Luiz Felipe Ventura dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Felipe
Felipe
Felipe treinando em 2009, pelo seu ex-clube Corinthians.
Informações pessoais
Nome completo Luiz Felipe Ventura dos Santos
Data de nasc. 22 de fevereiro de 1984 (31 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Altura 1,89 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Brasil Figueirense
Número 1
Posição Goleiro
Site oficial www.felipe1.com.br
Clubes de juventude
Brasil Vitória
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2006
2005
2006–2007
2006
2007–2010
2010–2011
2011
2012–2015
2015–
Brasil Vitória
Brasil São Caetano (emp.)
Brasil Bragantino
Brasil Portuguesa (emp.)
Brasil Corinthians
Portugal Braga
Brasil Flamengo (emp.)
Brasil Flamengo
Brasil Figueirense
0020 0000(0)
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0016 0000(0)
0193 0000(0)
0019 0000(0)
0065 0000(0)
0123 0000(0)
0002 0000(0)
Seleção nacional3
1999
2000
2001
2002
Brasil Brasil Sub-15
Brasil Brasil Sub-16
Brasil Brasil Sub-17
Brasil Brasil Sub-18
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0007 0000(0)
0000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 22 de agosto de 2015.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 22 de abril de 2011.

Luiz Felipe Ventura dos Santos, mais conhecido como Felipe (Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente, joga pelo Figueirense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Com a Seleção Brasileira, disputou sete partidas pelo Sub-17. Em 2001, conquistou Campeonato Sul-Americano Sub-17.

Vitória[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira nas divisões de base do Vitória e, em 2002, foi promovido ao time profissional. Em sua passagem pelo Vitória, esteve durante a maior parte do tempo no banco de reservas, se tornando titular apenas nos últimos anos que permaneceu no clube.

Conquistou o Campeonato Baiano em 2002, 2003, 2004 e 2005. Também conquistou a Copa do Nordeste em 2003.

Acabou saindo do clube graças a liminar obtida na Justiça do Trabalho por seu advogado Marcelo Robalinho, no primeiro caso de rescisão de contrato de trabalho por racismo no futebol brasileiro, após uma discussão com o então dirigente Paulo Carneiro, que viria a ser demitido algum tempo depois. Felipe acusou Carneiro de tê-lo insultado com declarações racistas.[1] Após o caso, o goleiro moveu um processo contra o dirigente.

Bragantino e Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Em 2006, foi contratado pelo Bragantino, porém, disputou a Série B do Brasileirão defendendo a Portuguesa, tendo sofrido uma contusão no meio da competição e retornando à equipe de Bragança no fim da temporada.

Em 2007, disputou o Paulistão pelo Bragantino, chegando com a equipe às semifinais.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Ainda em 2007, foi contratado para defender o Corinthians. Foi titular na maioria das partidas, embora não tenha evitado o rebaixamento para a Série B. Mesmo com o rebaixamento, foi indicado ao Prêmio Craque do Brasileirão em três categorias: craque da torcida, melhor goleiro e revelação do campeonato.

Em 2008, foi um dos destaques na campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil e no título da Série B. Já em 2009, conquistou dois títulos importantíssimos com o Corinthians: o Campeonato Paulista de maneira invicta e a Copa do Brasil, sendo que nesta competição nacional, não tomou nenhum gol jogando em "casa". Contara com o Corinthians, para a Libertadores 2010.[2] No final de 2009, ao enfrentar o Flamengo na penúltima rodada do Brasileirão, declarou que apesar de ter sido rubro-negro na infância, desejaria se vingar pela derrota sofrida em 2007, que levou o Corinthians ao rebaixamento.[3]

Afastamento[editar | editar código-fonte]

Em 2010, na parada para a Copa do Mundo, pediu para ser colocado à venda. Isso causou sério desconforto no clube e um desentendimento com o presidente Andrés Sanchez.[4] O time do Genoa, da Itália, demonstrou interesse em Felipe,[5] e de última hora, para a surpresa de todos, a negociação foi cancelada e Felipe permaneceu no Corinthians.[6] Como havia um desentendimento entre Felipe e o clube, Felipe foi retirado dos planos do técnico Mano Menezes e treinava afastado do restante do time.[7] Assim, passou a aguardar uma proposta de outro clube para voltar a jogar.[8]

Braga[editar | editar código-fonte]

Em 5 de agosto de 2010, teve seu contrato com o Corinthians rescindido, e se transferiu para o Braga, de Portugal.[9]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Após a curta passagem pelo Braga, onde foi titular mas acabou não agradando, acertou a sua volta ao Brasil, em 17 de dezembro de 2010, para jogar pelo Flamengo.[10] O contrato acertado foi de um ano. O Flamengo possui a opção de compra dos direitos federativos de Felipe tanto no meio quanto no fim de 2011 (ele pertence a um grupo de empresários e ao Braga). Há também uma cláusula que prevê rescisão de contrato em caso de problemas disciplinares. Uma exigência da presidente Patrícia Amorim a partir do caso do goleiro Bruno. A contratação foi uma aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo. Sua estreia foi no dia 9 de janeiro de 2011 em um amistoso contra o Londrina em que terminou empatado em 0 a 0 e ele agarrou um pênalti.

Porém, logo mais tarde viria a cair nas graças da torcida rubro-negra ao ser o herói da classificação do time para a final da Taça Guanabara, ao defender duas cobranças de pênaltis diante do Botafogo, o que também levou a torcida a voltar a se lembrar das boas atuações de Bruno, que também se tornou herói por defender cobranças de pênaltis diante do rival alvinegro. Felipe também viria a se sair bem mais tarde contra o Fluminense, que valeria mais um passaporte do Flamengo para a final de um turno do Campeonato Carioca, dessa vez o segundo, a Taça Rio. Mais tarde o Flamengo viria a se consagrar campeão dos dois turnos e assim, consequentemente, campeão carioca de 2011.

Na despedida de Petkovic, também ganhou destaque por fazer quatro defesas importantes e evitar que o Corinthians, seu antigo clube, saísse com a vitória do Engenhão e estragasse assim a despedida do sérvio. Por essas quatro defesas importantes, foi eleito a "muralha da rodada". Após uma temporada emprestado pelo Braga, de Portugal, o Rubro-Negro acertou a compra de 100% dos direitos do goleiro, com o contrato de quatro anos.[11]

No começo do Campeonato Brasileiro de 2012, era titular absoluto do Flamengo na disputa da Libertadores e do Campeonato Carioca, mas o goleiro contraiu dengue e viu o seu até então reserva Paulo Victor assumir a titularidade dada por Joel Santana com atuações destacadas, o que fez Felipe virar seu reserva. Com a chegada de Dorival Júnior para o Flamengo, voltou ao posto de titular.

Em 2 de fevereiro de 2014, defendeu o seu décimo pênalti pelo Flamengo na vitória por 5 a 2 contra o Macaé, em que o goleiro foi um dos destaques do Rubro-Negro na partida.[12] Defendeu outro pênalti, em 12 de fevereiro do mesmo ano, diante do León do México, além de defender o pênalti o goleiro foi um dos destaques do Flamengo na partida, mas não evitou a derrota por 2 a 1 em partida válida pela Copa Libertadores.[13]

Em 27 de janeiro de 2015, após quatro anos no Flamengo e com três títulos conquistados, a diretoria rubro-negra e seu empresário Marcelo Robalinho, oficializara a demissão:

Cquote1.svg Confirmo que o goleiro Felipe foi demitido pelo Flamengo. A decisão de demissão não significa um litígio entre as partes. As consequências jurídicas da demissão do goleiro Felipe serão tratadas de forma amigável e com o diálogo profissional que o caso demanda. Cquote2.svg
Escreveu seu empresário

Figueirense[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de abril de 2015, fechou com o Figueirense até o fim de 2015,[14] mas a apresentação só aconteceu em 13 de maio.[15]

Cquote1.svg Feliz da vida como se fosse meu primeiro clube, fiquei um tempo em casa sem atuar depois do afastamento do Flamengo. Há 15 anos acostumado a viajar, jogar, ficar afastado do que você gosta é ruim. Quando comecei a conversar eu queria já vir, ansioso para jogar, estou como se fosse uma criança e pronto para conquistar coisas como eu sempre consegui na minha carreira. Cquote2.svg
Na sua apresentação

Estreou contra o Santos, onde, seu time acabou perdendo por 3 a 0.[16]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Até 22 de agosto de 2015.

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Jogos
amistosos[d]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Flamengo 2011 35 0 6 0 3 0 19 0 2 0 65 0
2012 20 0 6 0 13 0 2 0 41 0
2013 25 0 12 0 0 0 15 0 1 0 53 0
2014 0 0 0 0 4 0 13 0 0 0 17 0
Total 80 0 18 0 13 0 60 0 5 0 176 0
Brasil Figueirense 2015 2 0 0 0 0 0 2 0
Total 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 2 0
Total na carreira 82 0 18 0 13 0 60 0 5 0 178 0

Pênaltis defendidos[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Número Partida Data Competição Defendidos
01 Flamengo Rio de Janeiro 0–0 Paraná Londrina 09/01/2011 Amistoso 1
02-03 Flamengo 1–1 Botafogo (3–1) 20/02/2011 Taça Guanabara/Campeonato Carioca 2
04-05 Flamengo 1–1 Fluminense (5–4) 24/04/2011 Taça Rio/Campeonato Carioca 2
06 Flamengo Rio de Janeiro 5–4 São Paulo Santos 27/07/2011 Campeonato Brasileiro 1
07 Flamengo Brasil 0–4 Chile Universidad de Chile 19/10/2011 Copa Sul-Americana 1
08 Flamengo Rio de Janeiro 1–0 São Paulo São Paulo 21/10/2012 Campeonato Brasileiro 1
09 Flamengo Rio de Janeiro 0–0 São Paulo São Paulo 18/08/2013 Campeonato Brasileiro 1
10 Flamengo 5–2 Macaé 02/02/2014 Taça Guanabara/Campeonato Carioca 1
11 Flamengo Brasil 1–2 México León 12/02/2014 Libertadores da América 1

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasil Sub-17
Vitória
Corinthians
Flamengo

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Goleiro Felipe x Paulo Carneiro: "assunto encerrado". Visitado em 2015-08-24.
  2. GloboEsporte.com > Futebol > Corinthians - NOTÍCIAS - Felipe prefere viajar mais a enfrentar rivais na primeira fase da Libertadores globoesporte.globo.com. Visitado em 2015-08-24.
  3. Ex-flamenguista, Felipe diz guardar rancor e espera 'fechar o gol' em Campinas - 25/11/2009 - UOL Esporte - Futebol esporte.uol.com.br. Visitado em 2015-08-24.
  4. Andrés Sanchez: 'Tomara que Felipe vá embora' - Diário do Grande ABC. Visitado em 2015-08-24.
  5. Timão recebe a proposta do Genoa e novela Felipe deve acabar na segunda. Visitado em 2015-08-24.
  6. Genoa desiste de Felipe, mas Timão não garante permanência do goleiro. Visitado em 2015-08-24.
  7. Técnico Mano Menezes indica que Felipe está fora dos planos do Timão. Visitado em 2015-08-24.
  8. Mesmo sem propostas, goleiro Felipe não joga mais pelo Timão. Visitado em 2015-08-24.
  9. Goleiro Felipe acerta com Braga-POR. Visitado em 2015-08-24.
  10. Felipe a caminho do Fla: ‘Volto para tentar mudar a imagem ruim’. Visitado em 2015-08-24.
  11. Após impasse, goleiro Felipe renova contrato por quatro anos com o Fla. Visitado em 2015-08-24.
  12. Felipe chega ao décimo pênalti defendido pelo Flamengo desde 2011. Visitado em 2015-08-24.
  13. Atuações: Felipe salva até pênalti, e Amaral tem noite para esquecer. Visitado em 2015-08-24.
  14. Selado: Figueirense fecha com goleiro Felipe, ex-Fla, até o final de dezembro. Visitado em 2015-08-24.
  15. “Como se fosse o primeiro clube”, Felipe chega ao Figueira “feliz da vida”. Visitado em 2015-08-24.
  16. Pacotão do Figueira: estreia de Felipe, discussão de Argel e bola murcha. Visitado em 2015-08-24.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]