confiou em cima.[33][34][35] alguns dias após a disputa, Hulk marcou e ajudou na vitória por 2–1 sobre o Baltika Kaliningrado pela quinta rodada da Copa da Rússia. Com cinco jogos e um gol, Hulk disse que estava sob pressão desde que se transferiu para o Zenit, muito por conta do alto valor do seu salário; no entanto, garantiu que estava feliz no clube.[36] Depois de uma derrota por 0–1 contra o Anderlecht, Vladimir Abramov, representante do clube, criticou a presença de Hulk e Witsel na equipe, afirmando que a presença dos dois atletas perturbaram a harmonia dentro da equipe.[37][38] Após se desentender com o técnico Luciano Spalletti por ter sido substituído durante um jogo contra o Milan na Liga dos Campeões da UEFA[39], Hulk declarou que estava procurando abandonar a equipe russa em janeiro.[40][41] No entanto, como os regulamentos da FIFA impedem os jogadores de atuar por mais de dois clubes em uma mesma temporada, o atacante foi obrigado a permanecer na Rússia pelo menos até junho de 2013.[42] Eventualmente, Hulk revelou que fez as pazes com a gestão do clube e as coisas foram resolvidas.[43]

Hulk em 2016

Hulk foi constantemente alvo de racismo pelos torcedores do Zenit que se opõem a jogadores negros no clube.[44] No dia 28 de setembro de 2012, uma bomba falsa foi encontrada no campo de treinamento do Zenit, acompanhado por uma imagem de Hulk e um bilhete que dizia "fora Hulk".[45][46] Marcou um gol contra o Liverpool no dia 14 de fevereiro de 2013, em partida válida pelas oitavas de final da Liga Europa da UEFA.[47] Marcou novamente contra o Liverpool no jogo da volta, na derrota por 1–3. Ainda assim, sua equipe conseguiu a classificação por ter vencido o primeiro jogo por 2–0.[48] Marcou contra o Baltika Kaliningrado, pela Copa da Rússia, em que sua equipe venceu por 2–1. Já no dia 4 de maio, anotou um hat-trick contra o Alania Vladikavkaz na vitória por 4–0, levando o Zenit a segunda colocação da Premier League Russa.[49]

Em 2015 passou a ser mais utilizado como centroavante, posição em que já havia atuado, mas não teve um bom rendimento. Com o treinador André Villas-Boas, Hulk foi utilizado como homem de referência no lugar do russo Aleksandr Kerjakov e teve boas atuações nos jogos contra o Dínamo de Moscou e o CSKA.[50]

Shanghai SIPG[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de junho de 2016, Hulk acertou com o Shanghai SIPG, da China.[51][52][53] O valor da transferência foi avaliado entre 55 e 60 milhões de euros, o que representou um recorde no futebol asiático, sendo superado em dezembro pela contratação de Oscar, também pelo Shanghai.[54] Hulk marcou em sua estreia no dia 10 de julho, abrindo o placar da vitória por 5 a 0 sobre o Henan Jianye.[55] Em 2018, na campanha que culminou no primeiro título da Superliga Chinesa da história do clube, contribuiu com 13 gols e 12 assistências. Encerrou a sua passagem com o fim de seu contrato em dezembro de 2020, tendo marcado um total de 77 gols em 145 partidas.[56]

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

Em 29 de janeiro de 2021, foi anunciado o acerto de Hulk com o Atlético Mineiro por duas temporadas.[57][58] Fez sua estreia em 7 de março, anotando a assistência para o gol de Diego Tardelli que fechou o placar da goleada por 4 a 0 sobre o Uberlândia, pelo Campeonato Mineiro.[59] Marcou pela primeira vez em 19 de março, em cobrança de pênalti que fechou o placar da vitória por 3 a 0 sobre o Coimbra.[60]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de outubro de 2009, foi convocado pela primeira vez por Dunga para disputar, com a Seleção Brasileira, os amistosos contra as Seleções da Inglaterra e Omã.[61] Em 2011 disputou dois amistosos, a derrota para a França[62] e o triunfo sobre Gana.[63] No dia 26 de maio de 2012, disputou uma partida contra a Dinamarca, onde marcou seus primeiros dois gols pela Seleção.[64][65] Em julho foi convocado por Mano Menezes para os Jogos Olímpicos de Londres, onde o Brasil foi medalha de prata.[66] Voltou a marcar pela Seleção no dia 7 de setembro, no Morumbi, garantindo a vitória de 1–0 contra a África do Sul.[67] Já no dia 25 de março de 2013, deu uma assistência para Fred marcar o gol de empate do Brasil contra a Rússia, aos 45 minutos do segundo tempo.[68] Ainda em 2013, no dia 14 de maio, foi convocado[69][70] por Felipão para a Copa das Confederações FIFA. Atuando como ponta-direita, formou o ataque titular ao lado de Fred e Neymar e sagrou-se campeão após o Brasil vencer a Espanha na final por 3–0.[71]

Foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2014, onde atuou em seis partidas e não marcou gols.[72]

Dois anos depois, no dia 5 de maio de 2016, foi convocado para a disputa da Copa América Centenário.[73]

No dia 27 de agosto de 2021, cinco anos após a sua última convocação, Hulk foi convocado para as partidas contra o Chile, Argentina e Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2022.[74]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Hulk é o único dos sete filhos de dona Maria do Socorro Sousa e seu Giovan Sousa e sua família junto as irmãs Nilda, Corrinha, Nayara, Angélica, Gilvânia e Jéssica. Cresceu no bairro de José Pinheiro, em Campina Grande, ajudando os pais na barraca de carnes nas feiras livres da cidade, tarefa que nunca gostou.[75][76]

Foi casado 12 anos com Iran Ângelo, de quem se separou em agosto de 2019.

Hulk é pai de três filhos: Ian, Tiago (concebidos pela ex-mulher do jogador) e Alice, que foi adotada para realizar o sonho de Hulk de ter uma menina.[78]

Após a separação, iniciou um romance com Camila, sobrinha de sua ex-esposa.[79]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 28 de novembro de 2021[80]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Liga Copa Copa da Liga Continental Outros Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Vitória 2004 2 0 2 0
Kawasaki Frontale 2005 9 1 2 2 1 0 12 3
Consadole Sapporo 2006 38 25 3 1 41 26
Tokyo Verdy 2007 42 37 0 0 42 37
Kawasaki Frontale 2008 2 0 0 0 0 0 2 0
Tokyo Verdy 2008 11 7 0 0 3 1 14 8
Porto 2008–09 25 8 7 1 1 0 10[a] 0 1[b] 0 44 9
2009–10 19 5 3 2 0 0 8[a] 3 1[b] 0 31 10
2010–11 26 23 7 4 3 1 16[c] 7 1[b] 0 53 35
2011–12 26 16 1 0 2 1 8[d] 4 2[e] 0 39 21
2012–13 3 2 0 0 0 0 0 0 0 0 3 2
Total 99 54 18 7 6 2 42 14 5 0 170 77
Zenit 2012–13 18 7 3 1 9[f] 3 30 11
2013–14 24 17 0 0 10[a] 5 0 0 34 22
2014–15 28 15 2 0 15[g] 6 45 21
2015–16 27 17 4 2 7[a] 4 1[h] 0 39 23
Total 97 56 9 3 41 18 1 0 148 77
Shanghai SIPG 2016 7 5 0 0 1[i] 0 8 5
2017 27 17 6 4 11[i] 9 44 30
2018 25 13 2 1 8[i] 3 35 17
2019 25 10 3 1 8[i] 6 1[j] 0 37 17
2020 16 6 1 0 4[i] 2 21 8
Total 100 51 12 6 32 20 1 0 145 77
Atlético Mineiro 2021 33 17 8 6 12[k] 7 11[l] 2 64 32
Total na carreira 433 248 52 25 10 3 127 59 18 2 640 337
  1. a b c d Jogo(s) de Liga dos Campeões da UEFA
  2. a b c Jogo de Supertaça Cândido de Oliveira
  3. Jogo(s) de Liga Europa da UEFA
  4. Seis jogos e quatro gols de Liga dos Campeões da UEFA, dois jogos de Liga Europa da UEFA
  5. Um jogo de Supertaça Cândido de Oliveira, um jogo de Supercopa da UEFA
  6. Cinco jogos e dois gols de Liga dos Campeões da UEFA, quatro jogos e um gol de Liga Europa da UEFA
  7. Dez jogos e três gols de Liga dos Campeões da UEFA, cinco jogos e três gols de Liga Europa da UEFA
  8. Jogo de Supercopa da Rússia
  9. a b c d e Jogos(s) de Liga dos Campeões da AFC
  10. Jogo de Supercopa da China
  11. Jogo(s) de Copa Libertadores
  12. Jogo(s) de Campeonato Mineiro

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Brasil
Ano Jogos Gols
2009 2 0
2011 6 0
2012 10 6
2013 14 2
2014 9 1
2015 4 2
2016 3 0
2021 1 0
Total 49 11

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória
Porto
Zenit
Shanghai SIPG
Atlético Mineiro
Seleção Brasileira

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Tokyo Verdy
  • Artilheiro do Campeonato Japonês - Segunda Divisão: 2007 (55 gols)
Porto

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Atlético-MG revela conversa com a Marvel para fazer uma parceria e usar a imagem do atacante Hulk». Terra. 18 de maio de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  2. a b c «Responsável de lançar Hulk no Vitória, treinador lembra que foi chamado de maluco por dirigente». Jornal CORREIO. 9 de março de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  3. «Hulk assinou com F. C. Porto até 2012». Jornal de Notícias. 25 de julho de 2008. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  4. «Brasileiro 'Hulk' assina com o Porto». Trivela. 25 de julho de 2008. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  5. «Sporting Vence Supertaça derrotando Porto». ainanas.com. 17 de agosto de 2011. Consultado em 6 de maio de 2011 
  6. «FC Porto dominou Belenenses». aeiou.expresso.pt. 24 de agosto de 2008. Consultado em 6 de maio de 2011 
  7. «Porto vence Paços Ferreira com gol de brasileiro Hulk». clicrbs.com.br. 26 de setembro de 2011. Consultado em 6 de maio de 2011 
  8. «FC Porto ganha nas grandes penalidades por 5-4 (1-1)». noticias.sapo.pt. 10 de novembro de 2011. Consultado em 6 de maio de 2011 
  9. «SuperLiga - Portugal» (em inglês). transfermarkt.de. Consultado em 6 de maio de 2011 [ligação inativa] 
  10. «Top ten rising stars» (em inglês). uefa.com. 9 de março de 2009. Consultado em 7 de novembro de 2010 
  11. «Porto aumenta cláusula de rescisão de Hulk para € 100 mi». Trivela. 21 de agosto de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  12. «Hulk vale 100 milhões». Jornal de Notícias. 21 de agosto de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  13. «Futebol: Liga (castigos) - Portista Hulk suspenso por dois jogos». jn.pt. 19 de agosto de 2009. Consultado em 6 de maio de 2011 
  14. «Hulk apanha quatro meses de castigo». Diário de Notícias. 19 de fevereiro de 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  15. «Hulk regressa só no Restelo». Diário de Notícias. 24 de março de 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  16. «Dirigente renuncia após redução de pena a Hulk». Trivela. 25 de março de 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  17. «Hulk falhou 18 jogos por causa do castigo». Diário de Notícias. 24 de março de 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  18. «Hulk já viu o filho Tiago». Consultado em 21 de Julho de 2010 
  19. «F.C. Porto-Genk, 4-2 (crônica)». maisfutebol.iol.pt. 26 de agosto de 2010. Consultado em 7 de novembro de 2010 
  20. «Hulk faz dois e Porto goleia Benfica por 5 a 0». Trivela. 7 de novembro de 2010. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  21. Leandro Stein (16 de fevereiro de 2016). «Carrasco do Benfica, Hulk já deu enorme cala-boca aos racistas com um golaço». Trivela. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  22. «Com frango e 'Tchubirabiron' de Hulk, Porto vence o Benfica e é campeão». GloboEsporte.com. 3 de abril de 2011. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  23. «Após título, Hulk diz que Porto mira conquista da Liga Europa». Trivela. 4 de abril de 2011. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  24. «Hulk considera que vive o melhor momento na carreira». Trivela. 9 de junho de 2011. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  25. «Porto vence o Braga e é campeão da Liga Europa». O GLOBO. 18 de maio de 2011. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  26. «Resumo - Liga Europa de 2010–11». Soccerway. 18 de maio de 2011. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  27. «Zenit assina com Hulk, Witsel para um record de 80 Milhões de euros"». RT. 4 de setembro de 2012. Consultado em 4 de setembro de 2012. Arquivado do original em 21 de setembro de 2012 
  28. «Hulk deixa o Porto e assina com o Zenit por cinco anos». Trivela. 3 de setembro de 2012. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  29. «FUTEBOL CLUBE DO PORTO – Futebol, SAD» (PDF). Consultado em 3 de Setembro de 2011. Arquivado do original (PDF) em 14 de março de 2013 
  30. «Zenit St Petersburg spend £64m to sign Hulk and Witsel» (em inglês). BBC Sport. 4 de setembro de 2012. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  31. Leandro Stein (22 de setembro de 2012). «Hulk faz o primeiro gol pelo Zenit, mas continua sem vencer». Trivela. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  32. «Zenit: Denisov Went on Strike Over Pay» (em inglês). Sputnik News. 23 de setembro de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  33. «Hulk eleito jogador do mês». Consultado em 25 de Maio de 2011. Arquivado do original em 10 de maio de 2012 
  34. «Hulk fires Porto to crucial win». Consultado em 7 de Outubro de 2011 
  35. «Porto 2-0 Sporting». Consultado em 5 de Maio de 2012 
  36. «Hulk: I'm feeling the pressure at Zenit at the moment». Consultado em 17 de Dezembro de 2010 
  37. «MaisFutebol.com». Consultado em 22 de Outubro de 2011 
  38. «Hulk & Witsel have ruined Zenit's game, says agent». Consultado em 18 de Dezembro de 2012 
  39. Felipe Lobo (4 de dezembro de 2012). «Sonífero: Zenit vence Milan em jogo sonolento em San Siro». Trivela. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  40. Livio Caferoglu (5 de dezembro de 2012). «Hulk admits he could leave Zenit in January» (em inglês). Goal.com. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  41. «Hulk: "Estou pronto para pedir perdão"». O Jogo. 10 de dezembro de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  42. Dale Johnson (5 de dezembro de 2012). «Hulk has no hope of leaving Zenit in Jan» (em inglês). ESPN. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  43. Livio Caferoglu (7 de dezembro de 2012). «Hulk: I have resolved my differences with Zenit» (em inglês). Goal.com. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  44. Jeré Longman (18 de dezembro de 2012). «Russian Soccer Fans Marching Backward to Intolerance». The New York Times. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  45. Felipe Lobo (28 de setembro de 2012). «Bomba falsa contra Hulk é encontrada no Zenit». Trivela. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  46. «Fake bomb found at Zenit along with Hulk picture» (em inglês). Reuters. 28 de setembro de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  47. Leandro Stein (14 de fevereiro de 2013). «Com golaço de Hulk, Zenit complica a vida do Liverpool». Trivela. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  48. «Hulk marca, e Zenit se classifica, apesar de derrota para o Liverpool». GloboEsporte.com. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  49. «Hulk marca três vezes, Zenit goleia o Alania e permanece na cola do CSKA». GloboEsporte.com. 4 de maio de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  50. Leandro Stein (6 de abril de 2015). «Hulk de centroavante? Está se saindo muito bem no Zenit e poderia ser útil a Dunga». Trivela. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  51. «Envolvido em negociação recorde, Hulk é recebido com festa na China». GloboEsporte.com. 29 de junho de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  52. «Time chinês oficializa contratação de Hulk em negócio recorde». ESPN.com.br. 30 de junho de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  53. Dassler Marques (28 de junho de 2016). «Hulk é contratado por clube chinês. Valor é o maior do futebol asiático». UOL. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  54. «Chelsea anuncia transferência do meia Oscar para o futebol chinês». Gazeta Esportiva. 23 de dezembro de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  55. «Hulk marca em estreia na China, sofre lesão e rodada tem show de brasileiros». GloboEsporte.com. 10 de julho de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  56. «Hulk se despede de clube chinês e não define futuro: "sigo minha trajetória"». Gazeta Esportiva. 7 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  57. «Hulk reforça o ataque atleticano». Site oficial do Atlético Mineiro. 29 de janeiro de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  58. Marcello Neves e Diogo Dantas (29 de janeiro de 2021). «Atlético-MG anuncia a contratação de Hulk e vence concorrência de Besiktas e Porto». O Globo. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  59. «Na estreia de Hulk, Atlético-MG goleia o Uberlândia e segue na liderança do Campeonato Mineiro». GloboEsporte.com. 7 de março de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  60. «Na estreia de Cuca, Nacho brilha, e líder Atlético-MG bate o lanterna Coimbra». Globo Esporte. 19 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  61. «Dunga convoca apenas jogadores que atuam no Exterior». clicrbs.com.br. 27 de outubro de 2009. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  62. «Técnico convocou 23 que atuam no exterior para jogo contra a França». CBF.com.br. 25 de janeiro de 2011. Consultado em 5 de setembro de 2011. Arquivado do original em 4 de março de 2014 
  63. Leandro Canônico (5 de setembro de 2011). «Coadjuvante em quarteto, Damião garante vitória do Brasil sobre Gana». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  64. «Brasil vence Dinamarca com dois gols de Hulk». UOL. 26 de maio de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  65. «Com show de Hulk e Oscar, Brasil vence a Dinamarca». Trivela. 26 de maio de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  66. «Fim da dúvida: Mano leva Hulk e Marcelo para as Olimpíadas». Trivela. 5 de julho de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  67. Bruno Freitas e Danilo Lavieri (7 de setembro de 2012). «Gol de Hulk salva seleção de empate com a África do Sul, mas time ouve vaias no Morumbi». UOL. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  68. Leandro Canônico e Márcio Iannacca (25 de março de 2013). «Fred salva a Seleção aos 44 e evita derrota contra a Rússia em Londres». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  69. «Confira a lista de convocados por Felipão para a Copa das Confederações». Estadão. 14 de maio de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  70. «Sem Kaká e Ronaldinho, Felipão convoca seleção para Copa das Confederações». oGol. 14 de maio de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  71. «Brasil vence a Espanha no Maracanã lotado e conquista a Copa das Confederações de 2013». GloboEsporte.com. 30 de junho de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  72. «Felipão anuncia convocados da Seleção para a Copa do Mundo». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2014. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  73. «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». Globoesporte. 5 de maio de 2016 
  74. «Hulk retorna à Seleção após cinco anos e, com Everson, amplia lista de convocados do Atlético-MG». GloboEsporte.com. 27 de agosto de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  75. Thiago Dias (28 de outubro de 2009). «Mãe conta que surpresa de Dunga tem a 'força de Hulk' desde a infância». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  76. «Para mãe de Hulk força do atacante vem do leite materno». wscom.com.br. 4 de fevereiro de 2011. Consultado em 8 de maio de 2011. Arquivado do original em 6 de fevereiro de 2011 
  77. «Hulk de regresso ao Porto». jn.pt. 25 de julho de 2008. Consultado em 8 de maio de 2011 
  78. Priscila Bessa (14 de janeiro de 2016). «Hulk apresenta filha após ação de paternidade: 'Papai te ama'». EGO. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  79. Sónia Dias (26 de dezembro de 2019). «Hulk troca mulher pela sobrinha». Vidas. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  80. «Perfil de Hulk». Soccerway. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  81. «Hulk é eleito melhor jogador de Portugal em setembro». Trivela. 1 de outubro de 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  82. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Hulk (futebolista)