Rafael Pereira da Silva (1990)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rafael
Rafael
Rafael atuando pelo Lyon
Informações pessoais
Nome completo Rafael Pereira da Silva
Data de nasc. 9 de julho de 1990 (31 anos)
Local de nasc. Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Português
Altura 1,72 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Botafogo
Número 7
Posição lateral-direito
Clubes de juventude
2005–2008 Fluminense
Clubes profissionais
Anos Clubes
2008–2015
2015–2020
2020–2021
2021–
Manchester United
Lyon
İstanbul Başakşehir
Botafogo
Seleção nacional
2007
2012
2010–2012
Brasil Sub-17
Brasil Sub-23
Brasil
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Londres 2012 Futebol

Rafael Pereira da Silva, mais conhecido apenas como Rafael (Petrópolis, 9 de julho de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente joga no Botafogo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira como amador em Boa Esperança, jogando como atacante.[1] Ele e seu gêmeo idêntico, Fábio, foram vistos por um representante do Fluminense quando estavam jogando futebol de cinco em seu bairro, e foram convidados a se juntar ao clube aos 11 anos de idade.[2]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Ao chegar ao Fluminense, Rafael foi convertido para jogar como lateral pelo treinador da equipe de base. O clube então participou da Nike Premier Cup 2005 em Hong Kong, onde Rafael foi visto por um olheiro chamado Les Kershaw do Manchester United, que observou que os gêmeos pareciam "dois whippets pequenos". Kershaw então telefonou para o treinador do Manchester United, Alex Ferguson, e recomendou que o clube contratasse os gêmeos. O Manchester United entrou em contato com o Fluminense e pediu permissão para os gêmeos viajarem para Manchester para treinar com eles em 2005. Pouco tempo depois, um olheiro que afirmava representar o Arsenal visitou os gêmeos e pediu-lhes para vir para a Inglaterra para treinar com o Arsenal sem a permissão do Fluminense, no entanto, eles foram dissuadidos por sua mãe, que lembrou que eles haviam jogado pelo Fluminense desde que tinham 11 anos, e que eles devem mostrar alguma lealdade ao clube.[3] Por isso, eles decidiram assinar com Manchester United ao invés do Arsenal, e os dois clubes chegaram a um acordo em fevereiro de 2007; os gêmeos se transferiram para o Manchester em janeiro de 2008, sem nunca terem jogado pelo time principal do Fluminense.[4]

Manchester United[editar | editar código-fonte]

Os gêmeos decidiram assinar com o Manchester United, e um acordo foi acertado entre os dois clubes em fevereiro de 2007. Os gêmeos se mudaram para Manchester em janeiro de 2008, mas não puderam jogar até que completassem 18 anos em julho de 2008. Rafael fez sua primeira partida para o clube em uma vitória por 2 a 0 sobre o Peterborough United em um amistoso em 4 de agosto.[5] Rafael foi para a equipe principal do clube na temporada 2008–09 e recebeu a camisa de número 21.[6] Rafael estreou pelos Diabos Vermelhos no dia 17 de agosto, substituindo o atacante Fraizer Campbell num empate em casa por 1 a 1 contra o Newcastle válido pela Premier League.[7]

No dia 8 de novembro de 2008, Rafael fez o seu primeiro gol como profissional na equipe do Manchester United. O jogador substituiu Neville nos acréscimos do jogo contra o Arsenal, no Emirates Stadium, e chutou de perna esquerda no canto direito do goleiro Manuel Almunia. Na ocasião, o Manchester foi derrotado por 2 a 1, em jogo válido pela 12ª rodada da Premier League.[8]

A primeira partida de Rafael na Copa da Liga Inglesa pelo Manchester United foi em 23 de setembro, na vitória em casa por 3 a 1 sobre o Middlesbrough, na terceira rodada da Copa.[9] Sua primeira partida em competições europeias foi no dia 30 de setembro, na vitória de 3 a 0 contra o Aalborg BK, válida pela Liga dos Campeões da UEFA.[10] Sua primeira partida como titular foi no dia 18 de outubro, pela Premier League, na goleada em casa por 4 a 0 sobre o West Bromwich.[11]

Em 21 de dezembro de 2008, Rafael jogou a final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2008, sagrando-se campeão do torneio pelo Manchester United. A final foi contra a LDU, e os Diabos Vermelhos venceram por 1 a 0, com gol de Wayne Rooney.[12]

Em 19 de abril de 2009, na semifinal da Copa da Inglaterra contra o Everton, Rafael e seu irmão gêmeo Fábio estiveram juntos na escalação inicial do Manchester United pela primeira vez. No entanto, a equipe perdeu por 4 a 2 na decisão por pênaltis.[13] No final da primeira temporada de Rafael como profissional, ele e seu companheiro de equipe Jonny Evans, foram indicados para o prêmio Jogador Jovem do Ano da PFA.[14] No entanto, ambos não estiveram entre os finalistas e o vencedor foi Ashley Young, do Aston Villa.[15] Em reconhecimento ao seu nome desempenho na sua primeira temporada no futebol inglês, Rafael recebeu uma proposta de renovação de seu contrato no Manchester United por dois anos, ficando no clube até 2013.[16]

Em 27 de outubro de 2009, Fábio, irmão gêmeo de Rafael, entrou no lugar do irmão após ele ter cometido uma falta, mas o juiz deu cartão para Fábio pensando que fosse Rafael, na vitória do United por 2 a 0 sobre o Barnsley na Copa da Liga.[17] O Manchester United recorreu e a FA concordou que era um caso de erro de arbitragem, transferindo a cartão para Rafael.[18] No dia 30 de dezembro de 2009, Rafael fez seu segundo gol com a camisa do Manchester United, marcando o terceiro gol na vitória por 5 a 0 sobre o Wigan, em jogo válido pela Premier League.[19] Em 7 de abril de 2010, Rafael foi expulso pela primeira vez em sua carreira pelo United, recebendo dois cartões amarelos um em cada tempo regulamentar contra o Bayern de Munique na segunda partida das quartas de final da Liga dos Campeões.[20] Apesar do United ter vencido o jogo, eles foram eliminados da competição devido a regra do gol fora de casa e no agregado a partida havia terminado em 4 a 4.[21] Apesar deste cartão vermelho, Alex Ferguson elogiou Rafael por sua atuação.[22]

Rafael completou 100 jogos pelo Manchester United no dia 23 de outubro de 2012, contra o Braga, em partida válida pela Liga dos Campeões da UEFA.[23] O United venceu por 3 a 1, de virada, com gol do atacante Robin van Persie.[24][25][26][27]

Já no dia Rafael 10 de fevereiro de 2013, Rafael deu uma assistência para Van Persie marcar contra o Everton e decretar a vitória por 2 a 0.[28][29] E marcou uma semana depois ajudando sua equipe a vencer fora de casa o Queens Park Rangers em 23 de fevereiro de 2013, por 2 a 0 com gol do veterano Ryan Giggs aos 35 minutos.[30][31] Conquistou o seu terceiro título inglês com o United no dia 22 de abril, na vitória por 3 a 0 contra o Aston Villa, com um hat-trick de Van Persie.[32][33]

Lyon[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado pelo Lyon no dia 3 de agosto de 2015, assinando por quatro temporadas.[34][35]

İstanbul Başakşehir[editar | editar código-fonte]

Em 8 de setembro de 2020, o İstanbul Başakşehir, da Turquia, anunciou a contratação de Rafael em uma transferência sem custos. O lateral assinou por duas temporadas, com a opção de renovação por mais uma.[36]

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado oficialmente pelo Botafogo no dia 8 de setembro de 2021.[37] Ele e seu irmão gêmeo Fábio eram torcedores do clube quando crianças.[38]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Base[editar | editar código-fonte]

Atuou pela Seleção Brasileira Sub-15 e esteve presente na conquista do Campeonato Sul-Americano de 2005. Com a Seleção Brasileira Sub-17, conquistou o Campeonato Sul-Americano de 2007 e disputou a Copa do Mundo FIFA Sub-17 de 2007.[39] Já pela Seleção Brasileira Sub-23, disputou os Jogos Olímpicos de Verão de 2012.[40]

Principal[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Brasileira principal, recebeu sua primeira convocação no dia 26 de julho de 2010, sendo chamado pelo treinador Mano Menezes para um amistoso contra os Estados Unidos em Nova Jérsey.[41]

Em 18 de maio de 2012 foi novamente convocado, agora para ocupar a vaga deixada por Daniel Alves, que havia sofrido uma lesão na clavícula.[42] Também foi convocado para as Olímpiadas 2012.[43] No primeiro jogo contra o Egito, marcou um dos gols na vitória por 3 a 2.[44]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Rafael é casado com a brasileira Carla.[45] A primeira filha do casal, chamada Eduarda, nasceu no dia 4 de janeiro de 2012.[46]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Partidas nos Jogos Olímpicos[editar | editar código-fonte]

Sub-23

Títulos[editar | editar código-fonte]

Manchester United
Botafogo
Brasil Sub-17

Referências

  1. «Dazzling Da Silvas plan twin-pronged assault for United». 7 de dezembro de 2008 
  2. «Manchester United's Rafael and Fabio Da Silva set sights on twin goals» (em inglês). The Guardian. 20 de abril de 2009. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  3. «Rafael: "Arsenal scout" wanted to tap me up». 18 de março de 2009 
  4. «Rafael artistry gives Fergie dilemma» (em inglês). Express. 21 de outubro de 2008. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  5. «Report: Peterbro' 0 United 2». 4 de agosto de 2008. Arquivado do original em 13 de junho de 2013 
  6. «Manchester United 08-09 Squad Numbers». 16 de agosto de 2008 
  7. «Manchester United made an unconvincing start to the defence of their Premier League title as they were held at Old Trafford by an impressive Newcastle.». 17 de agosto de 2008 
  8. «Samir Nasri struck twice as Arsenal beat Manchester United and delivered an emphatic confirmation of manager Arsene Wenger's belief that they are still serious Premier League contenders.». 8 de novembro de 2008 
  9. «Late goals from Nani and Ryan Giggs put Manchester United into the Carling Cup fourth round after Emanuel Pogatetz was sent off at Old Trafford.». 23 de setembro de 2008 
  10. «Dimitar Berbatov got off the mark with a double strike as Manchester United cruised to Champions League victory against Aalborg in Denmark.». 12 de novembro de 2008 
  11. Chris Whyatt (18 de outubro de 2008). «Man Utd 4-0 West Brom» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  12. «Manchester United vence LDU por 1 a 0 e ganha o Mundial de Clubes». O Globo. 21 de dezembro de 2008. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  13. «Man Utd 0-0 Everton (aet)». 19 de abril de 2009 
  14. «Man Utd dominate PFA awards list». 14 de abril de 2009 
  15. «Giggs earns prestigious PFA award». 27 de abril de 2009 
  16. «Rafael extends Man Utd contract». 28 de abril de 2009 
  17. «Manchester United Apelo reserva POR" Confusão de Identidade "para Fabio da Silva». 29 de outubro de 2009 
  18. «FA rejects Degen red card appeal». 4 de novembro de 2009 
  19. «Man Utd 5 - 0 Wigan». 30 de dezembro de 2009 
  20. «MAN UNITED 3 - 2 BAYERN MUNICH». 7 de abril de 2010. Consultado em 22 de abril de 2013. Arquivado do original em 3 de junho de 2013 
  21. «Man Utd 3 - 2 Bayern Munich (agg 4 - 4)». 5 de abril de 2010 
  22. «Sir Alex backs Rafael». 9 de abril de 2010 
  23. «Rafael completa 100 jogos com a camisa do Manchester United». oGol. 23 de outubro de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  24. «Manchester United 2 - 1 Liverpool - PREMIER LEAGUE». 13 de janeiro de 2013 
  25. «Sir Alex Ferguson: 'Rafael Da Silva can handle Cristiano Ronaldo'». 1 de janeiro de 2013 
  26. «Rafael Da Silva: "I'm making more correct decisions"». 4 de janeiro de 2013 
  27. «How Rafael Became The Best Right-Back In the Premier League». 6 de janeiro de 2013 
  28. «Manchester United x Everton - PREMIER LEAGUE». 10 de fevereiro de 2013 
  29. «Manchester United vence o Everton e abre 12 pontos sobre o City». oGol. 11 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  30. «Rafael e Giggs decretam a vitória do United sobre o QPR». oGol. 23 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  31. «Com gol brasileiro, Manchester United vence fora de casa». Tribuna PR. 23 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  32. «Van Persie marca três e leva o Manchester United ao 20º título inglês». oGol. 22 de abril de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  33. «Com show de Van Persie, United bate Aston Villa e leva 20º título com folga». GloboEsporte.com. 22 de abril de 2013. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  34. «Communiqué de presse» (em francês). Site oficial do Lyon. 3 de agosto de 2015. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  35. «Lyon confirma contratação do lateral Rafael, ex-United, por quatro anos». ESPN.com.br. 3 de agosto de 2015. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  36. «HOŞ GELDİN RAFAEL» (em turco). Site oficial do İstanbul Başakşehir. 8 de setembro de 2020. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  37. «"Sonho de criança": Botafogo anuncia contratação de Rafael, ex-Manchester United». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2021 
  38. «Gêmeo de Rafael, Fabio se anima com ida do irmão ao Botafogo: "Espero realizar também esse sonho"». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2021 
  39. Leandro Stein (17 de outubro de 2013). «15 prodígios do Mundial Sub-17 que vingaram ou frustraram». Trivela. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  40. «Seleção Olímpica convocada por Mano». Confederação Brasileira de Futebol. 6 de julho de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  41. «Com Neymar e Ganso, Mano convoca a seleção pela primeira vez». GloboEsporte.com. 26 de julho de 2010. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  42. «Rafael, do Manchester, é convocado para o lugar de Daniel Alves na seleção». UOL. 18 de maio de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  43. «Com Hulk, Marcelo e T. Silva, Seleção é convocada para Olimpíada». Terra. 5 de julho de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  44. Bruno Chazan (26 de julho de 2012). «Brasil sofre no fim, mas estreia na Olimpíada com vitória». Estadão. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  45. Fernando Duarte (25 de maio de 2011). «Fábio and Rafael: twins united in mission for the Republic of Silva» (em inglês). The Guardian. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  46. «Rafael, Carla & Eduarda Da Silva» (em inglês). Skyrock.com. 2 de janeiro de 2014. Consultado em 8 de setembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]