Dill (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dill
Informações pessoais
Nome completo Elpídio Barbosa Conceição
Data de nasc. 4 de março de 1974 (43 anos)
Local de nasc. São Luís (MA),  Brasil
Altura 1,75 m
Destro
Apelido Dill, Dill Terror, Lei de Dill
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1994–2000
2001
2001
2002
2003
2004
2005
2005
2006
2006–2007
2007–2008
2008
2009
2010
Brasil Goiás
França Olympique de Marseille
Suíça Servette FC
Brasil São Paulo
Brasil Botafogo
Brasil Flamengo
Brasil Bahia
Brasil Brasiliense
Portugal Penafiel
Portugal Desportivo Aves
Portugal Famalicão
Lituânia FK Suduva
Brasil Santa Cruz
Portugal FC Foz
68 0000(30)
14 0000(1)
7 00000(0)
9 00000(1)

Elpídio Barbosa Conceição, o Dill (São Luís, Maranhão, 4 de março de 1974), é um ex-futebolista brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Dill foi revelado pelo Goiás em 1994.

Pelo clube esmeraldino, Dill se sagrou Pentacampeão Goiano, entre os anos de 1996 a 2000.

Ficou famoso por ser o maior artilheiro de uma única edição do Campeonato Goiano de Futebol em 2000, marcando 29 gols. No mesmo ano, foi artilheiro do Campeonato Brasileiro de Futebol no ano de 2000, junto com Magno Alves e Romário, todos com 20 gols. Por seu bom desempenho, foi contratado no ano seguinte pelo Olympique de Marseille da França, e logo depois foi jogar no Servette FC, da Suíça. Sem muito destaque na Europa, Dill retornou ao Brasil em 2002 para jogar no São Paulo Futebol Clube. No São Paulo, não conseguiu demonstrar a mesma qualidade que o consagrou no time goiano. Seu único gol marcado pelo tricolor paulista foi na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2002, contra o Botafogo, justamente o gol da derrota por 1 a 0 que levou o alvinegro para a Segunda Divisão.

Por ironia do destino, no ano seguinte, Dill acertou transferência para defender o Botafogo na Segundona. O jogador fez 8 gols durante o campeonato, ajudando o alvinegro a retornar para a Primeira Divisão. O atacante reserva no ataque do time com Leandrão e Almir.

Após a passagem pelo Botafogo, Dill foi para o Flamengo em 2004, mas não brilhou. Jogou ainda pelo Bahia na Segunda Divisão em 2005, aonde foi inclusive artilheiro do Campeonato Baiano. Ainda em 2005 teve uma curta passagem pelo Brasiliense. Em 2006, foi para Portugal, onde jogou no Penafiel e Desportivo das Aves. Em 2007 foi jogar no Futebol Clube Famalicão, da Terceira Divisão de Portugal.

Com uma carreira a cada ano mais decadente, o atacante acabou indo parar na Lituânia, para jogar no FK Suduva. Porém acabou não atuando sequer uma vez nesse clube, e tanto ele quanto o clube decidiram rescindir o contrato.

Em 2009, de volta ao Brasil, o atacante de 35 anos assinou com o Santa Cruz, aonde além de disputar o Campeonato Pernambucano e a Copa do Brasil, disputaria também a Série D, referente a quarta divisão do Brasil. Em 2010, Dill voltou para Portugal para atuar no Futebol Clube da Foz.

Depois decidiu se aposentar e virar empresário de jogadores, principalmente do Goiás, o clube que o revelou.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Goiás:

Servette FC

São Paulo:

Flamengo
Santa Cruz

Artilharia[editar | editar código-fonte]