Fábio Coentrão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fábio Coentrão
Fábio Coentrão
Fábio Coentrão em 2012
Informações pessoais
Nome completo Fábio Alexandre da Silva Coentrão
Data de nasc. 11 de março de 1988 (31 anos)
Local de nasc. Vila do Conde, Portugal
Nacionalidade português
Altura 1,79 m
canhoto
Informações profissionais
Clube atual Sem clube
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1999–2006 Rio Ave
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2007
2007-2011
2008
2008
2009
2011–2018
2015–2016
2017–2018
2018–2019
Rio Ave
Benfica
Nacional (emp.)
Zaragoza (emp.)
Rio Ave (emp.)
Real Madrid
Monaco (emp.)
Sporting (emp.)
Rio Ave
0032 0000(5)
0097 0000(8)
0016 0000(4)
0001 0000(0)
0016 0000(3)
0106 0000(1)
0018 0000(3)
0044 0000(1)
0023 0000(0)
Seleção nacional3
2005
2006–2007
2007
2007–2008
2009–
Portugal Sub-18
Portugal Sub-19
Portugal Sub-20
Portugal Sub-21
Portugal
0001 0000(0)
0010 0000(5)
0007 0000(4)
0007 0000(5)
0051 0000(5)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 1 de agosto de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 8 de outubro de 2015.

Fábio Alexandre da Silva Coentrão (Caxinas, Vila do Conde, 11 de março de 1988) é um futebolista português que atua como lateral-esquerdo. Atualmente está sem clube.

Na temporada de 2009–10 Coentrão ganhou destaque, em parte, graças ao técnico do Benfica, Jorge Jesus, que o adaptou a lateral esquerdo, onde jogou a maior parte da temporada. O seu técnico disse: "Vais ser o melhor lateral-esquerdo do mundo".

No dia 8 de novembro de 2009, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Portuguesa e fez a sua estreia contra a Bósnia, na primeira partida das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, jogo que Portugal venceu por 1 a 0.

Em Portugal ele jogou pelo Rio Ave, Benfica, Sporting e pelo Nacional.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rio Ave[editar | editar código-fonte]

Coentrão juntou-se ao clube da sua cidade natal, o Rio Ave, em 2004, com 16 anos, jogando três jogos da Primeira Divisão. Na temporada 2006–07, afirmou-se como primeira escolha no Rio Ave, que quase conseguiu a promoção de volta ao escalão principal, mas teve uma boa campanha na Taça de Portugal, acabada pelo Sporting com uma vitória dos leões por 2 a 1 em Lisboa, com Coentrão a marcar o golo do Rio Ave. Enquanto jogava na equipa de Vila do Conde, ganhou o apelido de "Figo das Caxinas".[1] Após essa temporada, onde foi eleito "Jogador Revelação do Ano" da Liga de Honra,[2] muitos clubes demonstraram interesse em Coentrão, principalmente o Sporting e o Benfica, tendo o jogador escolhido os "encarnados" em julho de 2007. O seu estilo de jogo foi comparado ao de Arjen Robben pela World Soccer Magazine.[3]

Benfica[editar | editar código-fonte]

No dia 1 de janeiro de 2008, tendo poucas oportunidades no Benfica, Coentrão juntou-se ao Nacional da Madeira, emprestado até o final da temporada. No dia 3 de maio, marcou duas vezes numa vitória por 3 a 0 fora de casa contra o já coroado campeão Porto. Chegou a estar perto de assinar com o Feyenoord durante o período de transferências de 2008, com relatos de um acordo de empréstimo de um ano a ser anunciado na Internet.[4] Dois dias depois, no entanto, juntou-se ao Zaragoza, recém-despromovido em Espanha para a segunda liga.[5] Depois de quase nenhuma aparição durante a temporada, Coentrão voltou a Portugal e ao Rio Ave em janeiro de 2009, ainda propriedade do Benfica.

No dia 2 de dezembro de 2009, tendo jogado algumas partidas no Benfica como defesa esquerdo, marcou o seu primeiro golo em competições europeias, contra o BATE Borisov da Bielorrússia numa vitória fora de casa por 2 a 1 para a fase de grupos da Liga Europa.[6] Coentrão participou numa grande temporada do Benfica, jogando um total de 43 jogos oficiais (2851 minutos), enquanto o clube ganhava o campeonato e a Taça da Liga. Terminou a temporada sendo eleito o Jogador Português Revelação da Liga desse ano pelo CNID.[7] No ano seguinte, Coentrão foi considerado o jogador do mês de fevereiro.[8]

No dia seguinte a ter sido campeão pelo Benfica, em 2009–10, Fábio Coentrão casou-se com Andreia Santos e 2 meses depois viria a ser pai pela primeira vez, de uma menina, a quem decidiu dar o nome de Vitória.[9]

Já no dia 27 de setembro de 2010, titular no clube e na Seleção Portuguesa, Fábio Coentrão renovou o seu contrato com o Benfica até 2016.[10][11] No dia 2 de novembro, marcou seu primeiro bis na carreira, ajudando numa vitória em casa por 4 a 3 contra o Lyon, para a fase de grupos da Liga dos Campeões.[12]

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de Julho de 2011, o Benfica anunciou que chegou a um princípio de acordo com o Real Madrid para a transferência de Fábio Coentrão por um valor de 30 milhões de euros.[13] Posteriormente o Real Madrid confirmou a contratação do jogador por 6 temporadas, após ele ter passado nos testes médicos.[14] Fez a sua estreia pelo Real Madrid num amistoso de pré-temporada contra o Los Angeles Galaxy, no dia 16 de julho de 2011, dando uma assistência para Karim Benzema e sendo coroado homem do jogo.[15]

Monaco[editar | editar código-fonte]

Na temporada 2015–16, foi emprestado ao Monaco.[16]

Sporting[editar | editar código-fonte]

Já no mercado de transferências do verão de 2017, foi emprestado ao Sporting.[17]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Fábio Coentrão jogando pelo Real Madrid
Coentrão na seleção portuguesa

Internacional pelas seleções jovens de Portugal,[18] Coentrão foi eleito em 2007 Melhor Jogador do Torneio Internacional da Madeira, enquanto jogava pela Seleção Portuguesa Sub-20[19] sendo também coroado artilheiro da competição. Posteriormente, representou o país no Mundial de Sub-20 de 2007,[20] também durante esse ano, fez a sua estreia na Seleção Portuguesa Sub-21.

Depois de performances consistentes no Benfica, embora raramente jogasse no início da época 2009-10, Coentrão foi convocado pela primeira vez à Seleção Principal em novembro de 2009, para um jogo decisivo o play-off de qualificação para o Mundial de 2010 contra Bósnia e Herzegovina, e fez sua estreia na primeira mão em 14 de Novembro, no Estádio da Luz, jogando a segunda metade da vitória por 1 a 0.

Coentrão foi um dos 23 convocados por Carlos Queiroz para a lista final da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, começando como lateral-esquerdo em detrimento de outro jogador adaptado, Duda. Jogou todos os jogos de Portugal na Copa de 2010, onde chegou às oitavas-de-final.

No dia 10 de agosto de 2011, marcou o seu primeiro gol internacional, marcando através de um raro cabeceamento na vitória de Portugal contra o Luxemburgo por 5 a 0.

Em jogo disputado pela Copa do Mundo de 2014 no Brasil, contra a Alemanha, Coentrão se contundiu e foi obrigado a deixar a competição.

Golos marcados
# Data Local Adversário Golos Resultado Competição
1. 10 de agosto de 2011 Estádio Algarve, Faro, Portugal Flag of Luxembourg.svg Luxemburgo 3 – 0 5 – 0 Amigável
2. 22 de março de 2013 Estádio Ramat Gan, Ramat Gan, Israel Flag of Israel.svg Israel 3 – 3 3 – 3 Elim. da Copa do Mundo de 2014 - Europa
3. 5 de março de 2014 Estádio Dr. Magalhães Pessoa, Leiria, Portugal Flag of Cameroon.svg Camarões 4 – 1 5 – 1 Amigável
4. 10 de junho de 2014 MetLife Stadium, Nova Jérsia, Estados Unidos Flag of Ireland.svg Irlanda 5 – 1 5 – 1 Amigável
5. 29 de março de 2015 Estádio da Luz, Lisboa, Portugal Bandeira da Sérvia Sérvia 2 – 1 2 – 1 Amigável

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Seleção Portuguesa[editar | editar código-fonte]