Jardel Nivaldo Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jardel
Jardel
Jardel no Benfica em 2016 na Liga dos Campeões
Informações pessoais
Nome completo Jardel Nivaldo Vieira
Data de nasc. 29 de março de 1986 (33 anos)
Local de nasc. Florianópolis (SC), Brasil
Altura 1,92 m
destro
Apelido Eterno Jardel
Estraga Prazeres
Guerreiro da Luz
Informações profissionais
Clube atual Benfica
Número 33
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
Avaí
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2004
2005
2006
2006–2007
2007
2008
2008
2009
2009
2009–2010
2010
2011
Avaí
Vitória
Santos
Iraty
Avaí (emp.)
Joinville (emp.)
Desportivo Brasil
Ituano (emp.)
Desportivo Brasil
Estoril (emp.)
Olhanense (emp.)
Benfica






00000 0000(0)
00001 0000(0)
00000 0000(0)
00034 0000(2)
00019 0000(1)
00244 000(16)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 20 de maio de 2016.

Jardel Nivaldo Vieira, mais conhecido apenas como Jardel (Florianópolis, 29 de março de 1986), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente joga no Benfica, de Portugal.

Desde 2016 o jogador tem também a nacionalidade portuguesa, passando então a ser um cidadão luso-brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Zen-Benf (5).jpg

Iniciou sua carreira nas categorias de base do Avaí Futebol Clube, aonde conquistou com o time a Taça Governador do Estado Catarinense de 2002, o Campeonato Catarinense de Juvenis e Campeonato Catarinense de Juniores de 2003. Em 2004 ao passar para o time profissional se destaca e vai para o Vitória no qual conquista o Campeonato Baiano de 2005. Em 2006 vai para o Santos, aonde é campeão Paulista e é aonde também faz uma cirurgia no púbis, pois desde a passagem pelo Vitória já sentia dores. No início de 2007 começa a treinar no Iraty para se recuperar de sua cirurgia, e em julho de 2007 volta pro seu time de coração, o Avaí, onde é bem recebido pela torcida azurra e em sua reestreia já marca um gol, garantindo a vitória em cima do Paulista, sendo escolhido o melhor em campo.

No início da época 2009/10 assinou pelo Estoril Praia, do futebol português[1][2]. Na temporada 2010/2011, foi promovido à atuar na Primeira Divisão defendendo o Olhanense.[3][4]

No ano de 2011, seguiu para o Benfica.[5][6]

Benfica[editar | editar código-fonte]

2010/11[editar | editar código-fonte]

Chegou ao Sport Lisboa e Benfica na segunda metade dessa temporada e, a falta de melhor solução saltou para a titularidade ganhando o lugar a Sidnei. Nesse ano, marcou 1 gol (em 16 jogos) contra o Braga na semi-final da Liga Europa após um ressalto no poste. No entanto, o Benfica viria a ser eliminado e seria campeão apenas da Taca da Liga.

2011/12[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2011/12 perdeu muito protagonismo com a chegada de Ezequiel Garay, mas melhorou o numero de jogos em relação a temporada anterior, pois disputou 18 partidas. Nesta temporada, Jardel e o Benfica voltaram a vencer apenas a Taca da Liga.

2012/13[editar | editar código-fonte]

Em 2012/13 atingiu o apogeu de jogos ate então, graças a algumas lesões do compatriota Luisão e do argentino Garay. Realizou 34 jogos e marcou 1 gol (novamente na Liga Europa, contra o Bordeaux, de cabeça). Apesar disto, não era consensual entre os adeptos pela ma forma como saia a jogar. Nesta temporada o Benfica não ganhou nada, num ano onde esteve perto de ganhar tudo mas acabou por morrer na praia nos instantes finais.

2013/14[editar | editar código-fonte]

No ano do campeonato número 33 ganho pelo Benfica, Jardel foi muito pouco utilizado (atuou em 6 jogos na Liga) devido a grande regularidade exibicional de Luisão e Garay. No total foram 14 Jogos (nenhum gol) e mais 4 pela equipe B (um gol).

2014/15[editar | editar código-fonte]

A temporada 2014/15 correu as mil maravilhas para Jardel. Apesar de um início onde foi olhado com muita desconfiança (Garay tinha saído para o Zenit), Jardel foi subindo de rendimento e cotou-se como o melhor zagueiro (ao lado de Luisão) de uma liga ganha pelo Benfica. Cotou-se como um dos mais rápidos zagueiros do mundo e teve o ponto mais alto no gol em Alvalade aos 92 minutos, um gol decisivo para o título. Para a Luz veio ainda a Supertaça, a Taça da Liga e a Taça de Portugal, num ano completamente demolidor. Nessa temporada Jardel realizou 43 Jogos e marcou 4 gols.

2015/16[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter começado como lesionado, Jardel recuperou e fez a temporada (mais uma bem conseguida no que diz respeito a títulos) como o estandarte da defesa, visto que as lesões de Luisão e Lisandro Lopez o colocaram a fazer dupla com o jovem Victor Lindelöf. Na parte final da temporada vestiu também o papel de goleador, dando as magras vitórias ao seu clube contra o Vitória de Setúbal (2-1) e o Vitória de Guimarães (1-0). Nesta temporada, Jardel completou 44 Jogos e marcou 5 gols. Em março de 2016, renovou com Os Encarnados até 2020.

2016/17[editar | editar código-fonte]

Embora a titulo coletivo tenha sido mais uma temporada de sucesso para o Sport Lisboa e Benfica, com a conquista do Tetracampeonato, da Taca de Portugal e da Supertaça, para Jardel o ano desportivo foi marcado por variados problemas físicos que o afastaram do relvado durante largos meses. No Campeonato atuou somente uma vez, totalizando somente 720 minutos em toda a temporada, sendo estes em oito jogos (não marcou gols).

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Jardel tem na velocidade um dos seus pontos fortes, e muito rápido e consegue bater-se com jogadores muito velozes. Muito forte no jogo aéreo, já marcou alguns gols decisivos, como o célebre em Alvalade ou frente ao Vianense, que lhe renderam o apelido de estraga prazeres. É forte na marcação e posiciona-se bem nas bolas paradas. Contudo, não é o zagueiro ideal para sair jogando, apresentando algumas lacunas técnicas.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Chegou a Luz no dia 13 de janeiro de 2011, custando 500 mil euros, proveniente do Olhanense na altura, também militante na I Liga.
  • Alcançou o jogo número 100 pelo Benfica no dia 21 de dezembro de 2014, na vitória em casa contra o Gil Vicente.
  • Foi comprado em definitivo no dia 29 de julho de 2016. Anteriormente pertencia a empresa brasileira Traffic.
  • Tem passaporte português, obtido no dia 24 de Setembro de 2016.
  • No dia 16 de outubro de 2016, entrou no Top 100 de jogadores com mais jogos com a camisa Encarnada.
  • Tem 3 gols contra em competições europeias, sendo assim o detentor deste récorde.
  • Alcançou o jogo número 200 pelo Benfica no dia 3 de fevereiro de 2018, na vitória em casa contra o Rio Ave, onde marcou um gol.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Avaí
Vitória
Santos
Benfica

Referências

  1. «CBF - Transferências Internacionais de 2009». Consultado em 24 de novembro de 2009. Arquivado do original em 27 de maio de 2010 
  2. Liga Portugal - Jardel (Estoril)
  3. «Record - Jardel esperado hoje para reforçar defesa». Consultado em 27 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  4. «Record - Jardel: "Um passo importante na minha carreira"». Consultado em 27 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  5. Record - Benfica garante Jardel[ligação inativa]
  6. Mais Futebol - Olhanense confirma Jardel no Benfica após jogo de Guimarães

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.