Ignacio Martín Fernández

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ignacio Fernández
Ignacio Fernández
Fernández com o River Plate em 2018
Informações pessoais
Nome completo Ignacio Martín Fernández
Data de nasc. 12 de janeiro de 1990 (31 anos)
Local de nasc. Castelli, Argentina
Nacionalidade argentino
Altura 1,82 m
canhoto
Apelido Nacho
Informações profissionais
Clube atual Atlético Mineiro
Número 26
Posição meio-campista
Clubes de juventude

2003–2010
Dudignac
Gimnasia y Esgrima
Clubes profissionais
Anos Clubes
2010–2016
2011–2012
2016–2021
2021–
Gimnasia y Esgrima
Temperley (emp.)
River Plate
Atlético Mineiro
Seleção nacional
2017– Argentina

Ignacio Martín Fernández (Castelli, 12 de janeiro de 1990), também conhecido como Nacho Fernández, é um futebolista argentino que atua como meio-campista. Atualmente, joga pelo Atlético Mineiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Nascido em Castelli, na província de Buenos Aires, Fernández teve seu início no Club Atlético y Social Dudignac. Aos 13 anos de idade, se juntou às categorias de base do Gimnasia y Esgrima.[1] Fez sua estreia profissional pelo Lobo em 2 de outubro de 2010, na derrota por 4 a 2 para o Argentinos Juniors, pelo Campeonato Argentino.[2]

Em 2011, Fernández foi emprestado por um ano ao Temperley para a disputa da terceira divisão nacional. Se destacou individualmente com dez gols e nove assistências durante a temporada.

Em 2012, Fernández retornou ao Gimnasia, então recém-rebaixado à segunda divisão. De imediato assumiu a titularidade na equipe, contribuindo com três gols e oito assistências ao retorno do clube à elite. Em 17 de agosto de 2013, marcou seu primeiro gol na primeira divisão, fechando o placar da vitória por 3 a 1 sobre o Rosario Central.[3]

Fernández foi o principal artilheiro do Gimnasia na temporada de 2015, com nove gols.

River Plate[editar | editar código-fonte]

Em 7 de janeiro de 2016, foi acertada a transferência de Fernández ao River Plate. Os Millonarios pagaram 2,1 milhões de dólares por 70% de seu passe, firmando um contrato de quatro anos e meio.[4][5] Estreou em 24 de janeiro, em um Superclássico de pré-temporada vencido pelo River por 1 a 0.[6] Ao longo de 2016, se estabeleceu na equipe titular do técnico Marcelo Gallardo, formando um quarteto de meio-campo com Leonardo Ponzio, Andrés D'Alessandro e Pity Martínez. Em agosto, foi titular nas duas partidas da Recopa Sul-Americana de 2016, o primeiro título oficial de sua carreira.[7] Em dezembro, veio a conquista da Copa Argentina de 2015–16.[8]

Em 9 de dezembro de 2017, Fernández marcou o gol de desempate na final da Copa Argentina de 2016–17, vencida por 2 a 1 pelo River frente ao Atlético Tucumán.[9]

Fernández atuou em 12 das 14 partidas da campanha do River na Copa Libertadores de 2018, incluindo os jogos da final contra o Boca Juniors. Na partida de volta, em 9 de dezembro, ele deu a assistência para o gol de empate marcado por Lucas Pratto; na prorrogação, o River marcou dois gols e conquistou o título, na ocasião que ficou marcada como a primeira vez em que um Superclássico foi disputado em uma final continental.[10]

Em 2019, Fernández recebeu a camisa 10 dos Millonarios.[11] Em 30 de maio, ele abriu o placar na partida de volta da Recopa Sul-Americana de 2019, vencida sobre o Athletico Paranaense por 3 a 1 no placar agregado.[12] Em 13 de dezembro, ele marcou o segundo gol na final da Copa Argentina de 2018–19, vencida por 3 a 0 ante o Central Córdoba.[13]

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

Em 16 de fevereiro de 2021, um dos agentes de Fernández, Daniel González, anunciou que havia-se chegado a um acerto pela sua transferência para o Atlético Mineiro.[14] Quatro dias depois, o clube confirmou a sua contratação, em acordo válido até dezembro de 2023.[15] O valor do negócio foi estimado em 6 milhões de dólares por 70% de seus direitos federativos, tornando-o uma das três maiores compras da história do clube ao lado das de Yimmi Chará e Matías Zaracho.[16]

Em sua estreia, em 19 de março, contra o Coimbra, pelo Campeonato Mineiro, Fernández abriu o placar com um cabeceio, deu a assistência para o segundo gol, marcado por Igor Rabello após cobrança de escanteio, e sofreu um pênalti que foi convertido por Hulk e que fechou o placar da vitória por 3 a 0.[17]

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Fernández recebeu sua primeira convocação para a Seleção Argentina em maio de 2017, por parte do técnico Jorge Sampaoli.[18] Fez sua estreia em um amistoso contra Singapura em 13 de junho, entrando aos 25 minutos do segundo tempo e anotando uma assistência para o gol de Ángel Di María, que decretou a vitória por 6 a 0.[19]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 28 de novembro de 2021.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
internacionais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Gimnasia y Esgrima 2010–11 1 0 0 1 0 0
2012–13 32 3 8 1 1 0 33 4 8
2013–14 28 2 3 1 0 0 29 2 3
2014 17 2 3 0 0 0 2 0 0 19 2 3
2015 31 9 5 3 0 0 34 9 5
Total 109 16 19 5 1 0 2 0 0 116 17 19
Temperley 2011–12 29 9 9 1 1 0 30 10 9
Total 29 9 9 1 1 0 30 10 9
River Plate 2016 10 0 1 6 2 0 16 2 1
2016–17 26 0 2 6 2 1 7 2 2 39 4 5
2017–18 21 1 1 6 4 2 11 1 1 38 6 4
2018–19 19 2 0 10 2 2 17 2 4 46 6 6
2019–20 18 5 3 5 1 2 12 5 4 35 11 9
2020 7 2 2 4 0 0 11 2 2
Total 94 8 7 34 11 9 57 12 11 185 31 27
Atlético Mineiro 2021 25 5 5 7 1 2 10 1 2 7 3 2 49 10 11
Total 25 5 5 7 1 2 10 1 2 7 3 2 49 10 11
Total na carreira 257 38 40 47 14 11 69 13 13 7 3 2 380 68 66

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos, gols e assistências do futebolista pela Seleção Argentina. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Seleção principal

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2017 1 0 1 0
Total 1 0 1 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

River Plate
Atlético Mineiro

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ««Nacho» Fernández tuvo su reconocimiento en Dudignac» (em espanhol). Diario El 9 de Julio. 24 de dezembro de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  2. «Argentinos Juniors derrotó a Gimnasia» (em espanhol). Mundo D. 2 de outubro de 2010. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  3. «Gimnasia le gano a Central 3 a 1» (em espanhol). Diario LM Neuquén. 17 de agosto de 2013. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  4. «Ignacio Fernández: "Es un orgullo enorme estar en River"» (em espanhol). Club Atlético River Plate. 11 de janeiro de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  5. «Nacho Fernández ya es jugador de River» (em espanhol). Goal.com. 7 de janeiro de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  6. «Nacho Fernández, #FiguraRiver del Superclásico» (em espanhol). Club Atlético River Plate. 24 de janeiro de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  7. «River Plate derrota o Santa Fe e conquista o bicampeonato da Recopa». ESPN. 25 de agosto de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  8. «River bate Rosario em jogo de 7 gols e duas viradas e fatura a Copa Argentina». Globo Esporte. 16 de dezembro de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  9. «River Plate vence Atlético Tucumán e leva o bi seguido da Copa Argentina». Globo Esporte. 9 de dezembro de 2017. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  10. «Valeu a espera: River vence o Boca na prorrogação e conquista o tetra da Libertadores». Globo Esporte. 9 de dezembro de 2018. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  11. «River tiene nuevo 10 para la Recopa» (em espanhol). Diario Olé. 20 de maio de 2019. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  12. «River Plate faz 3 a 0 no Athletico e leva o título da Recopa Sul-Americana». Globo Esporte. 30 de maio de 2019. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  13. «River Plate ganha Copa Argentina e garante vaga na fase de grupos da Libertadores 2020». Globo Esporte. 13 de dezembro de 2019. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  14. «Empresário de Nacho Fernández confirma acerto com o Atlético-MG: "Contrato de três anos"». Globo Esporte. 16 de fevereiro de 2021. Consultado em 16 de fevereiro de 2021 
  15. «Craque argentino na área: Nacho Fernández é Galo!». Clube Atlético Mineiro. 20 de fevereiro de 2021. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  16. «Nacho vem ao Atlético-MG com status de melhor da Argentina (como Pratto em 2014) e custo de Chará e Zaracho». Globo Esporte. 18 de fevereiro de 2021. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  17. «Na estreia de Cuca, Nacho brilha, e líder Atlético-MG bate o lanterna Coimbra». Globo Esporte. 19 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  18. «Sampaoli chama trio do River para enfrentar o Brasil». UOL. 2 de maio de 2017. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  19. «Argentina goleia Singapura por 6 a 0, com gols de novidades no time de Sampaoli». Goal. 13 de junho de 2017. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  20. «El País divulga seleção da América do Sul com quatro do Palmeiras e Marinho como melhor». www.uol.com.br. Consultado em 10 de março de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]