Bernard Anício Caldeira Duarte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernard
Bernard
Bernard em 2014
Informações pessoais
Nome completo Bernard Anício Caldeira Duarte
Data de nasc. 8 de setembro de 1992 (25 anos)
Local de nasc. Belo Horizonte (MG), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,64 m[1]
Ambidestro
Informações profissionais
Clube atual Shakhtar Donetsk
Número 10
Posição Meia-atacante
Clubes de juventude
2008–2010 Atlético Mineiro
Nacional-MG
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2010–2013
2010
2013–
Atlético Mineiro
Democrata-SL (emp.)
Shakhtar Donetsk
0100 000(22)
0016 000(14)
0152 000(27)
Seleção nacional
2012–2014 Brasil 00}14 0000(1)

Bernard Anício Caldeira Duarte (Belo Horizonte, 8 de setembro de 1992) é um futebolista brasileiro que atua como meia-atacante. Atualmente, defende o Shakhtar Donetsk.

Sua principal característica é a velocidade, tendo sido apelidado de "alegria nas pernas" pelo então técnico da Seleção Brasileira, Felipão. Suas principais conquistas foram a Copa Libertadores da América de 2013 pelo Atlético Mineiro e a Copa das Confederações FIFA de 2013 pela Seleção. Participou da Copa do Mundo FIFA de 2014, disputando a partida de semifinal comtra a Alemanha como titular, na vaga no lesionado Neymar.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Começou nas categorias de base no Comercial E.C. do Barreiro, bairro de Belo Horizonte. Chegou nas categorias de base do Atlético Mineiro em 2006 na equipe juvenil e também integrou o grupo de juniores.

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

2011[editar | editar código-fonte]

Em 2010, aos 18 anos, foi emprestado ao Democrata de Sete Lagoas para a disputa do Campeonato Mineiro da segunda divisão de 2010 para integrar o elenco profissional do "Jacaré" em uma parceria dos dois clubes. Na disputa da segundona do Mineiro, Bernard foi o artilheiro da competição, com 16 jogos e 14 gols, mas não foi o suficiente para dar o acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro ao "Jacaré". Com um campeonato espetacular, o jovem craque chamou a atenção de clubes estrangeiros e do técnico Dorival Júnior, que o convocou para integrar o elenco profissional do Galo na temporada 2011.[2]

Logo no início de 2011, o Al-Ahli Doha, do Qatar fez uma proposta de 4 milhões de euros pelo craque, proposta esta que foi prontamente recusada pelo presidente atleticano Alexandre Kalil. Bernard fez sua estreia pelo Atlético Mineiro no Campeonato Mineiro de 2011 contra o Uberaba , atuando como lateral-direito. Bernard teve boa atuação, apesar de a partida ter terminado empatada em 1 a 1. Contudo, obteve poucas chances na equipe titular e não marcou gol, mas teve um bom rendimento no vice-campeonato do Galo, que foi derrotado na final.

Em meados de 2011, antes do começo do Brasileirão, voltou à equipe júnior para a disputa da Taça BH. Com atuações de destaque na competição, Bernard fez o gol do quinto título do Atlético Mineiro, sobre o Fluminense, e mais uma vez foi coroado com o prêmio de melhor jogador da competição.[3]

Bernard jogando pelo Atlético, no ano de 2012.

Com a demissão do técnico Dorival Júnior após o fiasco no Campeonato Mineiro, Bernard voltou a ter chances na equipe titular com o técnico Cuca na disputa do Brasileirão 2011. Mostrando habilidade, velocidade e raça, o jogador conquistou seu espaço no time titular e, apesar de novamente não ter feito gols, contribuiu com muitas assistências, foi um dos destaques do Atlético Mineiro na competição, com atuações decisivas na reta final do Campeonato Brasileiro, apesar do fraco desempenho do time na competição que lutou contra o rebaixamento, fato que foi evitado na penúltima rodada em uma goleada contra o Botafogo. .[4]

No final de 2011, após o término do Campeonato Brasileiro, o presidente alvinegro, Alexandre Kalil recusou uma proposta de 7 milhões de euros do Spartak Moscou, Rússia pelo jogador.[5]

Sucesso[editar | editar código-fonte]

Com uma base forte e contratações pontuais, o Galo iniciou de ótima forma a temporada de 2012. Na disputa do Campeonato Mineiro 2012, logo na primeira rodada, Bernard foi um dos destaques da vitória do Galo contra o Boa Esporte por 2x0, partida esta em que Bernard anotou seu primeiro gol com a camisa do alvinegro.[6]

O campeonato seguiu e Bernard mostrou mais uma vez a que veio, e na segunda rodada marcou o seu segundo gol no campeonato e com a camisa do Galo. O gol foi marcado contra a equipa da Caldense em uma bela cobrança de falta do jovem craque do Galo. Nas rodadas seguintes Bernard seguiu tendo ótimas atuações, mas o melhor, ainda estava por vir. Na finalíssima do Mineiro 2012, Bernard marcou dois gols e sacramentou a vitória por 3 a 0 e a conquista do título em cima do arquirrival América Mineiro.

Brasileirão e a afirmação[editar | editar código-fonte]

A afirmação do jovem meia atleticano ocorreu no início do Brasileirão 2012. Com a chegada do meia Ronaldinho Gaúcho e do atacante , formaram um trio decisivo para levar o Atlético Mineiro a vice liderança do Campeonato Brasileiro 2012, e colocar o Galo na Copa Libertadores, campeonato que o Atlético não disputava desde 2000. Com o término do Brasileiro, Bernard ganhou vários prêmios, incluindo o prêmio da CBF, Craque do Brasileirão, onde ganhou na categoria jogador revelação.[7]

Em janeiro de 2013, num estudo realizado pela Pluri Consultoria, Bernard foi avaliado como o terceiro jogador mais valioso da Libertadores, possuindo valor de R$39,4 milhões. O atleticano só ficou atrás dos corintianos Alexandre Pato, avaliado em R$57,7 milhões, e Paulinho, que custa R$42,4 milhões.[8]

Copa Libertadores[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013 disputou sua primeira Copa Libertadores, ao lado de Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli e . O Galo, que se viria a se sagrar como campeão inédito, começou sua campanha com uma vitória sobre a equipe do São Paulo por 2x1 no Estádio Independência. Na segunda rodada o clube conseguiu uma ótima vitória fora de casa pelo placar de 5x2 contra o Arsenal de Sarandí com um show do garoto Bernard, autor de três gols na partida. O clube continuou com uma ótima campanha na fase de grupos, onde avançou para a próxima fase com a melhor campanha, tendo vencido 5 dos seis jogos que disputou.

Nas oitavas de final o adversário foi novamente o São Paulo, no qual o Galo conseguiu realizar mais duas ótimas atuações e eliminou o time paulista com duas vitórias, por 2x1 no Morumbi e 4x1 no Independência. Já nas quartas de final, o clube encarou o Tijuana do México. No primeiro jogo, disputado fora de casa, Bernard foi a salvação do clube mineiro, tendo marcado os dois gols que garantiram o empate pelo placar de 2x2. Na volta, novo empate, só que dessa vez com um placar menor (1x1), suficiente para o Atlético conseguir a classificação.

Na final o Galo sentiu muita dificuldade para superar o tradicional Olimpia. Assim como na semifinal o clube foi derrotado por 2x0 no jogo de ida, mas conseguiu devolver o placar na volta, com assistência de Bernard para o segundo gol, marcado por Leonardo Silva. Assim, a partida foi decidida nos pênaltis com vitória do Galo por 4 a 3.

Nesse mesmo ano, Bernard foi campeão do Campeonato Mineiro, marcando, inclusive, um gol na vitória sobre o arquirrival Cruzeiro por 3x0 no primeiro jogo da decisão e ainda viria a conquistar o título da Copa das Confederações, vestindo a camisa 20 da Seleção Brasileira, comandada por Felipão. Em agosto do mesmo ano foi vendido para o Shakhtar Donetsk da Ucrânia por 77 milhões de reais.

Shakhtar Donetsk[editar | editar código-fonte]

Bernard jogando pela Seleção Brasileira em partida contra a Austrália, no ano de 2013.
Bernard jogando pelo Shakhtar Donetsk.

Em 8 de agosto de 2013 o Shakhtar Donetsk o contratou para cinco temporadas, utilizando o uniforme com numeral 10.[9] Fez sua estreia em partida contra o Metalist pelo Campeonato Ucraniano entrando aos 26 minutos do segundo tempo, num empate por 0 a 0.[10] Marcou seu primeiro gol numa goleada sobre o Zorya pela décima quarta rodada do Ucraniano, ajudando o Shakhtar a golear por 4 a 0, anotando um gol e duas assistências.[11] .

Seu desempenho durante sua primeira temporada foi bastante promissor, tendo se destacado durante toda a campanha do clube na conquista do título do Campeonato Ucraniano como líder de assistências.

Em pleno dia da convocação para a Copa do Mundo FIFA 2014, Bernard marcou um golaço dando a vitória por 1 a 0 ao Shakhtar Donetsk em partida pela semifinal da Copa da Ucrânia.[12] . Na final, contra o principal rival do Shakhtar, o Dinamo de Kyev, voltou a ser decisivo marcando mais um gol, mas não conseguiu evitar a derrota por 2x1 e amargou o vice-campeonato.

Na sua segunda temporada viveu um momento completamente diferente, chegando a ficar no banco de reservas da equipe. O brasileiro chegou a manifestar o desejo de deixar a equipe, devido não somente a má fase, mas também a situação do país, que estava vivenciando uma grande tensão devido à Revolução Ucraniana. Sofreu críticas públicas do treinador Mircea Lucescu em duas oportunidades.

Após esse episódio, chegou a ser especulada um possível retorno de meia para o futebol brasileiro, durante uma série de amistosos do Shakhtar no Brasil. O meia chegou a receber propostas de São Paulo, Palmeiras e do ex-clube Atlético Mineiro. Em 23 de junho de 2015 o camisa 10 fez um gol e ajudou o Shakhtar a conquistar a Supercopa da Ucrânia em cima do rival Dinamo de Kyev. Recuperou a posição de titular depois de ótimas atuações pela Copa da Ucrânia, onde conduziu a equipe até a final e conquistou o título na despedida de Lucescu.

Com a chegada do português Paulo Fonseca no comando da equipe, Bernard voltou a viver boa fase e foi o principal jogador da equipe no título do Campeonato Ucraniano 2016-17 e no bicampeonato da Copa da Ucrânia.

Em 17 de outubro de 2017 marcou os dois gols que garantiram a vitória sobre o Feyenoord por 2x1 pela terceira rodada da Liga dos Campeões da UEFA. Pela última rodada da fase de grupos, Bernard roubou a cena com uma grande atuação na vitória que classificou o time de Donetsk para as oitavas de final. Nesse jogo, o camisa 10 foi autor de um golaço aos 26 minutos de partida e ainda participou de todas as jogadas ofensivas de sua equipe, que venceu o Manchester City por 2x1. Após o jogo foi eleito o melhor jogador em campo; o técnico Tite da Seleção Brasileira acompanhou de perto a partida.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Em 21 de novembro de 2012, Bernard jogou sua primeira partida com a camisa da Seleção Brasileira, num jogo contra a Argentina, válido pelo Superclássico das Américas. Em 2013 Bernard passou a ser presença constante em amistosos do Brasil, e também participou da conquista da Copa das Confederações. Num amistoso contra a Honduras Bernard marcou seu primeiro gol com a camisa da seleção.

Copa das Confederações 2013[editar | editar código-fonte]

Bernard foi convocado pelo técnico Felipão para disputar a Copa das Confederações FIFA de 2013. Após a vitória sobre o México por 2 a 0 na segunda rodada, Felipão anunciou a estreia de Bernard para o próximo jogo contra a Itália e o elogiou bastante, apelidando ele de "alegria nas pernas". [13]

Entrou em campo contra a Itália na vitória da Seleção por 4 a 2 que garantiu a primeira posição do grupo. Na semifinal contra o Uruguai, Bernard entrou novamente como substituto na etapa final e teve uma boa atuação elogiada em todos os jornais esportivos. Na final a Seleção bateu a Espanha por 3 a 0 e conquistou o título.

Copa do Mundo 2014[editar | editar código-fonte]

No dia da convocação para a Copa do Mundo Bernard marcou um golaço em partida pelo Shakhtar Donetsk. O meia esteve entre os convocados para a Copa do Mundo FIFA de 2014.[14]

No jogo de estreia, contra a Croácia na Arena Corinthians, Felipão colocou Bernard para jogar na etapa final do jogo. A partida acabou 3 a 1 para o Brasil. Na segunda rodada, Bernard entrou novamente na etapa final e teve boa atuação, mas não conseguiu evitar um empate por 0 a 0 contra o México na Arena Castelão em Fortaleza.

Bernard foi escolhido por Felipão para substituir Neymar, que fraturou a coluna nas quartas de final contra a Colômbia, na partida contra a Alemanha na semifinal. A partida terminou com uma derrota humilhante por 7 a 1 e ficou conhecida como Mineiraço.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Brasil
Ano Jogos Gols
2012 1 0
2013 9 1
2014 4 0
Total 14 1

Todos os jogos pela seleção

Data Competição Local   Placar Adversário Gols
01 21 de novembro de 2012 Superclássico das Américas Buenos Aires (ARG) Brasil Brasil 1 — 2[a] Flag of Argentina.svg Argentina
02 2 de junho de 2013 Amistoso Rio de Janeiro (BRA) Brasil Brasil 2 — 2 Flag of England.svg Inglaterra
03 9 de junho de 2013 Amistoso Porto Alegre (BRA) Brasil Brasil 3 — 0 Bandeira da França França
04 22 de junho de 2013 Copa das Confederações Salvador (BRA) Brasil Brasil 4 — 2 Flag of Italy.svg Itália
05 26 de junho de 2013 Copa das Confederações Belo Horizonte (BRA) Brasil Brasil 2 — 1 Flag of Uruguay.svg Uruguai
06 7 de setembro de 2013 Amistoso Brasília (BRA) Brasil Brasil 6 — 0 Flag of Australia.svg Austrália
07 10 de setembro de 2013 Amistoso Boston (EUA) Brasil Brasil 3 — 1 Flag of Portugal.svg Portugal
08 12 de outubro de 2013 Amistoso Seul (CDS) Brasil Brasil 2 — 0 Flag of South Korea.svg Coreia do Sul
09 15 de outubro de 2013 Amistoso Pequim (CHN) Brasil Brasil 2 — 0 Flag of Zambia.svg Zâmbia
10 16 de novembro de 2013 Amistoso Miami (EUA) Brasil Brasil 5 — 0 Flag of Honduras.svg Honduras 1
11 6 de junho de 2014 Amistoso São Paulo (BRA) Brasil Brasil 1 — 0 Bandeira da Sérvia Sérvia
12 12 de junho de 2014 Copa do Mundo São Paulo (BRA) Brasil Brasil 3 — 1 Bandeira da Croácia Croácia
13 17 de junho de 2014 Copa do Mundo Fortaleza (BRA) Brasil Brasil 0 — 0 Flag of Mexico.svg México
14 8 de julho de 2014 Copa do Mundo Belo Horizonte (BRA) Brasil Brasil 1 — 7 Bandeira da Alemanha Alemanha
a. ^ O Brasil, após ser derrotado no tempo normal, foi campeão do Superclássico das Américas de 2012 na disputa por pênaltis, vencendo por 4 a 3.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro
Shakhtar Donetsk
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Bernard». Sítio oficial FC Shakhtar Donetsk 
  2. Uol Esporte (3 de janeiro de 2011). «Dorival requisita meia Bernard, que desfalca o Atlético-MG na Copa São Paulo» 
  3. Globoesporte (7 de agosto de 2011). «Galo bate Flu com golaço de Bernard e conquista o penta da Taça BH» 
  4. iG Esporte (7 de outubro de 2011). «Jovem Bernard se firma, mas ainda busca 1º gol pelo cruzeiro» 
  5. Superesportes (29 de novembro de 2011). «Alexandre Kalil recusa proposta de sete milhões de euros por Bernard» 
  6. Superesportes (29 de janeiro de 2012). «Jovem Bernard desencanta e marca primeiro gol como profissional do Atlético» 
  7. Superesportes (03 de dezembro de 2012). «Atlético tem cinco atletas premiados no 'Craque do Brasileirão' da CBF deste ano»  Verifique data em: |data= (ajuda)
  8. Bernard possui valor de R$39,4 milhões, 3º maior da Libertadores
  9. «Bernard assina com Shakhtar Donetsk e será camisa 10 na Ucrânia» Verifique valor |URL= (ajuda). UOL. 8 de agosto de 2013 
  10. ESPN= (31 de agosto de 2013). «Muito aplaudido Bernard entrou aos 26 minutos do segundo tempo em sua estreia pelo Shakhtar Donetsk» Verifique valor |URL= (ajuda). Consultado em 03 de abril de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. Esporte.Uol=. «Bernard marca primeiro gol pelo Sahkhtar Donetsk em goleada» Verifique valor |URL= (ajuda). Consultado em 03 de abril de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. Fox Sports=. «No dia da convocação, Bernard faz golaço e classifica Shakhtar na Ucrânia» Verifique valor |URL= (ajuda). Consultado em 03 de abril de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «Felipão se solta em coletiva, diz querer escalar Bernard e elogia Balotelli» Verifique valor |URL= (ajuda). Globo Esporte. 21 de junho de 2013 
  14. «Felipão anuncia convocados da Seleção para a Copa do Mundo». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2014. Consultado em 7 de maio de 2014 
  15. «Conheça os grandes vencedores do futebol brasileiro». CBF 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bernard Anício Caldeira Duarte