Reinaldo da Cruz Oliveira Nascimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procurar por outro Reinaldo, veja Reinaldo.
Reinaldo
Reinaldo
Reinaldo atuando no empate de 1 a 1
entre Inter de Lages e Joinville.
Informações pessoais
Nome completo Reinaldo da Cruz Oliveira
Data de nasc. 14 de março de 1979 (40 anos)
Local de nasc. Itaguaí, (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,87m
ambidestro
Apelido Rei, R11
Rei11
Informações profissionais
Período em atividade 19992019 (20 anos)
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
1996
1997–1999
Barra da Tijuca
Flamengo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2003
2001–2003
2003–2005
2005–2006
2006
2007
2007–2008
2009
2010
2010–2011
2011–2012
2012
2013
2014
2014
2015
2015
2016
2016
2017–2019
Flamengo
São Paulo (emp.)
Paris Saint-Germain
Kashiwa Reysol
Santos
Al-Ittihad
JEF United Chiba
Botafogo
Samsung Bluewings
Figueirense
Bahia
Guangdong Cave
Paraná
Metropolitano
Luverdense
Inter de Lages
FC Goa
Boavista-RJ
FC Goa
Brasiliense
133 000(47)
049 000(26)
065 000(10)
012 000(6)
021 000(7)
011 000(8)
037 000(4)
044 000(14)
04 0000(0)
043 000(13)
019 000(2)
027 000(9)
031 000(12)
011 000(5)
027 000(4)
014 000(6)
011 000(7)
06 0000(1)
06 0000(0)
022 000(4)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 26 de maio de 2019.

Reinaldo da Cruz Oliveira, mais conhecido apenas como Reinaldo (Itaguaí, 14 de março de 1979), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Reinaldo iniciou sua carreira profissional no Flamengo, no ano de 1999. A estreia foi no dia 30 de maio de 1999, em uma vitória de 5 a 0 contra o Madureira, pela Taça Rio[1]. Antes, nas divisões de base rubro-negras, havia se destacado pelos gols e assistências. Antes de ir para o Flamengo, Reinaldo só havia atuado em um time de Itaguaí, dos Supermercados Santa Cruz, no qual jogava com pessoas da própria cidade. No primeiro ano no time profissional do Flamengo, além de ter participado da conquista do título do campeonato estadual de 1999, ele teve a imensa responsabilidade de substituir Romário. Foi assim no primeiro jogo da decisão do Campeonato Estadual, quando Romário não enfrentou o Vasco por estar contundido; também foi assim meses mais tarde, quando Romário deixou o clube em meio ao Campeonato Brasileiro após uma derrota do Flamengo, depois de ter participado de uma festa em Caxias do Sul[2]. O desafio se tornou uma oportunidade bem aproveitada: eliminado do campeonato nacional, o clube carioca ainda tinha pela frente a reta final da Copa Mercosul. Reinaldo marcou gols nas fases semifinal e final, contra Peñarol e Palmeiras, e ajudou o Flamengo a conquistar um título sul-americano dezoito anos depois da Taça Libertadores da América de 1981. Nos anos seguintes, tornou-se titular do Flamengo e foi figura de destaque na campanha do tricampeonato carioca, tendo marcado entre 2000 e 2001 gols nos clássicos estaduais contra Botafogo, Fluminense e Vasco.

Reinaldo deixou o clube em negociação envolvendo ainda Adriano, numa troca onde o Flamengo adquiriria o volante Vampeta. Ambos foram negociados com a Internazionale, mas Reinaldo jamais chegou a vestir a camisa do time italiano, já que a Inter teve de dividir o vínculo do jogador com o Paris Saint-Germain.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

O destino de Reinaldo, porém, acabou sendo o São Paulo, que adquiriu o jogador por empréstimo. Segundo o próprio atleta, o motivo de deixar o Rio de Janeiro seriam os atrasos de salário; no Tricolor, ele teria a responsabilidade de substituir o ídolo França, que se transferiria, no meio do ano, para o Bayer Leverkusen, da Alemanha.[3] Reinaldo ficou dois anos no Morumbi e, em 2002, formou com Luís Fabiano uma das melhores duplas de ataque do futebol brasileiro. Em 2003, terminado o empréstimo com o São Paulo, voltou para o Paris Saint-Germain, onde ficou por dois anos e conquistou uma Copa da França.

Kashiwa Reysol e Santos[editar | editar código-fonte]

Seguiu para o Japão, aonde passou a jogar pelo Kashiwa Reysol em 2005. Reinaldo voltou ao Brasil no início de 2006, quando assinou contrato com o Santos.

Al-Ittihad e Ichihara Chiba[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o jogador decidiu-se pelo retorno ao estrangeiro, transferindo-se para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Seis meses mais tarde, voltou a trocar de clube, passando a defender o Ichihara Chiba, do Japão.

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Reinaldo acertou sua transferência para o Botafogo tendo em vista disputa da temporada 2009. Em seu retorno ao Rio de Janeiro, conquistou apenas a Taça Guanabara e teve problemas seguidos de lesões musculares que o impediram de atuar por boa parte da temporada. No entanto, realizou o sonho de jogar ao lado do seu irmão, Felipe, que naquele ano estava no time sub-20 do alvinegro.

Andarilho da bola[editar | editar código-fonte]

Deixou o Botafogo para ir à Coreia do Sul, onde defendeu em 2010 o Suwon Samsung Bluewings. No mesmo ano, o jogador voltou ao futebol brasileiro, para defender o Figueirense.[4] Em julho de 2011, trocou o Figueirense pelo Bahia.

Na sua estreia pelo Bahia, Reinaldo fez o único gol, do empate em 1 a 1 com o Vasco. Depois do Bahia, Reinaldo jogou no Guangdong Sunray Cave, na China, e voltou ao Brasil para defender o Paraná Clube e Metropolitano, de Blumenau. Em 2014, pelo Luverdense, no Campeonato Brasileiro da Série B, fez o primeiro gol da Arena Pantanal, contra o Vasco da Gama.

Reinaldo no empate entre Inter de Lages e Joinville, pelo placar de 1 a 1, no dia 13 de fevereiro de 2015.

No dia 9 de dezembro de 2014, Reinaldo foi anunciado como reforço do Inter de Lages para a disputa da Série A do Campeonato Catarinense de 2015.[5] No clube da Serra Catarinense, campeão estadual de 1965, Reinaldo marcou seis gols, inclusive o que abriu a vitória contra o Avaí no dia 4 de março, na partida que garantiu aos colorados a participação na fase final do Campeonato Catarinense e a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.[6]

Após rescindir com o Inter de Lages, Reinaldo acertou com o FC Goa, clube da Índia.[7]

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Aos 40 anos, no dia 11 de julho de 2019 ele anunciou oficialmente a sua aposentadoria dos gramados.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Santos[editar | editar código-fonte]

AL-Ittihad[editar | editar código-fonte]

Samsung Bluewings[editar | editar código-fonte]

Brasiliense[editar | editar código-fonte]

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Almanaque do Flamengo. São Paulo: [s.n.] 2001. 532 páginas. ISBN 789.3614.01068-7 Verifique |isbn= (ajuda)  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); |nome2= sem |sobrenome2= em Authors list (ajuda)
  2. «A verdadeira farra de Romário». ISTOÉ Independente. 24 de novembro de 1999. Consultado em 9 de julho de 2019 
  3. 'Clima' no Fla motivou Reinaldo a sair. São Paulo, Folha de S. Paulo, 6 jan. 2002
  4. «Figueirense contrata o experiente atacante Reinaldo» Terra. 29 de junho de 2010. Consultado em 9 de julho de 2019
  5. «Inter de Lages anuncia contratação de Reinaldo, ex-Fla, Figueira, Metrô e PSG». GloboEsporte.com. 9 de dezembro de 2014. Consultado em 9 de julho de 2019 
  6. «Reinaldo marca golaço, Inter de Lages vence o Avaí e garante vaga no Hexagonal». Diário Catarinense. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  7. «Time de Zico na Índia anuncia acerto com veterano atacante Reinaldo». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2015. Consultado em 9 de julho de 2019 
  8. Gustavo Rotstein (11 de julho de 2019). «Aos 40 anos, atacante Reinaldo encerra a carreira: "Cumpri minha meta e venci"». GloboEsporte.com. Consultado em 2 de setembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.